Segunda-feira, 28 de Fevereiro de 2011

O sexo e a cidade no masculino

 

Não há mulher digna do género que não seja fã da série "Sexo e a Cidade". Nunca se falou tão abertamente sobre moda, beleza e sexualidade, depois de Carrie, Miranda, Charlotte e Samantha terem aparecido nas nossas vidas, bem, nas nossas e nas deles, ou pensam que não sabemos a curiosidade que têm em saber o que se passa no nosso mundo.

Acredito que se passou a falar muito mais abertamente sobre sexualidade e relações que anteriormente, já sem falar que muito mais mulheres passaram a sonhar ter uns Manolo Blahnik ou Christian Loboutin na sua colecção de sapatos.

Entretanto, e porque parece que a série ficou pela sexta temporada, e o segundo filme deixou-me assim com alguma tristeza, resolvi procurar algo que me pudesse preencher a curiosidade e não é que acabo de descobrir que em 2008 foi lançada nos EUA a série "Big Shots", uma espécie de Sexo e a Cidade, mas no masculino.

Claro que comecei a pensar quando é que chegaria a Portugal, quando descobri que a cadeia ABC tinha-a cancelado antes sequer do final da primeira temporada. Será que algum dos homens que espreita o nosso blog terá tido acesso a algum dos episódios? É que nós, mulheres, também temos curiosidade em conhecer o vosso mundo.

 

"Homens, somos as novas mulheres"

Segundo as sinopses que espreitei, esta série que cruza o drama e a comédia, além de juntar um elenco quatro homens actores sobejamente interessantes, Michael Vartan, Dylan McDermott, Joshua Malina e Christopher Titus.

James, Duncan, Karl e Brody são quatro amigos empresários de Nova Iorque, competitivos e bem sucedidos, que, além de discutirem sobre negócios, confidenciam segredos e pedem conselhos uns ao outros em momentos mais difíceis e complicados da vida - até parecem conversas de mulheres hã!?

James Walker é o certinho do grupo, mas tem a vida profissional por um fio, face a uma reestruturação nas Indústrias AmeriMart, e uma revelação surpreendente sobre sua mulher, que o anda a enganar com o chefe.

Brody Johns é vice-presidente da empresa Alpha Crisis Management, que mal consegue gerir a crise de um casamento atribulado com uma mulher, demasiadamente preocupada com sua vida social.

Karl Mixworthy pode ser chamado (por mim) de sonso, o ansioso presidente de uma grande empresa farmacêutica. À carinha de anjo e ao sucesso, para conseguir conciliar uma vida dupla com uma mulher adorável e uma amante que tem como objetivo, monopolizar todo o tempo livre que Karl consegue ter.

Por fim, Duncan Collinsworth, o sexy e divorciado presidente da Reveal Cosmetics descobre que sua vida pessoal está ameaçada por rumores (verdadeiros) de um fato que pode acabar com tudo o que ele já conquistou, um one night stand acidental, com um transexual...

Os restaurantes e os brunchs substituem-se por campos de golfe, a estética pelo clube masculino, mas as conversas sobre sexo mantêm-se, sob a máxima "Homens, somos as novas mulheres". "E esta, hein?!"

 

 

Via A Vida de saltos Altos



publicado por olhar para o mundo às 21:03 | link do post | comentar

 
O Irão ameaça boicotar os Jogos Olímpicos em Londres se a organização não substitiur o logótipo oficial que, segundo Teerão, soletra a palavra «Zion».

O design do logótipo, uma representação do ano 2012, tem sido criticado por se assemelhar a inúmeras coisas, de uma suástica a um acto sexual. No entanto, o governo iraniano defende que o símbolo representa uma conspiração pró-israelita.

 

Numa queixa formal ao Comité Olímpico Internacional, Teerão apelou a que o símbolo seja substituído e os designers«confrontados», avisando que os atletas iranianos poderão, de outra forma, ser ordenados a manterem-se longe dos Jogos a realizar em Londres.

 

De acordo com a agência notíciosa iraniana, a carta afirma que«Como documentos da internet provaram, usar a palavra 'zion' no logótipo dos Jogos Olímpicos de 2012, é uma acção desonrosa e está contra os louváveis valores olímpicos».«Não há dúvida que a negligência do assunto, da vossa parte, poderá afectar a presença de alguns países nos Jogos, especialmente o Irão», podia-se ler na missiva.

 

A carta, proveniente do comité olímpico iraniano, não deixa claro a que «documentos da internet» se refere.

 

Entre as queixas que acompanharam a apresentação do logótipo em 2007, encontravam-se algumas teorias, nomeadamente em sites sobre teorias conspirativas. Uma dessas teorias é de que o logo que forma o ano 2012, poderia ser rearranjado de forma a soletrar a palavra «zion».

De acordo com a organização dos Jogos de 2012, o logotipo«representa a figura 2012 e nada mais».

 

 

 

Via Sol


publicado por olhar para o mundo às 19:37 | link do post | comentar

Carnaval do Brasil

 

Cerca de 84 milhões de preservativos serão distribuídos gratuitamente durante o Carnaval deste ano, em todo o Brasil, para prevenir a transmissão da sida, anunciou hoje o Ministério da Saúde.
A distribuição insere-se numa campanha publicitária educativa dirigida a jovens entre os 15 e 24 anos, faixa etária onde o número de contaminações está a aumentar, segundo as estatísticas oficiais.

"Em cada dez meninas infetadas, há oito meninos com a doença", apontou o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, ao anunciar a campanha, em Brasília.

O ministro disse que a falsa perceção de segurança no parceiro, a idealização romântica e a necessidade de provar confiança fazem com que as raparigas não utilizem o preservativo.

A campanha inclui anúncios de rádio, televisão e em sítios da internet, com expressões como "Sem camisinha, não dá".

Estatísticas apontam para cerca de 630 mil contaminados pelo vírus da Sida no Brasil, país cuja política de prevenção e de tratamento da doença já recebeu prémios internacionais pelos resultados alcançados.

 

Via Ionline



publicado por olhar para o mundo às 08:03 | link do post | comentar

Barrigas de aluguer em Portugal

 

As leis são feitas para pessoas mas, quando a Assembleia da República discutir a maternidade de substituição, os deputados poderão não saber de quem estão falar. São homens e mulheres que escondem o desejo de ter um filho como se planeassem um crime e que aprenderam a calar-se para não se sentirem julgados. Fazem-no tão bem ou tão mal que vivem entre nós e não damos por eles.

 

Manuel liga para o número de telemóvel que lhe foi dado por um médico, que serviu de intermediário. Ele conhece o nome da jornalista a quem está a telefonar, mas ela não sabe o seu nome. Foi o combinado. No primeiro telefonema, diz que não decidiu ainda, se aceitará dar o seu testemunho. "A maior parte das pessoas não entende isto, nem sei se vale a pena explicar."

"Só quem lida com estas pessoas pode ter ideia do que isto significa. Mas pode-se sempre tentar imaginar a frustração e o sofrimento daqueles para quem esta é a única possibilidade de ter um filho", diz Vladimiro Silva, consultor da Direcção-Geral da Saúde para questões da procriação medicamente assistida e administrador de uma clínica, a Ferticentro, onde aquelas técnicas são aplicadas.

Este médico não sabe quantas pessoas poderão vir a beneficiar da alteração da lei. Aparentemente são poucas, mas a maior parte não procura as clínicas, por saber que a maternidade de substituição é ilegal. Outros fazem-no para se certificarem de que, para terem o seu filho genético, terão de se deslocar aos chamados paraísos reprodutivos.

"Basta ir à Internet: nos EUA há empresas mediadoras e gabinetes de advogados que tratam da escolha do Estado cuja lei melhor se adequa a cada situação, que fazem seguros de saúde para a mãe de substituição e que asseguram que não há problemas com a entrada da criança no país de origem dos pais biológicos. O casal não gasta menos de 100 mil euros", avalia Vladimiro Silva. Quem tem menos posses, diz, pode recorrer à Índia ou à Ucrânia, "onde o processo fica muito mais barato (cerca de 15 mil euros), mas a possibilidade de algo correr mal é muito maior".

Vladimiro Silva diz não saber indicar quem tenha passado por aquele processo. Na verdade, já é difícil arranjar quem admita ter pensado nele.

Os outros contactos com casais que desejam beneficiar da maternidade de substituição envolvem cautelas semelhantes às de Manuel. A insistência no pedido de anonimato, o discurso cuidadoso e a negação da esperança são elementos comuns. O mesmo acontece em relação aos dias de hesitações e à ressalva de que só falam porque "o momento é decisivo".Temem ser "julgados" - nunca discutiram o assunto com mais de quatro ou cinco pessoas (familiares directos ou amigos muito próximos). A maior parte daqueles com quem convivem nem sequer sabe que enfrentam problemas de fertilidade, quanto mais que são irresolúveis sem o recurso à "barriga de aluguer".

