Sexta-feira, 15.06.12

Amizade, sexo...Ação!

Homens e mulheres podem fugir do script original e serem apenas amigos? E se eles transam às vezes? Descobrimos os segredos do sucesso do filme da vida real em que rola sexo casual com o BFF. Sua amizade colorida só vai virar PB se você quiser.

Vocês só ficam quando dá vontade e não devem satisfação um ao outro. O sexo é gostoso, a companhia melhor ainda, e nada mudou entre vocês. Os planos de irem ao próximo show de rock ainda estão de pé e você continua apresentando a ele suas amigas solteiras. Parece ser o relacionamento perfeito — pelo menos em teoria. Numa época em que homens e mulheres estão se estranhando, cada vez mais procuramos o colo (e a cama!) dos amigos. Pode ser que tudo termine bem. Ou um dos dois pode quebrar a cláusula do contrato e se apaixonar. Não importa o final da história. A definição de amizade mudou e, com ela, vieram novas regras que precisam ser seguidas para evitar que a brincadeira vá longe demais. Você provavelmente já assistiu a esse filme, mas precisa rever algumas cenas antes de virar protagonista. Roda o VT!

Quando a amizade é só colorida. Mesmo

Ok, a ideia é manter as coisas o mais simples possível — o que nem sempre dá certo. Mas é possível ter uma amizade colorida que traga mais benefícios do que problemas — desde que as regras estejam claras antes. "O combinado não sai caro. Afinal, o outro pode não ser capaz de corresponder às suas expectativas", diz a psicóloga Mariliz Vargas, autora do livro A Sabedoria do Não (Rosea Nigra). Foi o que aconteceu com a enfermeira catarinense Alexandra Meyer, 25 anos. "Rafael era meu amigo havia anos quando ficamos pela primeira vez, num jantar na minha casa. Foi tão bom que ele voltou por mais dois anos", lembra Alexandra. "Mas a gente precisou conversar sobre as nossas expectativas antes de qualquer coisa. Os dois concordaram em manter a relação casual porque o sexo era ótimo e não havia cobrança. Mas só deu certo porque nós dois sabíamos que um relacionamento de verdade jamais rolaria", diz ela.

Quando você quer algo mais

A combinação sexo + carência + convivência pode até parecer amor — mas nem sempre é. Vamos tirar isso a limpo: faça perguntas a si mesma, do tipo "Estou com ele só até aparecer outro?" Vamos supor que você tenha se apaixonado mesmo. Isso não estava nos seus planos e ele não faz ideia. Mas, antes de abrir o jogo, será que vale a pena investir na relação? Tem um jeito simples de saber: avaliar o grau de companheirismo entre vocês. "Relacionamentos começam com paixão, amor e sexo", diz o terapeuta Guilherme Malaquias, do Rio de Janeiro. "Nesse caso, sexo você já tem, a paixão uma hora acaba e o amor só vem com o tempo. Sobra a parceria." Você confia nele? Ele acompanha você nos momentos difíceis e vibra nas conquistas? Se não faz isso como amigo, também não vai fazer como namorado. Mas, se o cara é praticamente um Ryan Gosling, só falta uma coisa antes de embarcar de vez nessa aventura: descobrir se é isso que ele quer.
Mas ele não...
Você sentiu que ele não está a fim de se comprometer. Será que deve deixar o caso rolar mesmo assim? De jeito nenhum. Não adianta mentir para si mesma ou para ele — uma hora alguém vai se magoar. Amizade colorida só dá certo quando há certeza de que ninguém quer algo mais. Por isso, não adianta fazer jogos. Você tem que deixar claro como se sente desde o início. A advogada Danielle Borges, 26 anos, do Rio de Janeiro, não desistiu de primeira — e conseguiu o que queria: "Nós éramos amigos de faculdade e eu estava apaixonadíssima, mas o cara não queria saber de nada. Então, comecei a desmarcar nossos dates dizendo que tinha outro encontro. E comecei a caprichar na lingerie, nas posições... Ele saía da minha casa desnorteado. Um dia ele simplesmente não quis mais ir embora".

Quando ele quer algo mais

O fato é que vocês acabam na cama quase todo fim de semana — mas até então é sempre depois de uma balada ou um barzinho com a turma. Até que um dia ele propõe um programa a dois. "Dá para sacar que um homem quer algo mais quando ele começa a priorizar você na vida dele", explica Malaquias. "Ele vai chamá-la para sair na prime time, ou seja, no sábado à noite, em uma hora em que teria outros programas, mas escolhe ficar com você", diz ele. O gato também vai convidá-la para sair com os amigos — sim, além dos que vocês têm em comum. "Se ele quer ser visto com você, é sinal de que se orgulha de tê-la ao lado e que quer submeter uma possível namorada à aprovação dos amigos", diz o terapeuta. Fique esperta!
Mas você não...
Não vai encarar? A publicitária Cristina Reis, 31 anos, de Minas Gerais, pulou fora. Quando descobriu que seu amigo colorido estava apaixonado por ela, ainda não era tarde para salvar a amizade. "Ele foi ficando carinhoso demais, ligava todo dia, queria passar muito tempo comigo. Eu não queria, então cortei. Até que ele percebeu que se continuasse insistindo perderia uma amiga", diz.

Mais sinais de que ele está a fim!

