Segunda-feira, 25.06.12

Maioria das mulheres alemãs prefere televisão ao sexo

Entre televisão e sexo, as alemãs preferem a segunda hipóteseFotografia © Jean-Paul Pelissier / Reuters

57% das mulheres alemãs preferia ficar um ano sem sexo do que sem televisão. Já nos homens, o caso muda de figura.

 

A maioria das mulheres alemãs preferem uma noite no sofá, a ver televisão, do que uma noite de amor com os seus companheiros, revelou um estudo efetuado pelo jornalThe Local.

 

Assim, cerca de 57% das inquiridas preferia ficar um ano inteiro sem ter qualquer relação sexual do que passar o mesmo período de tempo sem ver televisão. Pelo contrário, mostra o mesmo estudo, 62% dos homens alemães preferiu o sexo ao pequeno ecrã.

 

Retirado do DN



publicado por olhar para o mundo às 21:57 | link do post | comentar | ver comentários (2)

Quinta-feira, 12.01.12

Estamos en el comedor estudiantil de una universidad alemana. Una alumna rubia e inequívocamente germana adquiere su bandeja con el menú en el mostrador del autoservicio y luego se sienta en una mesa. Entonces advierte que ha olvidado los cubiertos y vuelve a levantarse para cogerlos. Al regresar, descubre con estupor que un chico negro, probablemente subsahariano por su aspecto, se ha sentado en su lugar y está comiendo de su bandeja. De entrada, la muchacha se siente desconcertada y agredida; pero enseguida corrige su pensamiento y supone que el africano no está acostumbrado al sentido de la propiedad privada y de la intimidad del europeo, o incluso que quizá no disponga de dinero suficiente para pagarse la comida, aun siendo ésta barata para el elevado estándar de vida de nuestros ricos países. De modo que la chica decide sentarse frente al tipo y sonreírle amistosamente. A lo cual el africano contesta con otra blanca sonrisa. A continuación, la alemana comienza a comer de la bandeja intentando aparentar la mayor normalidad y compartiéndola con exquisita generosidad y cortesía con el chico negro. Y así, él se toma la ensalada, ella apura la sopa, ambos pinchan paritariamente del mismo plato de estofado hasta acabarlo y uno da cuenta del yogur y la otra de la pieza de fruta. Todo ello trufado de múltiples sonrisas educadas, tímidas por parte del muchacho, suavemente alentadoras y comprensivas por parte de ella. Acabado el almuerzo, la alemana se levanta en busca de un café. Y entonces descubre, en la mesa vecina detrás de ella, su propio abrigo colocado sobre el respaldo de una silla y una bandeja de comida intacta.

Dedico esta historia deliciosa, que además es auténtica, a todos aquellos españoles que, en el fondo, recelan de los inmigrantes y les consideran individuos inferiores. A todas esas personas que, aun bienintencionadas, les observan con condescendencia y paternalismo. Será mejor que nos libremos de los prejuicios o corremos el riesgo de hacer el mismo ridículo que la pobre alemana, que creía ser el colmo de la civilización mientras el africano, él sí inmensamente educado, la dejaba comer de su bandeja y tal vez pensaba: "Pero qué chiflados están los europeos".

 

Rosa Montero

EL País



publicado por olhar para o mundo às 11:30 | link do post | comentar

Quinta-feira, 05.01.12

É o mais recente vídeo viral a tomar de assalto a Internet. A recriação de um popular sketch com as caras de Angela Merkel e Nicolas Sarkozy no lugar dos atores originais tem-se tornado cada vez mais popular.

 

Uma rábula inglesa de 1963 intitulada "Dinner for One", que se tornou imensamente popular na Alemanha ao ponto de passar ininterruptamente no Ano Novo, retrata um jantar elegante que tem como anfitriã uma senhora de 90 anos, auxiliada pelo seu fiel mordomo.