 

 

Via Público



publicado por olhar para o mundo às 00:35 | link do post | comentar

Domingo, 27 de Fevereiro de 2011

Dicas para as melhores rapidinhas

Gosta de aproveitar o prazer de saber que podem ser ‘apanhados' a qualquer momento? Para os fãs, aqui fica um manual de instruções para que nada estrague esse momento:

Há casais que sentem prazer quando fazem sexo de forma inesperada e em situaçoes em que sabem que, caso não forem 'rápidos', correm o risco de serem apanhados em pleno ato! Ora, seja para os que já são adeptos, como para aquelas que gostavam de experimentar, seguem-se algumas pistas úteis para tudo correr pelo melhor! 

*Facilita  sempre muito mais as manobras se optar por uma saia ou um vestido, sendo que é indiferente se é curto ou comprido, desde que não seja demasiado justo ao corpo.

*Convém que ande munida de uma escova na sua mala, para dar um jeito a eventuais consequências no seu cabelo, bem como maquilhagem, que pode ser preciso retocar.

*Os sons que emitem devem ser controlados, porque a piada da situação é poder ser apanhada, não ser, de facto, apanhada.

*Para disfarçar o delito, devem procurar ser discretas, não abandonando os dois o local do crime em simultâneo, mas um de cada vez e com o ar mais composto do mundo.

*O automóvel é um dos locais mais comuns para este tipo de sexo, sendo que facilita mais as 'manobras' se forem para o banco de trás e você ficar por cima do seu companheiro.

*Quando o fozerem de pé, pode ser mais fácil se a penetração for feita por trás, caso não tenha como manter os pés apoiados.

 

Via Activa



publicado por olhar para o mundo às 21:03 | link do post | comentar

Nova lei das células estaminais

 

Estimular a investigação científica, definir o regime de obtenção e utilização, e desenvolver a atividade empresarial, são os objetivos da nova lei sobre células estaminais. 

O Governo aprovou uma proposta de lei que pretende estimular a investigação científica e o conhecimento sobre células estaminais e as suas aplicações, definir o regime de obtenção e utilização de células estaminais embrionárias e desenvolver a atividade económica e empresarial relacionada com estas células e com as terapias celulares.

 

A proposta de lei foi ontem entregue ao fim da tarde por Mariano Gago, ministro da Ciência e Tecnologia, a Miguel Oliveira da Silva, presidente do Conselho Nacional de Ética para as Ciências da Vida, entidade que tem de emitir um parecer obrigatório. Depois seguirá para o Parlamento.

Um comunicado do Conselho de Ministros salienta que a proposta de lei pretende fomentar a utilização de células estaminais de origem humana para fins de investigação científica, "que tenha como objetivo a prevenção, diagnóstico, deteção da origem e tratamento de patologias, designadamente as de tipo degenerativo ou que resultem da destruição irresistível de tecidos e órgãos".

 

Com efeito, para muitas dessas patologias, como doenças neurodegenerativas (Alzheimer, Parkinson), cardiovasculares e musculares, diabetes, cancro, etc., não existem terapias adequadas e o uso de células estaminais adultas e embrionárias, "é hoje reconhecidamente uma das vias mais promissoras para a possibilidade de êxito".

Acabar com as desvantagens comparativas de Portugal

Um dos objetivos da nova lei é remover as desvantagens comparativas que a atual legislação impõe à investigação em células estaminais em Portugal, em comparação com os países europeus com as leis mais avançadas e a investigação mais desenvolvida, como a Suécia, o Reino Unido e a Bélgica. Deste modo pretende-se atrair talentos nesta área e reforçar as instituições científicas nacionais.

 

As células estaminais são células indiferenciadas que têm capacidade de se autorreplicar e de dar origem a diversos tipos de células do corpo humano. A investigação nesta área já conseguiu resultados importantes na engenharia de tecidos, medicina regenerativa e desenvolvimento de terapias celulares.

 

Na exposição dos motivos, a proposta de lei sublinha a importância da nova legislação no desenvolvimento das capacidades científicas nacionais nas áreas da bioengenharia e das ciências biomédicas.

Facilita acesso a bancos de células e tecidos

Nesse sentido defende que é crucial "promover o acesso a bancos de células estaminais e de tecidos existentes em Portugal e noutros países, permitindo novas atividades biotecnológicas e um mais eficiente acesso a estudos pré-clínicos e ensaios clínicos".

Mariano Gago afirmou, a propósito desta iniciativa legislativa, que o nosso regime jurídico "estava disperso e bloqueado em muitos aspetos, quando comparado com o de outros países europeus, o que criava obstáculos injustificados".

O ministro da Ciência e Tecnologia salientou também que "a investigação científica nesta área é hoje considerada um dos elementos mais promissores de desenvolvimento das aplicações na saúde humana".

 

Via Expresso



publicado por olhar para o mundo às 17:42 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

love I get so lost, sometimes
days pass and this emptiness fills my heart
when I want to run away
I drive off in my car
but whichever way I go
I come back to the place you are

all my instincts, they return
and the grand facade, so soon will burn
without a noise, without my pride
I reach out from the inside

in your eyes
the light the heat
in your eyes
I am complete
in your eyes
I see the doorway to a thousand churches
in your eyes
the resolution of all the fruitless searches
in your eyes
I see the light and the heat
in your eyes
oh, I want to be that complete
I want to touch the light
the heat I see in your eyes

love, I don't like to see so much pain
so much wasted and this moment keeps slipping away
I get so tired of working so hard for our survival
I look to the time with you to keep me awake and alive

and all my instincts, they return
and the grand facade, so soon will burn
without a noise, without my pride
I reach out from the inside

in your eyes
the light the heat
in your eyes
I am complete
in your eyes
I see the doorway to a thousand churches
in your eyes
the resolution of all the fruitless searches
in your eyes
I see the light and the heat
in your eyes
oh, I want to be that complete
I want to touch the light,
the heat I see in your eyes
in your eyes in your eyes
in your eyes in your eyes
in your eyes in your eyes

 

 



publicado por olhar para o mundo às 12:03 | link do post | comentar

Voo livre para o titulo do porto

 

Via Henricartoon



publicado por olhar para o mundo às 10:40 | link do post | comentar

Jornalista ganha processo a bloguer

 

Durante anos Fernando Esteves, jornalista da Sábado, conta que que foi insultado porposts e comentários do blogue “Médico explica medicina a intelectuais”. Mas não ligou. Até que alguém o aconselhou que devia actuar judicialmente contra o autor.

 

Em menos de um ano a justiça decidiu a seu favor, processando o autor do blogue por difamação e obrigando-o ao pagamento de uma multa de 40 mil euros e 133 dias de pena suspensa. “Quiseram fazer jurisprudência”, diz o jornalista.

O caso, recorda, começou há cerca de cinco anos. Um artigo publicado na revista Sábadomotivou a ira do autor do blogue. Fernando Esteves achou que não valia a pena agir. Mas os insultos, e até o envio de posts do blogue para a direcção da revista, continuaram. 

“Era uma perseguição ad hominem”. Decidiu então avançar para a justiça no início de 2010. “Em Junho o autor do blogue foi constituído arguido. Foi surpreendente conseguirem identificá-lo. E fiquei surpreendido com a sentença. A juíza proferiu uma sentença violentíssima e acho que tinha a noção perfeita de que estava a fazer jurisprudência. A blogosfera não pode ser um campo onde se diz tudo sem consequência”, diz o jornalista, um dos profissionais da Sábado envolvidos no caso do gravador levado abruptamente pelo deputado Ricardo Rodrigues durante uma entrevista em Maio do ano passado.

Fernando Esteves confessa que este caso serviu para recuperar uma fé na justiça que tinha, de certo modo, perdido. “Percebi que a justiça também funciona”.

Em 2008 o blogue Póvoa Online foi desactivado, por providência cautelar, por difamação contra o presidente da Câmara da Póvoa de Varzim Macedo Vieira. Mas os autores acabaram por criar um outro onde continuaram a publicar.

Francisco Teixeira da Mota, advogado, conta que, pela identificação de um autor anónimo e pela pena aplicada, este processo agora ganho por Fernando Esteves é inédito.

