Domingo, 31 de Julho de 2011

Nove meses depois de ter perdido as pernas com a explosão de uma mina, no Afeganistão, o fotógrafo português está de volta ao trabalho. Ontem, fez capa do "The New York Times".

 

A foto assinada por João Silva fez primeira página do jornal norte-americano
A foto assinada por João Silva fez primeira página do jornal norte-americano
New York Times

 

João Silva, o fotojornalista português que perdeu as duas pernas no Afeganistão, está de volta ao trabalho e é responsável pela imagem que fez manchete do "The New York Times" de ontem.

 

"Vai-nos fazer muita falta, mas não duvido que vai voltar a trabalhar connosco", disse o editor-chefe do jornal norte-americano, poucas horas depois do português ter pisado a mina que lhe roubou, para sempre, as pernas, em outubro de 2010.

 

João Silva fez jus às palavras de Bill Keller e, nove meses depois, regressou às páginas do "The New York Times" com uma reportagem sobre o Centro Médico Militar Walter Reed, local onde esteve em tratamento desde a altura do trágico acidente e que irá fechar portas no final de agosto.

O fotojornalista português já consegue andar, com recurso a duas próteses e o apoio de uma muleta do lado direito, que passa para a mão esquerda quando decide fotografar. Com otimismo e boa-disposição, João Silva não escondeu a satisfação de voltar ao trabalho: "Há de chegar a altura em que vou conseguir correr, mas já consigo andar".


Via Expresso



publicado por olhar para o mundo às 10:48 | link do post | comentar

Sábado, 30 de Julho de 2011

Sexo, aprenda a controlar a situação

 

Até mesmo as mulheres mais bonitas e com “tudo no sítio” ficam um pouco tensas quando chega a hora de tirar a roupa e entregar-se ao homem que amam. Esse é um momento que pode incomodar até mesmo a mais tranquila das mulheres. Para pôr fim a esse sofrimento desnecessário, a tvmais criou um pequeno guia para ajudar a libertá-la, a abrir as suas asas e soltar as suas garras, na cama... com ele.

 

1 - Planear também é bom


Um ato de paixão, para ser bom, tem sempre de ser espontâneo. Mas um pouco de planeamento pode ajudar a aumentar o desejo. Os homens acham sexy quando as mulheres lhes dizem o que devem fazer para excitá-las. Outra dica quente é ter à mão brinquedos sexuais, que proporcionarão muito prazer.

 

2 - Conversa picante


Não caia no velho cliché de que as mulheres decentes não dizem coisas picantes na cama. A mulher moderna fala para se excitar e levar o amado às nuvens. Eles adoram uma conversa excitante ao ouvido, ainda mais se for sussurrada… Se você é uma mulher mais calada, ele ficará encantado por ver um lado seu diferente. Comece devagar, dizendo-lhe o que a está a agradar e quão excitada está.

 

3 - Tome a iniciativa


É um facto: eles ficam superexcitados quando é a mulher a iniciar o sexo. Apesar dos homens serem naturalmente mais ligados à parte sexual, isso não significa que eles não apreciem o facto de serem elas a chamá-los. Na verdade, eles ficam frustrados se a mulher nunca toma a iniciativa, sentindo-se pouco desejados. Mostre-lhe o quanto o quer.

 

4 - Ame as suas curvas e a sua lingerie


Basta de lamentos e de perder tempo a tentar esconder as suas curvas. Os homens adoram ter uma “carninha” para agarrar na altura de fazer amor. Compre uma lingerie nova e faça uma pose bem sexy para o seu amor. Ele vai ficar animadíssimo. Os homens adoram mulheres que confiam no seu próprio poder de atração.

 

5 - Separe a realidade da ficção


As mulheres levam as fotografias das revistas muito a sério. O que excita um homem é um conjunto de fatores, como a química que existe entre vocês, a personalidade, o seu cheiro, o seu toque. A imagem pode funcionar muito bem no papel ou na televisão, mas na vida real… não há igual!

 

6 - Tente coisas novas


Divida com ele a sua vontade de tentar fazer algo que nunca experimentaram e esteja também aberta às suas sugestões. Não fique a pensar que se for você a sugerir algo muito ousado a opinião dele sobre si vai ficar alterada. 

Os homens são muito abertos a experimentar coisas novas, principalmente se souberem são sinónimo de prazer. Se não lhe quiser contar que a ideia saiu da sua cabeça, diga-lhe que leu numa revista e que ficou curiosa. Pode ter certeza de que ele se vai prontificar a esclarecer todas as suas dúvidas…

 

7 - Não deite “água fria”


Uma pesquisa mostrou quais são as três maiores reclamações dos homens na cama. A principal  é perceber que a mulher não está a gostar do sexo: não há nada pior do que achar que não estão a agradar. A segunda é o toque: os homens dizem que um toque muito leve não funciona com eles. As mulheres precisam de usar mais força na hora dos carinhos. A terceira queixa é a recusa de muitas mulheres em fazer algum tipo de sexo.

 

8 - Aceite-se como é


De uma vez por todas, pare de se comparar com as atrizes e aceite que pode não ter o rabo perfeito, mas sabe como fazer o seu homem feliz. Os especialistas garantem que muitas vezes os pequenos defeitos, que todas as mulheres têm e que passam despercebidos aos homens, são aumentados e trazidos à atenção por elas próprias. Os homens percebem quando uma mulher não se sente bem consigo mesma e acabam por perder a estimulação ao tentar fazê-la acreditar que a desejam de verdade.

 

Via Tv Mais



publicado por olhar para o mundo às 21:32 | link do post | comentar

"The Smurfs", em português "Os Estrunfes", estão de volta, desta vez ao grande ecrã. O filme, em 3D, chega a Portugal já em agosto. Veja aqui as as fotografias e trailer. 




Com estreia marcada para o dia 11 de agosto nas salas de cinema portuguesas, a longa-metragem "Os Smurfs" ("Os EStrunfes"), em 3D, conta a história das pequenas criaturas azuis que, para fugir do terrível  Gargamel, caem numa gruta proibida que os leva até ao Central Park, em Nova Iorque.

A acompanhar a estreia do filme, e depois de ter iniciado em março a publicação em livro das divertidas aventuras dos pequenos personagens azuis de Peyo, a ASA, editora exclusiva dos "Estrunfes" em Portugal, lançou este mês de Julho cinco títulos baseados no filme, que serão seguidos de mais seis, em agosto, após o filme estrear.

Peyo, cujo verdadeiro nome é Pierre Culliford, nasceu em Bruxelas em 1928 e morreu, na mesma cidade, em 1992. Designer e escritor de banda desenhada, ficou conhecido mundialmente por ter criado "Os Smurfs" , que rapidamente se difundiram em livros e em séries de animação na TV.

Verdadeiro fenómeno de popularidade à escala planetária, estes personagens azuis acabaram por dar origem aos mais diversos produtos, nomeadamente brinquedos, bem como a um parque de diversões. "Os Smurfs" têm as suas raízes na série Johan et Pirlouit, que Peyo publicava nos anos 50 nas páginas do "Journal de Spirou".

 



Via Expresso



publicado por olhar para o mundo às 17:50 | link do post | comentar

Na era da fotografia digital os testes em polaroid não fazem sentido. Contudo, há poucos anos eram essenciais para qualquer fotógrafo e Helmut Newton não foi exceção. Os seus testes estão agora disponíveis em livro. 



Depois da exposição "Polaroids de Helmut Newton", patente em Berlim, a Taschen publica agora em livro mais de 300 imagens de testes feitos pelo famoso fotógrafo, em sessões realizadas longe da era da fotografia digital.

 

A escolha das polaroids de Helmut Newton - outrora essenciais quando as sessões fotográficas eram realizadas em filme - foi feita pela sua viúva, June Newton.

 



Via Expresso



publicado por olhar para o mundo às 17:45 | link do post | comentar

Amy Winehouse terá deixado material para mais dois álbuns
Amy Winehouse terá deixado material para mais dois álbuns (Reuters)

Amy Winehouse estava a trabalhar no seu terceiro álbum de inéditos, o sucessor de “Back to Back”, pouco antes de morrer. Gravadas estão 12 músicas e em breve os milhões de fãs da cantora britânica, que morreu no passado sábado, poderão ficar a conhecê-las. Uma fonte da editora Universal revelou ao “The Guardian” que um álbum póstumo está a ser preparado.

 

“Back to Black”, de 2006, é o último trabalho conhecido de Winehouse. A origem de toda a fama, o ‘culpado’ que colocou a cantora no centro das atenções. Tudo o que de bom Amy Winehouse conseguiu, inclusive 5 Grammys, foi alcançado com este segundo álbum, mas também tudo de pior aconteceu à jovem britânica que não soube lidar com a fama. Depois da roda-viva em que viveu os últimos anos, entre entradas e saídas constantes de clínicas de reabilitação, Winehouse estava a preparar um terceiro disco. Com algumas pausas pelo meio, nos últimos dois anos, a britânica esporadicamente refugiava-se no estúdio, onde terá deixado pelo menos 12 músicas. Algumas delas ainda não estarão acabadas e precisarão do trabalho de um produtor, quem sabe Mark Ronson. 

“A Amy tinha mostrado interesse em voltar aos estúdios, e depois de algumas conversas toda a gente achou que era uma coisa positiva e uma forma de ela se distrair das outras coisas”, disse uma fonte da Universal, que não quis ser identificada.

Outra fonte, próxima da cantora, assegurou ao “The Guardian” que um novo álbum vai sair em breve e que existem mais do que 12 músicas. “A Amy era uma escritora, ela estava sempre a escrever músicas. Ela tinha estúdio em casa e costumava criar demos. Ultimamente até cantava e tocava bateria”, disse a fonte, explicando que em casa de Winehouse existem muitos materiais inéditos, pelo menos “para mais dois álbuns”.

Depois da morte de Amy Winehouse, a decisão de lançar um novo álbum passa também pelos pais da cantora. Só depois da permissão dos dois é que a editora pode planear o lançamento do disco.