 

O único senão é que nenhum dos convidados está vivo para comparecer. Porém, todos os meses o procedimento repete-se. Para substituir os ausentes, a cada brinde o mordomo assume o papel dos convidados e vai, progessivamente, ficando mais bêbado.

 

A recriação viral é intitulada "A 90ª Cimeira de Salvação do Euro" e mostra um jantar mensal presidido pela 'senhora Merkel' para os líderes europeus que se encontram ausentes, o que até é bom "porque ajuda a criar consensos".

 

Resta ao 'mordomo' Nicolas Sarkozy cumprir as ordens da "rainha do Euro" (segundo o vídeo) e fazer as vezes artificiais dos líderes europeus, até ficar cada vez mais bêbado, apesar de ser constantemente avisado pela senhora para ter "cuidado com o rating".

 

Veja o vídeo da recriação de "Dinner for One" (em alemão, com legendas em inglês) e o original de 1963 (em inglês):

 

Via Expresso



publicado por olhar para o mundo às 08:50 | link do post | comentar

Sexta-feira, 30.12.11

Inauguração estava prevista para antes do Natal mas só ocorreu ontem numa floresta daBaviera, próximo da fronteira com a República Checa

 

Via Expresso



publicado por olhar para o mundo às 17:00 | link do post | comentar

Terça-feira, 27.09.11
Piratas de Berlim nas escadas do Parlamento da cidade
Piratas de Berlim nas escadas do Parlamento da cidade (Thomas Peter/Reuters (arquivo))
O Partido Pirata, conhecido sobretudo pela defesa de uma Internet mais livre e a despenalização das cópias para uso privado, teve um sucesso nas eleições de Berlim tão grande que surpreendeu os próprios membros do partido.

A força política, nascida após o estabelecimento do primeiro Partido Pirata na Suécia, prometia crescer já desde as últimas legislativas. Mas nada fazia prever os 8,9% de há uma semana nas eleições da cidade-estado. Tanto que todos os integrantes da lista (15 em 149 deputados estaduais) foram eleitos: se tivessem ganho mais votos, ficariam com lugares por preencher.

O que querem os piratas? Na primeira conferência de imprensa, os novos deputados foram bombardeados com perguntas. Um jornalista perguntou mesmo se o grupo seria apenas um "bando caótico de arruaceiros". Desajeitados perante as câmaras, tentaram escudar-se atrás dos computadores portáteis abertos.

Os seus principais cavalos-de-batalha são a legalização das cópias privadas, a protecção de dados online e a luta contra a censura, embora defendam também mais transparência dos processos de decisão política e dos concursos públicos.

Para Berlim, fizeram ainda propostas como a criação de uma rede de Wi-Fi gratuita em toda a cidade e transportes públicos grátis, propondo ainda um salário mínimo.

Os piratas assumem o seu amadorismo nas questões de processo político - que os analistas não se cansam de dizer que é caracterizado por grande complexidade e burocracia - mas querem impor um novo paradigma: a "democracia líquida". Tudo com base na interactividade da Internet, que daria mais poder aos cidadãos no processo político - e legislativo.

O mesmo para a orientação política, ainda indefinida. A pergunta foi posta pelo próprio partido no seu fórum oficial, conta o jornal Die Zeit. "Somos de direita ou de esquerda?" 

O líder parlamentar, Andreas Baum (escolhido por sorteio), admitia que os piratas têm de ir "experimentando". "Não temos nenhum grande plano estratégico, ainda temos de pôr os resultados numa tabela de Excel", disse, citado pela revista Stern.

Os novos Verdes?

O Partido Pirata, actualmente com 12 a 13 mil membros, tem desencadeado uma avalanche de comparações com os Verdes no seu início. Também são um partido de "causa única", apresentada com irreverência, e o modo como se vestem sublinha esta imagem - na tomada de posse alguns usavam sweatshirts com capuzes, fazendo lembrar Joschka Fischer, dos Verdes, que tomou posso nos anos 1980 no estado federado de Hesse com ténis brancos e um blazer desajeitado.