 

Via Público



publicado por olhar para o mundo às 10:17 | link do post | comentar

Sábado, 26 de Fevereiro de 2011

 

 

Letra

 

No, no intentes disculparte
No juegues a insistir
Las excusas ya existían antes de ti

 

No, no me mires como antes
No hables en plural
La retórica es tu arma más letal

 

Voy a pedirte que no vuelvas más
Siento que me duelas todavia aquí
Adentro
Y que a tu edad sepas bién lo que es

Romperle el corazón a alguién así

 

No se puede vivir con tanto veneno
La esperanza que me da tu amor

No me la dió más nadie
Te juro, no miento
No se puede vivir con tanto veneno
No se puede dedicar el alma
A acumular intentos
Pesa más la rabia que el cemento

 

Espero que no esperes que te espere
Después de mis 26
La paciencia se me ha ido hasta los pies

 

Y voy deshojando margaritas
Y mirando sin mirar
Para ver si así te irritas y te vas

 

Voy a pedirte que no vuelvas más
Siento que me duelas todavia aquí
Adentro
Y que a tu edad sepas bién lo que es
Romperle el corazón a alguién así

 

No se puede vivir con tanto veneno
La esperanza que me dió tu amor
No me la dió más nadie
Te juro, no miento
No se puede morir con tanto veneno
No se puede dedicar el alma
A acumular intentos
Pesa más la rabia que el cemento

 

No se puede vivir con tanto veneno
No se puede vivir con tanto veneno

 

 



publicado por olhar para o mundo às 12:03 | link do post | comentar

Antivirus gratuitos

 

 

Os principais antivírus grátis do mercado ganharam, nos últimos meses, importantes atualizações, a ultima foi o Avast que esta na sua 6 edição.

 

Elas resultaram em várias mudanças nos sistemas de varredura contra vírus e no recurso de proteção em tempo real desses programas. As mudanças, para o bem ou para o mal, também incluíram a adoção de novas tecnologias, recursos e até a reformulação total da interface – caso emblemático do Avast, com o visual totalmente remodelado.

 

O Antivírus é hoje um software indispensável para qualquer usuário de computador, mas qual o melhor ?

 

Alguns profissionais, dizem, que o melhor antivírus é o atualizado, pois surgem vírus todos os dias, com isso a atualização é tão indispensável como o próprio antivírus. As desenvolvedoras de Antivirus gratuitos estão criando cada vez mais produtos de ótima qualidade para o usuário, e estão concorrendo em pé de igualdade com os pagos.

 

Mas você esta na duvida em qual instalar ?

 

Preparamos um resumo dos principais antivírus gratuitos :

Avast! Free Antivirus 6.0.1000 Final

 

o Avast! chega à sua sexta edição com a qualidade e a eficiência de sempre, e trazendo ainda mais novidades e facilidades para os usuários. Avast! já possui tradução para o português, facilitando ainda mais a vida dos usuários e permitindo um maior aproveitamento dos recursos oferecidos pelo programa.

Para saber mais sobre o programa clique aqui .

Para fazer o download clique aqui.


Avira AntiVir Personal Edition Classic 2010 10.0.0.611

 

O software conhecido pela proteção completa que fornece ao computador, sem que seja preciso pagar nada por isso e se destaca em relação aos concorrentes pela rapidez com que conquistou espaço no concorrido mercado de antivírus gratuitos. O programa, que foi evoluindo aos poucos, já pode ser considerado uma das melhores opções na hora de proteger o computador contra ameças

Para saber mais clique aqui

Para fazer o download clique aqui.


Microsoft Security Essentials 2.0.657.0

 

A primeira versão do Microsoft Security Essentials surpreendeu todos pela qualidade, e em agosto de 2010 foi apontado como um dos dez melhores programas antivírus pela AV-Comparatives, órgão especializado em realizar este tipo de avaliação. Fácil de usar,a ferramenta gratuita para a proteção de seu computador contra ameaças virtuais, com o selo de qualidade da Microsoft. A interface segue os moldes de elegância da marca, além de ser muito prática devido à qualificação das opções de maneira limpa e funcional

Para saber mais clique aqui

Para fazer o download clique aqui.


AVG Anti-Virus Free 2011 10.0.0.1153

 

Esta versão conseguiu ser mais rápida, ainda mais simples e, principalmente, mais eficiente contra ameaças. São mais módulos de proteção, mas isso não quer dizer que eles pesem no computador. Um grande mérito desta versão é aliar bom desempenho sem sugar recursos do sistema.

Para saber mais clique aqui

Para fazer o download clique aqui.


BitDefender Free Edition 2010

 

Apesar de não trazer anti-spyware, anti-spam e nem firewall, o antivírus gratuito da BitDefender garante um bom nível de proteção para os arquivos do PC. Mas software não é muito leve, o que pode gerar um longo tempo de carregamento do sistema operacional.

Para saber mais clique aqui

Para fazer o download clique aqui.

 

Via Mundo Connectado



publicado por olhar para o mundo às 10:03 | link do post | comentar

Sexta-feira, 25 de Fevereiro de 2011

 

Ericeira é reserva de Surf

 

World Surfing Reserves anunciou hoje que duas zonas de surf nomeadas - Santa Cruz, no norte da Califórnia e a Ericeira, em Portugal - foram formalmente aprovadas e serão dedicadas como World Surfing Reservas (WSRs). As duas regiões icónicas juntam-se a Malibu, Califórnia, que foi consagrado como a primeira Reserva Mundial de Surf em Outubro de 2010, e Manly Beach, Austrália, que também foi aprovado em 2010 e está agora a aguardar a sua "dedicação" que vai acontecer algures em 2011, como sendo os primeiros locais a receber a prestigiosa designação de Reserva Mundial de Surf (World Surfing Reserve).

A Ericeira é uma meca para o surf português e para surfistas de todas as nacionalidades. A área aprovada consiste em 4 km (2,5 milhas) da costa, quilómetros estes que contêm um grupo altamente concentrado de spots de surf de grande qualidade, vários deles de classe mundial, incluindo Ribeira d'Ilhas e outros.

"A Ericeira é uma costa de surf tão diversa, tem zonas para todos", disse o surfista profissional do WCT Tiago Pires, que cresceu surfando naquele bocado de costa "Há ondas grandes, ondas pequenas, ondas para profissionais e ondas de iniciantes. Eu amo esta área e eu estou contente de vê-la a começar a ter o reconhecimento que merece, bem como uma ferramenta para ajudar a melhor protegê-la."

A zona de Santa Cruz, de cerca de 11 km (7 milhas) da costa estende-se desde Natural Bridges no extremo oeste até Opal Cliffs, a leste de Pleasure Point e é composta por um denso aglomerado de ondas de sonho e está imersa numa enorme tradição de surf. A zona é conhecida pelos pontos icónicos em Steamer Lane e Pleasure Point, ambos pointbreaks para a direita de qualidade mundial.

"Eu não posso pensar num lugar mais digno do que Santa Cruz", disse um dos ícones mais notáveis da cidade, Jack O'Neill, que inventou os fatos de surf para que ele e os seus amigos pudessem navegar nas águas geladas da localidade nos anos 50 e 60. "Tem tantos spots de surf incríveis, uma comunidade de surf maravilhosa e é uma parte lindíssima da costa. A denominação de Reserva Mundial de Surf será uma óptima maneira de ajudar a preservar a área."

A World Surfing Reserves visa designar e proteger as áreas de surf mais importantes e queridas em todo o Mundo em parceria com as comunidades de surf local. Os sítios WSR são nomeados e seleccionados com base em quatro critérios principais: qualidade e consistência das ondas, a importância para a cultura do surf e da história, características ambientais, e apoio da comunidade. Até agora mais de cem sítios de 34 países diferentes foram submetidos à consideração do estatuto WSR.

O dez vezes campeão mundial de surf, Kelly Slater, que no ano passado já tinha apoiado o movimento, também expressou o seu forte apoio a Santa Cruz e Ericeira. "Toda vez que temos uma hipótese de preservar oficialmente uma praia ou um spot de surf específico, eu torço para ele", disse Kelly. " A World Surfing Reserves está a pôr a fasquia muito alta e com um grande alcance, procurando no Mundo o próximo grupo de praias a serem protegidas. Estou ansioso pela designação e protecção futura daquelas praias - tal como muitas outras pessoas".

Para além de seu significado cultural e estético, cada Reserva Mundial de Surf é um encontro de terra e mar seleccionados pela sua natureza única, pelas suas ondas e pelo seu cenário natural. A designação de cada WSR visa a protecção desta zona costeira de ondas e de habitat motivado pelo desenvolvimento inadequado, através de parcerias locais e internacionais que juntam a comunidade em torno da conservação, para melhorar e ditar a administração da área.

Sobre a World Surfing Reserves

World Surfing Reserves (WSR) identifica proactivamente, designa e preserva as ondas, zonas de surf e os seus ambientes circundantes em todo o mundo. WSR é uma iniciativa lançada pela organização Save the Waves Coalition em 2009, em conjunto com o National Surfing Reserves - Australia, e através de parcerias adicionais com a International Surfing Association (ISA) e com a Universidade de Stanford Center for Responsible Travel (CREST).