• Ele não consegue desviar os olhos dos seus durante o sexo — isso é sinal de intimidade.
• Depois da transa, não tem pressa para ir embora. Se o interesse fosse puramente sexo, sairia em segundos.
• Na manhã seguinte, manda uma mensagem dizendo que adorou a noite com você. Dar as caras rapidinho significa mais do que apenas diversão.
Retirado de Cosmopolitan



publicado por olhar para o mundo às 21:38 | link do post | comentar

Segunda-feira, 11.06.12
Sexo, 10 coisas para experimentar pelo menos uma vez na vida

 

A a idéia de ser pego em flagrante pode ser muito empolgante, mas isso não significa que você tem que ser um exibicionista para se divertir

Quantos tipos de sexo você já teve? Pensando nisso o site da revistaGlamour reuniu 10 possibilidades para esquentar a relação a dois. As dicas, aprovadas por especialistas do sexo, contam quais são os melhorres tipos e porque vale a pena tentar novas experiências.

 

Deixe a fantasia rolar: "Todos nós temos fantasias", diz o especialista em sexo Lora Somoza. "Se você está em um relacionamento e se pegar sonhando com um policial com algemas, não tenha vergonha e divida o desejo com seu parceiro." A dramatização permite que você tenha a emoção de dormir com pessoas diferentes. "Se você não sabe por onde começar, tente fingir que você e seu amante não se conhecem", sugere Somoza. Isso lhe dará a liberdade para assumir uma nova personalidade e fazer coisas que você normalmente não faria, mas sempre quis.

 

Escolha um lugar luxuoso: Já notou como ficar em um hotel de luxo aumenta o desejo? A especialista Tracey Cox explica porquê: "Poucos de nós têm a oportunidade de experimentar o luxo todos os dias, então, quando vamos ficar em um hotel chamativo, é muito emocionante", diz ela. Mesmo se você não puder pagar umas férias de cinco estrelas, aproveitar apenas uma noite de sua próxima viagem em um hotel de luxo ou um lugar chique em sua cidade vai ajudar no resultado dentro de quatro paredes.

 

Pense no sexo em local público: A idéia de ser pego em flagrante pode ser muito empolgante, mas isso não significa que você tem que ser um exibicionista para se divertir. "Tente encontrar um estacionamento abandonado ou experimente última fila no cinema para carinhos mais salientes", diz Somoza.

 

Invista no sexo na praia: Se há uma bebida em sua homenagem, tem que ser bom, certo? Expanda sua idéia de sexo na praia para além da areia para incluir cadeiras, a sua varanda do hotel ou até mesmo debaixo de água.

 

Proibido é mais gostoso: "Se o best-seller 50 Shades of Grey nos diz alguma coisa, é que as mulheres gostam de um homem de posição", diz Somoza. Portanto, independentemente de quem veste as calças na relação, é possível decidir quem vai encarar esse papel no quarto. "Talvez você queira amarrá-lo para que ele faça coisas sujas para você", diz ela. Mas se você prefere mostrar quem é que manda, sugira que ele seja seu escravo sexual durante a noite e diga que a única regra é que ele não pode dizer não.

 

Sexo no banheiro: O cômodo mais subestimado da casa quando o assunto é ter relações sexuais é o banheiro. Porém, ele pode reservar grandes surpresas. "Graças aos espelhos, o cara começa a assistir toda a ação, o que torna ainda mais quente." Outras opções? "Use a banheira para sustentar-se em posição", sugere sexo educador Jamye Waxman, M.Ed. Você pode até acender velas e criar algum vapor sexy do chuveiro para adicionar atmosfera extra.

 

O poder da emoção: Sabe quando você está brava com o parceiro, mas também acha que ele está extremamente atraente? Quando você realmente quer arrancar suas roupas, mas também quer resistir, porque você acha que deve ensinar-lhe uma lição? Não resista. "Fazer mistério mantém o sexo quente e carregado com toda a emoção pela qual você acabou de passar", diz Somoza. Se você está a fim de reatar uma relação ou apenas fazer as pazes depois de uma briga, deixe a carga elétrica, que raramente se sente em circunstâncias normais, tomar conta da situação.

 

Sexo matinal: O sexo não tem que sempre ser uma explosão de sentimentos. A próxima vez que você estiver dormindo em um fim de semana, casualmente, remova todas as suas roupas e, em seguida, aconchegue-se com seu homem para que ele possa sentir o seu corpo nu. Os homens têm níveis elevados de testosterona na parte da manhã.

 

Que venha o barulho: Partilhar uma garrafa de vinho pode te levar a fazer coisas que nunca faria como pedir um tapinha ou exigir que ele lhe dê um orgasmo do jeito que você quer. Em vez de mentir sobre suas sensações durante oral, seja ousada e não se acanhe de fazer ruído. Vale até fazer um esforço para ser ainda mais alto do que o habitual (isso só vai aumentar a sensação física).

 

Aproveite os pontos turísticos: "Praticar sexo em um cartão-postal vira uma experiência incrível”, diz Cox. "Você ainda não está realmente convencido de que você está lá, então tudo parece surreal". Então, ter relações na sua varanda do hotel com vista para o letreiro de Hollywood, tirar uma casquinha em uma escadaria tranquila do Louvre ou manter suas mãoes ocupadas em sua caminhada para o Grand Canyon são boas opções.

 

retirado de Terra



publicado por olhar para o mundo às 23:36 | link do post | comentar

Quinta-feira, 31.05.12

«As famílias precisam de ajuda já! Todos os dias há famílias a perderem as suas casas». O apelo é de Natália Nunes, da DECO, feito à AF. Em resposta, todos os partidos vão discutir a 8 de junho no Parlamento alterações temporárias às regras do crédito habitação no caso de sobreendividamento das famílias.


