Quarta-feira, 20.06.12
Procura-se um amante

 

Muitas pessoas têm um amante, e outras gostariam de ter um. Há também as que não têm, e as que tinham e perderam. Geralmente são estas últimas que vêem ao meu consultório para me contar que estão tristes ou que apresentam sintomas típicos de insónia, apatia, pessimismo, crises de choro, ou as mais diversas dores. 


Elas contam-me que as suas vidas correm de forma monótona e sem perspectivas, que trabalham apenas para sobreviver e que não sabem como ocupar o tempo livre. Enfim, são várias as maneiras que elas encontram para dizer que estão simplesmente a perder a esperança. Antes de me contarem tudo isto, já tinham estado noutros consultórios, onde receberam as condolências de um diagnóstico firme: "Depressão"... além da inevitável receita do anti-depressivo do momento. Assim, depois de as ouvir atentamente, eu digo-lhes que elas não precisam de nenhum anti-depressivo. Digo-lhes que o que elas precisam é de um Amante!

É impressionante ver a expressão dos olhos delas ao receberem o meu conselho. Há as que pensam: "Como é possível que um profissional se atreva a sugerir uma coisa destas ?!". 


Há também as que, chocadas e escandalizadas, despedem-se e não voltam nunca mais. Às que decidem ficar e não fogem horrorizadas, eu explico-lhes o seguinte:


Amante é "aquilo que nos apaixona". É o que toma conta do nosso pensamento antes de adormecermos, e é também aquilo que, às vezes, nos impede de dormir. O nosso Amante é o que nos mantém distraídos em relação ao que acontece à nossa volta. É o que nos mostra o sentido e a motivação da vida. 

Às vezes encontramos o nosso amante no nosso parceiro, outras vezes, em alguém que não é nosso parceiro, mas que nos desperta as maiores paixões e sensações incríveis. Também podemos encontrá-lo na pesquisa científica ou na literatura, na música, na política, no desporto, no trabalho, na necessidade de nos transcendermos espiritualmente, numa boa refeição, no estudo, ou no prazer obsessivo do nosso passatempo preferido... 

Enfim, Amante é "alguém" ou "algo" que nos faz "namorar" a vida e nos afasta do triste destino de "ir vivendo". E o que é "ir vivendo"? 
"Ir vivendo" é ter medo de viver. 

É vigiar a forma como os outros vivem, é o deixarmo-nos dominar pela pressão, andar por consultórios médicos, tomar remédios multicoloridos, afastarmo-nos do que é gratificante, observar decepcionados cada ruga nova que o espelho nos mostra, é aborrecermo-nos com o calor ou com o frio, com a humidade, com o sol ou com a chuva.

"Ir vivendo" é adiar a possibilidade de viver o hoje, fingindo contentarmo-nos com a incerta e frágil ilusão de que talvez possamos realizar algo amanhã. 
Por favor, não se contentem com "ir vivendo". Procurem um amante, sejam também um amante e um protagonista da vossa vida...

Acreditem que o trágico não é morrer, porque afinal a morte tem boa memória e nunca se esqueceu de ninguém. O trágico é desistir de viver, por isso, e sem mais delongas, procurem um amante.

A psicologia, após estudar muito sobre o tema, descobriu algo transcendental: 
"Para se estar satisfeito, activo, e sentirem-se jovens e felizes, é preciso namorar a vida". 

Texto: Dr. Jorge Bucay 

Livro: "Hay que buscarse un Amante" 

 

Via Trabalhos de Larose



publicado por olhar para o mundo às 21:03 | link do post | comentar

Quarta-feira, 23.05.12

O Tribunal Cível de Lisboa condenou o movimento Precários Inflexíveis a retirar do seu blog comentários que «atentam contra o bom nome e afetam a imagem comercial» da empresa AXES Market, conforme a sentença de 16 de maio à qual o tvi24.pt teve acesso.


O grupo argumenta que a decisão «ultrapassa todos os limites da censura», segundo explicou ao tvi24.pt João Camargo, um dos ativistas, adiantando que os Precários Inflexíveis vão recorrer da sentença. «Vamos utilizar todos os meios ao nosso alcance para evitar cumprir esta ordem», assegurou.

A polémica começou no dia 10 de maio de 2011, quando o grupo publicou uma denúncia anónima contra a empresa de marketing que contém vários anúncios de emprego em sites especializados.

Precários Inflexíveis queixam-se de «censura» e prometem procurar «todos os meios para evitar» esta ordemNo texto, pode ler-se o testemunho de uma pessoa que enviou o currículo e que foi contactada de imediato para a marcação de uma entrevista. «Fui entrevistada, em inglês, por um norte-americano (o diretor), que falou muito rapidamente acerca da função a desempenhar», explica.

Rapidamente ficou a saber que era «uma das escolhidas» e, no dia seguinte, terá efetuado vendas porta-a-porta com um colaborador. No final, o diretor deu-lhe «os parabéns» por ter sido selecionada. Começou de imediato e alega que descobriu que, afinal, teria de trabalhar «doze horas por dia, seis dias por semana, recebendo apenas uma comissão de 20 ou 30 euros por venda», sem subsídios de transporte ou alimentação, um valor muito abaixo dos iniciais entre 250 e 300 euros por semana prometidos durante a seleção. Três semanas depois, não aguentou mais e saiu. «Até hoje não recebi um cêntimo pelas vendas que fiz», garante, no blog.

