Terça-feira, 31 de Maio de 2011

 

 

Este é o título da capa do último número da revista TIME, mas com uma ressalva pertinente aos porcos: "Sem ofensa".

 

O título despertou-me tanta curiosidade que não hesitei em ler o artigo. A jornalista Nancy Gibbsfaz uma reflexão muito pertinente sobre alguns dos muitos homens poderosos e famosos que se meteram em escândalos sexuais. Casos que vieram a público de grandes embrulhadas judiciais com acusações de abuso sexual de mulheres ou até de menores. Muitos acabaram mesmo por destruir as suas carreiras e outros, por serem detidos, viram a vida arruinada.

 

O escândalo mais recente foi precisamente o de Dominique Strauss-Kahn, por, alegadamente, ter abusado sexualmente de uma empregada do hotel em Nova Iorque, onde estava hospedado. E, pelo que veio a público nos dias seguintes, não terá sido a primeira vítima nas suas mãos. Resultado: Agora o excelentíssimo director do FMI e também promissor substituto de Nicolas Sarkozy está detido a aguardar julgamento. Havia necessidade?

 

Existem inúmeros outros casos de homens poderosos que abusaram sexualmente de mulheres e de menores, ao mesmo tempo que enganaram e comprometeram as suas próprias famílias.

 

Evidentemente que não são somente os homens poderosos a cometerem este tipo de crimes, ou a sujeitarem-se - a troco de - sexo à força -, a uma detenção. No entanto, a jornalista faz uma análise à quantidade de homens poderosose famosos que apenas por puro narcisismo ou fetichismo, arriscaram toda uma brilhante carreira e arruinaram as suas vidas para sempre.

Da arena à cadeia vai uma passo

No artigo da TIME, Nancy Gibbs usa uma tabela (ver abaixo), para estabelecer uma comparação entre os predadores simplesmente estúpidos e os maciçamente hipócritas. Muitos apenas mancharam os seus nomes e as suas carreiras para sempre. Outros foram mesmo detidos.

 

Na lista constam nomes como: Bill Clinton (caso Monica Lewinsky), John F. Kennedy (caso Marilyn Monroe), Tiger Woods (caso com prostitutas), Silvio Berlusconi (inúmeros escândalos sexuais com menores), Woody Allen(fotografou nua a sua filha adoptiva), Arnold Schwarzenegger (abusa sexualmente de uma empregada menor), Mike Tyson (acusado de violação) entre muitos outros.

 

 

Da arena à cadeia vai um passo

A pergunta de "Um Milhão de Dólares" - Porquê?

Por que é que homens com educação e poderosos, que podiam conquistar naturalmente inúmeras mulheres, abusam delas e de menores, tentando depois escapar ameaçando-as?

 

Como é que é possível que nesta era - supostamente evoluída, onde homens e mulheres convivem juntos desde crianças, sendo educados regularmente em escolas mistas, chegando depois à idade adulta onde trabalham juntos - existam ainda condutas tão pouco sérias e gente com tanta falta de juízo, ao ponto de cometer loucuras destas?

 

O poder é um privilégio que se pode conquistar a muito esforço de uma forma séria. Não pode de forma alguma ser usado contra vítimas indefesas que, na maioria dos casos, por puro medo, não confessam e não acusam. Não pode. Por isso recomendo a leitura do artigo da TIME, pois talvez assim menos mulheres calem o que não podem calar, venha de onde vier.

 

Via A Vida de Saltos Altos



publicado por olhar para o mundo às 22:19 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Há coisas que não se entendem no debate público português. Há mês e meio, só se falava da geração lixada, da geração sem direito a segurança social apesar de descontar (falsos recibos verdes). Era o tema. Era o princípio e o fim da nação. Ora, o FMI resolveu ajudar esta geração lixada pelos direitos adquiridos . No documento da troika podemos ler que um falso recibo verde pode receber subsídio de desemprego (ponto 4.1 iv, página 20) . Mas, por artes mágicas, este facto revolucionário não tem sido comentado, não tem aparecido. De repente, a geração lixada deixou de interessar. Mas a verdade é que o tal FMI, contrariando a narrativa vigente, ajudou a geração lixada.


E, atenção, a concessão de subsídio de desemprego é só uma das ajudas do FMI aos mais jovens. A reforma no mercado de habitação é outro exemplo desta aliança FMI/jovens. Ao impor um mercado de arrendamento mais competitivo, o memorando procura baixar as rendas e, acima de tudo, visa colocar mais casas no mercado de arrendamento. Depois, o memorando FMI/UE acaba com o "respeitinho pelos mais velhos" que estava explícito no código de trabalho. Até hoje, uma empresa em reestruturação estava obrigada a despedir o empregado mais novo, porque o mais velho tinha prioridade. Porquê? Porque era a antiguidade e não a competência que mandava no statu quo laboral. Agora, é a competência e não o respeitinho que vai determinar quem sai e quem fica. Além disso, a troika reduz a altíssima protecção de quem tem contrato permanente. As razões do despedimento vão ser flexibilizadas e as indemnizações reduzidas. O objectivo é diminuir o receio de contratar sem termo (o maior medo das nossas empresas). O objectivo é, portanto, diminuir o fosso entre os falsos recibos verdes e a malta mais velha do quadro.

 

É patético: as medidas que equilibram o jogo entre velhos e novos só entraram em Portugal a partir do exterior. Ao longo de décadas, a nossa classe política (e jornalística) foi incapaz de discutir a sério estas medidas. Como diz Bruno Faria Lopes, o documento da troika "fez mais pelos jovens do que qualquer governo dos últimos 15 anos". 

 

Via A tempo e a Desmodo

 

 



publicado por olhar para o mundo às 17:18 | link do post | comentar

Mercado À moda antiga em Oliveira de Azeméis
De 10 a 12 de Junho, o Centro Histórico de Oliveira de Azeméis vai voltar ao final do século XIX e princípio do século XX, com a organização do Mercado à Moda Antiga, um dos maiores eventos na área Metropolitana do Porto, que este ano celebra a sua 15ª edição.

É um evento para recuar no tempo, partilhar experiências, dançar, cantar e conviver. O programa inclui artesãos e arruadas, jogos tradicionais, cantigas populares, comes e bebes tradicionais e um espaço para as crianças. Pretende reviver o mercado que se realizava, há 100 anos, na então "Praça dos Vales", onde se comercializavam os produtos da região. Vão ser retratados os usos e costumes desses tempos, numa partilha de saberes entre os mais novos e os mais velhos.

O cenário do Mercado é constituído, entre outros, por tendas à moda antiga, produtos agrícolas, utensílios e trajes antigos. Também a muito apreciada Feira do Pão e a actuação de grupos de danças e cantares tradicionais não poderiam faltar. Este ano há um espaço em estreia: "O campo na cidade", onde os visitantes vão ter oportunidade de contactar com o mundo rural, a agricultura biológica, os animais domésticos. Vão ainda ter lugar passeios de pónei, para gáudio das crianças.
O evento tem início no Dia de Portugal, 10 de Junho (sexta-feira), e os destaques passam pela actuação do conceituado Grupo Flor-de-Lis (22h), que venceu o Festival da Canção 2009 e representou mais tarde Portugal no Festival Eurovisão, e do Grupo "Os Chocalheiros" de Vila Verde de Ficalho (16h). O sábado vai ser abrilhantado pelo grupo de percussionistas "Bardoada" (15h30), pelo baile tradicional com os "GiraSol" (16h) e pelo "Grupo de Fados de Medicina do Porto" (22h). Para domingo está reservado um "Teatro de Rua" (15h30), com quadros alegres e pitorescos, inspirados nas raízes do povo.
Ao longo dos dias vão ainda ter lugar jogos tradicionais, em que pais, avós e netos vão poder jogar ao pião, lencinho, vara ou fito. Danças e cantares tradicionais de Oliveira de Azeméis, de que são exemplos as modas, os viras, as rusgas ou as cantigas de amigo. Ainda visitas à Casa-Museu Regional de Oliveira de Azeméis, onde se encontram arquivos de imprensa, achados arqueológicos, objectos em vidro do Centro Vidreiro, e ao Antigo Colégio de Oliveira de Azeméis, onde está patente a exposição "A República para além de Lisboa 1908-1912", da autoria de Alice Samara.
Destaque ainda para a presença de artesãos, através da recriação de profissões antigas como o artesão, o tamanqueiro, o oleiro, o chapeleiro, a vendedora e 'fritadeira' de peixe, o vidreiro, o tecelão... e a padeira do famoso Pão de Ul.
Criado em 1997, o Mercado à Moda Antiga é uma organização conjunta da secção cultural do Grupo Recreativo, Associativo e Cultural de Cidacos (GRACC) e da Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis. Conta com a participação de cerca de 60 Associações e Instituições, 30 artesãos a trabalhar ao vivo, mais de uma centena de tendas, tabernas e exposições, e um milhar de figurantes.
Via Destinos Luso


publicado por olhar para o mundo às 08:54 | link do post | comentar

Dia da Criança

 

Ir de passeio poderia ser um dos direitos fundamentais das crianças. Esta semana, com o Dia Mundial da Criança, a 1 de Junho, em mente, temos Fugas em versão tempo dos mais novos: seleccionámos dezenas de actividades em família, por todo o país, para deliciar miúdos e graúdos. A Fugas também é das crianças.