Na última semana, a venda dos discos de Winehouse disparou e subiu aos tops por todo o mundo. Em Portugal, o responsável da FNAC revelou que a procura de “Frank” e “Back to Black” subiu 300 por cento, tendo esgotado o stock em muitas lojas.

 

Via Público



publicado por olhar para o mundo às 10:43 | link do post | comentar

Sexta-feira, 29 de Julho de 2011
Toque no corpo do parceiro delicadamente
Toque no corpo do parceiro delicadamente

Tenha uma noite inesquecível, fazendo do romantismo o principal tempero para uma saborosa sessão de sexo

 

Que tal dedicar a sua noite a entregar-se ao sexo de uma forma romântica, salpicada com muito amor e carinho? Veja os conselhos que a vão ajudar a promover um clima de intimidade na cama. Mas lembre-se: para que surtam o efeito esperado, tem de permitir que as suas emoções aflorem. Só assim se entregará ao seu companheiro de corpo e alma. Siga os seguintes passos…

 

Olhos nos olhos


O contacto visual constitui uma poderosa forma de comunicação na cama. Quando se olharem, estarão a revelar algo importante. O olhar diz tudo e é praticamente impossível fingir algum sentimento durante algo tão absorvente como o sexo. Tudo o que perceber no olhar do outro será cru, objetivo e sem censura. É como partilhar um segredo profundo sem necessidade de usar palavras, o que aumenta a sintonia do casal.

 

Luz acesa


Fazer sexo às claras permite revelar-se mais ao outro. É uma forma de demonstrar que está totalmente entregue ao desejo que sente pelo seu parceiro.

 

Na ponta dos dedos


Tocar o corpo do parceiro delicadamente, com especial atenção às zonas eróticas, proporciona grande prazer ao seu companheiro. Sem pressa, e feito sobretudo com a ponta dos dedos, é capaz de provocar arrepios incríveis.

 

Sexo pela manhã


Começar o dia com um ato tão íntimo é uma forma de reforçar a intimidade do casal. É como se um dissesse ao outro: “Sinto-me feliz por estares no meu espaço, perto de mim”. Durante o resto do dia vai lembrar-se deste momento…

 

Presente relaxante


Antes, depois ou mesmo durante o sexo, a troca de massagens faz muito bem ao relacionamento.É uma ótima demonstração de afeto, além de ser altamente relaxante.

 

Ouvido no coração


Nos preliminares, durante ou depois do sexo, coloque a mão ou o ouvido no peito do seu amor e peça para ele lhe fazer o mesmo. Ouvir as batidas do coração nestes momentos reforça a certeza de que é amada.

 

Elogio e sorriso


As palavras são um excelente instrumento de carinho. Não deixe de elogiar as boas atitudes dele. Após o sexo, um belo sorriso no seu rosto pode valer mais do que mil palavras.

.

Lábios em Ação!

Para que a noite de amor seja inesquecível, não podem faltar beijos. Na boca, no pescoço, nas partes mais íntimas do corpo dele. Confira alguns truques que ajudam a despertar o amor e o desejo dele por si

 

• Faça mistério antes dos beijos. Comece com pequenos beijos nas sobrancelhas, no queixo, nas orelhas e nas bochechas. Contorne os lábios dele com a língua, quando o seu parceiro não aguentar mais, entregue-se, deixe que invada a sua boca com a língua. Não se esqueça de usar as mãos, acariciando as costas, o cabelo e até o rabo dele.

 

• Deixe escapar um gemido de prazer quando estiver a beijar o pescoço dele para mostrar o quanto está a gostar. Isto fará com que ele implore por mais carinhos.

 

• Explore outras partes do corpo do parceiro com os lábios. Beije-o no pescoço, de cima para baixo nas costas, na parte interna das coxas e por aí fora…

 

.

Uma Pitada de provocação


Ir para a cama em busca de romantismo não significa abrir mão de malícias e brincadeiras eróticas. Pode muito bem unir as duas coisas numa noite de amor. Aqui vai uma sugestão: tome um banho sem ele, ponha uma lingerie sensual e espere-o na cama. Mantenha o quarto iluminado com velas. Coloque uma bandeja com alimentos que se possam comer com as mãos como: morangos, queijo e azeitonas. Não esquecer o vinho ou o champanhe e algumas pedras de gelo ao lado da cama. Quando ele chegar, sirva-o na boca e peça-lhe para fazer o mesmo. Evitem conversar e iniciem um jogo sensual, servindo os alimentos com a boca. Em seguida, ponha uma pedra de gelo entre os dentes e passe--a pelo pescoço dele e à volta da orelha. Ainda de sutiã e cuecas, diga-lhe para se deitar de bruços e fechar os olhos. Inicie uma massagem corpo a corpo: incluam o sexo oral, abraços e mãos, e é só deixar acontecer.

 

Via Activa



publicado por olhar para o mundo às 21:28 | link do post | comentar

Entremuralhas na primeira edição, em 2010
Entremuralhas na primeira edição, em 2010 (Cortesia Entremuralhas)

O festival Entremuralhas é gótico, mas mais do que isso. Acolhe os Rosa Crvx mas também o documentário "William Burroughs - A Man Within". De hoje a domingo.

 

O Entremuralhas que começa esta noite é um festival gótico, porque tem lugar no Castelo de Leiria, imponente monumento medieval que, apesar das remodelações e reconstruções que se prolongaram até às primeiras décadas do século XX, tem características predominantemente góticas.

Mas não é um festival gótico que corresponda aos clichés associados ao género, com nada mais que bandas cantando sobre elfos e guerreiros da Idade Média e público vestido como em baile de máscaras demoníaco. Afinal, nele veremos a estreia em Portugal de um documentário sobre William Burroughs, figura maior da geração beat. E nele figuram como cabeças de cartaz, por exemplo, os Nitzer Ebb, banda de culto que é como que a versão em música industrial dos amigos de longa data Depeche Mode.

Mas sim, o segundo Entremuralhas que decorrerá entre hoje e domingo é um verdadeiro festival gótico que atrai público de todo o país e fora dele. Temos como prova os franceses Rosa Crvx, que cantam em latim, com um carrilhão de oito sinos em palco e imagens de demónios medievais projectados em tela. Mas não. Este é um festival onde assistiremos ao pré-lançamento do segundo volume d""As Aventuras de Dog Mendonça e Pizzaboy 2", de Filipe Melo, e que acolherá conferências em que participam o escritor José Luís Peixoto. Em que ficamos?

O festival, que teve a sua primeira edição em 2010, é uma organização conjunta da associação Fade In e da Câmara Municipal de Leiria, e o segredo da sua hibridez reside na natureza da associação que o programa.

Desde 2001 que a Fade In é uma das principais dinamizadoras musicais da cidade. Ao longo dos anos, levou a Leiria nomes ligados ao universo gótico mas também Michael Gira, A Silver Mt Zion, Woven Hand, Xiu Xiu ou Destroyer - ou seja, há nas escolhas de programação uma abrangência estética que, apesar do gosto pelo negro do gótico, pela provocação sonora da música industrial ou pelo rock mais virulento, não se fecha num universo específico. E, por isso, quando o PÚBLICO contacta Carlos Matos, da Fade In, ele começa por fazer um esclarecimento: "[O Entremuralhas] é um festival gótico porque decorre numa estrutura medieval gótica." Prossegue: "Obviamente que, ao decorrer num espaço com a história do Castelo de Leiria, queríamos uma programação que dignificasse o espaço e o evento, oferecendo ao público a oportunidade de ver bandas que nunca estiveram em Portugal [seis dos 12 concertos programados são de músicos que actuam no país pela primeira vez], com uma componente estética que não passa nas rádios e pelos festivais mainstream." Tudo resumido. Um festival orgulhosamente gótico, mas recusando "fechar-se no universo hermético" do género musical. "Também queremos provocar os fãs góticos com outras correntes estéticas", acentua.

Mais que música

As portas do castelo abrem-se hoje às 16h com concertos dos Nitzer Ebb, dos Sol Invictus, banda de uma folk negríssima, formada por Tony Wakeford em 1987, após a saída dos Death In June, e dos búlgaros Irfan, caldo cultural místico (do centro da Europa ao Magrebe) onde sobressai a voz de Denitza Seraphimovab, formada no famoso coro das Misteriosas Vozes Búlgaras.

Seguem-se, sábado, em actuações divididas por três palcos (o Alma, o Corpo e o Igreja da Pena), os controversos belgas Suicide Commando, música industrial feita de distorção excessiva e provocação punk, os supracitados Rosa Crvz, a melancolia em queda de Sieben, do violinista Matt Howden, como que parceiro espiritual do Dave Tibet, dos Current 93, e os leirienses Brainderstörm.

Domingo, o festival encerra com o rock gótico canónico, tal como definido na década de 1980, dos alemães Diary of Dreams, com os tétricos Arcana, suecos recuperando lendas antigas com sintetizadores modernos, com o "medievalismo" épico dos espanhóis Trobar de Morte e com a música ambiental dada ao paganismo dos catalães Narsilion.

Mas, como escrevemos acima, há mais que a música. E entre esse mais, destaca-se a exibição, domingo, às 17h, de "William 
Burroughs - A Man Within", documentário de Yoni Leyser. O realizador participará numa conferência dedicada ao autor de Junky após a exibição do filme. Estreado nos Estados Unidos em 2010, "A Man Within" é narrado por Peter Weller, que protagonizou a versão cinematográfica do Festim Nu, de David Cronenberg, tem banda sonora dos Sonic Youth e conta com depoimentos de admiradores e contemporâneos como Patti Smith, Iggy Pop ou John Waters. O filme representará também a primeira edição DVD da Fade In, que garantiu os direitos exclusivos para Portugal.De destacar, no mesmo dia, a pré-apresentação de "As Aventuras de Dog Mendonça e Pizzaboy 2", a BD de Filipe Melo que é misto de filme de aventuras, de super-heróis e de terror, tudo misturado em prancha e com Lisboa como pano de fundo - Melo chega a Leiria a dez páginas de ter completo o segundo volume das aventuras.