Em cima da mesa estarão medidas mais ou menos consensuais e que passam por dar, a quem ficou no desemprego ou sofreu uma quebra acentuada do seu rendimento, alternativas à devolução da casa ao banco. 

No rol de medidas, todos os partidos querem limitar o aumento dospread (margem de lucro do banco) em caso de divórcio, viuvez ou desemprego, ao mesmo tempo que defendem a moratória. Os sociais-democratas propõem que famílias onde, pelo menos, um dos elementos esteja no desemprego, que se deparem com uma taxa de esforço no crédito acima dos 45% e um rendimento anual bruto do agregado, no momento do incumprimento, inferior a 25 mil euros, possam ficar entre 6 a 18 meses sem pagar prestações ou ficar até 4 anos só a pagar juros com um spread de 0,25%. Nestas circunstâncias, o prazo do empréstimo pode ser alargado até o devedor ter 75 anos e o banco não poderá cobrar comissões adicionais.

Desempregados e famílias em crise vão ter alternativas para pagar o crédito habitaçãoO Bloco, por exemplo, defende uma moratória, total ou parcial, mais alargada: por um período até 24 meses, sem que as condições do crédito sejam revistas.

entrega da casa ao banco será então uma medida-limite. O PSD quer que esta pague a dívida quando o imóvel em causa seja a única habitação da família, que o valor da casa não seja superior a 250 mil euros e que o valor da avaliação da casa e das prestações pagas não seja igual ou superior ao valor do empréstimo inicial. O devedor pode ainda retomar a casa se pagar as prestações vencidas, juros de mora e as despesas do processo, querem sociais-democratas e socialistas.

O PS defende, no entanto, que, para os desempregados, o valor fiscal do imóvel não pode exceder os 200 mil euros e, em situações de quebra acentuada no rendimento, o valor da habitação não pode superar os 300 mil. 

Já o BE considera que o valor da casa não conta para esta equação. A devolução da habitação deve acontecer quando a moratória não é já uma «solução viável» ou numa «situação avançada de execução da hipoteca». Uma situação a considerar para quem está desempregado e tem uma taxa de esforço acima de 50%. Depois da moratória, se o devedor não conseguir pagar as prestações, o Bloco quer obrigar os bancos a aceitar o imóvel, se este for a única habitação permanente. 

O devedor poderá ainda optar por arrendar a casa ou pela permuta de outra mais barata. Neste último caso, o PSD quer limitar condições na lei: o novo imóvel terá de ficar, no máximo, a 15 km de distância em linha reta, dimensão e em estado de conservação equivalentes. Esta via não será uma opção para o banco, mas antes uma obrigação. 

Uma medida consensual, ao contrário do fundo de garantia, no valor de 150 milhões de euros, proposto pelo PS. Um mecanismo que seria idêntico a um seguro de crédito habitação, sendo pago pelo banco e pelo devedor.

O PS defende, ainda, a resolução do contrato se três prestações vencidas não forem pagas e que o reembolso do Plano Poupança Reforma ou Plano Poupança Educação possa pagar prestações sem penalizações fiscais.

PS e PSD defendem ainda a necessidade de dar prioridade ao crédito habitação quando há outras dívidas.

Já o CDS, que entregará a sua proposta a 1 de junho, está mais preocupado na prevenção de casos críticos. Os democratas-cristãos defendem a obrigatoriedade de uma reunião para reanálise do crédito, antecipando «riscos de incumprimento», e quando se justifique, que o banco apresente soluções para evitar a entrada do contrato de crédito em mora». O CDS defende ainda a definição de um manual de boas práticas e alteração à lei das penhoras.

 

Noticia do Push



publicado por olhar para o mundo às 08:57 | link do post | comentar

Segunda-feira, 28.05.12

Test – Drive. Conheça a experiência de mulheres que ficaram com tipos diferentes de homens

 

Test – Drive. Conheça a experiência de mulheres que ficaram com tipos diferentes de homens

 

Sabe aquele ditado "Enquanto não acho o certo, me divirto com os errados"? As leitoras abaixo adotaram e viveram experiências com caras para quem você deveria dizer "Sim, Sim, Sim" antes de subir ao altar.

 

Um cara nada a ver com você

 

Morei durante um ano no sul da Bahia, em uma vilinha de pescadores de mil habitantes com aldeia indígena pataxó. Lá conheci um nativo com quem tive um casinho sexual. Ele tinha um corpo fenomenal e era realmente um selvagem. Sexo era a principal atividade daquele homem. Qualquer hora era hora: no mangue, no rio, debaixo da primeira árvore que visse, no meio da estrada... No stress! Ele achava tudo normal e até queria fazer sexo anal na maior naturalidade, sendo que nem tinha tanta intimidade assim comigo. Ele era bom de cama: pegava, beijava, fazia sexo oral. Uma vez fomos a uma prainha, mas, como tinha gente lá, eu quis ir embora. Então cortamos o caminho por uma trilha e fomos parar em outra praia — no caminho já rolaram vááááários amassos. O sexo era incrível, ele era um fofo, mas eu sabia que não ia durar. Era puramente diversão, porque não tínhamos nada a ver! O cara chegou a me mandar um e-mail uma vez dizendo que estava com "soldades". Não dá, né? Regina*, 34 anos, psicóloga


Um famoso

 

Fui convidada por uma amiga para um show de uma banda de Pernambuco. Foi só o vocalista começar a cantar e me encantei! Ele era lindo e não tirava os olhos de mim. A partir desse dia, eu não perdia mais nenhuma festa em que ele tocava e ficava na frente para ser bem vista. Um dia ele perguntou se eu aceitaria sua carona. É óbvio que aceitei! Transamos loucamente no carro. Passamos um ano ficando. O bom de transar com um famoso é a adrenalina. Ficava a noite toda comendo o cara com os olhos no palco — eu e as outras. Mas eu sabia que no final da noite ele seria meu! Foi bom enquanto durou. Maria Albuquerque, 30 anos, vendedora