MAIS Fugas | Família 

NORTE

Braga | Exposição "O Mundo da Playmobil"
O Braga Parque assinala este dia com a inauguração da exposição " O Mundo da Playmobil", que poderá ser visitada até ao final do mês e onde os miúdos podem - além de conhecer as mais emblemáticas linhas da marca - experimentar e explorar o mundo imaginário da Playmobil. No dia 1, haverá ainda muitas surpresas que farão as delícias dos mais pequenos: malabaristas, palhaços, escultores de balões e equilibristas e lembranças de balões e guloseimas.


www.bragaparque.pt

Bragança | Museu do Abade Baçal
As actividades começam cedo no Museu do Abade de Baçal, em Bragança, com actividades diversas, como aulas de hip-hop, jogo da pinhata e pinturas faciais. Da parte da tarde há aulas de dança do ventre, aulas de ginásticas e jogos tradicionais. Termina com lanche de convívio. Entrada gratuita. Telefone para informações: 273331595.


www.ipmuseus.pt

Douro | Cruzeiro no Douro
Nos cruzeiros de um dia da Douro Azul, crianças não pagam. Até 5 de Junho, as crianças até aos 11 anos, acompanhadas de um adulto podem viajar gratuitamente em todos os programas de cruzeiro de um dia da Douro Azul. As primeiras 50 reservas recebem bilhetes para o Zoo Santo Inácio, em Gaia.


www.douroazul.pt

Lourosa | Zoo de Lourosa
Duas aves muito especiais e divertidas andarão à solta para dar as boas-vindas aos mais pequenos que no dia 1 visitem o Zoo de Lourosa. Neste dia especial as crianças vão aprender um pouco mais sobre os animais que habitam este parque ornitológico, único no país dedicado exclusivamente às aves e ajudar na "Hora da Alimentação dos Flamingos". Todos recebem um Qui'zoo para poderem realizar durante a visita.


www.zoolourosa.com

Matosinhos | Surf
Para um dia mais radical a Escola de Surf do Norte oferece 10 aulas de Surf ou Bodyboard, às primeiras 10 crianças, com idades entre os 8 e os 12 anos, que apareçam nas instalações da escola entre as 10h30 e as 11h30. Está incluído material e seguro. Local: praia de Matosinhos, junto ao Vagas Bar. 

 

 

 

Via Fugas

 



publicado por olhar para o mundo às 08:21 | link do post | comentar

Segunda-feira, 30 de Maio de 2011

Depois de usar indianos, paquistaneses, moçambicanos e chineses “pagos” para encher comícios (ver o vídeo), o PS passou a usar… lisboetas. Passei há pouco no pavilhão do OAF (Académica) na Solum em Coimbra, onde foi esta noite o comício do PS, e vi um rodopio de autocarros (vídeo1vídeo2) a encherem-se de pessoas com bandeiras do PS. Perguntei para onde iam e responderam-me: para Lisboa. Vi 6 a 8 autocarros naquele momento (não tenho a certeza do número porque alguns estavam em movimento em torno do pavilhão).

Pouco antes tinha entrado no pavilhão. Na televisão, onde se falava de um “mar de gente”, o fundo negro por trás das bancadas deixou-me curioso: o que se esconde por detrás daquelas cortinas? A resposta correspondeu ao que eu esperava: mais bancadas, como se pode ver no vídeo abaixo. 





Se se marca um comício para um pavilhão que dispõe de bancadas, para quê ter o trabalho de montar e depois desmontar outras bancadas (e cortinas, etc) transportadas em grandes camiões? O contribuinte português tem mesmo de andar a pagar subsídios aos partidos para montarem estas campanhas megalómanas que desperdiçam carradas de dinheiro, só para não parecer demasiado mal na TV a incapacidade de um grande partido encher um pavilhão desportivo de média dimensão?

Não seria mais honesto (e barato!) deixar este aparato artificial e reservar o comício para uma sala de reuniões que se pudesserealmente encher, com gente realmente de Coimbra?

E os socialistas revêem-se nesta palhaçada de aparências?



Adenda, 28/5/2011: 
Jornal de Notícias"No dia em que teve mais ouvidos para o escutar - a "arruada" em Barcelos, a meio da tarde, foi a mais longa e concorrida até agora, e o comício da noite, em Coimbra, também teve uma enchente"
Jornal i"A aparição de Alegre em Coimbra foi bastante aplaudida por um pavilhão cheio de apoiantes."
Expresso"Num comício, ontem à noite, em Coimbra, o ex-candidato presidencial fez levantar o pavilhão da Académica por várias vezes."
Sol"no 'mini-estádio' montado dentro do Pavilhão da Académica,falando perante mais de mil pessoas." (noutro local lê-se que o "estádio-portátil" tem 700 lugares sentados; 8 autocarros cheios são cerca de 500 pessoas)
Público"Dentro do pavilhão, que estava lotado de apoiantes"
Diário de Notícias: "Num pavilhão cheio (embora diminuído pelo cenário montado pela máquina de campanha)"
Adenda, 29/5/2011:
SIC: "Foi até ao momento o maior comício dos socialistas nesta campanha; Coimbra dá ao PS o maior comício dos últimos dias"
TVI24: "o histórico socialista insuflou de energia o Pavilhão da Académica, que esteve lotado"
As Beiras"Num pavilhão da Académica/OAF muito bem composto de público – nas hostes socialistas dizia-se mesmo que o comício conimbricense foi, até ao dia de sexta-feira, o melhor da campanha eleitoral"
Diário de Coimbra: "José Sócrates falava no final do comício socialista que encheu o Pavilhão da Académica"
- como se vê neste vídeo e nestas fotos (agradecimentos aos Blogs "Mocho-III" e "O Rouxinol de Pomares"), há uma zona reservada aos jornalistas, que vêem o comício do lado de dentro. O número de lugares sentados dificilmente chega aos 700 e deixa pouco espaço para lugares em pé. O mesmo esquema foi usado pelo PS no mesmo pavilhão nas legislativas de 2009
- O pavilhão dispõe de mais de 1500 lugares sentados, que davam e sobravam para sentar confortavelmente todos os presentes, sem gastar um tostão.

Retirado de A aba de Heisenberg


publicado por olhar para o mundo às 22:41 | link do post | comentar

Saiba como podem os bancos mexer nos spreads

 

O Código de conduta divulgado pelo Banco de Portugal, no dia 17, revela que os bancos já podem incluir nos contratos de crédito uma cláusula que lhes permita alterar, de forma unilateral, a taxa de juro dos empréstimos, perante determinadas condições. Isso não quer dizer que todos os créditos à habitação venham a ser alvo de subida de spreads

 

Tome nota das situações em que os bancos o podem fazer. 

1- Os contratos que podem ser alterados unilateralmente. Só os contratos que contenham uma cláusula a prever a alteração unilateral das condições acordadas é que podem ser modificados.

2 - As circunstancias em que os bancos podem alterar as condições. Caso a cláusula que permite rever as condições esteja contratualizada, o Banco de Portugal define que os bancos podem alterar as taxas de juro ou outros encargos, desde que exista uma razão atendível ou variações de mercado. Por exemplo, se o programa de apoio financeiro a Portugal sofrer um revés, as intituições bancárias podem-se aproveitar disso para fazer alterações nos juros e encargos cobrados. 

3 - Formas dos bancos accionarem as cláusulas. O regulador defende que os bancos devem concretizar com detalhe suficiente os factos que consubstanciam a razão atendível ou as variações de mercado. Os factos que estiverem especificados no contrato devem ser externos ao banco, relevantes e excepcionais. Além disso, têm de ter por base um critério objectivo. Os bancos têm de comunicar aos clientes por escrito as razões que o levaram a alterar o contrato, e a data a partir da qual entram em vigor.  

4 - O tempo para as alterações fazerem efeito. Os bancos têm de dar 90 dias para que os consumidores analisem as alterações introduzidas nos contratos. Só assim os consumidores conseguem decidir se querem exercer o seu direito à resolução do contrato e que as novas condições só tenham efeito nas taxas cobradas, após esse período.  

5 - Alterações contratuais. As alterações aos contratos não têm de ser definitivas. O Banco de Portugal estipula que a cláusula que permite as alterações unilaterais preveja a reversão das alterações, desde que os factos que as justificaram deixem de existir.

6 - Se o consumidor quiser resolver o contrato. O BdP prevê que os consumidores não têm de pagar as comissões previstas para o reembolso antecipado, se o consumidor preferir resolver o contrato, devido às alterações. 

Fonte: Diário Económico

 

Via Ionline



publicado por olhar para o mundo às 21:38 | link do post | comentar

Reacender a chama é uma tarefa a dois

Em vez de procurar saber porque a traição acontece, não espere pelas férias, pense em como dar a volta à questão e reacender a chama, já.

 

Após alguns anos de relacionamento, homens e mulheres tendem a negligenciar o relacionamento íntimo a dois, tudo serve de desculpa: o stress, o trabalho, os filhos, e até mesmo o cão ou o gato.

 

Cada vez mais distantes naquilo que inicialmente os fazia correr para os braços um do outro ao primeiro olhar, os casais estão certamente mais infelizes, e o afastamento, quase sem espaço para dúvida, fá-los-á, mais facilmente, e mais cedo ou mais tarde, cair nos braços de outro homem ou outra mulher.