Considerando igualmente a programação para sábado de duas curtas de Edgar Pêra, "Um Filme Extraordinário" e "O Barão entre Muralhas", esta última concebida especialmente para o festival, as conferências de sexta ("O absinto e a cultura gótica", por Pedro Ortega, curador da Semana Gótica de Madrid) e de sábado ("Quantas das nossas histórias são verdades?", com José Luís Peixoto, Pedro Laginha e Miguel Nicolau), voltamos ao início. O Entremuralhas é um festival gótico, mas mais que isso.

Com bilhetes a 25€ (para um dia) e 60€ (para os três dias) e com lotação limitada a 737 pessoas - "Não vou explicar este número para não estragar o mistério", brinca Carlos Martins -, irão até Leiria portugueses e "comitivas" espanholas, inglesas, russas ou brasileiras. Estará gente que, aponta Carlos Matos, se entrega "a um certo voyeurismo": vestem-se para se mostrar, integrando-se no universo que admiram, e também vêem para ver quem assim se mostra. Dificilmente teriam melhor envolvência para tal que o Castelo de Leiria - onde estarão os Rosa Crvx, mas onde também encontraremos William Burroughs.

 

Via Público



publicado por olhar para o mundo às 18:39 | link do post | comentar

Comissão de Utentes de Transportes da Margem Sul contesta a reintrodução das portagens em agosto, "exige a abolição das mesmas na ponte 25 de abril durante todo o ano e também a defesa do transporte público".   

A Comissão de Utentes de Transportes da Margem Sul anunciou hoje um "grande buzinão" na próxima segunda-feira, em protesto contra o fim da isenção de pagamento na ponte 25 de abril em agosto e pela "abolição" das portagens. 

 

Em conferência de imprensa, a porta-voz da comissão (CUTMS), Luísa Ramos, explicou que "a ação de protesto contesta a reintrodução das portagens na ponte 25 de abril (em agosto), exige a abolição das portagens na ponte durante todo o ano e exige também a defesa do transporte público".   

 

"O protesto vai durar todo o dia e culminar às 18h, hora em que apelamos às pessoas para que se juntem para denunciar as opções antisociais deste Governo", afirmou. 

'Folga' no orçamento de agosto

 

Na perspetiva da CUTMS, "a isenção de portagens em agosto era vista por muitos utentes - os que estão a trabalhar e também os que só têm dinheiro para fazer férias perto de casa - como uma 'folga' no orçamento". Por isso, o pagamento "vem prejudicar quem já está muito sobrecarregado". 

 

Esta medida, considera, "vai prejudicar também o pequeno comércio e o comércio ligado à restauração", porque "haverá certamente menos gente a deslocar-se" a esta margem. 

 

A porta-voz lembrou ainda que "a juntar a isto é preciso sublinhar o escândalo e o roubo que é o aumento anunciado do preço dos transportes públicos, que pode, inclusive, não ficar por aqui". 

 

Esse aumento, argumentou, "sobrecarrega as famílias, veda a muitos o direito à mobilidade, favorece a utilização do transporte individual e pretende apenas aumentar a atratividade das empresas públicas de transportes aos privados". 

€48 milhões até 2019

O Governo estima que a reintrodução de portagens na ponte 25 de abril durante o mês de agosto, anunciada no início do mês de julho, permita ao Estado uma poupança de cerca de 48 milhões de euros até 2019. 

 

Em comunicado, o ministro da Economia e do Emprego, Álvaro Santos Pereira, justificou a decisão no quadro "das dificuldades financeiras que o país atravessa e dos compromissos de redução de despesa pública assumidos pelo Estado português". 


Via Expresso



publicado por olhar para o mundo às 17:46 | link do post | comentar

Setubal organiza a sua

 

Setúbal organiza a sua "Festa do Teatro" em Agosto

O Festival Internacional de Teatro de Setúbal, que decorrerá naquela cidade de 19 a 28 de Agosto, será um marco cultural na região, reforçando, a nivel nacional, o papel da cidade de Setúbal no panorama da arte de Talma.

 

Teatro, música, curtas-metragens, exposições, debates, espectáculos de sala e de rua, criações artísticas emergentes e de natureza pluridisciplinar, fazem da Festa do Teatro  uma festa de interacção e comunicação entre os artistas e a comunidade, incentivando o gosto pela cultura em todas as suas vertentes, para além de desenvolver a capacidade crítica e de divulgar novas práticas artísticas. 



Zita Ferreira Braga

 

Via HardMusica



publicado por olhar para o mundo às 13:24 | link do post | comentar

Américo Amorim continua líder dos 25 mais ricos de Portugal e Alexandre Soares dos Santos substitui Belmiro de Azevedo no 2.º lugar. Maiores fortunas já ascendem aos €17,4 mil milhões. 

 

 

Os ricos estão mais ricos. As 25 maiores fortunas em Portugal somam 17,4 mil milhões de euros, o que corresponde a uma subida de 17,8% face a 2010 e a 10,1% do PIB português, segundo o estudo anual da Exame.

"O valor é influenciado pela valorização das participações de Américo Amorim e pela subida em bolsa da Jerónimo Martins", explica a revista.

Américo Amorim mantém-se no primeiro lugar da lista, com uma fortuna avaliada em 2,6 mil milhões de euros. O património do empresário inclui participações acionistas na Galp Energia, na Corticeira Amorim, na Amorim Investimentos e Participações, na Nova Cimangola, no Banco BIC Portugal, no Banco Carregosa, no Banco Popular e no Banco BIC Angola.

Já Belmiro de Azevedo, o patrão da Sonae, cede a vice-liderança a Alexandre Soares dos Santos, presidente da Jerónimo Martins, com patrimónios de 1,3 mil milhões de euros e 1,9 mil milhões, respetivamente.

Berardo desce na lista


No top dos 10 mais ricos há duas entradas. A família Alves Ribeiro, com investimento no Banco Invest e na Alves Ribeiro Construções, entre outros, ascendeu ao quinto lugar, com uma fortuna de 779,7 milhões de euros em 2011.

António da Silva Rodrigues, do grupo Simoldes, entrou para o décimo lugar da lista, depois da sua fortuna subir 5,9% para 551 milhões de euros. 

Já Joe Berardo e as herdeiras de Horácio Roque saíram do top 10.

 

TOP 10:

1. Américo Amorim: 2587,2 milhões de euros 

2. Alexandre Soares dos Santos: 1917,4 milhões de euros

3. Belmiro de Azevedo: 1297,6 milhões de euros

4. Família Guimarães de Mello, 1006,6 milhões de euros

5. Família Alves Ribeiro: 779,7 milhões de euros

6. Perpétua Bordalo da Silva e Luís Silva: 679,7 milhões de euros

7. Rita Celeste Violas e Sá, Manuel Violas: 650,6 milhões de euros

8. Maria do Carmo Moniz Galvão Espírito Santo: 645,8 milhões de euros

9. Família Cunha José de Mello: 638 milhões de euros

10. António da Silva Rodrigues: 551 milhões de euros



Via Expresso



publicado por olhar para o mundo às 08:44 | link do post | comentar

Quinta-feira, 28 de Julho de 2011
Padre cancela casamento por falta de roupa interior

 

Noiva brasileira não usava lingerie sob o vestido. Padre recusou-se a celebrar o casamento, acusando-a de desrespeitar o altar sagrado.


Um padre brasileiro recusou-se a celebrar um casamento porque a noiva não estava a usar roupa interior. A união foi cancelada perante 230 convidados que, estupefactos, ouviram o sermão do pároco sobre "o respeito pelo altar sagrado".

 

O episódio ocorreu em Maceió, Alagoas, Brasil e foi desencadeado pelo enorme decote nas costas do vestido que a noiva envergava. Esse facto desagradou de imediato o padre Jonas Mourinho, de 68 anos, que chamou a noiva à atenção quando esta chegou ao altar.

 

Desconfiado, o padre encaminhou a nubente, de 25 anos, para a uma sala da sacristia, onde solicitou a uma 'ministra' daquele espaço para confirmar se a jovem tinha roupa interior vestida.

"Depilação púbica incentiva pedofilia"

As suspeitas do padre confirmaram-se, sendo que a jovem não usava nem sutiã... nem cuecas. E a revelação na 'ministra' foi ainda mais longe, ao acrescentar no seu relato que a noiva tinha os pelos púbicos totalmente depilados.

 

Aqui, o padre alegou ser este um incentivo à pedofilia: "Os pelos púbicos marcam a transição entre a infância e a vida adulta, portanto, retirá-los seria incentivar os pedófilos à prática sexual".

 

O religioso cancelou o casamento e informou os pais dos noivos e, posteriormente, os convidados de que "a noiva não respeitava o altar sagrado".

 

Indignada, a noiva acusou o padre de ser "um pervertido, que ao invés de querer celebrar o casamento estava a pensar em taradices" com ela.

Depois deste episódio, o padre Jonas deixou dois avisos afixados na apostila do curso de noivas: "noiva sem calcinha é satanás na cabecinha" e "vagina careca é o diabo na boneca".

 

Via Expresso



publicado por olhar para o mundo às 23:40 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Relações de pingue-pongue

 

Existem pessoas que possuem uma tal incapacidade para resolver a sua vida afectiva, que mantêm várias relações “penduradas” durante semanas, meses ou anos


As coisas processam-se mais ou menos assim: nenhuma relação é formalmente terminada, em vez disso “dá-se um tempo”, ou surge uma zanga que provoca o afastamento.

 

Os dias vão passando e, face ao silêncio, um decide enviar um “pingue”, para ver se o outro responde com um “pongue” e a relação restabelece-se ! Não é uma comunicação normal, sem subterfúgios, não é directamente referido que há o desejo de rever o outro porque, na realidade, não é bem disso que se trata.