Um bom de cama

 

Uma amiga fez algumas tatuagens e vivia comentando que o tatuador era tudo de bom, que toda mulherada dizia que a pegada dele era incrível. Eu tinha 18 anos e havia acabado de me separar de um namoradinho, e essa amiga me convidou para uma festa de aniversário. Cheguei lá e avistei duas maravilhas: o tatuador e o Ricardo. Fiquei louca pelo tatuador, fiz com que ele me notasse e começamos a trocar olhares. Mas acabei nos braços do Ricardo. Uma semana se passou e eu não conseguia esquecer o tatuador. Tinha que experimentar aquela fruta. Decidi fazer uma tatuagem — era a única forma de me aproximar dele. Liguei, expliquei quem eu era, marquei o horário e... Surpresa! O Ricardo estava lá quando cheguei. Que ódio! Voltei para casa emburrada e com uma tatuagem nova que eu nem queria. Estava inconformada e inquieta. Fui obrigada a ligar para o tatuador e dizer que gostei tanto do trabalho que havia decidido fazer mais duas tatuagens (sim, duas! Uma no bumbum e a outra na lateral do seio, abaixo da axila — era a única forma de tentar excitálo...). Fui perfumada, linda e gostosa fazer a tatuagem, e comecei a provocá-lo. E assim o grandalhão me "atacou" deliciosamente. Jamais me esquecerei: eu agarrada no pescoço dele, com as pernas travadas em seu quadril. Ele me levantou, me prensou contra a parede e fez tudo maravilhosamente bem. Com força, vontade e muito desejo. Transamos muito, a noite toda. Uma hora acordei com ele me fazendo carinhos, me pegou no colo, me colocou na mesa de tatuagem e acabou comigo. Foi com esse cara que descobri o que era um orgasmo. Fama comprovada! Claudia Costa, 27 anos, bancária


Um homem mais velho

 

Aprendi em todos os meus relacionamentos sexuais que os homens mais velhos sabem o que querem na cama e se dedicam mais às mulheres. O cara de quem vou falar conheci no trabalho. Na época, eu tinha 24 anos e ele 54. Eu trabalhava aqui em Porto Alegre e ele veio do Rio de Janeiro para organizar uma área da empresa. No começo não tive nenhum interesse por esse homem. Ao contrário, eu o achava um chefe chato, velho e que adorava pegar no meu pé. O tempo foi passando, fui descobrindo nele um amigo. Para tudo ele tinha uma resposta, tudo ele sabia e conhecia. Foi aí que eu me vi de quatro. Quando começamos a nos relacionar, fiquei surpresa. Não esperava tanto pique em um cara tão mais velho: não tinha limites entre quadro paredes e era beeem safado. Ele criava o clima durante o dia inteiro, mandava rosas pela manhã no trabalho, ligava pra falar uma sacanagem e à noite me esperava com vinho e uma lingerie nova. Tudo sem pressa! Seu diferencial era o prazer sem rotina, não tinha hora nem lugar. A gente reinventava o sexo a cada dia. Fernanda Rodrigues, 31 anos, publicitária.


Um mais novo

 

Namorei um rapaz de 19 anos. Novinho, mas sabia muito bem o que estava fazendo na cama. E eu, como boa leitora de NOVA, sempre levava novidades — muito bem-aceitas! Ele topava tudo, queria aprender. E, além de uma boa pegada, fazia um sexo oral divino. Às vezes, quando eu dormia na casa dele, colocava o celular para despertar meia hora antes e fazia nosso dia começar muito bem. Mas o namoro terminou seis meses depois. Eu não suportava a mãe dele, que colocava horário para ele voltar para casa. Andréia de Castro, 29 anos, vendedora.


Um gringo

 

Durante uma viagem à Europa, fiquei hospedada em um hostel em Madri, na Espanha. Ali, conheci o Kevin, um irlandês loiro e de olhos azuis. Era noite de Halloween e ele me convidou para acompanhá-lo nas festas da cidade. No meio da madrugada, os beijos esquentaram e voltamos para o hostel. Transar em inglês fez com que me sentisse dentro de um filme pornô. Me soltei na cama, já que a probabilidade de revê-lo era pequena. Kevin não parava de elogiar meus olhos castanhos, exóticos para ele. Transamos duas vezes, quase sem intervalo. Ana*, 31 anos, fisioterapeuta


Um bem-dotado

 

Fiquei com o Marco em uma balada em São Paulo. Estava adorando o clima romântico, mas a surpresa veio quando o vi sem roupa: fiquei de frente para um pênis muito grande, mesmo! Fiquei tensa. Senti um pouco de dor, mas logo o desconforto passou e deu lugar a muito prazer. Era como se ele alcançasse lugares nunca antes tocados. Fui ao êxtase absoluto! Letícia*, 26 anos, psicóloga

 

Retirado de Nova



publicado por olhar para o mundo às 22:29 | link do post | comentar

Quinta-feira, 24.05.12

Pais não podem deixar os filhos acharem que sexo é algo sujo e proibido, afirma especialista / Bart78/ Shutterstock

Psicóloga explica a melhor a maneira de conversar sobre sexo e como evitar flagrantes

 

Cegonha, sementinha...são algumas das histórias que alguns pais utilizam para contar para os filhos como eles nasceram. Mas afinal, qual a melhor forma e como reagir quando as crianças flagram o casal transando?