 Sete conselhos para reacender a chama

- Desligue a TV e o computador e falem os dois, nada de falar sobre filhos, contas, trabalho. Lembrem-se dos momentos românticos a dois, vejam fotografias antigas e olhem nos olhos um do outro;

- Sentem-se um ao lado do outro. Troquem carinhos, beijos, festas, abraços, mas aqui o sexo não está incluído;

- Agora sim, passamos à parte do sexo que deverá acontecer, pelo menos, de uma vez por semana. Para acontecer não precisa de ir buscar o Kama Sutra, basta apenas deixar-se levar;

 

- Os Preliminares são essenciais e não devem diminuir de qualidade nem quantidade de forma inversamente proporcional ao tempo em que estão juntos;

 

- Cuidem da aparência, digam um ao outro aquilo que gostam um no outro, elogiem-se e partilhem as tarefas domésticas - homens este é um excelente afrodisíaco para as mulheres- peúgas e cuecas espalhadas pela casa e pilhas de loiça não são atraentes. Minhas senhoras o pijama e o carrapito só são atraentes para o João Pestana.

 

- Partilhem fantasias e levem-nas adiante, a vergonha é um empecilho que só prejudica o desejo;

- Sigam para o nível seguinte e redescubram tudo aquilo que têm estado a perder até então. 

Promessa a dois 

Esta será a sua promessa para este mês, a começar hoje. A partir do próximo duplique aquilo que fez no anterior, melhore a qualidade e as técnicas. Não se esqueça das dicas, mas acima de tudo, relembre tudo aquilo que fez despertar a paixão no primeiro momento em que se olharam nos olhos, deram as mãos e o primeiro beijo.

 

Certamente que aqui não houve nada de mecânico, pois não?

 

Via A Vida de Saltos Altos



publicado por olhar para o mundo às 21:14 | link do post | comentar

Lobo Antunes candidato ao Prémio Príncipe das Astúrias
O escritor português António Lobo Antunes é um dos 32 candidatos de 25 nacionalidades diferentes a vencedor do Prémio Príncipe das Astúrias das Letras 2011, que é escolhido na quarta-feira.

Segundo a agência de notícias espanhola EFE, Lobo Antunes, que já foi anteriormente apontado como possível vencedor, surge ao lado de nomes como o escritor chinês Yan Lianke, o norte-americano John Ashberry e o chileno Nicanor Parra.

 

O júri, que inicia as deliberações terça-feira em Oviedo, é composto por escritores como Andrés Amorós, Juan José Armas Marcelo, Fernando Sánchez Dragó y Berta Piñán e pela diretora do Instituto Cervantes, Cármen Cafarell.

 

O galardão é o reconhecimento a personalidades cujo trabalho criativo ou de investigação representa uma contribuição relevante para a cultura universal nos campos da literatura ou da linguística.

 

No ano passado, o vencedor foi o escritor libanês Amin Maalouf. Vargas Llosa, Camilo José Cela, Günter Grass, Doris Lessing, Paul Auster, Cláudio Magris, Amos Oz foram alguns dos outros galardoados em edições anteriores na área das Letras.

 

Os Prémios Príncipe das Astúrias, de atribuição anual, contemplam as seguintes áreas: Comunicação e Humanidades, Ciências Sociais, Artes, Letras, Investigação Científica e Técnica, Cooperação Internacional, Concórdia e Desportos.

 

Cada um dos oito galardoados receberá 50 mil euros.

 

A entrega dos prémios é feita no Outono, em Oviedo, num ato solene presidido pelo príncipe Filipe de Espanha.

 

Via Sol



publicado por olhar para o mundo às 17:54 | link do post | comentar

Patti Davis nua aos 58 anos

 

Patti Davis, filha de Ronald Reagan, posou nua para a revista “More” aos 58 anos. Patti surpreendeu tudo e todos por ser considerada, até agora, como a “ovelha negra” da família Reagan.


Mas esta não é a primeira vez que Patti Davis posa nua para uma revista. Em 1994, a filha do ex-presidente norte-americano, então com 42 anos, despiu-se para a Playboy com o objectivo de aborrecer a sua família.


Uma atitude que causou algum incómodo entre os membros da família Reagan, mas que se traduziu para Patti numa “vitória pessoal”.


Desta vez, Patti resolveu mostrar o seu corpo para exibir o seu excelente estado físico. “O meu corpo é a casa onde vivo, e nunca mais parei de tentar melhorá-lo”, disse Patti Davis.


Hoje, a filha de Reagan diz que “aprendeu a olhar-se ao espelho e a ver a fortaleza que se reflecte no espelho…”.


Patti resolveu cuidar mais do corpo a partir dos 34 anos depois de ter passado por anos menos positivos devido ao vício das drogas que começou a tomar conta da sua vida aos 15 anos. 

 

Via Ionline



publicado por olhar para o mundo às 08:48 | link do post | comentar

Domingo, 29 de Maio de 2011
Imagem: Logotipo A Maior Exposição Fotográfica do Mundo

A 2ª edição d' A Maior Exposição Fotográfica do Mundo - Lisboa 2011 decorrerá entre 1 e 30 de Junho. Composta por exposições de fotógrafos nacionais e estrangeiros e prémios internacionais de fotografia, espalhando a fotografia por diversos locais da capital portuguesa: do Castelo de são Jorge ao Terreiro do Paço, do Padrão dos Descobrimentos ao Cinema São Jorge, da Rua Augusta ao Chiado, transformando Lisboa numa gigantesca galeria de arte.

Existirá, de forma totalmente gratuita, um autocarro (o ExpoBus) que durante todo o mês de Junho irá circular, das 10h às 20h, em todo o percurso da iniciativa: Belém - Cais do Sodré - Terreiro do Paço - Santa Apolónia - Rua do Comércio - Restauradores - Marquês do Pombal - Belém. Com paragens de 10 minutos, os visitantes poderão entrar e sair as vezes que quiserem em todas aquelas paragens, estando assim facilitada a visita a todos os 18 núcleos do evento.

Para mais informações visite o sítio oficial d' A Maior Exposição Fotográfica do Mundo.
Via Disto e daquilo by Ruimm


publicado por olhar para o mundo às 22:53 | link do post | comentar

Sexy sem ser vulgar

 

Na hora da paquera, a aparência, o jeito de seduzir, o jeito como as mulheres agem, as roupas, acessórios, a maquiagem, cada detalhe pode contar pontos positivos ou negativos. Tudo depende de como cada ação é encarada pelos homens. E entre o sexy e ovulgar há uma linha muito fina, um pequeno descuido, um milímetro ultrapassado pode significar um verdadeiro desastre.

 

A maneira como uma mulher se comporta, com certeza chama muita atenção e pode definir se ela é sexy ou vulgar. Isso não significa que é preciso medir cada movimento cautelosamente, pelo contrário, quando a espontaneidade é natural, agrada os homens. Eles gostam de mulheres simpáticas, divertidas. O que fica deselegante, é quando uma mulher ri alto, aumenta seu tom de voz e passa a agir exageradamente, faz de tudo para ser notada.

 

sensualidade quando bem trabalhada se torna uma qualidade. É uma maneira de apenas deixar no ar, limitar ao implícito uma certa malícia que só fica na imaginação de quem é expectador, a sensualidade convida à fantasia.

O equilíbrio é fundamental. E quando for se vestir, nada de querer mostrar tudo de uma vez, não é legal. Experimente: se escolheu uma blusa transparente, vista um top por baixo, quando preferir um decotão, escolha uma peça mais básica para combinar, uma calça jeans, por exemplo. Afinal, não há necessidade de deixar ombros, pernas e barriga a mostra se o decote avantajado já deixa uma parte do corpo em evidência, é suficiente. Quem deve ser sensual é você, não a roupa.

 

A vulgaridade desperta nos homens, ao mesmo tempo, sentimentos de desvalorização e excitação erótica. As atitudes vulgares, aos olhos masculinos, funcionam como um sinalizador de falta de limites. O grande desafio das mulheres está em ousar sem ultrapassar limites, ser sexy sem ser vulgar. A dica é explorar a sensualidade com moderação, às vezes, um gesto, uma boa conversa com idéias legais, pode funcionar bem mais que uma roupa curta. Inteligência e elegância também são sensuais.

 

A percepção do que pode ser sexy ou não é individual, no entanto, diante de muitas opiniões diferentes numa coisa todo mundo há de concordar: qualquer pessoa pode ser atraente e esbanjar sensualidade por aí. Por isso, autoconfiança é um fator fundamental para encontrar as próprias qualidades e valorizá-las. E não pense que para ser atraente é preciso estar dentro dos padrões estéticos que vemos por aí. Quando o bem-estar próprio existe, ele acaba sendo captado por quem se aproxima de você.

 

Via Dicas Mulher



publicado por olhar para o mundo às 21:03 | link do post | comentar

João Lemos, um dos autores portugueses que trabalha para a Marvel
João Lemos, um dos autores portugueses que trabalha para a Marvel (DR)

O francês Jacques Loustal e o italiano Ivo Milazzo são as presenças mais marcantes no VII Festival Internacional de Banda Desenhada de Beja, que começa amanhã à tarde na Casa da Cultura daquela cidade alentejana.

 

Durante os 15 dias de programação, que decorre até 12 de Junho, estarão abertas ao público 17 exposições e são esperados mais de 60 autores portugueses e de vários países europeus. O mercado do livro, a funcionar sobretudo nos fins-de-semana, conta com a participação de cerca de sete dezenas de editores, na sua maioria do circuito independente.

Além dos dois autores já mencionados, estarão presentes em exposições individuais Pablo Auladell (Espanha), Andrea Bruno (Itália), Liam Sharp (Reino Unido), Aleksandar Zograf (Sérvia), Fernando Relvas, Carlos Rico, Inês Freitas, João Mascarenhas, Ricardo Cabral, Rui Lacas e Bernardo Carvalho (Portugal).