 

O que motiva a reaproximação não é propriamente o afecto, mas algo mais subtil do tipo “vamos lá ver qual é o impacto que ainda tenho em ti”. Aproxima-se bastante mais da tentativa de testar qual o poder que ainda pode exercer sobre o(a) ex-amante, se ele(a) ainda pensa nele(a), se está disponível para que tudo volte ao mesmo.

 

As estratégias são do mais variado que há. Ligar a propósito de saber uma informação que poderia obter através de 500 outras vias, enviar um email do tipo “corrente da amizade”, telefonar para saber se o outro está bem, perguntar pelo ex. a um amigo comum (sabendo à partida que aquela pessoa vai a correr contar que foi questionado a esse propósito), tudo vale para restabelecer uma relação que nada tem de saudável na sua essência, uma vez que não há terreno sólido para que se fortaleça. Apenas existe o prolongamento de situações que já deveriam estar mortas e bem mortas … e um “bom morto” não se transforma em fantasma , nem teima em assombrar a vida de alguém !

 

As relações de pingue-pongue, fazem com que permaneçam ligados, ainda que superficialmente, sem haver coragem para discutir o que correu mal na relação, nem tampouco capacidade para superar problemas que inevitavelmente vão surgindo. À mínima contrariedade surge o afastamento. Tudo fica em suspenso. Se, por um lado, não são colocados pontos finais, por outro não é permitido que haja um aprofundamento da relação. Há, por assim dizer, uma constante fuga ao estabelecimento de laços estáveis e, ao mesmo tempo, uma enorme incapacidade para marcar fronteiras entre o que é e não é gratificante. Por isso mesmo, a luta é no sentido de não haver um desvanecimento de algo que, afinal de contas, não passa de uma relação superficial.

 

Se estas relações fossem mediadas pelo afecto, existiria o desejo de mudança. Mas parece que de algum modo, para estas pessoas as reticências pontuam e marcam o compasso das suas vidas. Preferem manter a sensação de possuírem inúmeras relações “em morte cerebral, recusando-se a desligar a máquina que as mantém artificialmente vivas”. Assim sendo, permanece o sentimento de poder face ao outro e, ainda que por uns tempos, iludem a solidão.

 

O que se esquecem é que perdem tempo, energia e sonhos que poderiam ser canalizados para outras relações e para a construção de projectos emocionalmente saudáveis e gratificantes.

 

Texto da autoria de Drª Teresa Paula Marques 
Psicóloga Clínica

 

Via Sapo Mulher



publicado por olhar para o mundo às 21:15 | link do post | comentar

O grupo Anonymous numa acção de apoio à Wikileaks
O grupo Anonymous numa acção de apoio à Wikileaks (Paul Hanna/ Reuters)

Dois grupos de ciberactivistas pedem aos seus apoiantes que cancelem as contas pessoais do PayPal. O motivo apontado é o facto de a empresa de pagamentos onlineter deixado de possibilitar a transferência de donativos para a Wikileaks, avança esta quarta-feira a BBC.


Esta decisão do PayPal – que dá também nome ao popular serviço de pagamentos online, disponível em 103 países e usado por cerca de 100 milhões de pessoas – acontece na sequência do apelo do governo norte-americano ao congelamento deste tipo de doações em Dezembro de 2010.

site de denúncia – mediatizado pelo australiano Julian Assange – foi acusado, à altura, de ter roubado documentos sensíveis relativos à diplomacia norte-americana.

Num comunicado publicado na Internet, os grupos de hackers Anonymous e Lulz Security pedem que os seus seguidores cancelem as suas contas deste serviço. O comunicado do "consórcio" de hackers acusa o PayPal de “continuar a reter na fonte fundos da Wikileaks, um farol da verdade nestes tempos escuros”. 

O PayPal recusa-se a comentar o boicote, depois do ministério público do distrito norte da Califórnia, em San José, ter imputado ao grupo Anonymous o crime de “conspirar e danificar intencionalmente” os sistemas informáticos do PayPal entre os dias 6 e 10 de Dezembro de 2010. 

Quatorze hackers foram detidos pelo FBI, na semana passada, devido a uma alegada participação num ataque informático contra o PayPal, reivindicado pelo grupo Anonymous.

Os grupos LulzSec e Anonymous são conhecidos pela publicação de informação privada a partir de sites com segurança reduzida e por acções de protesto a favor da liberdade de expressão e navegação na Internet.

 

Via Público



publicado por olhar para o mundo às 17:43 | link do post | comentar

Ser portador de HIV dificulta acesso ao emprego
A infecção por VIH/SIDA dificulta a procura de emprego ou potencia a situação de desemprego, levando a que muita vezes as pessoas infectadas ocultem a doença perante a entidade laboral, revela um relatório.

O documento, divulgado na terça-feira, resulta de um protocolo entre a Coordenação Nacional para a infecção VIH/SIDA e o departamento de Sociologia da Faculdade de Letras da Universidade do Porto e Centro de Investigação e Estudos de Sociologia do Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa (ISCTE).

 

Na análise do impacto da infecção VIH/SIDA nas condições laborais, o relatório aponta que «existe um conjunto de aspectos que levam, de forma gradual, os indivíduos a desistir de procurar um novo emprego».

 

«A saber: a necessidade de terem que faltar para efeitos de consultas, tratamentos, levantamento de receitas e/ou medicamentos; os atrasos daqui decorrentes; a realização de um exame médico de admissão ao novo emprego; a possibilidade dos futuros empregadores pedirem referências de empregos anteriores o que conduz os portadores a recearem que o seu diagnóstico seja divulgado e que não sejam admitidos», lê-se no documento.

 

Das 1.634 pessoas inquiridas, num estudo que decorreu entre finais de 2009 e meados de 2011, a maioria (51,3 por cento) encontrava-se a trabalhar, sendo que a situação de desemprego afectava 437 pessoas (26,8 por cento).

 

«De facto, na nossa população, 51,3 por cento não conseguiu encontrar emprego, e, entre aqueles que conseguiram, para 17,3 por cento, tal só sucedeu após 24 meses”, revelam os investigadores.

 

Acrescentam que «a juntar à fraca escolarização e qualificação profissional, a infecção veio acentuar a dificuldade de acesso a um novo emprego, tornando estes inquiridos em desempregados de longa duração, condição em si mesma indutora de pobreza e exclusão social».

 

O estudo sublinha que «a infecção emerge como uma dificuldade acrescida no acesso ao emprego» e que isso é principalmente constatado nas pessoas cuja fonte de rendimento se insere nos perfis «reformado», «subsídio de desemprego» e «acção social pública e privada».

 

«Os indivíduos agrupados nestes perfis referem que as principais dificuldades na procura de emprego estão ligadas à escassez do mercado de trabalho, às dificuldades em conciliar as condições de trabalho com as novas exigências em termos de apoio médico, mas também ao facto de não encontrarem emprego adequado à sua condição de saúde», revela o estudo.

 

Os investigadores apontam também que «a ocultação da infecção em meio laboral é uma evidência neste estudo», onde apenas 15,2 por cento informou a entidade patronal.

 

«São as mulheres e os indivíduos mais escolarizados (ensino graduado e pós-graduado) que menos revelam o diagnóstico em contexto profissional», sendo que «o receio de discriminação e de despedimento estão na origem deste comportamento», indica o estudo.

 

Acrescenta que «o medo de despedimento é real: 22,7 por cento dos inquiridos acabaram por ser despedidos ou despediram-se por pressão da entidade patronal. Para 50 por cento, tal aconteceu ao fim da primeira semana».

 

De acordo com os investigadores, a não divulgação da doença é uma «estratégia de protecção destas pessoas em contexto profissional», sendo que a experiência de despedimento ocorreu principalmente entre as mulheres (30 por cento) e os menos escolarizados (44,4 por cento).

 

Via Sol



publicado por olhar para o mundo às 17:28 | link do post | comentar

 

Esta famosa especialidade do Norte de Itália costuma ser servida como entrada, mas também fica óptima a acompanhar pratos de carne. Há quem nem sequer se arrisque a experimentar cozinhar risottopor pensar que é muito complicado. E no entanto, nada de mais fácil. Basta seguir escrupulosamente as instruções abaixo e ter a paciência de ficar por cima do tacho a mexer durante uns 25 minutos. É importante não lavar o arroz para que este conserve a goma - imprescindível para a típica consistência cremosa.
Ingredientes para 4 pessoas
  • 425 ml de caldo de galinha
  • 25-30 g de cogumelos porcini (cepos), secos
  • 3 colheres (sopa) de manteiga
  • 225 g de cogumelos frescos, cortados em pedaços (champignons de Paris, pleurotos, portobello...)
  • sal & pimenta moída no momento
  • 1 cebola pequena, picada finamente
  • 215 g de arroz arbóreo ou carolino*
  • 125 ml de vinho branco seco
  • 125 g de queijo ralado grosseiramente (parmesão ou queijo da Ilha) + um pouco para guarnecer
* costumo usar carolino pois fica mais barato que o arbóreo, além de ser produzido em Portugal. E resulta igualmente bem.
Preparação
Colocar o caldo, os cogumelos secos e 1 l de água num tacho. Levar a ferver e cozinhar por 1 minuto, até os cogumelos ficarem tenros.
Retirar os cogumelos do tacho com o auxílio de uma espumadeira. Picar grosseiramente os cogumelos e reservar. Manter o caldo quente em lume brando.
Aquecer 1 colher (sopa) de manteiga numa frigideira, em lume médio-forte. Juntar os cogumelos frescos e os cogumelos porcini. Temperar com sal e pimenta. Saltear até os cogumelos começarem a ganhar cor, por 3-5 minutos. Retirar a frigideira do lume e reservar num local aquecido.
Aquecer mais 1 colher (sopa) de manteiga num tacho grande. Refogar a cebola por 3-5 minutos, ou até se apresentar tenra. Temperar com sal e pimenta.
Adicionar o arroz (não lavado) e cozinhar por 1 minuto, mexendo. Regar com o vinho branco e cozinhar, mexendo até absorver, por aproximadamente 1 minuto.
Juntar 2 conchas de caldo e mexer por 4-5 minutos, ou até o arroz absorver o caldo. Acrescentar mais caldo aos poucos, mexendo constantemente. Entre duas adições, deixar sempre que o arroz absorva o líquido. Repetir o processo até arroz ficar cozido "al dente" e apresentar um aspecto cremoso (+/- 25 minutos).
Retirar o tacho do lume. Incorporar o queijo ralado, a manteiga restante e metade dos cogumelos, envolvendo com uma colher de pau. Temperar com sal e pimenta.
Guarnecer com os cogumelos restantes e um pouco de queijo ralado. Servir de imediato.
Retirada de Elvira's Bistrot


publicado por olhar para o mundo às 11:38 | link do post | comentar

No frente a frente da SIC Notícias entre Teresa Caeiro e Alfredo Barroso, os ânimos exaltaram-se depois de Barroso citar um texto do Expresso. A troca de insultos foi constante e Mário Crespo teve de pedir desculpa por não conseguir moderar o debate


 

A troca de acusações e mesmo de insultos, com palavras como "rasquice" e "lamaçal", foi motivada pela alusão de Alfredo Barroso a uma notícia do Expresso na edição do último sábado, com o título "Dez coisas que ficámos a saber neste mês de Governo".