Segundo a psicóloga e terapeuta sexual Adriana Visioli, na maioria das vezes as crianças espiam os pais por curiosidade. " Os pais fecharem a porta do quarto pode ser um mistério para elas, que querem desvendar. Ou também porque já viu alguma outra vez ou escutou algum barulho e pode estar confuso sobre o que está acontecendo".

Adriana diz ainda que é natural os pais ficarem sem reação quando os filhos o flagram transando, no entanto, é importante conversar com a criança sobre o que ela viu, independentemente da idade dela. O que será diferente é a maneira como os pais conduzirão o diálogo. "Por exemplo, se for muito pequeno, dar muitas explicações pode confundir a criança, neste caso perguntar para ela o que ela acha que os pais estavam fazendo pode ajudá-los no início da conversa", explica.

A especialista revela que não existe uma idade certa para explicar o que é sexo para as crianças.  Segundo ela, a partir do momento em que os pais percebem que elas começaram a fazer perguntas sobre o assunto, esse já é o momento dos pais sentarem e conversarem com este filho. " Os pais sempre devem levarem consideração as palavras que utilizará nesta conversa, e quando o filho perguntar, jamais deixá-lo sem resposta".

Adriana ressalta que é importante falar a verdade, pois, de acordo com a especialista, se os pais mentirem o filho pode não querer mais falar de sexo, ou até mesmo levar consigo informações erradas para a sua juventude, podendo acarretar em dificuldades com a sua sexualidade.

“Conversar sobre sexo pode ajudar muito a criança ou adolescente a desenvolver a sua sexualidade de maneira plena. A criança não pode achar que o sexo é algo sujo e proibido”, afirma.

Segundo a psicóloga e colunista da BandNews FM Rosely Sayão, é essencial é que os pais não deixem os filhos os flagrarem transando. "As crianças não irão compreender o ato sexual, dificilmente ela vai entender como uma 'coisa natural'", explica a psicóloga.

De acordo com Sayão, a maior parte dos estudos entende que a criança enxerga o sexo como uma forma de agressão.

Dicas para os filhos não te pegarem no flagra

Segundo Adriana Visioli, é essencial trancar sempre a porta com chave, averiguar se as crianças estão realmente dormindo e tomar cuidado com barulhos. “Uma dica importante é de vez em quando deixar os filhos com outra pessoa ou até mesmo ir a um motel, caso os pais fiquem preocupados e inibidos pelos filhos estarem em casa.”

Adriana diz que é essencial que os pais conversem adequadamente para evitar a curiosidade. “A curiosidade pode induzir ao erro, portanto, uma orientação adequada ajuda os filhos a não procurarem respostas em lugares que poderão prejudicá-los”, finaliza.

 

Retirado de Band



publicado por olhar para o mundo às 22:43 | link do post | comentar

Quinta-feira, 17.05.12
Confira sete regras para o sexo casual mais seguro
Ir para a cama com alguém que você não conhece, não sabe o que pensa ou como se comporta envolve coragem e discernimento
Mesmo com toda a liberdade sexual conquistada pela mulher moderna, a ala feminina ainda treme quando o assunto é o sexo casual, daqueles sem compromisso. Ir para a cama com alguém que você não conhece, não sabe o que pensa ou como se comporta envolve coragem e discernimento. Coragem, sobretudo, para se colocar em uma situação até mesmo de risco. "Analise bem se vale a pena e busque discernimento para tentar, naquele pouco tempo do encontro, estudar sua paquera atentamente buscando elementos que possam deixá-la mais à vontade com o que deseja fazer", explica a sexóloga Regina Racco. 

"Para sentir-se mais segura, tenha uma amiga ou amigos por perto e apresente-o para eles. Dessa forma, o cara saberá que outras pessoas estão em sua companhia e isso garante certa proteção", recomenda a sexóloga. Segundo Regina Racco, a mulher tem tanto direito quanto o homem de desejar um encontro leve, gostoso e sem compromisso algum, mas deve tomar cuidado para extrair desse encontro apenas prazer. 

Se você pretende apostar no sexo sem compromisso, confira algumas regras básicas elaboradas pela sexóloga Regina Racco para tornar mais segura a prática desse tipo de relação. 

Abordagem 

Partindo do ponto de que vocês já foram apresentados e estão conversando, a abordagem vai ocorrer naturalmente Basta perceber como ele se comporta em relação a você. Se há interesse por parte dele. Dê alguns empurrãozinhos no papo (demonstrando interesse) e certamente ele fará o convite. 

Casa ou motel? 

Sem dúvida o motel é a opção mais segura. Lembre-se que você não o conhece o suficiente para colocá-lo dentro de sua casa. Esse local deve ficar reservado para o caso de rolarem novos encontros, para quando vocês tiverem mais intimidade e confiança. 

Dormir juntinho ou dar o fora? 

Essa é sua opção. Gostou? Está confortável na situação? Fique! Não foi legal? Pegue seu saltinho e saia discretamente. Se preferir, e para não ficar indelicado, pode deixar um bilhete do tipo 'precisei sair, falamos depois', e deixe o telefone. Se ele ligar pedindo explicações, seja sincera. Se não ligar, caso encerrado. 

Não revele detalhes da sua vida 

Se a conversa for rolando depois da transa, não revele detalhes íntimos de sua vida. Fale apenas de fatos superficiais para alimentar o papo e tente fazê-lo falar escutando com atenção. Quem sabe esse primeiro momento pode se tornar algo mais sério? Mas não coloque expectativa: apenas deixe acontecer naturalmente, preservando-se, claro. Não se esqueça disso: o sexo pode ter sido bom, mas vocês dois continuam estranhos. 