Todos estes autores foram “primeiras escolhas”, disse ao PÚBLICO Paulo Monteiro, director do festival. Como em anos anteriores, o critério tem sido a escolha de “autores internacionais consagrados” (é o caso de Loustal e Milazzo), a par de “artistas de boa qualidade que praticamente ninguém conhece”, entre os quais Auladell, Zograf ou Andrea Bruno, acrescenta Paulo Monteiro.

O festival apresenta ainda quatro exposições colectivas: A Volta ao Mundo, com trabalhos dos autores de escolas alentejanas; Futuro Primitivo, com autores portugueses contemporâneos; Portugueses na Marvel, com obras de Filipe Andrade, João Lemos, Nuno Plati e Ricardo Tércio; e Venham+5, com obras realizadas a partir do trabalho desenvolvido pelo colectivo da Bedeteca de Beja.

A maioria das exposições (12) fica na Casa da Cultura. “Não cabe lá tudo. Por isso, decidimos colocar exposições em outros pontos da cidade, que é uma forma de levar os visitantes a conhecerem-na e, simultaneamente, promover a ligação do festival aos habitantes”, explica Paulo Monteiro.

Uma ambiciosa programação paralela, concentrada sobretudo nos fins-de-semana, é aposta forte da edição de 2011. Estão marcados numerosos lançamentos editoriais – Mundos em Segunda Mão (de Aleksandar Zograf), Moonface (Fernando Relvas), fanzine Venham + 5, revistas Zona Gráfica 2BDJornal 27 e Banzai, entre outros –, além de debates, sessões de autógrafos, visitas guiadas às exposições e a exibição da longa-metragem de Luc Besson A Maldição do Farao, inspirada nas aventuras da heroína de BD Adèle Blanc-Sec. O director do festival não esconde que tudo isto tem o objectivo de aumentar a afluência ao festival, que teve em 2010 mais de oito mil visitantes.

 

Via Público



publicado por olhar para o mundo às 17:44 | link do post | comentar

Cocas e companhia estão de volta. No novo filme, o famoso grupo de marionetas contracena com atores de carne e osso.

 

O famoso grupo de marionetas 'Os Marretas ' (The Muppets Show) regressa em novembro com um filme onde bonecos contracenam com atores de carne e osso.

 

Em 'The Fuzzy Pack', os Marretas reúnem-se com a ajuda de três fãs, para salvar o seu antigo estúdio. Amy Adams, Emily Blunt e Jason Segel são alguns dos atores que entram na película.

 

 



publicado por olhar para o mundo às 10:34 | link do post | comentar

Sábado, 28 de Maio de 2011
As mulheres gostam de bad boys

É comum dizer-se que o sorriso é o cartão de visita e um dos pontos mais sexy das pessoas. Mas segundo um estudo do jornal "Emotion" da Associação de Psicologia norte-americana, há uma diferença entre os dois  sexos: só as mulheres sorridentes é que são atraentes, já os homens com um belo sorisso são considerados irónicos ou ansiosos por sexo.

De acordo com o estudo, os homens tímidos e pensativos são os que os santos altos mais gostam.  Na verdade, as mulheres parecem preferir os "maus rapazes" - aqueles que são machistas, brutos, que dão desprezo, que se fazem de difíceis ou que já tiveram várias namoradas (e não os bonzinhos, fiéis e românticos, dá para acreditar?). Todos estes atributos são considerados sinais de masculinidade - sendo que o homem continua a ser encarado como o elemento forte.
"As mulheres sentem-se atraídas por homens como James Dean, aqueles com defeitos, mas que têm consciência deles", diz o estudo, citado pela Reuters.

A investigação foi feita com base na avaliação de 1000 indivíduos de fotografias com as expressões do sexo oposto - que diz respeito apenas às impressões iniciais. Por isso, os investigadores alertam que em relacionamentos sérios e duradouros estas dicas não não se aplicam. Nestes casos, convém mesmo que os homens sejam sorridentes e simpáticos a longo prazo! E já agora que sejam apaixonados e verdadeiros - a base da confiança numa relação.
Independentemente da validade deste estudo, é verdade que as mulheres se interessem muitas vezes pelos homens errados, o que não tem muita lógica, porque afinal estamos em maioria no planeta... o leque de escolha é maior, mas é preciso saber acertar. E como diz uma amiga minha a cara metade são como os sapatos - às vezes, há que experimentar mais números para chegar ao par certo!

 

Via A Vida de Saltos Altos



publicado por olhar para o mundo às 21:38 | link do post | comentar

Lúcia Moniz dá a cara no vídeo "Portugal Melhor"

Várias caras conhecidas dão a cara num vídeo "apartidário", intitulado Portugal Melhor, e apelam ao voto nas eleições legislativas de 5 de Junho.

 

 

A cantora Lúcia Moniz, o ex-militar José Moutinho, a empresária Maria José Galvão de Sousa, o produtor Manuel Moura dos Santos, o decorador Pedro Ramos e Ramos e o assessor João Libério são algumas das caras conhecidas da vida pública portuguesa que dão a para por Portugal Melhor.

 

O vídeo, criado pela empresa de produtos digitais Excentric e produzido pela Neon Media. "A ideia foi do Jorge Teixeira e nós produzimos, filmámos e fizemos o casting", explicou Pedro Reis, managing director da Neon Media, responsável pelos vídeos musicais de artistas como Tony Carreira, Mickael Carreira e D'ZRT.

 

"É um manifesto apartidário. O país já bateu no fundo e tudo aquilo que possa ser uma contribuição para melhorar um bocadinho a atitude das pessoas é válido". No final do vídeo, que dura 2:30, lê-se a mensagem: "Domingo vá votar. Segunda vamos trabalhar".

 

Via DN



publicado por olhar para o mundo às 17:10 | link do post | comentar

Natural Theatre Freezies
Natural Theatre Freezies (DR)

Quarenta horas seguidas de música, dança, teatro, novo circo, cinema, exposições, instalações e outras performances. Mas a festa já está em marcha.

Está já na rua o 8.º Serralves em Festa. Começou ontem com homens "congelados" e outros com cabeças de cone, além de turistas com malas cor-de-rosa no Aeroporto Francisco Sá Carneiro. Hoje chega à Baixa do Porto (estação de metro da Trindade, a partir do meio-dia), com percussão da Escola de Música de Espinho, seguindo-se caminhadas performativas à descoberta do espírito urbano. Ao final do dia e noite dentro, haverá música popular mexicana, Ritmia Periférica, com actuações das bandas Sonido Apocalitzin, Huichol Musical e 3Ball MTY.

Mas é amanhã e depois que o Serralves em Festa entra em ritmo non-stop: 40 horas entre as 8h00 da manhã e a meia-noite de domingo. O mesmo é dizer entre uma "visita fora de horas" ao Parque de Serralves, quando as primeiras cores e sons da manhã desta "reserva natural" está ainda liberta da contaminação urbana. E a actuação da banda Gang Gang Dance, que fará o concerto de encerramento em anunciada euforia pop (domingo, 23h00, no Prado - ver texto no suplemento Ípsilon hoje).

Cerca de 24 horas antes, no mesmo palco ao ar livre, outro momento musical, de pop electrónico, promete animar os visitantes - o concerto das Chick on Speed, projecto artístico da australiana Alex Murray-Leslie e da americana Melissa Logan. Elas cantam, dançam, pintam a manta e concebem mesmo a manta que pintam numa performance vanguardista que concentra também escultura e instalação. As Chick on Speed, diz Serralves, "são mais do que uma banda", são um estado de espírito que tanto pode surgir arrumado no movimento electro-pop-punk como no ideário feminista e dadaísta. No final da actuação, a animação noite dentro é assegurada pelos músicos da Ritmia Periférica virados DJ, e também por vídeos de Elaine Summers sobre o mundo da dança.

Terceiro momento musical a reter, em especial para os amantes do jazz (sempre no Prado, domingo, 19h30), será o concerto da Flamenco Big Band do saxofonista espanhol Perico Sambeat, que o programador António Curvelo considera "o mais português de todos os sevilhanos". Sambeat é, desde há muitos anos, presença habitual nas noites do Hot Club e nos grupos de Bernardo Sassetti. Apresenta-se, agora, com a sua primeira big band, convocando para ela o flamenco da sua tradição natal.

Dança e circo

Na muita dança que vai ser possível ver, e também dançar, em Serralves, há duas criações a reter: As Far as the Eye Can Hear, da francesa Martine Pisani; e Sideways Rain, da companhia Alias, do brasileiro Guilerme Botelho. A primeira é uma coreografia que se inscreve na própria paisagem, passando a fazer parte dela "em perpétuo devir que se constrói ao mesmo tempo que se desfaz". Sideway Rains reúne 14 bailarinos em correrias insensatas no palco, recriando "um retrato da condição humana" e de um Universo em constante transformação.

O novo circo, o teatro e as marionetas são também atracções habituais no Serralves em Festa. Este ano haverá as acrobacias dos Philébulistes, que em Arcane exploram uma surpreendente máquina de fazer circo. E o murmúrio de PFFFFFFF, a nova criação da companhia francesa Akoreacro, numa simbiose de acrobacia com música e sons tão normais como o de um avião ou do abrir duma garrafa de champanhe.

No teatro de marionetas, no momento emotivo do programa será a justa homenagem a João Paulo Seara Cardoso (1956-2010), o desaparecido fundador do Teatro de Marionetas do Porto, com a reposição de Make Love Not War, a sua última encenação, inspirado na sua leitura de Lisístrata, de Aristófanes.

E, no cinema, não deve perder-se Yo Yo (1965), segunda longa-metragem de Pierre Étaix, e um dos momentos altos do cinema burlesco francês.

Estes são apenas alguns lances da programação de duas centenas e meia de eventos, tendo como cenários as exposições visitáveis em Serralves, e cujo programa pode ser consultado no site oficial.