Via Expresso



publicado por olhar para o mundo às 08:23 | link do post | comentar

Quarta-feira, 27 de Julho de 2011

sexo, aprenda a tomar o controlo

 

Até mesmo as mulheres mais bonitas e com “tudo no sítio” ficam um pouco tensas quando chega a hora de tirar a roupa e entregar-se ao homem que amam. Esse é um momento que pode incomodar até mesmo a mais tranquila das mulheres. Para pôr fim a esse sofrimento desnecessário, a tvmais criou um pequeno guia para ajudar a libertá-la, a abrir as suas asas e soltar as suas garras, na cama... com ele.

 

1 - Planear também é bom


Um ato de paixão, para ser bom, tem sempre de ser espontâneo. Mas um pouco de planeamento pode ajudar a aumentar o desejo. Os homens acham sexy quando as mulheres lhes dizem o que devem fazer para excitá-las. Outra dica quente é ter à mão brinquedos sexuais, que proporcionarão muito prazer.

 

2 - Conversa picante


Não caia no velho cliché de que as mulheres decentes não dizem coisas picantes na cama. A mulher moderna fala para se excitar e levar o amado às nuvens. Eles adoram uma conversa excitante ao ouvido, ainda mais se for sussurrada… Se você é uma mulher mais calada, ele ficará encantado por ver um lado seu diferente. Comece devagar, dizendo-lhe o que a está 

a agradar e quão excitada está.

 

3 - Tome a iniciativa


É um facto: eles ficam superexcitados quando é a mulher a iniciar o sexo. Apesar dos homens serem naturalmente mais ligados à parte sexual, isso não significa que eles não apreciem o facto de serem elas a chamá-los. Na verdade, eles ficam frustrados se a mulher nunca toma a iniciativa, sentindo-se pouco desejados. Mostre-lhe o quanto o quer.

 

4 - Ame as suas curvas e a sua lingerie


Basta de lamentos e de perder tempo a tentar esconder as suas curvas. Os homens adoram ter uma “carninha” para agarrar na altura de fazer amor. Compre uma lingerie nova e faça uma pose bem sexy para o seu amor. Ele vai ficar animadíssimo. Os homens adoram mulheres que confiam no seu próprio poder de atração.

 

5 - Separe a realidade da ficção


As mulheres levam as fotografias das revistas muito a sério. O que excita um homem é um conjunto de fatores, como a química que existe entre vocês, a personalidade, o seu cheiro, o seu toque. A imagem pode funcionar muito bem no papel ou na televisão, mas na vida real… não há igual!

 

6 - Tente coisas novas


Divida com ele a sua vontade de tentar fazer algo que nunca experimentaram e esteja também aberta às suas sugestões. Não fique a pensar que se for você a sugerir algo muito ousado a opinião dele sobre si vai ficar alterada. 

Os homens são muito abertos a experimentar coisas novas, principalmente se souberem são sinónimo de prazer. Se não lhe quiser contar que a ideia saiu da sua cabeça, diga-lhe que leu numa revista e que ficou curiosa. Pode ter certeza de que ele se vai prontificar a esclarecer todas as suas dúvidas…

 

7 - Não deite “água fria”


Uma pesquisa mostrou quais são as três maiores reclamações dos homens na cama. A principal  é perceber que a mulher não está a gostar do sexo: não há nada pior do que achar que não estão a agradar. A segunda é o toque: os homens dizem que um toque muito leve não funciona com eles. As mulheres precisam de usar mais força na hora dos carinhos. A terceira queixa é a recusa de muitas mulheres em fazer sexo oral. Para muitos homens, o orgasmo durante o sexo oral é o mais intenso de todos.

 

8 - Aceite-se como é


De uma vez por todas, pare de se comparar com as atrizes e aceite que pode não ter o rabo perfeito, mas sabe como fazer o seu homem feliz. Os especialistas garantem que muitas vezes os pequenos defeitos, que todas as mulheres têm e que passam despercebidos aos homens, são aumentados e trazidos à atenção por elas próprias. Os homens percebem quando uma mulher não se sente bem consigo mesma e acabam por perder a estimulação ao tentar fazê-la acreditar que a desejam de verdade.

 

Via Activa



publicado por olhar para o mundo às 21:27 | link do post | comentar

Imagem dos dois homens que enganaram a agência ReutersImagem dos dois homens que enganaram a agência Reuters (Reuters)

O funeral de Amy Winehouse, que aconteceu esta terça-feira em Londres, foi apenas para a família e os amigos mais próximos mas afinal contou também com a presença de intrusos. Os brasileiros Daniel Zukerman, do programa televisivo de humor “Impostor do Pânico” da RedeTv, e André Machado, editor do programa, conseguiram entrar na cerimónia privada e às lentes dos fotógrafos passaram por dois amigos da cantora.

 

A fotografia dos dois, aparentemente emocionados, apareceu em centenas de jornais e sites de todo o mundo. A agência Reuters, responsável pela imagem e sua legenda, já pediu desculpas.

Aquela que parecia ser uma das imagens do funeral de Amy Winehouse e que representava a dor dos amigos presentes na cerimónia é afinal uma fraude. Os dois homens que aparecem na fotografia e que foram identificados pela Reuters como duas pessoas de luto abraçadas à saída do funeral são dois humoristas brasileiros, um deles, Daniel Zukerman, é já conhecido no Brasil pelas suas constantes invasões em acontecimentos fechados. Inspirado no francês Rémi Gaillard, conhecido pelas suas peripécias cómicas, Daniel já se tinha infiltrado no funeral de Michael Jackson, tentou a mesmo sorte no casamento do príncipe William com Kate Middleton e no Brasil conseguiu mesmo infiltrar-se no programa "Big Brother".

Em Londres, os dois humoristas apareceram vestidos de preto e com um quipá, utilizado pelos judeus como símbolo da religião e sinal de respeito a Deus. Entre abraços e choros os dois enganaram todos e passaram por convidados da cerimónia, chegando mesmo a dar entrevistas. “Perdemos uma amiga”, disse Daniel a uma televisão alemã, enquanto André chorava e pedia desculpa pela emoção. 

A Reuters pediu entretanto desculpa pela confusão e por ter dado a informação errada que rapidamente se espalhou entre a comunicação social. 

Nas redes sociais e na Internet o assunto já está a dar que falar. Há quem se ria e aplauda a proeza dos humoristas mas também são muitos os que criticam Daniel Zukerman e André Machado, acusando a dupla de não respeitar a morte da cantora.





publicado por olhar para o mundo às 19:24 | link do post | comentar


2 xícaras de (chá) de arroz
3 pacotinhos (30 gramas cada um) de cogumelos secos, deixados de molho em água fervente por 2 horas
5 a 6 xícaras de (chá) de caldo de galinha
1 xícara de (chá) de vinho branco seco
3 colheres de (sopa) de manteiga
1 cebola grande picada
Queijo parmesão ralado


Numa panela, frite a cebola picada na manteiga até ficar macia. Em fogo brando, junte o arroz e frite um pouco, mexendo sempre. Escorra os cogumelos e acrescente ao arroz. Adicione o vinho branco, mexa, cozinhe e deixe evaporar. Vá acrescentando o caldo de galinha, 1 xícara de (chá) de cada vez, até o arroz ficar cozido mas resistente a mordida ("al dente'). Sirva com queijo parmesão ralado por cima.

Rendimento: 6 a 8 porções

 

Retirado de Livro de receitas



publicado por olhar para o mundo às 11:35 | link do post | comentar

Governo espera criar mais 20 mil vagas em creches com desburocratização
O ministro da Solidariedade e da Segurança Social anunciou hoje que o número de vagas em creches poderá aumentar em 20 mil lugares com a desburocratização das regras dos equipamentos sociais, medida a alargar a lares ou centros de dia.

«É hoje possível simplificar regras de creches, aumentando uma, duas vagas em muitas salas, garantindo uma resposta maior. Equipamento a equipamento poderemos estar a falar, a nível nacional, de qualquer coisa como quase mais 20 mil vagas, do ponto de vista da resposta que podemos dar em creches», disse Pedro Mota Soares, em declarações aos jornalistas, no final da sessão solene do 107.º aniversário do Hospital Ortopédico de Sant'Ana (HOSA), em Cascais.

 

De acordo com o ministro, a medida insere-se no Plano de Emergência Social (PES) e pressupõe que não se mexa na actual capacidade instalada dos equipamentos, mas que se maximize essa mesma resposta através da simplificação de regras burocráticas sem aumento da despesa pública.