«O post tornou-se uma espécie de fórum com denúncias de práticas recorrentes daquela empresa e de outras parecidas, que utilizam diferentes disfarces para ludibriar as pessoas», acrescentou João Camargo. Há testemunhos sobre outras casos, em Espanha e no Brasil, com os mesmos contornos, há ameaças e, sobretudo, muitas desistências de entrevistas com esta e outras empresas semelhantes.

Segundo o acórdão do tribunal, a empresa começou a notar «prejuízos por não conseguir recrutar comerciais para consigo colaborarem» e enviou uma carta aos Precários Inflexíveis, a 1 de agosto de 2011, a pedir a retirada dos comentários e, perante a recusa, avançou com uma providência cautelar, desta vez com o nome de Ambição International Marketing.

Os juízes das Varas Cíveis de Lisboa consideraram que está em causa a «defesa dos direitos ao bom nome e reputação», lembrando que «o direito de informação e crítica não é ilimitado» e que a Constituição da República «estabelece limites ao seu exercício».

«O direito a informar e a expressar a sua própria opinião está limitado pelo direito que as pessoas visadas pelo exercício daquele direito têm a ver respeitada a sua honra e consideração», pode ler-se na sentença.

Como tal, foi decidida a «suspensão ou ocultação dos comentários com referências à requerente [a empresa], capazes de prejudicar o seu crédito ou o seu bom nome, bem como os que venham a ser postados, competindo ao requerido [autores do blog] distinguir entre o que é ou não lícito ali manter».

Os Precários Inflexíveis têm dez dias para o fazer e pagarão 50 euros por cada dia de atraso. O post tem neste momento 360 comentários e várias partilhas através do Facebook. «Nenhuma das empresas (ou talvez a mesma com nome diferente) avançou com qualquer processo ou queixa contra quem escreveu os comentários. Portanto, o que preocupa a administração da empresa é a liberdade de expressão na Internet. O mesmo preocupa o Tribunal», lamentam, em comunicado.

tvi24.pt contactou três números diferentes atribuídos tanto à AXES Market como à Ambição Internacional Marketing, mas as chamadas ou não foram atendidas, ou foram diretamente para a caixa de mensagens.

 

Retirado de Push

 



publicado por olhar para o mundo às 08:32 | link do post | comentar

Domingo, 27.02.11

Jornalista ganha processo a bloguer

 

Durante anos Fernando Esteves, jornalista da Sábado, conta que que foi insultado porposts e comentários do blogue “Médico explica medicina a intelectuais”. Mas não ligou. Até que alguém o aconselhou que devia actuar judicialmente contra o autor.

 

Em menos de um ano a justiça decidiu a seu favor, processando o autor do blogue por difamação e obrigando-o ao pagamento de uma multa de 40 mil euros e 133 dias de pena suspensa. “Quiseram fazer jurisprudência”, diz o jornalista.

O caso, recorda, começou há cerca de cinco anos. Um artigo publicado na revista Sábadomotivou a ira do autor do blogue. Fernando Esteves achou que não valia a pena agir. Mas os insultos, e até o envio de posts do blogue para a direcção da revista, continuaram. 

“Era uma perseguição ad hominem”. Decidiu então avançar para a justiça no início de 2010. “Em Junho o autor do blogue foi constituído arguido. Foi surpreendente conseguirem identificá-lo. E fiquei surpreendido com a sentença. A juíza proferiu uma sentença violentíssima e acho que tinha a noção perfeita de que estava a fazer jurisprudência. A blogosfera não pode ser um campo onde se diz tudo sem consequência”, diz o jornalista, um dos profissionais da Sábado envolvidos no caso do gravador levado abruptamente pelo deputado Ricardo Rodrigues durante uma entrevista em Maio do ano passado.

Fernando Esteves confessa que este caso serviu para recuperar uma fé na justiça que tinha, de certo modo, perdido. “Percebi que a justiça também funciona”.

Em 2008 o blogue Póvoa Online foi desactivado, por providência cautelar, por difamação contra o presidente da Câmara da Póvoa de Varzim Macedo Vieira. Mas os autores acabaram por criar um outro onde continuaram a publicar.

Francisco Teixeira da Mota, advogado, conta que, pela identificação de um autor anónimo e pela pena aplicada, este processo agora ganho por Fernando Esteves é inédito.