Para mais informações, consultem www.worldsurfingreserves.org

 

Via Surf Portugal



publicado por olhar para o mundo às 19:49 | link do post | comentar

Criado computador que cabe na ponta de uma caneta

 

Uma equipa de investigadores da Universidade de Michigan anunciou ter criado um micro-computador que cabe em locais tão pequenos como a ponta de uma caneta

A primeira utilização deste sistema de computação milimétrico será efectuada em ambiente médico, uma vez que o mesmo foi projecto com o objectivo de monitorizar a pressão ocular em doentes com glaucoma.

O protótipo, que tem o nome de Phoenix, é pouco maior do que um milímetro cúbico e tem no seu interior um microprocessador de baixa potência, um sensor de pressão, memória, uma bateria ultra-fina, um célula solar e um rádio wireless com uma antena para poder transmitir dados para um dispositivo externo.

Dennis Sylvester, professor da Universidade de Michigan e um dos investigadores envolvidos no projecto, referiu em comunicado que este micro-computador poderá ser aplicado a outras áreas, como a monitorização da poluição, de estruturas ou a fiscalização de determinadas situações. Para o investigador este é um trabalho«único porque se trata de sistemas completos em que todos os componentes são de baixa potência e estão encaixados num chip».

 

Via Sol



publicado por olhar para o mundo às 14:32 | link do post | comentar

 

 

 

 

 

Letra

 

Noites frias de marfim
Noites frias ao luar
A conversa já no fim
Matas-me com o teu olhar. 
Matas-me com o teu olhar
Matas-me com o teu olhar.

Sabes que esta vida corre
Como a sombra pelo chão
Nada fica, tudo foge
Ouve a voz do coração.

Matas-me com o teu olhar
Matas-me com o teu olhar.

São como cubos de gelo
Que eu sinto ao tocar
As palavras têm medo
Matas-me com o teu olhar.

Matas-me com o teu olhar
Matas-me com o teu olhar.

Com o teu olhar.

Matas-me com o teu olhar
Matas-me com o teu olhar.
Matas-me com o teu olhar
Matas-me com o teu olhar. 
Com o teu olhar.

 

 



publicado por olhar para o mundo às 12:03 | link do post | comentar

Monstra em Lisboa
 
O festival de animação da capital foi apresentado hoje em conferência de imprensa no cinema São Jorge

A Holanda é o país convidado da 10.ª edição da Monstra, Festival de Animação de Lisboa, que decorre entre os dias 21 e 27 de Março em duas salas de cinema e em seis espaços diferentes da capital.

A animação dos Países Baixos vai ser passada em revista, com destaque para as exibições de The Monk and the Fish (O Monge e o Peixe) de Michaël Dudok de Wit, que foi nomeado para os Óscares nos anos 90. De Wit terá uma retrospectiva, tal como outros nomes sonantes da produção neerlandesa, como Gerrit van Dijk ou Paul Driessen.

Da Holanda para o Japão, outro país em destaque na edição deste ano, os Estúdios Ghibli vão ter também uma retrospectiva em homenagem aos seus 25 anos de existência. Destes estúdios saíram filmes como A Princesa Mononoke e O Meu Vizinho Totoro, do consagrado Hayao Miyazaki. A jovem animação japonesa também está incluída em algumas sessões.

A programação infantil e familiar também estará a concurso na tradicional rubrica Monstrinha.

Como é hábito, o festival desdobra-se em espaços e iniciativas, muitas extra-tela. A formação continua a ser tónica do programa, com workshops em animação e em argumento, além de novidades em diversas masterclasses. Neste caso, é curiosa a que se anuncia a propósito de arqueologia da animação, pelo francês de origem grega Georges Sifianos.

Algumas técnicas inovadoras de animação vão ser demonstradas nestes encontros do público (mediante inscrição) com autores. É o caso do pinscreen, a animação em alfinetes, que será apresentada por Jacques Drouin a 24 de Março na Gulbenkian. Ou a técnica de processing, através de um software próprio, apresentada por Rui Madeira antes da abertura do festival, a 19 e 20 de Março na Escola Secundária D. Dinis.

As exposições integram, naturalmente, a programação. De destacar a que reúne, num só espaço (o Museu da Marioneta), as marionetas e os cenários originais de Dodu, do português José Miguel Ribeiro - famoso pelo Cartoon d Or que recebeu pelo filme A Suspeita - e de Toile de Front, de Marc Mènager e Mino Malan, uma história que nos transporta à I Guerra Mundial, quando um grupo de soldados recolhe algum material de guerra das trincheiras para construir instrumentos musicais e formar, assim, uma orquestra.

Haverá ainda os já tradicionais concertos e algumas originalidades experimentais. O espectáculo A Fábrica, por exemplo, cruza a dança com a animação, e será resultado de um workshop promovido, a 12 e 13 de Março no Teatro Meridional, pela coreógrafa angolana Marina Frangioia e por Fernando Galrito, o director artístico da Monstra, a apresentar no cinema São Jorge no dia 21.

Completam os locais do festival o Cinema City Classic Alvalade, o Museu Nacional de Etnologia e a Fnac, e a programação estará disponível no site www.monstrafestival.com.

 

Via Sol



publicado por olhar para o mundo às 11:05 | link do post | comentar

Proibido fumar nas praias e parques publico de Nova Ioruqe

 

A lei já tinha sido aprovada pela assembleia do município a 2 de Fevereiro e prevê a aplicação de uma multa de até 100 dólares para quem acender um cigarro em Times Square, por exemplo. Ao justificar a aplicação da lei, Bloomberg sublinhou que “é preciso garantir que os espaços públicos são espaços saudáveis”. E adiantou: “Os parques e praias livres de fumo irão tornar-se locais mais saudáveis para todos, serão espaços abertos de ar limpo para actividades saudáveis”.

A lei, aprovada por 36 votos contra 12, irá abranger 1700 parques e 22 quilómetros de praias, portos e passeios marítimos. A nova legislação, que se assemelha a outras que já foram aplicadas em Chicago e São Francisco, vem tornar mais restritiva a lei sobre o tabaco que se encontra em vigor desde 2002 e que proíbe fumar em bares e restaurantes.

Bloomberg sublinhou que, devido a essa legislação, nos últimos nove anos passou a haver menos 350 mil fumadores em Nova Iorque. Mas tal como tem acontecido em muitas outras situações, a lei foi também criticada por quem considera que a autarquia está a intrometer-se demasiado nos direitos dos fumadores.

Para defender a lei, Bloomberg citou o criador do Central Park, Frederic Law Olmstead, que considerava os parques “pulmões da cidade, refúgios onde se pode escapar às ruas abarrotadas, ruidosas e contaminadas”.

 

Via Público



publicado por olhar para o mundo às 08:03 | link do post | comentar

Loja inglesa vende gelado de leite materno

 

A loja "The Icecreamists" decidiu inovar e apresentar aos seus clientes um gelado feito de leite materno. A iguaria pode ser provada em Covent Garden, Londres.

O gelado chama-se "Baby Gaga" e será vendido a 14 libras (16,30 euros).

Quem doar o seu leite receberá 15 libras (17,50 euros) por cada 300 ml. 

 

Via Ionline

 

Este mundo não pára de me surpreender



publicado por olhar para o mundo às 01:04 | link do post | comentar

Quinta-feira, 24 de Fevereiro de 2011
Existe a etiqueta sexual

Já quase toda a gente já cometeu alguma gafe entre os lençóis Ou antes dos lençóis, ou mesmo depois dos lençóis. Mas também é certo que é daquelas situações em que queremos que tudo seja perfeito.

"Perguntaram-me se o sexo é sujo. Respondi: só se for bem feito." A célebre piada de Woody Allen pode ser pretexto para falar de sexo e etiqueta. Sexo selvagem e boa educação combinam? Ou, em linguagem mais básica, será possível conciliar uma lady na mesa com uma louca na cama? E se for ao contrário? Mas mesmo quando nem tudo é perfeito, há sempre forma de ultrapassar as situações da melhor maneira.

 

- O dia da cueca sem elásticos

Pois. Aquelas cuecas velhinhas que vestimos sempre que queremos estar confortáveis. Ou aquelas com a cara da Cinderela que comprou porque a sua sobrinha de 7 anos insistiu imenso. Ou as tamanho XL. É precisamente nesses dias que o nosso príncipe resolve bater à porta. Metade da nossa alma está na emoção do momento, a outra metade está nos elásticos que faltam às cuecas. Como resolver: ou tem tempo para ir à casa de banho trocar de indumentária ou nem sequer fale nisso. Os homens são seres básicos, e quando não se fala nisso, eles geralmente nem reparam. De qualquer maneira, o objectivo é mesmo despir. Empurre-as subtilmente para baixo da cama.

