Quinta-feira, 14 de Julho de 2011
Pedro Ramos e Pedro Fiel
Pedro Ramos e Pedro Fiel (Foto: Pedro Cunha)
Dois jovens de 22 anos decidiram lutar contra o insucesso e o abandono escolar. O projecto Ensinar Primeiro consiste em "formar jovens recém-licenciados" e colocá-los em projectos pedagógicos nas escolas com maiores problemas sociais, "a acompanhar, na qualidade de mentor, os alunos em risco", explica Pedro Ramos, um dos membros da equipa.

Esta é mais uma das ideias candidatas ao prémio das fundações Gulbenkian e Talento para o concurso Faz - Ideias de Origem Portuguesa, que pretende premiar uma ideia que tenha sido concebida por portugueses na diáspora e residentes. 

Os jovens que integrarem o projecto Ensinar Primeiro não serão futuros professores ou educadores, nem pretendem seguir o ensino como escolha profissional, revela Pedro Ramos, que acabou recentemente a licenciatura em Bioquímica na Universidade de Glasgow, Escócia, e avança: "A nossa intenção é dar oportunidade a futuros economistas, engenheiros ou cientistas de se envolverem na resolução de um problema social", o insucesso escolar.

Este projecto é uma variante da versão inglesa do Teach First, reconhece, mas com algumas diferenças, salvaguarda: "No Reino Unido, esta iniciativa põe jovens graduados a dar aulas como se fossem professores", o que seria impossível em Portugal devido à número de desempregados nesta área. Por isso, "o objectivo não é substituir os professores", assegura o jovem, é antes "agir junto do aluno" e "formar um elo de ligação" entre o estudante e a escola. 

Pedro Ramos e Pedro Fiel, originários do Porto, querem aproveitar o factor de proximidade geracional entre os mentores e os alunos. "Já existem psicólogos, assim como vários programas sociais", mas as pessoas que os protagonizam são "da geração dos nossos pais", com quem os alunos "em risco" não se identificam. Com jovens de "vinte e poucos anos", é mais fácil criarem uma relação de amizade, de cumplicidade, de forma a que o aluno "se consiga abrir junto do mentor" sobre problemas "pessoais, emocionais e escolares". 

O objectivo é agir na raiz do problema, antes do insucesso e do abandono escolar. É preciso agir e inovar onde os programas que já existem falham. O mentor tem de criar uma primeira ligação com o aluno; de seguida, ligá-lo à escola, à família e a todos os agentes envolvidos e, assim, tornarem-se "líderes inspiradores para estes alunos".

A curto prazo, o sucesso escolar dos alunos tem um importante impacto na resolução de "problemas educacionais do país", defende Pedro Ramos.

Passando da teoria à prática, Pedro Fiel, estudante de Astronomia na Faculdade de Ciências da Universidade do Porto, explica ao P2 como é que o Ensinar Primeiro quer implementar o seu projecto. Apesar de o aluno "de risco" ser o alvo da ideia, o projecto centra-se no recém-licenciado. "Queremos atrair estes jovens e dar-lhes a formação necessária em práticas de inserção social para que saiam com a marca de embaixadores do nosso projecto: passa a ser um jovem socialmente responsável e com grande capacidade de resolução de problemas educacionais". 

Depois, são colocados nas escolas. Os dois jovens esperam que esta formação se torne numa mais-valia e que as empresas dêem valor ao Ensinar Primeiro, ao ponto de financiar a continuidade do projecto. "É a nossa grande esperança", até porque a questão do financiamento é uma das principais dificuldades apontadas: são precisos formadores e locais de formação, embora, numa fase mais avançada, os próprios mentores possam dar esta formação. É preciso remunerar estes recém-licenciados", diz Fiel. 

Outro entrave ao Ensinar Primeiro prende-se com a possível "não-cooperação" dos alunos, mas a dupla garante que esta vai ser "bastante reduzida" devido à "proximidade geracional".

Para avançar com o projecto, a equipa espera contar com o prémio de 50 mil euros do concurso. No caso de não conseguirem convencer o júri do concurso que aquele é o melhor dos dez projectos finalistas, "o financiamento tornar-se-á ainda mais complicado", admitem Pedro Ramos e Pedro Fiel, mas não está nos planos da dupla abandonar o Ensinar Primeiro. "Há que arregaçar as mangas e começar a procurar apoios!"

 

Via Público



publicado por olhar para o mundo às 19:38 | link do post | comentar

1 comentário:
De jon a 25 de Junho de 2012 às 13:55
Bom post!
Eu Acho exactamente o mesmo, mas também acho que podemos sempre tentar fazer algo mais por nos próprios… Apos pesquisa relacionada, verifiquei alguma informação que Vos poderá ser útil:
Formas de Ganhar Dinheiro a partir de Casa - Descubra Como Ganhar Dinheiro a partir de casa - Aumente o Seu rendimento mensal através do mais completo guia criação de rendimentos e oportunidades de negócio em casa! Desfrute e Acima de tudo partilhe a sua experiência! :)

www.ganhaemcasa.blogspot.com/

Tudo de Bom para Vocês,

Abraço


Comentar post

mais sobre mim
posts recentes

Morreu Eusébio

Unesco consagra Dieta Med...

Morreu Nelson Mandela: A ...

Alejandro Sanz: 'A música...

Dulce Félix vice-campeã e...

Teatro, Festival de Almad...

Festim recebe Kimmo Pohjo...

Curta portuguesa entre as...

ARRISCA DEZ ANOS DE PRISÃ...

Maioria das mulheres alem...

arquivos

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Dezembro 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags



comentários recentes
Ums artigos eróticos são sempre uma boa opção para...
Acho muito bem que escrevam sobre aquilo! Porque e...
Eu sou assim sou casada as 17 anos e nao sei o que...
Visitem o www.roupeiro.ptClassificados gratuitos d...
então é por isso que a Merkel nos anda a fo...; nã...
Soy Mourinhista, Federico Jiménez Losantos, dixit
Parabéns pelo post! Em minha opinião, um dos probl...
........... Isto é porque ainda não fizeram comigo...
Após a classificação de Portugal para as meias-fin...
Bom post!Eu Acho exactamente o mesmo, mas também a...
Posts mais comentados
links


blogs SAPO
subscrever feeds