Vale tudo ou há limites? 

No sexo casual valem os seus limites. Afinal, você desejou essa experiência, portanto, mantenha as rédeas e somente permita o que lhe traga prazer e não tenha medo de dizer não ou encerrar o encontro na hora que desejar. 

O dia seguinte 

A eterna dúvida depois de uma noite de sexo casual é: ligo para ele ou não? Se gostou e foi agradável para os dois, não tem nada demais ligar, afinal, ambos sabem que quiseram o encontro. E, embora fazendo todo o charminho que toda mulher faz, você sabe que conduziu a situação, portanto, pode ligar, se é isso que deseja. 

Riscos de uma paixão 

Você pode estar encantada e os riscos são inevitáveis. Você ligará para ele e ele poderá não ligar de volta. Paciência! Não esqueça que aquele momento, para ambos, não passou de sexo casual e casual não é compromisso. Mas, quem sabe ele também não se encante e vocês possam continuar seguindo para algo mais sério? Viver envolve riscos e com o sexo acontece a mesma coisa.
Retirado de Bonde


publicado por olhar para o mundo às 21:06 | link do post | comentar

Terça-feira, 01.05.12

369 curiosidades sobre sexo

 

As primeiras ereções dos homens ocorrem no último trimestre de gestação, quando ainda são fetos. E durante a ejaculação, o sêmen atinge a velocidade de 45 km/h. Estas e outras centenas de curiosidades que certamente nem passavam pela sua cabeça estão reunidas no livro "369 Curiosidades Sobre Sexo", da V&R Editoras.

 

Escrito pelo humorista argentino Aníbal Litvin, o livro traz informações científicas e outras muito divertidas sobre o comportamento dos homens e dos animais. Nem os fatos cômicos de personalidades como Cleópatra e Maria Antonieta foram poupados.

 

Com ilustrações de Omar Tiraboschi, "369 Curiosidades Sobre Sexo" é o segundo título da Coleção Bom Humor, inaugurada com o livro "Descubra sua vaca interior".

 

Vila Mulher separou algumas das 369 curiosidades para você se divertir:

 

- As mulheres que comem chocolate se excitam mais: esse doce permite estimulação mais direta das terminações nervosas.
- No Brasil, grande parte das mulheres prefere ficar por cima do homem na relação sexual.
- Devido à liberação de endorfinas, o orgasmo feminino é um poderoso analgésico, motivo pelo qual dor de cabeça é um pretexto ruim para não fazer sexo.
- Apenas 1% das mulheres chega ao orgasmo só com a excitação dos mamilos.
- Aproximadamente 47% das mulheres têm o primeiro orgasmo por meio da masturbação.
- Na antiga Esparta, o adultério feminino era permitido, desde que a mulher se entregasse a um homem mais alto e robusto que seu próprio marido. 
- No Líbano, um homem pode ter relações sexuais com animais, desde que sejam fêmeas. Relações sexuais com machos são punidas com a pena de morte.
- Fumar pode encurtar o pênis quase um centímetro. 
- Homens com parceiras se masturbam mais. Como eles mantêm relações sexuais com maior frequência e em maior quantidade, produzem muita testosterona e, por isso, se excitam mais.
- O sexo é um tratamento de beleza. A ciência já comprovou que a mulher, quando mantém relações sexuais, produz grande quantidade de estrogênio, o que deixa o cabelo brilhante e suave.
- Um em cada cinco mil homens na Europa faz um corte no freio da língua para poder fazer sexo oral melhor em suas parceiras.
- Quase 60% dos homens e 54% das mulheres já fizeram sexo casual de uma única noite.
- O homem tem sua etapa maior de excitação sexual pela manhã bem cedo, durante o outono.
- Cerca de 5% das mulheres são alérgicas ao sêmen.
- As camisinhas devem ser capazes de esticar até sete vezes seu tamanho normal, segundo a norma internacional. Além disso, devem resistir no mínimo a 18 litros de ar antes de rasgar.
- Os orgasmos podem ser mais intensos em um ambiente quente.
- No momento de máxima excitação, o clitóris dobra de tamanho e o ponto G pode chegar ao tamanho de uma amêndoa.


- O tamanho do pênis depende, em grande parte, da herança genética. O medo, o estresse e a água fria fazem o membro encolher.
- Aproximadamente 29% das mulheres chegam virgens ao casamento.
- Os espermatozóides necessários para duplicar a população mundial atual caberiam na circunferência de uma aspirina. Os óvulos necessários para duplicar a população mundial caberiam no ovo de uma galinha. 
- Durante o beijo, cerca de 40 mil bactérias passam de uma boca para a outra, mas a maioria é inofensiva. A ciência diz que beijar é saudável: exercita uns 30 músculos faciais. 
- Um homem gera, em toda a sua vida, 53 litros de sêmen. 
- Em geral, os orgasmos femininos duram entre seis e dez segundos, mas algumas mulheres têm orgasmos que chegam a 20 segundos.



publicado por olhar para o mundo às 21:22 | link do post | comentar

Domingo, 15.04.12

omo descobrir se ele ou ela é homossexual?

Especialista e gays dão dicas para identificar se o parceiro/a gosta de uma pessoa do mesmo sexo

 

O namoro não anda lá essas coisas e o parceiro (a) parece não demonstrar mais o mesmo interesse no sexo... Isso pode ser um sinal de que ele (a) esteja em dúvida sobre a própria opção sexual – seja por uma aventura bissexual ou até mesmo de repetir uma experiência homossexual do passado.