 

- O dia mesmo mesmo antes da depilação

 

Ele a achar que tem uma princesa nos braços e nós só pensamos que parecemos um clone do Abominável Homem das Neves. Solução: Nem pense em dizer que não teve tempo para ir à depilação. Como foi dito atrás, faça como se não fosse nada consigo.

 

- "Sim, Joaquim. Desculpa, João"

 

Gafe clássica. Sem saber porquê, chamou-o pelo nome do outro? O parvo do Joaquim, ainda por cima, que a enganou durante dois meses com a loira do 5º esquerdo. Como explicar-lhe que foi uma partida do subconsciente? Enfim, aqui tem mesmo de dizer alguma coisa. Não pode deitar-lhe o pote de mel inteiro em cima e esperar que ele se esqueça.

 

- Palavrões, vale?

 

Depende. Há quem ache sexy e há quem fique de repente com vontade de ir para casa ver a ‘Música no Coração'.  Pelo sim pelo não, nos primeiros encontros é melhor ir com calma no guião. Também não é preciso recitar Fernando Pessoa, mas se lhe apetecer muito dizer qualquer coisa menos senhoril, vá devagar. Há quem não goste que a sua amada desate de repente a chamar-lhe ‘meu grande ******'.

 

- Banho antes, não depois

 

Também não é parar tudo de repente e dizer-lhe ‘espera lá que eu já volto' e aparecer 45 minutos depois de um banho de imersão, mas mesmo que não use só Chanel n.º 5 convém estar minimamente asseada. Depois da coisa, não salte imediatamente dos braços dele para o chuveiro. Dá a impressão que achou tudo aquilo demasiado porco para ser verdade.

 

- "Sim, quem fala?"

 

Desligue o telemóvel. Nunca é demais repetir. E se estiver em casa, não páre tudo para falar com a sua tia Marta.

 

- Bom? Mais ou menos...

 

Até que ponto se deve desculpar as gafes do outro? Se for o homem da sua vida, nem dará por isso. Se estiver constantemente a reparar que ele beija ao lado, sabe a cinzeiro e tem um bocado de espinafres no dente, é sinal de que talvez seja melhor procurar outro príncipe.

 

Via Activa



publicado por olhar para o mundo às 21:03 | link do post | comentar

 

Um bebé já pode ter duas mães

 

Já há 13 histórias como a de Celeste e Paloma em Portugal, apesar de a lei portuguesa vedar o acesso a técnicas de procriação medicamente assistida a casais homossexuais ou a mulheres solteiras. Esta semana, o casal posou para o "El Mundo", depois de vencer um sentimento de discriminação no serviço nacional de saúde espanhol. "Falaram-nos como se estivéssemos a inventar", contaram ao diário. A pergunta era se podiam partilhar a maternidade biológica e a resposta só surgiu numa clínica privada. Este mês, as companheiras de 34 e 35 anos iniciam o ciclo de tratamento para conceberem em conjunto o primeiro filho.

O Instituto de Reprodução Cefer, com clínicas em Valência, Barcelona e Lleida, foi o primeiro na Europa a oferecer a solução a casais de lésbicas: uma doa os óvulos e a outra é inseminada e cumpre os meses de gravidez. O método recebeu o nome ROPA (recepção de ovócitos da parceira) e passa pela fertilização do óvulo de uma das companheiras com recurso ao esperma de um dador. 

Em Espanha, a inseminação artificial em mulheres sem parceiro ou lésbicas é prática regular há 30 anos, desde a abertura do primeiro banco de sémen no país, em 1977. O Centro Cefer começou a planear a nova oferta em 2005, quando foi aprovada a lei espanhola que permite o casamento entre pessoas do mesmo sexo. Um ano depois, quando a lei da reprodução medicamente assistida veio consagrar o direito às técnicas independentemente do estado civil e da orientação sexual, acabaram-se de vez os impedimentos. No ano passado foram publicados na revista internacional "Human Reprodution" os resultados da abordagem que o instituto define como "novo modelo familiar". Entre 2007 e 2009, na fase piloto da técnica ROPA - foram seguidos 14 casais de lésbicas, com idades entre os 25 e os 42 anos. Registaram-se seis gravidezes, de um total de 13 embriões transferidos. A primeira criança com duas mães biológicas nasceu neste período. Lluna foi registada com duas mães biológicas em Agosto de 2009, passo que também não está consagrado pela lei portuguesa.

Desde então a procura tem aumentado. Fernando Marina, responsável pelo laboratório de fertilizaçãoin vitro do Instituto Cefer, revelou ao i que no ano passado receberam dez casais portugueses à procura de engravidar mediante a técnica ROPA. Este ano já há mais três casos. A procura nacional por técnicas de procriação medicamente assistida em Espanha regista uma taxa crescente, até porque a lei só prevê o tratamento de casais inférteis casados ou em união de facto há pelo menos dois anos. Marina revela que neste momento recebem 30 a 40 casais portugueses por ano e também enviam esperma de dadores para os centros nacionais de fertilidade. Outro grande centro privado de reprodução assistida em Espanha, o grupo IVI, revelou ao que a procura duplicou desde 2008, sobretudo entre as mulheres sem parceiro. "Os nossos registos não incluem a orientação sexual, pelo que não sabemos se são lésbicas ou não", explica Carolina Alemany, responsável pela comunicação do grupo. No ano passado receberam 23 portuguesas, em 2009, 15 e em 2008 apenas 11. A clínica mais procurada é a de Vigo.

Carlos Calhaz Jorge, presidente da Sociedade Portuguesa de Medicina da Reprodução, explicou ao ique, em termos clínicos, não há qualquer impedimento à realização desta técnica. A única condicionante, também em Portugal, é o enquadramento legal. Muitos países só autorizam técnicas de procriação medicamente assistida em casos de infertilidade. Mesmo em Espanha, um dos países com menos restrições neste campo, há um "limbo legal", segundo escrevia o "El Mundo" esta semana. A lei prevê que o marido possa doar espermatozóides no seio do casal para uma inseminação artificial, mas a doação de óvulos tem um cariz anónimo. As técnicas de procriação medicamente assistida por razões não médicas também são feitas sobretudo em clínicas privadas, com custos elevados. Em Portugal, a técnica de microfertilização usada na ROPA ronda os 3250 a 4000 euros, segundo dados da Associação Portuguesa de Fertilidade.

 

Via Ionline

 



publicado por olhar para o mundo às 17:20 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

eu sei que já me enganei
vezes sem conta
e não contei
eu sei que já me cortei
em facas de ponta
e não sangrei

eu sei que às vezes menti
para não ficar
longe de ti
eu sei que já me perdi
para te encontrar.
e entristeci

eu sei que disse que sim
a tudo o que não
partia de mim
chamei bombom ao ruim
pedi perdão
num copo de gin

andei à toa na rua
fiz a minha cova
acabei seminua
chamando nomes à lua
que não se renova
para eu ser só tua

mas fiz da minha perdição
o meu rosário
virei o mundo ao contrário
e encontrei a salvação

 



publicado por olhar para o mundo às 12:03 | link do post | comentar

 

Lie to me

Parece que sim. Pelo menos é o que Paul Ekman diz. Quem é Ekman? O maior especialista nesta área, psicólogo americano que estuda as expressões faciais e linguagem não verbal há mais de 50 anos. É nas suas descobertas que se baseia a série da Fox "Lie to Me", com Tim Roth na pele de Dr. Cal Lightman, um Paul Ekman mais novo e com sotaque britânico. 

O argumento da série gira em torno do Lightman Group, cujos serviços são contratados pelas forças policiais e sociedades de advogados que querem apanhar mentirosos. Lightman e a sua equipa, especialista na leitura das expressões faciais e linguagem não verbal, nunca se enganam e, através de uma quase invisível contracção facial ou de um piscar de olho involuntário que filmam e observam em repeat, descobrem quem mente e quem diz a verdade.

Apesar de ser consultor da série, o especialista americano avisa no seu site oficial: "A forma como o Lightman Group descobre as mentiras é baseada nas minhas investigações. No entanto, e uma vez que se trata de uma série de ficção e não de um documentário, Lightman não se preocupa tanto em interpretar comportamentos, como eu. Na série, as mentiras são descobertas de forma mais certeira e rápida do que na vida real." Mas antes que pense que é tudo uma grande mentira, Ekman garante: "A maioria das coisas que vê na série é baseada em estudos científicos." 

Apanhar um mentiroso

 

Se pertence ao grupo de espectadores que se tornou muito mais apto a detectar mentiras graças a "Lie to Me", é melhor repensar esse dom recentemente adquirido. 