 

Via Público



publicado por olhar para o mundo às 09:49 | link do post | comentar

Sexta-feira, 27 de Maio de 2011

Samsung Galaxy Tab chega a Portugal

 

O novo Samsumg Galaxy Tab, o telemóvel mais fino do mundo, foi apresentado hoje no LX Factory, em Lisboa. Com um ecrã de 10.1 polegadas e uma resolução muito próxima do concorrente da Apple este telemóvel promete ser uma revolução.


Além de ser tão fino quanto o iPad2 e de ser um pouco mais leve, este telemóvel beneficia do novo sistema operativo Google Android 3.0 concebido apenas para os tablets. Uma das outras vantagens do novo Galaxy Tab em relação ao iPad é o facto de permitir utilizar Flash para ver televisão e filmes.


câmara de 8.0 megapixels é mais um atractivo por garantir uma alta qualidade tanto nas fotografias como nos vídeos.


Para ter um Samsung Galaxy novinho em folha terá de abrir os cordões à bolsa: por 589, 90 euros o telemóvel pode ser seu. Em Portugal, é a Vodafone que está a comercializar, por agora, oSamsung Galaxy, na versão com 16 GB de armazenamento

 

Via Ionline



publicado por olhar para o mundo às 17:52 | link do post | comentar

Pelo oitavo ano consecutivo, a Fundação Serralves oferece gratuitamente 40 horas non-stop de inúmeras actividades para toda a família. Estão representadas as áreas da Performance, Música (Improvisada, Pop Rock, Electrónica, Experimental, Jazz, DJs), Dança Contemporânea, Acrobacia, Circo Contemporâneo, Circo de Objectos Sonoros, Teatro (Teatro de Rua, Teatro para Infância e Juventude, Teatro de Marionetas) Cinema, Vídeo, Instalação, Fotografia, Visitas Orientadas, Exposições e Workshops.

 

A Fundação de Serralves alberga a Casa de Serralves, o Parque e os jardins, e o Museu de Arte Contemporânea desenhado pelo arquitecto Siza Vieira. A fundação, que existe desde 1989, pretender ser um local privilegiado de acesso à cultura contemporânea. Nas sete edições anteriores, a festa de Serralves contou com a presença de 3.600 artistas, 495 mil visitantes, dos quais 94 mil foram estrangeiros, num total de 1.500 eventos.
Via About Portugal


publicado por olhar para o mundo às 08:51 | link do post | comentar

A estátua de D. Pedro IV encheu-se de cartazes de protesto
A estátua de D. Pedro IV encheu-se de cartazes de protesto (Foto: Rafael Marchante)

O dia está cinzento e a chuva em nada convida a grandes ajuntamentos ao ar livre. As pessoas passam apressadas no Rossio. Escondem-se debaixo de ombreiras. Tapam o cabelo com um saco improvisado. Compram um chapéu-de-chuva barato, de última hora. Tentam não enfiar as sandálias abertas em grandes poças. Mas, mesmo assim, não resistem a uma paragem junto à estátua de D. Pedro IV. Os que vêm equipados com uma máquina, sobretudo os turistas, tentam uma fotografia. E mais outra. É impossível não reparar nas tendas, mesas, sofás e centenas de cartazes ali colocados. Há quem critique. Os mais curiosos aproveitam para falar com os 30 ou 40 jovens que estão aqui a passar o dia e a explicar a quem quiser o que os motiva e o que os faz resistir, até ao mau tempo.

Pedro Murteira, 26 anos, é um deles. O protesto começou na passada quinta-feira e Pedro tem estado sempre aqui, tirando uma ida ou outra a casa para tomar um banho. Esclarece desde o início que fala em nome individual. Aliás, como todos que aqui estão. “Não estamos aqui por ideologias ou para convencer alguém. Para falar em nome dos outros já temos os partidos. Viemos para uma praça no centro de Lisboa precisamente para que as pessoas tragam a sua voz e para que percebam que a rua é nossa e que não serve só para irmos a caminho do trabalho”, justifica.

A assembleia popular das 19h00

Durante o dia as conversas são mais informais e limpa-se o local com vinagre, cujo odor penetra o mais fundo que pode nas vias respiratórias de quem ali está. Há tempo para uma aula de yoga ao ar livre e para uma bancada com comida para todos os que quiserem repor energias. Partilha-se sopa, arroz, fruta, leite... o que houver. Umas coisas são trazidas pelos que aqui estão concentrados. “Mas também há pessoas solidárias que nos têm oferecido coisas”, conta. O momento alto do dia acontece às 19h00 quando se juntam umas 300 pessoas. É a esta hora que se cria uma reminiscência da polis grega e é então feita uma assembleia pública onde todos são convidados a intervir, a dar ideias, a denunciar problemas actuais. Ou simplesmente a contarem a sua história, em jeito de catarse colectiva.

 

Via Público



publicado por olhar para o mundo às 08:49 | link do post | comentar

Quinta-feira, 26 de Maio de 2011
5ª edição do Princípe Real LIVE promete Noites Mágicas para o fim-de-semana
O Príncipe Real - um dos bairros mais elegantes da cidade de Lisboa - acolhe a partir de hoje a 5ªedição do Príncipe Real LIVE.

Durante três dias, este que é um bairro nobre da cidade, enche-se de mais vida e em cada esquina vai haver arte, luz, movimento e animação.

Este ano o mote da iniciativa é a «magia, a ilusão, o fantástico e o feitiço» reunidos em três 'Noites Mágicas' que se prolongam entre as 11 e as 24 horas.

 

Da Rua D. Pedro V à Rua da Escola Politécnica e ruas perpendiculares, estará à disposição dos participantes um grande e variado leque de acções e eventos organizados pelos lojistas.

 

À semelhança do que já se tem vivido nas passadas edições, para estas 'Noites Mágicas' estão guardados inúmeros segredos: exposições de arte, joalharia e design, degustações, performances de tango e muitos outras iniciativas.

 

A programação está disponível em:http://www.facebook.com/event.php?eid=207571642984

 

Via Sol



publicado por olhar para o mundo às 23:17 | link do post | comentar

As 10 mentiras que eles mais contam

 

 

Algumas são incoerentes, outras nem tanto. Conclusão: não acredite em tudo o que lhe dizem

 

Claro que nem todos os homens mentem. E nem toda as mulheres acreditam. Mas há umas petas bem clássicas. Vamos descobri-las?

 

1 – Não estás nada gorda!


Estava mesmo à espera desta, não é? Pois continua a mentira clássica masculina. Como atenuante,  deve ressalvar-se que eles de facto não têm muito por onde escapar. Se uma mulher lhes pergunta: “Achas que esta t-shirt me faz mais gorda?” que é que queriam que o desgraçado respondesse? “Acho que sim, fofinha, que ficas tal qual a baleia do ‘Libertem Willy’?” “Ficas uma lontra mas eu amo-te na mesma, sabe Deus porquê”? Hmmm....

 

2 – O frango está ótimo!


Mais uma na categoria das mentiras piedosas, que aliás só lhes fica bem, embora em última análise não faça nada pelo futuro do casamento. Até porque elas começam a ficar desconfiadas e depois descambam aquelas conversas quilométricas do tipo “Mas diz lá a verdade, está horrível, não está? Ficou esturrado dos lados, não ficou? Tá sem sal! E tu nem sequer gostas de frango! Ouvi-te dizer isso um dia à minha mãe! Que te dava azia! E agora dizes que está ótimo! Olha e se fizesses tu o jantar, para variar?” Alternativa masculina: ehhh... vão jantar fora.

 

3 – Nunca mais vi a Patrícia desde que nos separámos


Pois, se calhar não, coitado. Ou se calhar encontrou-a numa sexta feira à noite no supermercado, ele virou à esquerda a seguir aos enlatados, ela virou à direita a seguir às alfaces, e pimba. Ficaram ali um bocado no corredor a atravancar o trânsito e a falar de nada, o cão dela que tem asma e saudades dele, a filha dele que ela não conhece e que felizmente não tem nada (nem asma nem saudades) e depois separaram-se e nunca mais, e de facto ele não achou importante contar em casa, para quê, ia dizer o quê, “Olha hoje vi a Patrícia, tá mesmo gira!”... E nunca mais viu de facto, embora sonhe com ela às vezes, na hora mais escura da noite, porque enfim, um homem não controla aquilo que sonha.

 

4 – Não olho para mais nenhuma mulher além de ti


Todos olham. Qual é o mal. Aliás, se se ficar pelos olhos já é uma sorte.

 

5 – Nunca faria nada que te magoasse


Pois se calhar a intenção dele é mesmo essa, o problema é que não é coisa que se possa prometer. Às vezes magoamos os outros não porque nos apetece mas porque acontece...

 

6 – Vou deixar a minha mulher


É a mentira sacana clássica dos que são casados mas não pretendem fazer com que isso lhes atrapalhe a vida. ‘Sim, não te vou mentir, sou casado mas a nossa relação está por um fio’, ‘ou ‘estamos mesmo mesmo nas fases finais do divórcio’, ou a versão piedosa do ‘Ai sim, sou casado mas não me posso separar agora porque a Mitó está a atravessar uma fase péssima, coitada, imagina que lhe morreu a mãe e na semana seguinte morreu também o gato! Deixa passar algum tempo’. Pois, algum tempo. Tipo para aí 57 anos.