Os slogans dos piratas são provocatórios e bem-humorados: "Pergunta aos teus filhos por que deves votar nos piratas" ou "Nós temos as perguntas, vocês têm as respostas" ou ainda "Não acredites no que lês nos cartazes de campanha - informa-te".

O Partido Pirata obteve dois por cento dos votos nas últimas eleições parlamentares. Tal como os Verdes em 1980, não conseguiram superar os cinco por cento necessários para entrar no Parlamento federal. Mas os Verdes conseguiram-no três anos depois - e dez anos após a representação parlamentar chegaram ao Governo, em coligação com os sociais-democratas de Gerhard Schröder. Hoje, os Verdes são considerados o partido que poderá decidir as eleições de 2013, e poderão ser cortejados até, dizem analistas, pela própria Angela Merkel.

Os piratas gostam da comparação, mas sublinham a mudança nos Verdes. "Acho que os Verdes são agora um partido conservador", criticou Sebastian Schneider, um dos membros do grupo de deputados berlinenses do partido. "Ainda não decidiram se se juntam ao lado negro da força", comentou, numa alusão mista ao Star Wars e a uma possível coligação com a CDU, partido cuja cor é o preto.

Excentricidade berlinense?

Os piratas poderiam ser uma "excentricidade berlinense", uma cidade onde "sempre houve mais pessoas que escolhem partidos não-convencionais para expressar descontentamento", diz Holger Liljeberg, do instituto de sondagens Info, à Reuters. Mas há quem recuse esta abordagem: "Se a situação no país não fosse tão grave, poder-se-ia atribuir o sucesso dos piratas a uma "especificidade berlinense" - as coisas são sempre um bocadinho diferentes na capital", dizia o diário Rhein Zeitung. "Mas a vitória dos piratas expõe os partidos tradicionais ao ridículo. Ninguém mais deveria celebrar esta eleição, muito menos o FDP", que só conseguiu 1,8%.Aliás, Liljeberg nota que os piratas podem convencer parte do eleitorado "clássico" do Partido Liberal Democrata (FDP) ao defender menos intervenção do Estado nas vidas dos cidadãos. "Estão a falar de tópicos superliberais, enquanto o FDP tem negligenciado a sua matriz liberal".

Algumas polémicas

Mas apesar da curta existência, o Partido Pirata já teve polémicas. A primeira surgiu com a entrada do deputado social-democrata Jörg Tauss, investigado por posse de material pornográfico infantil. Na altura, era discutida uma proposta de lei que obrigaria as empresas fornecedoras de Internet a bloquear o acesso a sites com pornografia infantil - os piratas argumentavam que apagar o material seria mais eficaz e que esta lei é um precedente que poderá deixar o caminho livre para o Governo bloquear outro tipo de sites. A entrada de Tauss deu aos piratas um deputado no Bundestag, mas a relação nem chegou a um ano porque Tauss foi condenado e saiu do partido em Maio de 2010.

Outra controvérsia teve a ver com uma alegada ligação aos neonazis: líderes partidários deram entrevistas ao Junge Freiheit, um semanário de extrema-direita, e aceitaram como membro um antigo neonazi - embora depois de rebentar a polémica o partido se tenha assegurado de que se tratava de um arrependido.

 

Via Público



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Terça-feira, 06.09.11
Jogadoras... e modelos

 

A ideia não é nova - este ano, várias jogadoras até posaram para a Playboy alemã para promoverem o Mundial de futebol feminino - mas continua a funcionar, porque conquista muitos... "fãs".

Foi lançado na Alemanha um calendário sensual com fotografias de jogadoras amadoras de futebol, para divulgar ainda mais a modalidade pelo país. A sessão fotográfica era aberta a todas as atletas que desejassem participar, mas apenas 12 foram escolhidas para as imagens finais.