«Há muitas regras que hoje não se justificam e quem conhece as instituições conhece vários casos em que, por eventualmente o pé direito ser 1,97 metros e não ser 2 metros como é exigido nas regulamentações, o que acontece é que equipamentos ficam fechados», exemplificou Mota Soares, sublinhando que simplificar regras significa aumentar a capacidade de resposta.

 

O ministro garantiu que, com a desburocratização das regras, o Governo poderá aumentar o número de respostas no país durante este ano, «garantindo que se aumentam o número de vagas e se aumenta a capacidade desta resposta para muitas pessoas que continuam a precisar colocar os seus filhos numa creche».

 

Medida que será alargada a outros equipamentos sociais como lares ou centros de dia, anunciou Mota Soares.

 

«Várias instituições sociais têm equipamento de cozinha e é fundamental conseguir simplificar regras administrativas de utilização dessas cozinhas, tal como já está a acontecer para muitas micro, pequenas e médias empresas. Não faz sentido exigir mais a uma instituição social que está a dar de si aos outros quando não exigimos essas mesmas regras para estruturas comerciais», defendeu.

 

De acordo com Mota Soares, esta simplificação das regras não põe em causa a segurança de quem utiliza estes equipamentos ou a qualidade dos mesmos, solução que vai permitir «sem mais despesa pública poder dar mais resposta às pessoas».

 

O ministro revelou, também, que serão anunciadas brevemente as alterações legislativas necessárias, tanto para as creches como para os restantes equipamentos.

 

Mota Soares acrescentou que esta medida vem complementar a construção da rede de equipamentos sociais e poderá significar um «desagravamento dos custos unitários» das instituições.

 

«Numa altura de austeridade, as próprias instituições sociais também sentem as suas dificuldades e tudo o que possamos fazer para aumentar a resposta e também garantir mais sustentabilidade financeira às instituições é muito importante», sublinhou.

 

Via Sol



publicado por olhar para o mundo às 08:54 | link do post | comentar

Terça-feira, 26 de Julho de 2011
Os especialistas aconselham duas ou três peças de fruta diárias durante o VerãoOs especialistas aconselham duas ou três peças de fruta diárias durante o Verão (António Pinto)

Com o Verão e o calor, a falta de apetite aumenta entre muitas crianças. E é frequente ver adultos a forçá-las ou a tentar convencê-las a comer as quantidades que eles consideram adequadas. “Mas o apetite não é normalizado”, varia de pessoa para pessoa e de criança para criança e “não são os pais que devem normalizar o apetite das crianças” afirma a médica Isabel do Carmo, especialista em comportamento alimentar.

 

O importante é que os adultos procurem que a criança ou o adolescente “coma com qualidade” em porções consideradas “razoáveis”. Usando a persistência, mas sem ansiedade. “Em geral, o apetite tende a regular-se biologicamente de forma natural”, nota Pedro Teixeira, da Sociedade Portuguesa para o Estudo da Obesidade. Para contrariar este problema sazonal em vez de obrigar a comer, será preferível “adequar as refeições à estação com alimentos mais frescos e com mais água”, considera.

A ideia de que comer bem é comer muito ainda subsiste em muitos meios, sobretudo entre as pessoas mais velhas e que passaram fome, refere Isabel do Carmo. Mas é preciso contrariar esta convicção no âmbito de uma educação para a saúde. “O apetite não está normalizado”, explica a especialista, considerando que é um erro obrigar os mais novos a comer. “Tem é de se saber por que não querem comer” para despistar doenças do comportamento alimentar, como a anorexia nervosa, diz. E “oferecer-lhes os alimentos que eles mais gostam”.

Um estudo realizado em 2009 pela Universidade de Cornell, nos Estados Unidos, revela que, apesar das boas intenções dos pais quando tentam obrigar os filhos a comer vegetais ou a “limpar o prato”, e não deixar comida, esta atitude não é aconselhável. 

Segundo o autor desse estudo, Brian Wansink, quanto mais os pais insistem com os filhos para comer de forma saudável, mais estes preferem alimentos menos saudáveis. 

O investigador recomenda que os pais ofereçam às crianças quantidades moderadas, mas variadas, de comida, encorajando-as a experimentar diferentes tipos de alimentos e deixando-as decidir que quantidades querem consumir. 

Uma alimentação em excesso com a consequente energia extra que se vai acumulando pode contribuir para que a criança se torne num adolescente obeso, alertam os nutricionistas. A hora da refeição deverá ser um momento de prazer e não de tensão e de angústia, salientam. 

O essencial é que a criança coma bem, ainda que pouco: dois ou três copos de leite por dia que podem ser substituídos por iogurtes, duas ou três peças de fruta diárias, além de vegetais. A carne e o peixe não devem ser consumidos em grandes quantidades e não devem falhar os hidratos de carbono, recomenda Isabel do Carmo. 

Refeições leves ao almoço

Durante as férias, tal como os adultos, muitas crianças preferem almoçar na praia e portanto fazer refeições muito mais leves ao almoço. Nestes casos, é essencial comer um bom pequeno-almoço, consumir pequenos lanches de sandes e de fruta durante a tarde e desfrutar do sol e do mar. 

Isabel do Carmo nota também a importância das regras e da disciplina relativamente aos horários das refeições, salientando que estas devem ser realizadas em família em contextos de socialização, o que – está provado – “traz benefícios para a saúde”. 

A alimentação é, sobretudo “um hábito” que se ganha desde tenra idade – sublinha - notando que é mais fácil incutir o hábito de consumo de determinados alimentos, oferendo-os repetidamente às crianças logo de pequeninas, do que mais tarde ter de mudar as más práticas adquiridas.

 

Via Público



publicado por olhar para o mundo às 17:04 | link do post | comentar

Risoto de Sardinhas


Muito fácil de fazer! Você vai precisar de:

 

1 lata de sardinhas
1 pimentão picado
1 tomate picado
1 cebola picada
Molho shoyo
Açafrão
Tempero verde
Oleo vegetal
Sal a gosto
2 xícaras de arroz

 

Em uma panela aqueça o óleo e frite levemente a sardinha e acrescente todos os legumes e temperos e refogue. Em seguida acrescente o arroz e mantenha o nível da água sempre cobrindo o arroz até que ele cozinhe. Depois é só deixar secar um pouquinho mas manter o arroz bem molhado e servir com salada de alface e chá gelado! Fica uma delícia!

 

Via Vila Mulher



publicado por olhar para o mundo às 11:33 | link do post | comentar

Cheryle Rudd e Kitty Lambert foram as primeiras a casar
Cheryle Rudd e Kitty Lambert foram as primeiras a casar
Doug Benz/Reuters

 

Os primeiros casamentos entre pessoas do mesmo sexo em Nova Iorque foram hoje realizados na cidade norte-americana que recentemente aprovou uma lei que autoriza as uniões homossexuais, revelou a Associated Press.

As ativistas dos direitos dos homossexuais Kitty Lambert e Cheryle Rudd foram as primeiras a ser declaradas casadas em Niagara Falls, pouco depois da meia-noite de sábado.

Nova Iorque tornou-se em junho no sexto estado norte-americano a permitir casamentos entre pessoas do mesmo sexo.

Dezenas de casais fazem fila 

Dezenas de casais homossexuais fazem hoje fila às portas do Registo Civil de Manhattan e de outros condados de Nova Iorque para se casarem no primeiro dia de união entre pessoas do mesmo sexo neste Estado norte-americano.

Outros casais já deram o "sim" este domingo em Nova Iorque, como a reverenda Carmen Hernandez Ver e Doris De Armas, que se casaram no Registo Civil de Bronx, um dos cinco condados de Nova Iorque.

Hernandez, uma das ativistas hispânicas mais conhecida por defender os direitos da comunidade homossexual e lésbica da cidade, e De Armas foram casadas pela juíza Yetta Kurland, outra conhecida defensora dos direitos sociais.

"Foi uma honra casar a Carmen Hernandez e Doris De Armas na frente de toda a comunidade do Bronx", disse Kurland, num comunicado, citado pela agência de notícias Efe.

"Estamos juntas há dois anos e muito felizes" 

Entre aqueles que esperavam às portas de registo civil de Manhattan para se casarem estavam o casal de porto-riquenhas Sheila e Evelyn, que chegaram ao local às 06:00 (11:00 em Lisboa) para conseguirem ser das primeiras a cumprir o sonho do casamento.

"Estamos juntas há dois anos e muito felizes", disse Sheila, que veio com a namorada de Porto Rico para se casarem na cidade dos arranha-céus, regressando na segunda-feira à ilha para comemorarem o casamento com família e amigos.

Nova Iorque é a cidade do Estado que mais solicitações de cidadãos recebeu para realizar casamentos ao longo deste domingo (2.661 pedidos), o que levou as autoridades a realizar um sorteio público para escolher os casais que hoje poderiam realizar o seu sonho, no total de 823.

Não se sabe quantos casais são do mesmo sexo, já que essa informação não era pedida.

Nova Iorque tornou-se, a 24 de junho, o sexto estado norte-americano a permitir a união formal de pessoas do mesmo sexo após uma longa batalha parlamentar. No final, a proposta do governador Andrew Cuomo passou, com 33 votos a favor e 29 contra.

"Foi uma noite incrível" 

O primeiro casal a unir-se ao abrigo da nova lei foram Kitty Lambert e Cheryl Rudd, de 54 e 53 anos, respetivamente, que celebraram o seu casamento na cidade de Niagara Falls, tendo como pano de fundo as famosas cataratas e uma chuva de fogo de artifício.

"Foi uma noite incrível", disse Lambert a vários meios de comunicação social locais, após a cerimónia à meia-noite de sábado.

O casamento entre pessoas do mesmo sexo é permitido nos Estados de Massachusetts, New Hampshire, Vermont, Connecticut e Iowa, Washington DC e agora em Nova Iorque. A Califórnia proibiu esta união civil depois de a colocar e referendo em 2008. 