 

7 – O teu trabalho é tão importante como o meu


Desiluda-se: não importa que tipo de profissão tenha – enfermeira, professora, talhante ou Presidente da República – quando chegar a altura de ter de optar, o trabalho dele há-de ser sempre mais importante. Se for preciso sair mais cedo para levar o gato ao veterinário, ir às Finanças, acompanhar a mãe ao médico ou levar a criança ao hospital, quem falta é sempre a mulher.

 

8 – Claro que não mandei nenhuma mensagem à Joana


Nem à Ritinha. Nem à Sara. Nem à, como é que se chamava aquela por quem ele tem uma pancada que se vê à légua, mesmo que ele diga que só a admira intelectualmente (admirar intelectualmente para eles não conta, é assim mais ou menos a mesma coisa que admirar outro gajo). Aliás desde que aderiram ao Facebook, a vida ficou um inferno. Ela também lá anda, mas quem lhe dá conversa são as amigas do costume, todas a queixar-se das borbulhas da Joaninha, do livro que não conseguem encontrar e do estado da Nação. E além disso ela tem mais que fazer do que andar em conversetas. Ele é que tem 2456 amiguinhos (e nem quer pensar quais destes são amiguinhas), ele é que fica nos chats até à 1 da manhã com a desculpa que está a trabalhar num projeto, ele é que amigou todas as suas conhecidas de vários planetas, feias, bonitas e intelectuais, ele é que dá conversa a tudo quanto tecle. Pois se calhar é tudo inocente. Se calhar não quer dizer nada. Se calhar.

 

9 – Adoro comédias românticas


Pronto, sim, há quem adore. Há quem fique a ver telenovelas com a maior das dedicações e não se vá deitar sem saber se a Maria afinal sempre vai dizer à Carolina que está apaixonada pelo Vasco. Mas a maioria vai ver histórias de amor... bem, por amor, mesmo. A maioria preferia mil vezes uma história de amor entre um camião disparado pela autoestrada em chamas até chocar com uma retroescavadora em transe, abalroando pelo caminho cinquenta Mercedes, vinte camiões Tir, duas bicicletas e um gato. Assim uma coisa em grande.

 

10 – Não me importo nada que tragas a tua mãe


Pois não, que ideia... Uma senhora tão agradável, que passa o almoço a protestar que as almôndegas estão sem sal, o arroz mal cozido, a sangria pouco doce e o leite creme muito queimado. Nem me importo nada que queiras passar o Domingo com ela e não comigo, e que aches que tens mais responsabilidades para com ela do que para mim, e que digas que ela continua a ser a pessoa mais importante da tua vida...

 

Via Activa



publicado por olhar para o mundo às 21:04 | link do post | comentar

 

Teatro

 

"Marcha dos Ordenanças" lembra invasões francesas em Alpedrinha

 

A 29 de Maio de 2011 realiza-se em Alpedrinha, numa iniciativa do Teatro Clube de Alpedrinha, a "Marcha das Ordenanças" uma reconstituição dramática da chacina de que foram vítimas os habitantes desta terra quando invadidos pelas tropas francesas.  

Esta evocação histórica transformada em Marcha lembra a derrota sofrida pelos franceses a 01 de Fevereiro de 1811 , qundo form violentamente atacados na Serra da Maunça.

Dizem documentos históricos que "O General francês Maximilien Foy que se dirigia de Salamanca para Santarém, para se unir às tropas do General André Masséna, ao percorrer a Estrada Real ou Nova, que ligava a Enxabarda (Fundão) a Cardigos (Mação), é atacado por oitenta ordenanças de Alpedrinha, que sob o comando do Tenente-Coronel J.Grant, apoiados pelo povo das terras da Serra da Maúnça provocaram uma enorme mortante no exército francês".

Face a isto transcrevem-se as missivas do comandante inglês que relatam os violentos combates mas nunca falam da intervenção popular. Mas a tradição oral é mais forte e nada foi esquecido.

"Sede servido referir a S. Exa. o Comandante em Chefe, que ontem uma coluna do inimigo debaixo do comando do General Foy, consistindo em 3 mil cavalos e infantes, de Ciudad Rodrigo passou pela estrada nova, para se unir a Massena. Pernoitou aos 31 em Alcaria, junto ao Fundão. No primeiro deste mês tomei posto em um outeiro junto a esta aldeia, por onde o inimigo devia passar, tendo comigo oitenta ordenanças de Alpedrinha; fez-se-lhe um em dirigido fogo por duas horas, e terminou somente com a noite: o resultado foi, dezoito mortos na estrada, grande número de feridos e dez prisioneiros; vários dos feridos acharam-se mortos esta manhã, pela extrema inclemência do tempo: também se tomaram diversos carros de trigo, e considerável número de bois. Tendo mandado partidas para picar a frente e a rectaguarda do inimigo, tenho razão para pensar que ele deve ter sofrido consideravelmente antes de deixar a estrada nova; nós só perdemos somente um homem, com poucos cavalos feridos, entre eles o meu". 
  
Esta é a Carta do Tenente-Coronel J. Grant, dirigida da Enxabarda ao Coronel D´Urban, em 2 de Fevereiro de 1811

Certo é que o general Foy (Maximilien Sébastien Foy) quando a 5 de Fevereiro se reuniu a André Masséna, chegou com 1800 homens, e ordens para retirar de Portugal.

É este episódio da História de Portugal que será recordado a 29 de Maio numa encenação do Ordenanças de Alpedrinha.

 

Via Hard Musica



publicado por olhar para o mundo às 10:29 | link do post | comentar

Quarta-feira, 25 de Maio de 2011
Reprodução, perda de virgindade
Até mesmo as mães que se consideram modernas, parecem se intimidar diante da realidade de que sua filha não é mais virgem
Parece coisa ultrapassada, mas não é: a perda da virgindade dasfilhas ainda gera grande conflito familiar. Por mais que seja algo natural, muitos pais preferem não enfrentar a realidade de que a menina de ontem é hoje uma mulher. Até mesmo as mães que se consideram modernas porque falam e orientam sobre sexo, parecem se intimidar diante da realidade de que sua filha não é mais virgem. 

A perda da virgindade, embora natural, não pode ser banalizada, afinal é algo muito importante na vida de qualquer pessoa, embora para as mulheres ainda exista um tabu difícil de ser superado. É, portanto, no sexo feminino que as dificuldades se ampliam a ponto de tentarem esconder dos pais o início de sua vida sexual. Muitas filhas se sentem constrangidas, envolvendo-se em sentimentos de culpa ou medo de ferir os pais, preferindo o silêncio. Nessa situação a perda é de ambos: dos pais porque deixam de participar de um momento decisivo e fundamental para suas filhas e dessas por perder o vínculo da cumplicidade que poderia fortalecer o respeito e a amizade com os pais. Essa é uma situação que pode gerar conflitos intensos com consequências marcantes na vida sexual da mulher. É preciso encarar o fato de que não é porque o tema está sempre em evidência, muitas vezes de forma tão desapropriada e vulgar, que a "primeira vez" não seja fundamental para o desenvolvimento sexual da pessoa. Sexo é coisa muito séria, pois envolve não só o corpo, mas principalmente a mente. Tanto é assim que pessoas não realizadas sexualmente tendem a ser inseguras em todos os aspectos da vida. 

É evidente que em lares onde haja maior diálogo entre pais e filhos a tendência é que esses últimos acatem melhor as orientações. Mas, infelizmente, é ainda muito difícil para a maioria dos pais conversarem abertamente sobre sexualidade com seus filhos, principalmente com as filhas. Também a de se considerar as dificuldades de muitas filhas que, embora tenham a compreensão dos pais, preferem os manter distantes dessa situação. É primordial que pais e filhos busquem distinguir e conhecer as dificuldades que impedem essa maior aproximação, a fim de que as vençam, estabelecendo maior intimidade e aproximação emocional. Todos os esforços nesse sentido são essenciais, pois, não se pode simplesmente fechar os olhos para a realidade que se impõe em fatos. 

O cultivo do diálogo familiar de forma harmônica, importante em todas as etapas da vida, se evidencia no momento em os filhos buscam seus próprios caminhos, conduzindo-os a assumir responsabilidades. Dispor-se a ouvir sem julgamento surte mais efeito do que qualquer discurso moralista e, com certeza predispõem os filhos à segurança de suas potencialidades. O efeito disso é engrandecedor na vida adulta. 

É então que o respeito à individualidade de cada um, baseado na camaradagem e companheirismo corresponde à medida exata para o entendimento e a pacificação do lar. 
Via Bonde


publicado por olhar para o mundo às 21:04 | link do post | comentar

Uma magistrada do Ministério Público embebedou-se. Estava no seu direito. Apesar de formada em Direito, conduziu o seu automóvel, torto e em contramão. Obrigada a soprar no alcoolímetro, o bafo atingiu a épica cifra de 3.08 gramas por litro no sangue.

Uma senhora magistrada do Ministério Público embebedou-se. Estava no seu direito. E, apesar de formada em Direito, conduziu o seu automóvel, torto e em contramão, na rua Alexandre Herculano, em Cascais. Depois, foi obrigada a soprar no alcoolímetro. O bafo atingiu a épica cifra de 3.08 gramas por litro no sangue. A magistrada foi detida por um sóbrio agente Polícia Municipal.

A procuradora, com uma brutal enxaqueca mais que justificada, devia ter-se apresentado, no dia seguinte, no Tribunal, a um seu colega procurador. Este, discreto e magnânimo para com a colega, considerou a detenção ilegal. Anulou-a e revogou o termo de identidade e residência, ignorando um parecer da Procuradoria-Geral da República, 2008, que considera legítimas as detenções feitas pela Polícia Municipal em flagrante delito.