 

O calendário, que foi fotografado no Estádio Frankfurter Volksbank, em Frankfurt, vai ser vendido por €26,90, de acordo com o site oficial da iniciativa. 

 

As "modelos" finais foram as seguintes: 
Janeiro: Carina, 19 anos, média do Sindorf
Fevereiro: Annika, 18 anos, média do Union Mühlhausen
Março: Stefanie, 26 anos, avançada do Manching
Abril: Melinda, 21 anos, defesa do Heilsbronn
Maio: Emelina, 19 anos, média do Sportvereinigung Feuerbach
Junho: Bettina, 26 anos, avançada do Altenberg
Julho: Berna, 25 anos, média do Atatürk Mettmann
Agosto: Jenny, 27 anos, defesa do 05 Hohenstetten
Setembro: Viviane, 20 anos, média do Spvgg Möckmühl
Outubro: Maithe, 25 anos, avançada do Fortuna Wuppertal
Novembro: Astrid, 18 anos, média do SV Drensteinfurt
Dezembro: Mona, 20 anos, média do Sturm Wissel



Veja a fotogaleria:

 



Via Expresso



publicado por olhar para o mundo às 19:25 | link do post | comentar

Sexta-feira, 02.09.11
Cidade alemã instala parquímetros para taxar prostitutas de rua

 

Em Bonn na Alemanha, o município instalou parquímetros para cobrar uma taxa às prostitutas que trabalham na rua.

Tendo em conta que a actividade está legalizada no país e que as profissionais do sexo que trabalham em casas de alterne são taxadas, o governo local decidiu que seria mais equitativo cobrar também impostos àquelas que trabalham na rua.

 

Assim sendo, cada trabalhadora deve depositar por seis euros por noite, o que lhes permite trabalhar durante 10 horas na rua, entre as 20.15 e as seis da manhã.

 

O pagamento será fiscalizado por funcionários públicos e quando tal não acontecer, a mulher fica sujeita ao pagamento de uma multa.

 

Embora a prostituição seja legal na Alemanha desde 2002, a actividade dos profissionais do sexo não agrada aos moradores de Bonn. Para satisfazer os cidadãos e proteger as prostitutas, a câmara municipal criou uma área específica para destinada para o efeito.

 

De acordo com a BBC foram construídas garagens especiais, feitas de madeira para que os clientes possam estacionar os seus carros e a zona é policiada por um agente da autoridade.

 

Via Sol



publicado por olhar para o mundo às 17:44 | link do post | comentar

Domingo, 05.06.11

Rebentos de soja são origem provável do surto de

 

Rebentos de soja cultivados na Alemanha, na Baixa Saxónia, são a origem provável do surto da bactéria “E. coli” que já matou 22 pessoas na Europa, 21 das quais naquele país.

 

O anúncio foi feito pelo ministério da Saúde daquele estado federado alemão. A investigação das autoridades sanitárias sobre as origens da infecção, que já fez adoecer mais de 2000 pessoas em 13 países, conseguiu traçar a rota dos rebentos de soja. 

Ainda não há provas definitivas, disse o ministro da Saúde da Baixa Saxónia, Gert Lindemann, citado pela AFP. “Mas as pistas são suficientemente fortes para que seja nosso dever recomendar aos consumidores que, por agora, não consumam rebentos de soja”, declarou, numa conferência de imprensa em Hannover.

Esperam-se os resultados de análises laboratoriais amanhã, mas as pistas apontam para uma empresa de jardinagem nos arredores da Uelzen, que vende os rebentos para saladas não só na Alemanha mas também para outros países europeus e do Oriente, acrescentou o ministro da Baixa Saxónia.

A estirpe da bactéria “Escherichia coli” que está causar estas intoxicações alimentares que se podem tornar mortais começou a ser detectada a 2 de Maio. Podem causar dois tipos de doença: diarreia hemorrágica, da qual a Organização Mundial de Saúde (OMS) já registou 1605 casos e seis mortes, e também uma forma ainda mais grave da doença, que ataca os rins e pode chegar ao sistema nervoso, que atingiu 658 pessoas e fez 16 mortos.