 



Via Expresso



publicado por olhar para o mundo às 08:02 | link do post | comentar

Segunda-feira, 25 de Julho de 2011

Veja a moda de verão exibida numa passagem de modelos na Florida, EUA, onde a sensualidade e cores garridas são notas dominantes. 

 



Via Expresso



publicado por olhar para o mundo às 17:59 | link do post | comentar

 

Risoto de Abóbora e Camarão

 

 

 


Ingredientes:

 

2 colheres (sopa) de cebola picadas 
2 colheres (sopa) de azeite 
2 colheres (sopa) de vinho branco 
1 xícaras (chá) de arroz arbório 
3 xícaras (chá) de caldo de camarão quente 
2 colheres (sopa) de manteiga 
2 colheres (sopa) de parmesão ralado 
300 gr de abóbora moranga cozida(s), sem cascas 
200 gr de camarão cinza médio 
sal, pimenta do reino e salsinha à gosto 


Modo de preparo


limpe os camarões e tempere com sal e pimenta a gosto. Refogue-os em uma frigideira untada com azeite até que fiquem opacos e reserve. Em um processador, coloque a abóbora cozida, manteiga e parmesão ralado Processe até virar um purê. Corrija o sal se necessário e reserve na geladeira. Em uma panela, refogue a cebola picada no azeite. Quando estiver translúcida, acrescente o arroz arbóreo e refogue, para que os grãos possam absorver toda a gordura. Acrescente o vinho branco e refogue mais um pouco. Despeje então, 1/3 do caldo reservado, abaixe o fogo e deixe cozinhar em panela sem tampa. Quando estiver quase seco, acrescentar a metade do caldo restante. Mexa algumas vezes, para não pegar no fundo da panela. Quando estiver quase seco novamente, acrescente o restante do caldo e mexa um pouco mais. Quando finalmente estiver quase seco novamente, retire a panela do fogo e do calor, acrescente os camarões reservados e o purê de abóbora gelado. Mexa vigorosamente, tomando apenas o cuidado de não quebrar os grãos. Polvilhe salsinha e sirva imediatamente. 


ATENÇÃO: o risoto NÃO é arroz empapado. São grãos inteiros, ligados por um creme que se forma durante o cozimento e ligado com a manteiga e o queijo, 2 ingredientes necessários para a preparação da maioria dos risotos.

 

Via Vila Dois

 



publicado por olhar para o mundo às 11:30 | link do post | comentar

Amy Winehouse foi encontrada morta em casa, aos 27 anos. Recorde a curta carreira de cantora britânica, que esteve em Portugal em 2008.


A polícia inglesa confirmou hoje a morte da cantora britânica Amy Winehouse, encontrada sem vida, aos 27 anos, num apartamento em Camden Square, Londres.

 

De acordo com a Associated Press, não foram reveladas as causas da morte da cantora, conhecida pelos problemas com drogas e álcool e que recentemente tinha saído de uma tratamento.

 

Na sexta-feira, a revista "New Musical Express" deu conta que Amy Winehouse tinha sido vista no festival iTunes, em Londres, a primeira aparição pública desde que cancelou, em junho, toda a digressão europeia.

Amy Winehouse só esteve uma vez em Portugal

Amy Winehouse atuou apenas uma vez em Portugal, em 2008, no Rock in Rio Lisboa, num concerto atribulado, no qual aparentava estar alcoolizada.

 

Na altura, perante milhares de pessoas, a cantora chegou atrasada e atuou menos de uma hora e algumas das músicas foram interpretadas de forma atabalhoada.

 

Amy Winehouse tinha agendado uma nova digressão para este verão, que incluia uma passagem pelo festival Sudoeste, em agosto, na Zambujeira do Mar.

 

A digressão foi cancelada e a família admitiu que Amy Winehouse demoraria longos anos até voltar aos palcos.

A cantora britânica deixa apenas dois álbuns editados - "Frank" (2003) e Back to Black" (2006), que lhe valeu vários prémios Grammy.



Veja a fotogaleria:


Veja o vídeo com a desastrosa atuação de Winehouse no Rock in Rio Lisboa, em 2008:

 



Via Expresso



publicado por olhar para o mundo às 08:57 | link do post | comentar

Domingo, 24 de Julho de 2011
Só na ilha morreram 84 pessoas
Só na ilha morreram 84 pessoas (Morten Edvardsen/Scanpix/Reuters)

Um dia após os brutais ataques de ontem na Noruega, de que resultaram 91 mortos, permanecem ainda em mistério os motivos do suspeito autor detido pela polícia, mas os primeiros dados estão a revelar tratar-se de um “fundamentalista cristão”, adepto da caça e dos jogos de vídeo, com ligações à extrema-direita e ideologia anti-muçulmana.

 

Capturado ontem mesmo após a explosão à bomba em Oslo e a carga a tiro indiscriminada num campo de jovens na ilha de Utoeya, este homem foi descrito pelos investigadores como “um norueguês de gema”, de 32 anos, que até à data estava totalmente fora dos radares da polícia.

As autoridades não avançaram o seu nome, mas vários media locais identificaram o suspeito como sendo Anders Behring Breivik, alto e louro e de olhos azuis penetrantes, de acordo com uma fotografia de rosto na sua conta de Facebook (entretanto desactivada) – mas que a polícia recusa confirmar devido aos “procedimentos da investigação”.

Mensagens e informações avançadas pelo suspeito naquela rede social, assim como na conta que lhe é atribuída no serviço de microblogging Twitter, esta aberta há poucos dias, sugerem um “fundamentalista cristão”, foi avaliado porém por um responsável da polícia de Oslo, Roger Andresen, citado pela agência noticiosa AFP. Esta mesma fonte precisou que o suspeito demonstra opiniões políticas que “pendem à direita”.

“Há alguns traços políticos que indicam a pendência à direita e um anti-islamismo, mas é ainda cedo para dizer se foi esse o motivo dos seus actos”, avançou por seu lado o comissário de polícia Sveinung Sponheim, em declarações à televisão pública NRK.

No perfil de Facebook atribuído a Breivik, este diz ser “conservador”, “cristão”, adepto da caça e de jogos de computador como World of Warcraft” e “Modern Warfare 2”. Afirma-se também “solteiro” e director da quinta biológica Breivik Geofarm, onde, especula-se, terá obtido os fertilizantes passíveis de serem usados para construir a bomba que explodiu no edifício do primeiro-ministro norueguês, Jens Stoltenberg, bem no centro de Oslo, e causou sete mortes, uma hora antes do ataque a tiro que matou 84 pessoas no campo de jovens do Partido Trabalhista (no poder), em Utoeya.

Os media noruegueses descrevem-no ora como “pertencente aos meios da extrema-direita”, “nacionalista” ou mesmo como “maçon” e asseveram que é possuidor de várias armas e pelo menos uma espingarda automática.

Esta teoria é sustentada por vários comentários da sua suposta autoria feita em websites e fóruns como o www.document.no, onde defende opiniões ultranacionalistas e expressa elevada hostilidade em relação às ideias de sociedades multiculturais, apesar de rejeitar explicitamente a ideologia nazi. No Twitter, Breivik postou uma única mensagem, datada de 17 de Julho, citando o filósofo britânico John Stuart Mill: “Uma pessoa com uma crença tem tanta força quanto 100 mil pessoas que têm interesses”.

 

Via Público



publicado por olhar para o mundo às 22:16 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Mulheres cada vez mais exigentes


"Se você escolher demais vai acabar sozinha". Atire a primeira pedra quem nunca ouviu essa frase na vida ao reclamar que falta homem no "mercado". Em tempos de namoros-relâmpago e sexo casual, escolher alguém para a vida toda tem sido uma tarefa cada vez mais difícil.

 

Mas há gente defendendo que o problema não está na falta de pretendentes, mas sim na variedade, que deixa a mulherada cada vez mais confusa.

Segundo um estudo realizado por pesquisadores britânicos e publicado no jornal britânico "Biology Letters", em março deste ano, quanto mais opções uma pessoa tiver para escolher um parceiro amoroso, maior a probabilidade de ficar sozinha. Para os autores da pesquisa, variedade é bom, mas em pequena quantidade, para que o cérebro possa assimilá-la com qualidade.

 

Para desenvolver o estudo foram entrevistados 1.870 homens e 1.868 mulheres em 84 eventos de "speed-dating", os tradicionais rodízios de relacionamentos. Em grandes eventos, com participantes semelhantes, o número de propostas de encontro era de 123. Mas quando os pretendentes eram muito diferentes, o número caía para 88. Em pequenos eventos do gênero a média de 85 propostas caiu para 57 entre candidatos com características variadas.

 

Para o psicólogo Dr. Thiago de Almeida, especialista no tratamento das dificuldades nos relacionamentos amorosos e autor do livro "A Arte da paquera: inspirações à realização afetiva" (Ed. Letras do Brasil), questões biológicas ajudam as mulheres a ficarem mais seletivas. "Quando elas estão ovulando, tendem a escolher determinados tipos de parceiros, de preferência que tenham rosto simétrico e boa saúde reprodutiva", explica.

 

A mulher mede a influência de um homem em sua vida a curto e longo prazos. Dependendo de seus objetivos, Dr. Thiago afirma que a seleção pode ser mais apurada. "Se ela está interessada em um relacionamento duradouro, procura alguém que possa somar e que lhe dê segurança, uma vez que os homens são mais volúveis na hora de escolher suas parceiras", comenta.

 

E continua: "As mulheres são mais sensíveis. Elas querem alguém que faça companhia para ela, que pense em ter filhos, que lhe mande mensagens carinhosas e de suporte emocional e que pague um jantar - este ato prova que o pretendente tem condições de garantir a alimentação e a sobrevivência dela", comenta. "Além disso, o homem é fértil praticamente durante toda a vida toda, diferente da mulher, que é desfavorecida com a idade. Este é um dos motivos pelos quais elas se tornam mais seletivas com o passar do tempo", conta.