Mas será que existe alguma forma de perceber se ele ou ela é gay? De acordo com a psicóloga e especialista em sexualidade humana Carla Cecarello, os sinais nem sempre são claros. "Às vezes são meses de relacionamento para que se perceba ou para que a pessoa conte que ela é homossexual", explica.

Carla afirma que o beijo de um homossexual que se relaciona com um heterossexual não tem o mesmo calor e a mesma “ardência”'. A especialista diz que os beijos costumam ser "chochos" apenas para constar que ainda “gosta da pessoa”, que faz parte do "padrão da sociedade".

A psicóloga ainda conta que o casal – um heterossexual e outro que está “indeciso” ou é homossexual – passa muito mais a se comportar como bons amigos ou irmãos. "Normalmente, eles se dão muito bem fora da cama, são ótimos companheiros, porém, sem aquela história de pegar na mão, andar abraçadinhos, entre outros quesitos de um casal apaixonado e com a mesma química." Carla ainda ressalta que nessa situação, geralmente, o sexo é ruim e precário, por isso a relação fora da cama acaba sendo mais aprimorada.

Você desconfia...

Para uma pessoa heterossexual, existe uma demora grande em acreditar que o parceiro seja gay. "Ela fica pensando na probabilidade de uma pessoa homossexual estar dividindo a cama com ela e como explicar para a família e amigos”, afirma a psicóloga. Além disso, segundo Carla, o “hétero” pensa em como enfrentar a decepção de não ter percebido antes e ter feito a escolha errada. Por conta disso, muitos casais demoram anos para se separar definitivamente.

Será que ele é?

Carla conta que o homossexual dificilmente está disponível para o sexo. A especialista diz ainda que há sempre uma desculpa, um desinteresse excessivo e constante.

Ainda de acordo com Carla, no caso dos homens, eles acabam com dificuldade até de ficar excitado. "As ereções geralmente ocorrem nesse caso quando eles acabam fantasiando sexualmente durante a transa com outro homem", revela.

Além disso, a especialista afirma que propostas para práticas diferentes no sexo não existem.

Dicas dos gays

Segundo a relações públicas Daniela Sanches (nome fictício), de 31 anos, a tática infalível para descobrir se uma mulher é gay é jogar o charme. Se ela entra no clima, pronto. "Se você jogar um olhar fulminante, um bom papo e a pessoa retribuir, começou o jogo", conta.

De acordo com Daniela, uma 'hétero', por mais educada que seja, irá arranjar uma forma de cortar “o clima” ali mesmo. "Se ela for curiosa ou lésbica 'enrustida', certamente vai prolongar o papo. Ela vai te dar a entrada, vai se sentir lisonjeada (mesmo que não haja química com você).”

Daniela ainda conta que no meio gay um reconhece o outro. "Quase sempre o ‘radar’ funciona. Eu bato o olho e sei o que a pessoa é. Também pelo modo de olhar, se expressar e algumas vezes pelo estilo. Você percebe na reação dela. Se ela sorrir então, bingo!".

Questionada se a pessoa já nasce gay, Daniela afirma que apenas com o passar do tempo foi formando sua identidade, vivendo experiências e constituindo a personalidade.

"Alguns se 'descobrem' cedo porque se permitem viver experiências, se conhecer melhor e tem uma estrutura familiar adequada”, conta Daniela. “Outros demoram muito mais porque estão mais fechados e não se conhecem o suficiente. Tem medo de enfrentar os olhares de reprovação, por isso o apoio da família nestas horas é importante e determinante", finaliza.

A fotógrafa Thamy Teixeira (nome fictício), de 22 anos, diz que as chances das mulheres sentirem vontade de ficarem umas com as outras é enorme, pois, segundo ela, o público feminino é parecido e as mulheres estão geralmente envolvidas emocionalmente. "Esses fatores aumentam a oportunidade de termos intimidade, traição e sentimentos românticos."

Thamy diz que todos nascem bissexuais. "A sociedade direciona uma opção sexual para o lado heterossexual e retrai a pessoa quase a vida dela inteira, alienando ser heterossexual, pois homossexualidade não esta escrito da bíblia de uma maneira positiva. Muitas pessoas não aguentam essa pressão."

Truques para descobrir se ela é homossexual*:

1 – Mulher que se diz cabeça aberta e que não tem preconceito algum

2 – Mulher que usa com frequência anel no dedão

3 – Mulher que gosta de andar frequentemente com as mãos do bolso, principalmente usando calça jeans

4 –
 Pergunte para uma mulher que se diz hétero se ela não teria problema em beijar algumas mulheres famosas. Se ela responder, é porque tem desejos


5 – Mulheres que sempre falam ter nojo de outras mulheres abertamente –elas podem ter um desejo oculto dentro

Truques para descobrir se ele é homossexual*:


1 – Homem que tem amigo e frequenta balada GLS

2 – Homem que entende de signo

3 – Homem que tem mania de gostar muito do próprio corpo e dizer que é gostoso, sarado, entre outros elogios

4 – Quando o homem é muito homofóbico, também é um sinal

5 – Se usa cueca Calvin Klein é um indício. Gays adoram marcas

6 – Gosto musical um pouco diferente

7 – O modo que ele trata homens e mulheres na frente dos outros

8 –
 Homem que mexe muito no cabelo

* informações sugeridas por mulheres homossexuais

 

Via Band



publicado por olhar para o mundo às 21:28 | link do post | comentar

Quarta-feira, 11.04.12
Técnicas proporcionam orgasmos múltiplos e mais intensos
Técnicas proporcionam orgasmos múltiplos e mais intensos

 

Orgasmos múltiplos para o homem e para a mulher, sexo que dura horas sem que os parceiros sintam cansaço ou vontade de parar e troca de energias e carinho como principais objetivos. Parece a descrição da relação sexual perfeita e, graças ao tantrismo, é completamente possível. "Com o sexo tântrico a relação pode durar 30 minutos, duas horas ou o dia todo, não existe regra", disse o mestre Victor Lino, diretor da Prakriti Ioga e professor de sexo tântrico há oito anos.