 

Via Público



publicado por olhar para o mundo às 10:17 | link do post | comentar

Domingo, 13.02.11

Procura-se um amante

 

Muitas pessoas têm um amante, e outras gostariam de ter um. Há também as que não têm, e as que tinham e perderam. Geralmente são estas últimas que vêem ao meu consultório para me contar que estão tristes ou que apresentam sintomas típicos de insónia, apatia, pessimismo, crises de choro, ou as mais diversas dores. 
Elas contam-me que as suas vidas correm de forma monótona e sem perspectivas, que trabalham apenas para sobreviver e que não sabem como ocupar o tempo livre. Enfim, são várias as maneiras que elas encontram para dizer que estão simplesmente a perder a esperança. Antes de me contarem tudo isto, já tinham estado noutros consultórios, onde receberam as condolências de um diagnóstico firme: "Depressão"... além da inevitável receita do anti-depressivo do momento. Assim, depois de as ouvir atentamente, eu digo-lhes que elas não precisam de nenhum anti-depressivo. Digo-lhes que o que elas precisam é de um Amante!

É impressionante ver a expressão dos olhos delas ao receberem o meu conselho. Há as que pensam: "Como é possível que um profissional se atreva a sugerir uma coisa destas ?!". 
Há também as que, chocadas e escandalizadas, despedem-se e não voltam nunca mais. Às que decidem ficar e não fogem horrorizadas, eu explico-lhes o seguinte:
Amante é "aquilo que nos apaixona". É o que toma conta do nosso pensamento antes de adormecermos, e é também aquilo que, às vezes, nos impede de dormir. O nosso Amante é o que nos mantém distraídos em relação ao que acontece à nossa volta. É o que nos mostra o sentido e a motivação da vida. 

Às vezes encontramos o nosso amante no nosso parceiro, outras vezes, em alguém que não é nosso parceiro, mas que nos desperta as maiores paixões e sensações incríveis. Também podemos encontrá-lo na pesquisa científica ou na literatura, na música, na política, no desporto, no trabalho, na necessidade de nos transcendermos espiritualmente, numa boa refeição, no estudo, ou no prazer obsessivo do nosso passatempo preferido... 

Enfim, Amante é "alguém" ou "algo" que nos faz "namorar" a vida e nos afasta do triste destino de "ir vivendo". E o que é "ir vivendo"? 
"Ir vivendo" é ter medo de viver. 

É vigiar a forma como os outros vivem, é o deixarmo-nos dominar pela pressão, andar por consultórios médicos, tomar remédios multicoloridos, afastarmo-nos do que é gratificante, observar decepcionados cada ruga nova que o espelho nos mostra, é aborrecermo-nos com o calor ou com o frio, com a humidade, com o sol ou com a chuva.

"Ir vivendo" é adiar a possibilidade de viver o hoje, fingindo contentarmo-nos com a incerta e frágil ilusão de que talvez possamos realizar algo amanhã. 
Por favor, não se contentem com "ir vivendo". Procurem um amante, sejam também um amante e um protagonista da vossa vida...

Acreditem que o trágico não é morrer, porque afinal a morte tem boa memória e nunca se esqueceu de ninguém. O trágico é desistir de viver, por isso, e sem mais delongas, procurem um amante.

A psicologia, após estudar muito sobre o tema, descobriu algo transcendental: 
"Para se estar satisfeito, activo, e sentirem-se jovens e felizes, é preciso namorar a vida". 

Texto: Dr. Jorge Bucay

Livro: "Hay que buscarse un Amante"

 

Via Trabalhos de Larose

 



publicado por olhar para o mundo às 21:03 | link do post | comentar | ver comentários (2)

Terça-feira, 08.02.11

 

 

Letra

 

Eu queria ser astronauta
o meu país nao deixou
Depois quis ir jogar á bola
a minha mãe nao deixou
Tive vontade de voltar a escola
mas o doutor nao deixou
Fechei os olhos e tentei dormir
aquela dor nao deixou.

Ó meu anjo da guarda
faz-me voltar a sonhar
faz-me ser astronauta ...e voar

O meu quarto é o meu mundo
o ecrã´n é a janela
Nao choro em frente á minha mãe
eu que gosto tanto dela
Mas esta dor nao quer desaparecer
vai-me levar com ela

Ó meu anjo da guarda
faz-me voltar a sonhar
faz-me ser astronauta....e voar

Acordar meter os pés no chão
Levantar pegar no que tens mais à mão
Voltar a rir,voltar a andar 
Voltar Voltar
Voltarei
Voltarei
Voltarei
Voltarei



publicado por olhar para o mundo às 12:03 | link do post | comentar

mais sobre mim
posts recentes

PROCURA-SE UM AMANTE

TRIBUNAL OBRIGA BLOG A AP...

Jornalista ganha processo...

PROCURA-SE UM AMANTE

Música Portuguesa do dia ...

arquivos

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Dezembro 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags



comentários recentes
Ums artigos eróticos são sempre uma boa opção para...
Acho muito bem que escrevam sobre aquilo! Porque e...
Eu sou assim sou casada as 17 anos e nao sei o que...
Visitem o www.roupeiro.ptClassificados gratuitos d...
então é por isso que a Merkel nos anda a fo...; nã...
Soy Mourinhista, Federico Jiménez Losantos, dixit
Parabéns pelo post! Em minha opinião, um dos probl...
........... Isto é porque ainda não fizeram comigo...
Após a classificação de Portugal para as meias-fin...
Bom post!Eu Acho exactamente o mesmo, mas também a...
Posts mais comentados
2 comentários
links


blogs SAPO
subscrever feeds