Até aqui tudo perfeito. Quem não vê é como quem não bebe.

Só que o Procurador-Geral da República, denotando uma verdadeira intolerância ao álcool, mandou instaurar processo disciplinar à magistrada e esqueceu-se do colega magnânimo.

Para além disso, corre, ou vai ficar parado, no Tribunal da Relação de Lisboa, um inquérito-crime, contra a senhora procuradora. A moldura penal deste ilícito criminal, "condução de veículo em estado de embriaguez", prevê pena até um ano de prisão.

É claro que nada disto vai acontecer, felizmente, à senhora procuradora. Quando muito, uns dias de prisão de ventre se as bebidas ingeridas tinham efeito obstipante.

Ouvimos falar que parte da magistratura portuguesa é arrogante. Que não tem experiência de vida real. Que, muito jovem e acabada de sair do Centro de Estados Judiciários, entra a julgar casos difíceis, sem estar minimamente preparada, nem ter o bom senso que a maturidade e a experiência trazem. Que trata o cidadão comum, o funcionário judicial, ou o advogado, para não falar de testemunhas ou de arguidos, abaixo de cão. Que agenda, para a mesma hora, quatro ou cinco diligências, processuais sem respeito pelas pessoas, que passam horas intermináveis a pasmar nos tribunais, à espera da sua realização ou do seu adiamento. Que impõe prazos absurdos às partes, quando os próprios magistrados não são obrigados a cumprir prazos alguns. Que podem levar anos e anos para dar uma sentença, sem ninguém os incomodar por isso. Sem lhes pesar a consciência. E sem que a mão branda e corporativa do Conselho Superior de Magistratura lhes faça o mínimo remoque.

Eu não acredito em nada disto, que parece verborreia crispada de bastonário da ordem dos advogados. A Justiça portuguesa está bem e recomenda-se. É justa, célere, cega. Não distingue o pobre do rico. É exemplar do ponto de vista da educação para a cidadania.

O incidente da condução de um veículo movido a álcool, em Cascais, só demonstra que alguns magistrados, para não dizer muitos, sem a bênção protectora da popelina opaca das suas becas, são apenas humanos, demasiado humanos.

 

Via Falta de Castigo



publicado por olhar para o mundo às 17:39 | link do post | comentar

A boneca vende-se com uma blusa que simula os seios da criança
A boneca vende-se com uma blusa que simula os seios da criança (DR)

Chama-se bebé Glutão e à primeira vista nada o distingue de outras bonecas do género disponíveis no mercado que choram a pedir alimento. Só que em vez de vir com um biberão, é vendida com uma blusa que a criança pode vestir para simular os seus seios e, desta forma, fingir a amamentação.

 

Do Reino Unido e dos EUA têm chovido críticas a esta criação da empresa espanhola Berjuán, acusada de promover a sexualidade precoce das crianças mas que se tornou um êxito nos países onde foi lançada. A partir de hoje estará à venda em Portugal.

César Bernabéu, director de vendas da Berjuán, diz que a empresa não entende a "polémica criada à volta de algo que é totalmente natural" e adianta que "antinatural é dar o biberão a um bebé". Adelino Santos, responsável pela Berjuán em Portugal, vai mais longe e defende mesmo que o brinquedo é "bastante educativo", considerando "descabida" a ideia de que promove a sexualidade precoce das crianças que brincam com ele. 

A boneca, do género Nenuco, mama, chora para mudar de seio e, no final, arrota. Funciona através de sensores instalados nos seios artificiais, que simulam o movimento de sucção quando lhes são encostados os lábios de plástico do bebé. É hoje um dos brinquedos mais procurados nos EUA, onde Bill O"Reilly, o apresentador da cadeia televisiva Fox e líder de audiências no cabo, a acusou de ser um estímulo à pedofilia. Custa cerca de 40 euros e só em Espanha vendeu mais de 30 mil unidades desde o seu lançamento, em 2009.

Para Mário Cordeiro, professor de pediatria e saúde pública, não há dúvidas de que a amamentação deve ser vista como algo natural, mas nunca como algo "forçado" - e esse, na sua opinião, parece ser o caso. Cordeiro não acredita que a boneca "traga benefícios" às crianças e explica que "a banalização de coisas importantes pode mesmo estragá-las". 

"Uma coisa é ver outra pessoa e aprender com o que se vê, outra é praticá-lo, numa idade desadequada. Cada coisa de sua vez e o percurso do desenvolvimento da sexualidade, que começa à nascença, faz-se por etapas, sem forçar nenhuma e admitindo o ritmo próprio de cada uma", explica. Tudo resumido, o conceito do bebé Glutão parece-lhe "um bocado bizarro e até pateta".

Carlos Amaral Dias, médico psiquiatra e psicanalista, tem uma opinião diferente. A começar pela ideia de que o boneco promove alterações na sexualidade e até a gravidez na adolescência, como defendeu O"Reilly, o que é "um disparate que carece de investigação". O médico admite que o boneco "pode, eventualmente, estimular um certo tipo de sexualidade infantil", mas desvaloriza a situação, considerando-a normal. 

Sobre a mini-blusa que é vendida com a boneca, e onde duas pequenas flores em tecido simulam os dois seios, Amaral Dias diz que as crianças têm "consciência da imagem corporal". Já Mário Cordeiro considera "ridícula" a ideia da blusa e, em tom de brincadeira, relembra o filme Uns Compadres do Pior, "em que o Robert de Niro tinha uma blusa com uma maminha feita à semelhança da da filha, onde punha leite, para dar de mamar ao neto quando ficava com ele". 

Os pais, contudo, parecem estar a reagir bem ao novo brinquedo e o volume de vendas, diz César Bernabéu, prova que a maioria vê com normalidade a possibilidade de as crianças simularem a amamentação. O director de vendas da Berjuán garante que todos os anos a empresa continuará a lançar no mercado novos assessórios para ajudar a dar de mamar ao bebé Glutão.

 

Via Público



publicado por olhar para o mundo às 16:32 | link do post | comentar | ver comentários (2)

O futuro de Portugal

 

Via Henricartoon



publicado por olhar para o mundo às 08:39 | link do post | comentar

Bob Dylan: 70 anos de vida e uma carreira intemporal

 

Discreto e revolucionário, músico e poeta, Bob Dylan é isto e muito mais. É um artista intemporal que ganhou o seu lugar na memória colectiva de todos e em todo o lado. Dos Estados Unidos, terra onde nasceu, a Portugal, onde tem uma vasta legião de fãs, passando pela China onde actuou pela primeira vez este ano. São pais e filhos que ouvem a mesma música, uma música que vai ser sempre “Forever Young” (música do álbum “Planet Waves”, 1974).

Hoje com 70 anos e meio século de carreira, Bob Dylan já não é apenas uma figura da música. Dylan, que começou a escrever com apenas dez anos, mostrou que o rock e a poesia têm tudo a ver, tornando as suas músicas em verdadeiros símbolos da época que viveu. Ganhou o respeito do meio e tornou-se um símbolo da contracultura americana desde o início dos anos 1960, criticando o governo, na altura ‘ocupado’ com a guerra do Vietname, e unindo-se à luta pelos direitos civis. 

As suas músicas são, ainda hoje, uma amostra daquilo que Dylan representou e representa na sociedade. Os seus valores e críticas estão bem claros e por isso ainda hoje as suas músicas são usadas como hinos nas lutas pela igualdade ou contra os governos opressores. São músicas políticas e por isso revolucionárias.

“Blowing in the wind”, “The times they are a-changing”, “A hard rain's a-gonna fall” ou “Ballad” são alguns dos temas que marcaram o seu percurso que conta já com 34 álbuns de estúdio, 13 discos gravados ao vivo e 14 compilações. São tantos os seus trabalhos como os anos de carreira. 

Em várias ocasiões, Bob Dylan já explicou que as suas canções “não são sermões” mas apenas um reflexo da realidade por si observada. “Não sou o porta-voz de ninguém”, garantiu o músico. 

A verdade é Bob Dylan é hoje um dos músicos mais influentes na história. Há quem diga que até os Beatles foram influenciados pela sua música pop, rock, country e folk. Ao longo dos anos têm sido muitos os músicos conhecidos e já com uma carreira estabelecida, como Bruce Springsteen ou David Bowie, que têm versões da música de Dylan.

Por onde passa, os concertos esgotam. Já foi alvo de livros e filmes e não tem por hábito dar entrevistas. Gosta de manter a sua privacidade longe das câmaras e apesar de o apelidarem de revolucionário, não alimenta polémicas. Prova disso é a recente controvérsia que o seu concerto na China gerou. O músico não comentou a sua ida inédita ao país asiático e nem depois falou sobre as notícias que o criticavam de ter sido conivente com o regime opressivo chinês. Deixou que falassem, até que respondeu. Num tom irónico e notoriamente chateado, Bob Dylan escreveu uma carta aos fãs onde negou qualquer pressão e criticou a imprensa.

O dia do seu aniversário fica ainda marcado pelo lançamento da sua biografia, "No Direction Home”, assinada por Robert Shelton e publicada pela primeira vez em 1986. A nova edição revela um Bob Dylan desconhecido do público que, em 1966, admitiu ter sido viciado em heroína num dado período da sua vida.

Dylan revelou esta sua faceta mais decadente numa entrevista de duas horas, transmitida pela BBC em 1966. As fitas da cassete terão sido perdidas ou mesmo esquecidas e como Dylan ainda não era o Bob Dylan de hoje, a polémica passou. Agora, a entrevista foi descoberta durante a pesquisa para esta nova biografia e os fãs ficaram a conhecer mais um bocadinho da vida do músico.