Timothy Levine, professor no Departamento de Comunicação da Universidade de Michigan State, EUA, e doutorado em psicologia, é o autor do estudo "The Impact of ''Lie to Me'' on Viewer''s Actual Ability to Detect Deception" ("O Impacto de ''Lie to Me'' na Capacidade dos Espectadores em Detectarem a Mentira") publicado da revista "Communication Research" a 17 de Junho de 2010. 

 

 

 

 

 

Via Ionline



publicado por olhar para o mundo às 08:00 | link do post | comentar

10 sinais de que ele tem um caso

 

Esqueça o cabelo louro no casaco: há indicativos mais fiáveis de que eles andam a arrastar a asa a outra. O que fazer? Isso é para outro artigo

 1 - Há qualquer coisa que não está bem

Isto é o principal. Até pode não haver nada aparentemente diferente (mas há sempre), só que qualquer coisa lhe diz que sim, que há qualquer coisa diferente, a forma como ele (não) olha para si, a forma como sai a correr depois do jantar, a forma como passa tanto tempo na Net (apesar de ele dizer que está só num chat com o grupo de body pump) a forma como, de repente, mesmo aquilo a que não sabe dar um nome, está… diferente.


2 – Ele dá-lhe mais atenção

Isto é um clássico da traição – o sentimento de culpa leva a que ele, que nunca reparou que você gostava de rosas, lhe entre em casa todos os dias com raminhos daqueles embrulhados em papel celofane que a fazem espirrar a si e ao gato. Atenção que isto é só no princípio do caso, depois volta a esquecer-se de que você gosta de rosas. Atenção também que isto só é estranho, obviamente, se ele nunca lhe ofereceu nem um malmequer antes.  


3- Zanga-se por tudo e por nada

Se ele geralmente era um paz de alma que só levantava a voz para cantar os parabéns, e mesmo assim ninguém o ouvia por trás do vozeirão da tia Amélia, é de estranhar que de repente perca a cabeça se o Benfica perde, o bife está mal passado ou o dia deu em chuvoso. Atenção que, enfim, isto pode apenas querer dizer que ele está preocupado com o chefe que é um tirano, a mãe que tem Alzheimer ou a conta que não tem dinheiro, já para não falar do Benfica. Por outro lado, é uma desculpa perfeita para sair de casa (‘vou arejar e já venho!’) e encontrar-se com a outra. 


4 - Fala pouco consigo

Sobretudo, não a olha nos olhos. O silêncio não é sempre mau, mas quando é um silêncio de separação e não de comunicação (porque há silêncios de comunicação) é sempre sempre sempre sinal de que alguma coisa não está bem. Se tenta olhar para ele e ele foge, como o cão, tenha medo. Tenha muito medo. 


5 - Começa de repente a trabalhar imeeeeeeeeenso!

É outro clássico, pois é. “Ai amorzinho, não vais acreditar, o chefe Lopes quer o relatório pronto até dia 29, eu bem lhe disse, ó Lopes, você tenha paciência, a minha mulher já não me vê desde o verão passado, com que cara é que eu lhe vou dizer que vou passar mais três semanas a fazer serão, e ele nada, aquela cara de pedra, que não tinha culpa que eu fosse um homem casado mas que se eu não quiser, que passa o trabalho ao Guedes, que tem 23 anos e é virgem.” 


6 - Esconde o telemóvel e o ecrã do computador

Ou arranja outros. Novo telemóvel (estavam em promoção), novas contas de email (é para não me estarem sempre a entupir a caixa). E protege-se mais: esconde-os de si e desenvolve a mania das teorias da conspiração, fica furioso se acha que você está a espiá-lo. Se bem que nem todos se protejam assim tanto. Alguns, dizem os psicólogos, deixam o extrato da Via Verde à vista (Oeiras, Oeiras, Oeiras, Oeiras? Que foi ele fazer a Oeiras e volta durante uma semana seguida à hora de almoço? Que negócios tem o Lopes em Oeiras?) inconscientemente querem mesmo ser apanhados. Mas a maioria é mesmo aselhice. 


7 - Tem falta de autoestima e precisa de atenção

Estes são os traços típicos dos homens que têm casos. Como são psicologicamente frágeis e dependentes de atenção, não resistem a outra mulher que se ria das piadas deles e que abane a cabeleira. Se tem um espécime destes nas mãos, olhe, boa sorte… 


8 - De repente, os gostos dele mudam

Ele que nunca queria ir ver comédias românticas de repente até sabe que o Brad Pitt tem 6 filhos, ele que odeia ballet deixou escapar que foi ver o ‘Cisne Negro’, arrastado claro, (por quem? Não foi o Lopes, com certeza, a não ser que alguém tenha feito uma lobotomia ao Lopes), ele que dizia que perfume era para meninas de repente tresanda a qualquer coisa que parece que alguém lhe entornou um carregamento de patchuli (que você nem sequer sabe o que é) em cima da camisa. Hmmm.


9 - Desinteressa-se do sexo

Pode estar cansado, coitado, pois pode (e o chefe que é um tirano e a mãe que tem Alzheimer e etc) mas não há homem que chegue todas as noites para duas mulheres, e se o cansaço começa a ser demais, desconfie.


10 – Os amigos também estão diferentes

 Atenção que nem sempre lhe vêm dizer, porque não querem magoá-la e também porque não sabem se você sabe ou não, ou ainda porque acham que não se devem meter. Mas os amigos dele sabem todos, e as amigas suas já descobriram sozinhas, por isso na prática toda a gente sabe menos você.

 

Via Activa



publicado por olhar para o mundo às 02:18 | link do post | comentar

Quarta-feira, 23 de Fevereiro de 2011

 

Mãe solteira o que fazer para namorar

Encontrar uma pessoa bacana para construir um relacionamento exige tempo e muita disposição. Talvez esse acabe sendo um dos motivos que levam mulheres que já são mães a deixarem um pouco de lado suas vidas amorosas.

 

Entretanto, a dedicação a um filho não pode ser empecilho para se viver um novo amor. Ainda mais porque há homens por aí que não se importam com o fato de terem que incluir uma criança no relacionamento.

 

Para a psicoterapeuta e psicanalista Lea Michaan, a mulher que já é mãe e está disposta a viver um novo amor não pode - e nem deve - ficar presa a um só papel. "Ela precisa transitar por todas as funções que cabem a ela: dona de casa, profissional, mãe, mulher. O filho vai crescer e viver sua própria vida. E se ela não cuidar de si própria certamente vai culpar este filho e impedir que ele siga seu caminho", esclarece.

Na hora de "ir à caça", Lea acha que a mulher não deve dizer logo de cara que tem um filho. Afinal de contas, ela tem o direito de se preservar. "O ideal é que ela comente da criança numa segunda oportunidade. Antes é importante saber o grau de envolvimento que ela e essa pessoa pretendem ter", sugere. "O filho já tem a carência de uma figura paterna, portanto, o certo é evitar qualquer tipo de frustração".

Lea recomenda também que a mulher crie um vínculo bacana com o parceiro antes de apresentá-lo ao filho. "Separadamente, converse com a criança. Diga a ela que você conheceu um homem legal e a importância que esta pessoa tem na sua vida. Peça para que seu filho o conheça e sempre ressalte que, apesar da chegada do rapaz, a sua relação com a criança não será abalada", recomenda.

A opinião da criança sobre o novo namorado da mãe não pode deixar de ser ouvida. "Procure saber o que ela achou. Caso a opinião seja negativa, tenha discernimento para identificar se a crítica é verdadeira ou apenas ciúmes. Se for necessário, tenha uma conversa franca com ela e com o parceiro juntos".

Um namoro pode acabar, mas o filho é para sempre. Por este motivo, a criança deve ser sempre prioridade na vida da mãe. "Nunca deixe seu filho de lado por conta do relacionamento. Encontre um momento do dia para se dedicar integralmente a ele. Seja quando ele chega da escola ou quando você chega do trabalho. Somente depois vá ao encontro do namorado", aconselha Lea.

Aos finais de semana, a mãe também precisa incluir a criança nos programas. "Caso o homem não tenha interesse em participar desses eventos, é um alerta de que ele não serve para namorar você", afirma a psicanalista. "Outro ponto importante é preservar a sua intimidade. Lembre-se de fechar a porta quando for se deitar com seu parceiro. É difícil para o filho conviver com a sexualidade da mãe".

Em situações como essa, é normal a família dar opiniões, uma vez que está preocupada com o bem-estar da criança. Para lidar com isso é preciso ter equilíbrio. "Eu penso que os familiares querem o bem da criança e, por isso, opinam. A mulher deve escutar sempre os conselhos, mas se realmente quiser levar o namoro adiante, deve defender sua posição, alegando que se ela tiver um companheiro será melhor para o filho e que o lado feminino dela também precisa de cuidados".