A OMS, no balanço divulgado hoje, indica que há estirpes diferentes desta “E. coli” na Alemanha e também na Dinamarca – de onde são dois doentes que não tinham viajado até à Alemanha.

 

Via Público



publicado por olhar para o mundo às 19:14 | link do post | comentar | ver comentários (2)

Quinta-feira, 24.03.11

Escrevi aqui, e não pretendo retirar uma única vírgula ao que disse, que levar os "homens da luta" ao festival da canção na Alemanha é mais ou menos como ir correr as 24 horas de Le Mans com um símio ao volante. O Festival da Canção vale o que vale, e até pode valer pouco hoje em dia, admito. É uma espécie de resquício dos tempos em que acordávamos ao fim-de-semana às 7:30 e tínhamos de levar com o 70x7 e com o simpático Engenheiro Sousa Veloso no TV Rural antes de chegar o material bom, o animado, aquilo que fazia as crianças levantarem o pandeiro da cama mesmo em dias gelados de Inverno.

 

Tempos em que a novela "Pantanal" era transmitida de madrugada porque a "Juma" - que virava onça - aparecia desnudada, os habitantes da fazenda local suspeitavam que "Jove" - acabado de chegar do Rio - era "frosô" (veado) porque usava talheres às refeições e "Maria Broaca" - uma ninfomaníaca que viva nas margens do rio amazonas - andava a trair ao marido com um peão de boiadeiro, farta que estava da besta que "não lhe dava a assistência devida".

 

Mas não é por algo estar completamente desfasado e sem a qualidade e importância no panorama televisivo que o Festival da Canção deve ser automaticamente desconsiderado e sujeito ao envio de qualquer coisa, por muito má que seja, para nos representar. Já chega as tristes figuras que andamos a fazer na Europa. Estava na altura de parar de nos comportarmos como os parolos que vêm lá do refugo da europa à beira-mar-plantado para entreter os demais parceiros com as suas saloiices. Para isso já chegaram as várias tentativas de Inglês e Espanhol técnicos por parte do Primeiro-Ministro demissionário, com o mesmo número de espalhanços.


Foi por isso que constatei que no meio dos homens da luta há uma mulher que salva um bocadinho a coisa musicalmente, já que aquilo é uma verdadeira lástima. Chama-se Celina da piedade, é vocalista e intérprete do cinema ensemble de Rodrigo leão e ainda uma exímia acordeonista. Resumindo: nem tudo está perdido. Valha-nos a Celina e o seu acordeão. É uma pena não ir sozinha representar-nos. Grande Celina! Ouçam-na um bocadinho...

 

 

 

 

 

Via 100 Reféns



publicado por olhar para o mundo às 21:07 | link do post | comentar

mais sobre mim
posts recentes

Maioria das mulheres alem...

El negro

Jantar entre Merkel e Sar...

Igreja de gelo inaugurada...

Partido Pirata toma Berli...

Alemãs posam em calendári...

Cidade alemã instala parq...

Rebentos de soja são orig...

Vídeo: "Homens da luta" s...

arquivos

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Dezembro 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags



comentários recentes
Ums artigos eróticos são sempre uma boa opção para...
Acho muito bem que escrevam sobre aquilo! Porque e...
Eu sou assim sou casada as 17 anos e nao sei o que...
Visitem o www.roupeiro.ptClassificados gratuitos d...
então é por isso que a Merkel nos anda a fo...; nã...
Soy Mourinhista, Federico Jiménez Losantos, dixit
Parabéns pelo post! Em minha opinião, um dos probl...
........... Isto é porque ainda não fizeram comigo...
Após a classificação de Portugal para as meias-fin...
Bom post!Eu Acho exactamente o mesmo, mas também a...
Posts mais comentados
links


blogs SAPO
subscrever feeds