Isto é apenas uma parte daquilo que os 70 anos de Bob Dylan nos têm permitido conhecer.

 

Via Público



publicado por olhar para o mundo às 08:32 | link do post | comentar

Não se sabe qual o local exacto nem a data dos incidentes
Não se sabe qual o local exacto nem a data dos incidentes (DR)
A Procuradoria-Geral da República admitiu esta tarde que o Ministério Público "não tem peritos informáticos ao seu serviço capazes de detectar, em tempo útil, crimes divulgados nas redes sociais".

O esclarecimento surgiu em resposta a perguntas da comunicação social sobre um video, que foi colocado no facebook, com imagens de uma jovem a ser espancada por outras duas perante a passividade e até regozijo de outros, que assistiram à cena. Um rapaz gravou o sucedido e colocou o video na internet. 

A PGR confirmou, na mesma nota, que "a Polícia de Segurança Pública já está a investigar quem são os autores e a vítima". Ao fim da tarde, a Rádio Renascença adiantou que a polícia já identificou a jovem agredida e que conseguiu inclusive falar com os seus pais, que não terão mostrado vontade de apresentar queixa. Ao PÚBLICO, o serviço de relações públicas da PSP indicou que desconhecia esta evolução. 

O espancamento da jovem pode configurar um crime de ofensas corporiais qualificadas. Neste tipo de crime não é necessária a apresentação de uma queixa para se iniciar uma investigação. O processo está a ser seguido pela Procuradoria, nomeadamente através do Departamento de Investigação e Acção Penal de Lisboa (DIAP). Apesar de frisar que falta ao Ministério Público "apoio especializado em matéria de crimes através da Internet, divulgados na Internet ou com o uso da Internet", a PGR indicou que, neste processo, dará à PSP "o apoio informático que for possível e necessário para a recolha de prova".

Em declarações ao PÚBLICO, uma responsável do serviço de relações públicas da PSP esclareceu que a polícia soube do sucedido através de um mail que lhe chegou com o vídeo do espancamento, a que também teve acesso pelas redes sociais. A investigação está a cargo do Departamento de Investigação Criminal,que já entregou ao DIAP os elementos de que dispõe, acrescentou. 

Segundo a PGR, "o Tribunal de Família e Menores está já ao corrente da situação para oportunamente tomar as medidas necessárias". 

O vídeo terá sido filmado na zona de Benfica, junto ao centro comercial Colombo. As imagens são de uma grande violência. Tudo começa com uma troca azeda de palavras, sendo depois uma das raparigas, de 14 anos, agredida com chapadas, puxões de cabelo e pontapés em todo o corpo por duas outras jovens. A cena é filmada por um rapaz, que chega a pedir a outro que não se ponha na frente para melhor captar as imagens. Ouvem-se risos e ninguém tenta evitar as agressões. 

"É assustador" 

Segundo a SIC, o jovem que colocou o vídeo no Facebook chama-se Rodolfo Santos e frequentou a Escola Secundária Alberto Neto, em Queluz, o mesmo estabelecimento de ensino onde, segundo a mesma estação, estuda a vítima de agressão. Em declarações ao PÚBLICO, o director do estabelecimento de ensino, José Brasão, confirmou que tiveram um estudante com aquele nome, mas que abandonou a escola em Outubro de 2009. 

Rodolfo terá 18 anos, o 7º ano de escolaridade e frequenta uma escola profissional na zona da Amadora, adiantou a SIC. Segundo José Brasão, dos envolvidos no video apenas "a agredida poderá eventualmente ser aluna" da sua escola. A sua identidade ainda não foi estabelecida em definitivo, acrescentou, mas a ser a jovem que a escola supõe terá 14 anos. Até agora a família não contactou a escola. Segundo uma funcionária do estabelecimento, a adolescente já "não vai à escola há muito tempo". Já o director afirma que, se for a aluna que pensa, não deixou de ir assim há tanto tempo. 

Na escola secundária Padre Neto, em Queluz, estudam cerca de dois mil alunos. "Não vejo um estudante desta escola ser capaz de fazer o que se vê no vídeo, porque nunca os vi fazer uma coisa dessas aqui. Temos incidentes, que são naturias nestes níveis etários mas uma violência gratuita como esta nunca tivemos. É assustador", disse José Brasão. "Como cidadão espero que os culpados sejam castigados. Como pai espero que nunca aconteça a um filho meu", acrescentou. 

 

Via Publico



publicado por olhar para o mundo às 08:30 | link do post | comentar

Terça-feira, 24 de Maio de 2011
Dicas para amar e seduzir a cara metade

No que ao amor e sedução diz respeito, nós mulheres temos muitas culpas no cartório, no que toca ao bom senso e à sensibilidade com que escolhemos a cara-metade.

 

Infelizmente os homens nunca serão capazes de pouco mais que elogios desajeitados, alguns até com piada, mas desajeitados, por isso fiquem alerta daqueles que vos bajulam de manhã à noite, das duas uma, ou são gays, ou estão nitidamente à procura de uma cama livre para passar a noite.

 

A oferta hoje em dia é tão grande, que sinceramente nós, mulheres, já não damos grande trabalho a conquistar. Por isso, nada como seguir velhas, mas sempre actualizadas máximas, e tenha atenção aos jogos de sedução que se jogam hoje.

 

Antes de mais, não se deixe levar pelas conversinhas mansas do D.Juan das Beiras, ao invés, escolha alguém que realce o melhor de si, e não os sentimentos de dúvida, insegurança e desespero... raras são as vezes em que o seu instinto se engana.

 

"À vontade, mas não à vontadinha"- não é uma frase bonita de se ler ou escrever, mas a verdade é que, quando a partir do primeiro encontro eles começam a querer controlar os seus passos, a deixar a escova de dentes em sua casa e a ter ciúmes do seu cão ou gato, algo está mal no reino dos sentimentos.

Amor e Sedução, segundo Jane Austen:

 

"Sensibilidade e Bom-Senso", "Orgulho e Preconceito", "Emma"... certamente estes serão títulos que lhe dirão algo, se não pelos livros, pelas séries da BBC ou pelos filmes holliwoodescos baseados na obra da escritora inglesa Jane Austen.

 

Lauren Henderson, leu todas as obras (eu não li todos, confesso, mas gostei das séries e dos filmes) e adaptou-as para uma obra onde descreve o "Amor e Sedução" segundo a autora, cruzando os comportamentos das personagens a casos comuns que se passam actualmente.

 

Digamos que, desde a época victoriana até à actualidade, e no que aos sentimentos diz respeito e à forma como homens e mulheres reagem, pouco ou nada mudou.

As dicas:

- Seja franca e simpática - Não tenha pressa;

- Saboreie o momento - Não persiga um homem; 

- Guarde tempo para conhecer pessoas novas - Não faça juízos apressados;

- Evite dar mais do que recebe - Não confie demasiado nas opiniões dos amigos; 

- Mantenha o autodomínio - Não ceda aos sentimentos; 

- Discrimine (o que não falta por aí são pessoas atraentes e compatíveis) - Não entre em competições - Ele deve andar atrás de si, e não o contrário.

- Divirta-se - Não seja uma sedutora mal-intencionada, viciada em iludir os outros;

- Esteja de sobreaviso em relação a pessoas que tentam manipulá-la - Não namorisque para obter atenções e elogio;

- Utilize a sedução para conhecer outars pessoas- mas não parta do principio que a manipulação é o caminho para o coração de um homem

- Estes conselhos aplicam-se a ambos os sexos.

 

Via A Vida de saltos altos



publicado por olhar para o mundo às 21:03 | link do post | comentar

'Titanic' em 3D a 6 de Abril de 2012
O sucesso de bilheteiras Titanic vai voltar aos ecrãs de cinema, a 6 de Abril de 2012, desta feita em 3D, anunciou hoje a produção.

A Paramount Pictures, a Twentieth Century Fox e a Lightstorm Entertainment explicaram em comunicado que a data de estreia foi escolhida propositadamente, já que a 10 de Abril de 2012 faz cem anos que o navio transatlântico zarpou do porto de Southampton, no Reino Unido, antes de chocar, a 15 de Abril de 1912, com um icebergue e se afundar, no trajecto para Nova Iorque.

Exibido em 1997, o filme Titanic, do realizador James Cameron, ganhou 11 Óscares da Academia de Hollywood.

 

Via Sol


tags: , ,

publicado por olhar para o mundo às 17:49 | link do post | comentar

mais sobre mim
posts recentes

Morreu Eusébio

Unesco consagra Dieta Med...

Morreu Nelson Mandela: A ...

Alejandro Sanz: 'A música...

Dulce Félix vice-campeã e...

Teatro, Festival de Almad...

Festim recebe Kimmo Pohjo...

Curta portuguesa entre as...

ARRISCA DEZ ANOS DE PRISÃ...

Maioria das mulheres alem...

arquivos

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Dezembro 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags



comentários recentes
Ums artigos eróticos são sempre uma boa opção para...
Acho muito bem que escrevam sobre aquilo! Porque e...
Eu sou assim sou casada as 17 anos e nao sei o que...
Visitem o www.roupeiro.ptClassificados gratuitos d...
então é por isso que a Merkel nos anda a fo...; nã...
Soy Mourinhista, Federico Jiménez Losantos, dixit
Parabéns pelo post! Em minha opinião, um dos probl...
........... Isto é porque ainda não fizeram comigo...
Após a classificação de Portugal para as meias-fin...
Bom post!Eu Acho exactamente o mesmo, mas também a...
Posts mais comentados
links


blogs SAPO
subscrever feeds