Portanto, tenha a certeza de que um filho não atrapalha sua vida amorosa. Esta pode ser a grande chance de conhecer alguém verdadeiramente responsável e que queira lutar para fazer você feliz e adotar seu filho de coração.

 

Via Vila dois



publicado por olhar para o mundo às 21:03 | link do post | comentar

Torne o seu filho inteligente

Se acha que ter um filho inteligente é um factor genético ou obra e graça do "Espírito Santo" está enganada. Estudos científicos indicam que os pais podem (e devem) cultivar eexercitar o cérebro dos seus filhos. Saiba como.

Sabia que a inteligência não é apenas um factor genético, mas na maioria das vezes pode ser resultado de uma prática constante ou exercícios adequados ao desenvolvimento cerebral do seu filho?

Como mãe, você pode realmente interferir na inteligência do seu filho, basta ter em conta algumas abordagens para promover a aprendizagem da criança ou mesmo incentivar o seu desenvolvimento intelectual.

Gwen Dewar, a antropóloga e criadora do site "Parenting Science ", faz pesquisas científicas associadas ao estudo da evolução psicológica e ao quociente de inteligência cerebral e emocional, estudando ainda os diversos estereótipos infanto-juvenis.

Uma das suas pertinentes opiniões que me chamou particularmente a atenção está relacionada com desempenho escolar. Gwen diz que é errado premiar uma criança por ter obtido bons resultados na escola, ou por ter mostrado um sinal de inteligência num determinado momento. Isso não aumenta a auto-estima da criança ou sequer melhora o seu desempenho escolar. A investigadora é da opinião que este tipo de comportamentos dos pais não passam de ideias pré-concebidas e que, pelo contrário, não acentua em nada a inteligência do seu filho .

Para esta antropóloga, há outras formas de exercitarmos os cérebros dos nossos filhos. Por isso, vamos a essas abordagens:

 

1. Amamentar o seu filho: pode ser muito importante a longo prazo, já que o leite materno é um bom contributo para o melhor funcionamento do cérebro, fornecendo nutrientes essenciais para a saúde do seu filho, bem comofortalecer o seu quociente de inteligência cerebral e emocional.

 

2. Atividade física: é fundamental para o desenvolvimento psicológico da criança.

 
Integrar o seu filho em equipas de desporto, desenvolve em muito a confiança da criança, contribui também para um elevado espírito de liderança e, sobretudo, promove uma forte motivação perante desafios.

 

3. Jogos de consolas ou de computador: por mais desajustado que isto possa parecer, a cientista, baseando-se num estudo feito pelaUniversidade de Rochester, afirma que ao terem contacto com esse tipo de jogos, as crianças exercitam o cérebro de forma a reconhecerem ou a aprenderem sinais ou indicações visuais mais rapidamente do que aquelas que nunca o fazem ou fizeram.

Por isso mesmo é que muitos professores ingleses começaram a utilizar na sala de aula jogos de consolas para praticar determinados exercícios. De qualquer forma, o que se deve ter em atenção quando nos referimos a este tipo de jogos é que o mais importante é não incentivarmos os jogos que sejam violentos e solitários. No entanto, devemos autorizar de vez em quando todos os outros que desenvolvam o pensamento: os jogos estratégicos, os jogos com a capacidade de planeamento ou ainda os que promovem o espírito de equipa.

 

4. Incentivar a leitura: é sem dúvida uma forma de melhorar a aprendizagem e contribui eficazmente para o desenvolvimento cognitivo da criança. Mesmo que o seu filho ainda não saiba ler, leia-lhe histórias todos os dias. Faz exercitar muito a sua capacidade de atenção.

 

5. Atividades extra curriculares: são fundamentais para a capacidade de interagir e de incentivar a curiosidade do seu filho. Os passatempos ou hobbies devem ser uma constante diária na vida do seu filho. Não se esqueça que atrás deste tipo de atividades nascem perguntas, desafios, novos interesses e novos conhecimentos. Por fim, podem desafiar o pensamento critico do seu filho, com a forte probabilidade de criar uma riqueza de auto-consciência.

 

6. Tocar um instrumento musical: ajuda a moldar o cérebro significativamente.

Os neurocientistas que estudaram a relação existente entre a música e a inteligência verificaram que os músicos têm cérebros completamente diferentes :

"por exemplo, se examinarmos o cérebro de um teclista veremos que a região do cérebro que controla os movimentos do dedo é alargada (Pascual-Leone, 2001)."

"Além disso, em testes cerebrais realizados em crianças entre os 9 e os 11 anos de idade, as crianças que tocam instrumentos musicais têm um volume com mais massa cinzenta, tanto no córtex sensório-motor e os lobos occipital (Schlaug et al 2005), do que as crianças que não tocam qualquer instrumento musical."

Na verdade, os músicos têm muito mais massa cinzenta em várias regiões cerebrais do que os não-músicos.

Relativamente a este assunto, sugiro a consulta de um outro artigo que já publiquei aqui no blogue: "Qual é o instrumento mais adequado para a idade do seu filho? "

 

7. Adeus à fast food. Por mais que o seu filho goste de ir ao McDonald's, ou de comer pizzas, ou até por mais que lhe dê jeito a si fazer para o jantar deles uns hambúrgueres ou uma salsichas rápidas, pense muito bem antes de agir.

Está cientificamente comprovado que uma alimentação saudável é a base para o desenvolvimento mental e motor na primeira infância e especialmente durante os primeiros anos de vida.

O melhor que podemos fazer é dar-lhes alimentos ricos em ferro para o desenvolvimento saudável do tecido cerebral. Saiba que os impulsos nervosos são transmitidos de forma mais lenta se houver deficiência de ferro.

Retire de uma vez por todas da alimentação deles os alimentos que contenham emulsionantes, gorduras e açucares.

Alimentos frescos e cozinhados de uma forma saudável são os mais indicados para crianças em idade de aprendizagem.

 

8. Sono e pequeno-almoço: deitar cedo e dormir cerca de 10 horas, a juntar a um pequeno almoço reforçado é fundamental para o desenvolvimento do coeficiente de inteligência do seu filho.

 

As crianças devem ter uma rotina de sono diária e que deve ser respeitada a cima de todas as coisas. O ideal é dormirem pelo menos 10 horas por dia, já que isso lhes vai proporcionar uma boa concentração escolar.

Os seus filhos devem tomar um pequeno almoço reforçado para melhorar a memória, a concentração e a aprendizagem na escola.

Em contrapartida, as crianças que não tomam um pequeno almoço em condições, e que não dormem o suficiente, tendem a cansarem-se mais facilmente, irritam-se com maior facilidade e reagem mais lentamente a novos desafios.

 

Agora que já sabe (ou recordou) as pistas para tornar o seu filho mais inteligente, comece já hoje mesmo a por tudo em prática, pois eles crescem num abrir e fechar de olhos.

 

Via A Vida de saltos Altos



publicado por olhar para o mundo às 14:08 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

Menina estás à janela
Com o teu cabelo à Lua
Não me vou daqui embora 
Sem levar uma prenda tua

Sem levar uma prenda tua
Sem levar uma prenda dela
Com o teu cabelo à Lua
Menina estás à janela

Estás à janela
Com o teu cabelo à Lua
Não me vou daqui embora 
Sem levar uma prenda tua

Sem levar uma prenda tua
Sem levar uma prenda dela
Com o teu cabelo à Lua
Menina estás à janela

Menina estás à janela
Com o teu cabelo à Lua
Não me vou daqui embora 
Sem levar uma prenda tua

Sem levar uma prenda tua
Sem levar uma prenda dela
Com o teu cabelo à Lua
Menina estás à janela

Uma prenda tua
Sem levar uma prenda dela
Com o teu cabelo à Lua
Menina estás à janela

Cabelo à Lua
Menina estás à janela x6

 



publicado por olhar para o mundo às 12:03 | link do post | comentar

O massacre na Líbia

 

Via HenriCartoon



publicado por olhar para o mundo às 08:49 | link do post | comentar

Criança sudanesa que deu Pulitzer ao fotógrafo Kevin Carter sobreviveu ao abutre

 

Deve o fotojornalista apenas mostrar a realidade crua através da sua lente ou interferir nela quando a sua consciência assim o exige? Kevin Carter achou que não devia interferir, em 1993, quando fotografou, para o New York Times a imagem de um bebé do Sudão, caído no chão, enquanto no mesmo plano um abutre esperava pacientemente pela refeição. Não salvou a criança e o mundo, que deu o bebé como morto, criticou-o e chamou-lhe a ele próprio abutre. Carter acabou por ganhar o prémio Pulitzer com esta imagem que o perseguiu e o levou ao suicídio aos 33 anos.