 

O psicólogo garante ainda que o corpo escolhe o parceiro ideal muito antes da cabeça. "Antes de beijar o rapaz, a mulher sabe se ele serve ou não. O cérebro se encarrega de identificar a famosa ‘química’ por meio do cheiro e do aspecto físico do parceiro. E depois pelo beijo, que nada mais é do que o reconhecimento do corpo do outro", diz. "Tenho pacientes que dizem que um beijo bom tem gosto bom e que beijo ruim, sem liga, tem gosto de saliva", descreve.

 

Os aspectos biológicos na hora de escolher o parceiro ideal nunca mudaram. O que mudou na verdade foi a cultura. Sabe aquela típica cena de desenho animado, na qual o homem dá com o tacape na cabeça da mulher e a leva para a caverna? Isso não tem mais sentido. Ou talvez nunca teve. "Por conta da maior liberdade conquistada, a mulher passou a ter o poder do veto. Se o homem quer, mas a pretendente não, o sexo ou o beijo não acontece. Este é um dos motivos pelos quais os homens estão aprimorando constantemente suas táticas de cortejamento", esclarece.

Por Juliana Falcão (MBPress)

cortejamento", esclarece.

 

Via Vila Dois



publicado por olhar para o mundo às 21:05 | link do post | comentar

A cantora há muito que lutava contra a dependência de álcool e drogas
A cantora há muito que lutava contra a dependência de álcool e drogas (Stefan Wermuth/Reuters)

As causas da morte da cantora britânica Amy Winehouse, ontem encontrada sem vida no seu apartamento londrino, continuam por apurar, embora algumas fontes indiquem que a cantora poderá ter sido vítima de uma overdose.

 

A polícia metropolitana de Londres comunicou ontem: “Fomos chamados pelo London Ambulance Service para uma morada de Camden pouco depois das 16h05. Fomos informados que uma mulher tinha sido encontrada morta. À chegada, os nossos agentes encontraram o corpo de uma mulher de 27 anos que foi declarada morta no local”, cita o “The Guardian”.

A cantora há muito que lutava contra a dependência de álcool e drogas e algumas fontes indicam que a sua morte poderá estar relacionada com uma dose excessiva de estupefacientes - escreve o “The Guardian” - embora oficialmente se desconheçam ainda as causas da sua morte. 

A cantora tinha tentado recentemente mais uma desintoxicação do álcool, mas a sua carreira atravessava um período complicado, depois de a sua digressão europeia - incluindo uma participação agendada para o Festival do Sudoeste, em Agosto - ter sido cancelada.

A digressão foi cancelada por “motivos de saúde”, depois de um concerto em Belgrado que, mais uma vez, trouxe a palco uma Amy cambaleante e pouco profissional.

O “Daily Mail” avança hoje que a cantora estava devastada pela recente separação do namorado Reg Traviss, de 34 anos. O mesmo jornal diz que Traviss decidiu pôr termo à relação de ambos depois de ter percebido que não conseguia ajudar Amy a lutar contra a dependência de drogas nem contra os seus “demónios interiores”.

Winehouse tinha sido vista pela última vez com a sua afilhada, Dionne Bromfield, no início desta semana quando a adolescente participou no festival iTunes.

A morte de Amy Winehouse aos 27 anos coloca-a junto a uma série de outros artistas que também morreram com esta idade, nomeadamente Jimi Hendrix, Jim Morrison, Janis Joplin, Kurt Cobain e Brian Jones, dos Rolling Stone.

Fãs e amigos homenageiam cantora

Após a notícia da sua morte, os media e as redes sociais começaram a homenagear uma das artistas mais talentosas e polémicas da actualidade. 

Mark Ronson, que produziu o multi-premiado álbum “Back to Black”, disse: “Ela era a minha alma gémea musical e como uma irmã para mim. Este é um dos dias mais tristes da minha vida”.

Quem com ela privou intimamente fala de uma voz poderosa numa mulher “doce” e frágil. Ronnie Wood, dos Rolling Stones, lembrou os bons momentos que viveu com a cantora. Tony Bennett, que com Winehouse gravou um dueto do seu novo álbum, elogiou-lhe as capacidades vocais. Uma artista frágil com a “mais natural voz de jazz” dos cantores contemporâneos, como referiu ao “The Guardian”.

O produtor de hip hop Salaam Remi, que trabalhou com Winehouse nos álbuns “Frank” e “Back To Black”, escreveu, via Twitter: “É um dia muito, muito triste. Acabei de perder uma grande amiga e uma irmã”. E acrescentou: “Que descanses em paz, minha pequena irmã Cherry Winehouse. Amar-te-ei para sempre”.

A apresentadora de televisão Kelly Osbourne também escreveu, via Twitter: “Nem consigo respirar de tanto chorar. Acabei de perder uma das minhas melhores amigas. Amar-te-ei para sempre Amy e nunca me esquecerei da verdadeira pessoa que eras”.

“Triste notícia sobre Amy Winehouse. Os meus pensamentos estão com a sua família”, escreveu a cantora Emma Bunton. “Terei sempre um amor profundo por Amy Winehouse”, comentou Lady Gaga.

A modelo britânica Kate Moss também não escondeu a tristeza de “ver partir um talento” como o de Amy Winehouse.

 

Via Público



publicado por olhar para o mundo às 20:55 | link do post | comentar

Festa do Avante

Os 35 anos da Festa do Avante! serão associados aos aniversários de carreira dos Trovante e deSérgio Godinho, num cartaz diversificado que inclui Ópera, revisitada como forma de "afirmação das nacionalidades", anunciou hoje o PCP.

 

 "Trata-se da 35ª Festa, o que coincidiu com dois outros aniversários, os 35 anos de carreira dos Trovante -- o que aliás era inevitável, uma vez que a primeira vez que os Trovante subiram ao palco foi na primeira festa do Avante! -- e os 40 anos de carreira do Sérgio Godinho, igualmente assinalados na festa", afirmou Ruben de Carvalho.

 

 O programa da festa do Avante!, que se realiza a 2, 3 e 4 de setembro, na quinta da Atalaia, no Seixal, foi hoje apresentado em conferência de imprensa na sede do PCP, em Lisboa, pelo seu histórico organizador, Ruben de Carvalho, membro do comité central comunista, e por Alexandre Araújo, do secretariado.

 

 "Não há praticamente nada que fique de fora, desde a música popular portuguesa até ao Fado, desde o jazz até ao rock, incluindo a segunda gala de Ópera", sublinhou Ruben de Carvalho, referindo que a gala deste ano terá "uma componente sinfónica" e um "fio condutor", ligado ao papel da Ópera na "afirmação das nacionalidades no século XIX", em Itália, por exemplo.

 

 "Julgámos que seria inteiramente oportuno, num momento em que Portugal atravessa do ponto de vista patriótico e da sua própria identidade nacional um período de particular complexidade, que seria de toda a lógica sublinhar esse papel que a música e a ópera em particular tiveram na afirmação do patriotismo e a necessidade de termos a consciência da existência de Portugal enquanto país independente", defendeu.

 

 Além da presença de bandas estrangeiras, a festa do Avante! assume-se essencialmente, no campo musical, como "o maior festival de música portuguesa", frisou Ruben de Carvalho.

 

 O cartaz inclui Xutos e Pontapés, ClãCamané, Expensive Soul, X-Wife, Dead Combo, Amor Electro, Terrakota, Lume, Danças Ocultas, Virgem Suta, Mayra Andrade, La Chiva Gantiva ou Gattamolesta.

 

 Além da música, a festa do Avante! torna a incluir outras artes de palco, como o Teatro e a Dança, com a presença no Avanteatro de produções das companhias de teatro de Almada, a Barraca, Teatro Ferro ou da Companhia de Dança de Almada.

 

 No âmbito das artes plásticas, realiza-se a XVII Bienal, com obras de cerca de 100 artistas, e uma exposição da obra de Cipriano Dourado.

 

 Pelo CineAvante passarão as longa-metragens de Sérgio Trefaut "Viagem a Portugal" e "Cidade dos Mortos", além de "José e Pilar", de Miguel Gonçalves Mendes, e "Quem vai à guerra", de Marta Pessoa.

 

 De acordo com Alexandre Araújo, a festa do Avante! "assumirá este ano um significado excecional", porque "decorrerá quando está em curso a mais violenta ofensiva desde os tempos do fascismo contra os direitos dos trabalhadores e do povo e num país que é hoje alvo de um programa ilegítimo de submissão e agressão que PS, PSD e CDS assumiram com a União Europeia e o FMI".

 

 O PCP escusou-se a divulgar o orçamento do evento, tendo Alexandre Araújo invocado que o partido não tem "por prática divulgar" essas informações, que "integram depois as contas partidárias".

 

Via Ionline



publicado por olhar para o mundo às 17:24 | link do post | comentar

mais sobre mim
posts recentes

Morreu Eusébio

Unesco consagra Dieta Med...

Morreu Nelson Mandela: A ...

Alejandro Sanz: 'A música...

Dulce Félix vice-campeã e...

Teatro, Festival de Almad...

Festim recebe Kimmo Pohjo...

Curta portuguesa entre as...

ARRISCA DEZ ANOS DE PRISÃ...

Maioria das mulheres alem...

arquivos

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Dezembro 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags



comentários recentes
Ums artigos eróticos são sempre uma boa opção para...
Acho muito bem que escrevam sobre aquilo! Porque e...
Eu sou assim sou casada as 17 anos e nao sei o que...
Visitem o www.roupeiro.ptClassificados gratuitos d...
então é por isso que a Merkel nos anda a fo...; nã...
Soy Mourinhista, Federico Jiménez Losantos, dixit
Parabéns pelo post! Em minha opinião, um dos probl...
........... Isto é porque ainda não fizeram comigo...
Após a classificação de Portugal para as meias-fin...
Bom post!Eu Acho exactamente o mesmo, mas também a...
Posts mais comentados
links


blogs SAPO
subscrever feeds