Afinal, conta este fim-de-semana o El Mundo, o bebé era um menino, chamava-se Kong Nyong, e sobreviveu ao abutre. Segundo o jornal espanhol a enfermeira Florence Mourin, que coordenava os trabalhos do programa das Nações Unidas para o combate à fome no Sudão em Ayod, o local onde tudo aconteceu, que o menino estava a ser acompanhado, como prova a pulseira branca na mão direita, que se podia ver na fotografia premiada. Uns tinham a letra T nas pulseiras, para casos de subnutrição grave. Outros tinham a letra S, quando precisavam de suplementos alimentares. Kong, que tinha marcada na pulseira a inscrição T3, sofria de subnutrição grave, foi o terceiro a chegar ao centro das Nações Unidas. E sobreviveu, conta Florence ao El Mundo, que foi até Ayod para reconstituir, 18 anos depois, a história daquela imagem.

Kong viveu até 2007, depois morreu de “febres”, contou o pai do menino.

Carter, que com Ken Oosterbroek, Greg Marinovich e João Silva - o fotojornalista lusodescendente que perdeu as pernas num acidente no Afeganistão em Outubro passado - fundaram o Bang Bang Club, movimento que denunciou, pela fotografia, os crimes doapartheid na África do Sul, entregou-se às drogas e acabou por se suicidar, tinha 33 anos. Em Abril de 1994, pouco depois do anúncio do Pulitzer, Osterbroek morreu, baleado, quando fotografava um tiroteio em Tozoka, África do Sul, Carter estava ao seu lado. Carter, que era descrito como alguém que profisisonalmente procurava sempre o limite da condição humana, era também arrastado facilmente para a depressão pela força do seu próprio trabalho, contavam os amigos. Dizia que se não fotografasse seria piloto de Fórmula 1, por gostar de viver no limite.

A fome no Sudão matou 600 mil pessoas em 1993. A guerra civil e a seca provocaram no país centenas de refugiados naquela década. O país continua a ser um dos focos de crise humanitária mais graves do planeta.

Via Público



publicado por olhar para o mundo às 08:02 | link do post | comentar

Terça-feira, 22 de Fevereiro de 2011

Sexualidade na China

 

Num país que descriminalizou a homossexualidade em 1997 e deixou de a considerar, oficialmente, uma doença mental há dez anos, continua a ser mais fácil não sair do armário do que assumir a sexualidade - ainda que se estime haver cerca de 40 milhões de homossexuais na China.

Mas uma nova geração de chineses parece ter encontrado uma solução de compromisso: o casamento entre um gay e uma lésbica. E os potenciais noivos já se podem encontrar em eventos próprios.

Em Xangai, considerada a cidade mais liberal e progressista da China, não faltam bares gay nem quem ostente publicamente a sua preferência sexual. Só que assumir para os amigos ou para estranhos é uma coisa - para a família, é outra. Casar e ter filhos não é um direito, é uma obrigação. Sobretudo para aqueles que são os herdeiros da geração que viveu e protagonizou a Revolução Cultural (1966-1976), e que seria a pioneira da política do filho único, implementada após a morte de Mao Tsé-tung.

Segundo a sexóloga Li Yinhe, citada pela revista Slate, 80% dos homossexuais chineses casam-se com heterossexuais. Esta tem sido a forma encontrada para contentar os progenitores e torná-los avós, numa sociedade em que a família ainda é, verdadeiramente, um pilar. A pressão para formar família é tal que, na China, as mulheres solteiras com mais de 27 anos não são chamadas tias : são chamadas restos ...

 

A fórmula perfeita
Para evitar este cenário de casamentos infelizes e vidas duplas mas, ao mesmo tempo, não dar aos pais o desgosto de o seu único filho assumir a sua homossexualidade, começaram a ser organizadas feiras de falsos casamentos nas grandes cidades chinesas, como Xangai. São reuniões discretas, em que gays e lésbicas tentam encontrar no sexo oposto o seu par. Ambas as partes sabem que a união será uma fachada. É a fórmula perfeita.

Fen Ye, de 30 anos, homossexual casado com uma lésbica, explicou à Slate a importância destes casamentos: «No teu trabalho, na tua vida social e nas reuniões de família, tens de levar alguém. Todos esperavam que me casasse. A cerimónia foi como uma tarefa que eu tinha de cumprir». Ele e a mulher já falaram em ter um filho. «Para ter um bebé, talvez tentemos a inseminação artificial», diz Fen, que deixou claro que não existe vida sexual entre ele e a mulher. E que assegura que, se for pai, sairá do armário para o seu filho.

 

Via Sol



publicado por olhar para o mundo às 21:02 | link do post | comentar

Geração à Rasca

 

Com 18.700 inscrições em apenas quatro dias subiu para quase o triplo o número de pessoas que no Facebook promete juntar-se ao "Protesto da Geração à Rasca" , marcado para dia 12 de março. Inicialmente programado para acontecer apenas na Avenida da Liberdade, em Lisboa, a iniciativa já foi alargada ao Porto, na Praça da Batalha.

Para estimular a adesão ao protesto foi criada outra página no Facebook, intitulada "Vamos lá, 1 milhão na Avenida da Liberdade pela Regeneração Política" . Tal qual como nos protestos organizados via Facebook para as revoltas em Marrocos, Líbia e Egito, os comentários multiplicam-se hora a hora, mantendo a discussão acesa.

"Às 15h00 do dia 12 de março, esta geração de desempregados, trabalhadores subcontratados e estagiários reúne-se para mostrar aos dirigentes políticos e aos empregadores que está 'à rasca'", escreveu hoje um dos precários que promete fazer parte do protesto. Relembrando os vários tipos de precariedade existentes, a resposta surge logo de seguida pela mãe de outra utilizadora do Facebook: "Não sejamos redutores. Este protesto é igualmente para a geração de empregados ou pequenos empresários, que estão do lado desses desempregados, e que, descontentes como eles, também não aguentam mais ver o país a ir ao fundo e as oportunidades de uma vida melhor fugirem por entre os dedos".

Camisolas pretas e bandeiras de Portugal

Há quem proponha que todos vistam camisolas pretas em sinal de luto e quem sugira o recurso às bandeiras nacionais "como na altura do Scolari" durante o Euro2004 de Futebol. Os organizadores sugerem que cada participante leve uma folha A4 com o motivo que os levam a estarem presentes na manifestação, com a promessa de posterior entrega de todas as folhas na Assembleia da República. E para que os ânimos não se exaltem no dia 12, os pedidos para "um protesto pacífico também se multiplicam: "Não queremos violência nem extremismos mas antes persistência!".

 

E se já são muitos os que incitam ao protesto, as mensagens de internautas mais céticos quanto à real adesão no dia marcado também começa a crescer. "Infelizmente a inércia é muito grande no povo português!", lembra um dos utilizadores do Facebook. Os mais entusiastas respondem: "Bora pessoal! Toca a sair de casa. Pelo menos sabem que fizeram algo para tentar mudar as coisas e não se limitam a ficar a olhar para o telejornal...".

 

Via Expresso



publicado por olhar para o mundo às 17:06 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

Nada em terra e céu, nos pode ensinar
O que vai na alma, de alguém que recusa
Deitar sobre o chão
Eu não

Oh, se te amo
Se não tenho
Oh, a vergonha
De o dizer

E nunca esse acaso ou lei, eu entendi
O homem que em vão se agita
Tão perto do mundo, tão longe de Deus
Eu não

Oh, se te amo
Se não tenho
Oh, a vergonha
De o escrever

 

 



publicado por olhar para o mundo às 12:03 | link do post | comentar

mais sobre mim
posts recentes

Morreu Eusébio

Unesco consagra Dieta Med...

Morreu Nelson Mandela: A ...

Alejandro Sanz: 'A música...

Dulce Félix vice-campeã e...

Teatro, Festival de Almad...

Festim recebe Kimmo Pohjo...

Curta portuguesa entre as...

ARRISCA DEZ ANOS DE PRISÃ...

Maioria das mulheres alem...

arquivos

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Dezembro 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags



comentários recentes
Ums artigos eróticos são sempre uma boa opção para...
Acho muito bem que escrevam sobre aquilo! Porque e...
Eu sou assim sou casada as 17 anos e nao sei o que...
Visitem o www.roupeiro.ptClassificados gratuitos d...
então é por isso que a Merkel nos anda a fo...; nã...
Soy Mourinhista, Federico Jiménez Losantos, dixit
Parabéns pelo post! Em minha opinião, um dos probl...
........... Isto é porque ainda não fizeram comigo...
Após a classificação de Portugal para as meias-fin...
Bom post!Eu Acho exactamente o mesmo, mas também a...
Posts mais comentados
links


blogs SAPO
subscrever feeds