 

"No sexo normal você tem um gasto de energia que, no caso do homem, é a ejaculação", disse. Na prática tântrica o homem não ejacula e, por isso, tem energia para manter o ato sexual por quanto tempo quiser. A pergunta que pode surgir é: "mas, então, o home não tem orgasmo?" A resposta é: "sim, ele tem. Mais de um por relação e mais intensos", segundo Lino. "A ejaculação não tem nada a ver com o orgasmo, ejaculação é eliminação de sêmen, o orgasmo acontece momentos antes. Quando ele não ejacula, tem mais orgasmos e proporciona mais para a mulher também, pois ele não precisa para pelo desperdício de energia", explicou o mestre.

 

Segundo Lino, os homens demoram, por vezes, mais de seis meses para conseguir controlar a ejaculação. "É uma coisa cultural. A dificuldade toda acontece pela cultura, a ligação que ele tem hoje com o sexo e ter que começar a ver diferente", disse. A nova visão consiste em interpretar o sexo com o objetivo de autoconhecimento, expansão da consciência, produção de energia, conhecimento do parceiro e evolução. "Quando existe o foco em valorizar a mulher, fazer com que a relação seja harmonizada, os dois caminham juntos, se chega ao sexo tântrico", disse ele.

 

Na intenção de poupar energia, as mulheres param de menstruar, segundo Lino. "Com tempo, elas conseguem até parar de ovular. Isso tudo sem qualquer remédio, apenas com as técnicas tântricas", disse o mestre. Porém, ele garantiu que quando decidir ela pode voltar a ter ovulação. "O sangue que ela perde causa um estresse no corpo que precisa arrumar formas para supri-lo", justificou.

 

O prazer

O criador de uma ideologia de sexo tântrico e coordenador do Centro Metamorfose, Deva Nishok, acredita na mudança de comportamento e aprendizado em relação a ejacular. "Trabalho sobre o ponto de vista de transcendência da energia sexual', disse ele. Nishok explicou que existe o sexo primitivo em que a partir de um estímulo o homem tem ereção e a mulher a lubrificação. "Ele vem instalado na máquina orgânica, é de fábrica. Então o homem sente compulsão por penetrar e a mulher por ser penetrada", descreveu.

 

Na visão tântrica, existe um estado de consciência capaz de sobrepor a esta força primitiva. "Quando o homem e a mulher conseguem, o ganho sensorial e da qualidade do prazer é astronômico. O orgasmo é muito maior, a qualidade e intensidade são superiores", disse. Segundo Nishok, o homem é capaz de obter orgasmos múltiplos ejaculatórios ou não, sem perder a energia.

 

"Os homens têm capacidade de ejacular até oito vezes. Através de alguns exercícios, o homem aprende a controlar o reflexo sobre os músculos ejaculadores e dominar o processo primitivo. Ele também aprende a ejacular, várias vezes na mesma relação, sem perder a energia", explicou. "Ele fica 2h com o pênis ereto, pois o fortalecemos com exercícios", completou.

 

Com o tantrismo, a mulher conhece o verdadeiro orgasmo. O prazer descrito pela mulher é, antes do conhecimento tantra, alimentado pela fantasia. "É um resultado da falta de educação sensorial. Damos início à sexualidade através da masturbação que exige fantasia para acontecer. Com isso o sexo fica atrelado à fantasia", afirmou. As técnicas de meditação mudam este conceito, no entanto, é preciso que os dois parceiros tenham conhecimento da filosofia tântrica.

 

Sexo tântrico: o passo a passo

A técnica nasceu no norte da Índia há mais de 5 mil anos, segundo Lino. Ao longo dos anos se desenvolveram várias vertentes para a filosofia. Nishok explicou que enquanto uma escola é baseada na aplicação psicológica, cheia de representação simbólica e aspectos mitológicos; outra se fundamenta no controle ejaculatório; uma tem um conceito mais filosófico que estuda vida, morte e renascimento; e a neotantra que é liberal.

 

Na escola de Lino as técnicas são físicas e de meditação, podem ser feitas em casal, em grupos ou individualmente. O curso tem duração de três meses. "Os alunos não chegam a ter relações sexuais durante as aulas, mas existem exercícios que usam massagens, estímulos e artefatos", contou.

 

Uma das atividades visa o trabalho da respiração - uma pessoa senta de frente para outra e se concentram na respiração mútua. "Em um momento levo diversos alimentos diferentes para os alunos, eles experimentam e vivenciam gostos. É uma aula de percepção", disse. Em outro exercício é ensinado uma massagem nos testículos que ativam os hormônios e também a movimentação dos quadris em harmonia com a respiração.

 

Os alunos de Nishok passam por meditação, trabalho com os genitais para vivências sensoriais e desenvolvimento da região durante dois anos de treinamento. O primeiro passo engloba o olhar e a respiração, segundo ele. "Os olhos têm um poder sexual que não é aproveitado. Usamos como expressão", disse ele. Depois, vem a audição que é trabalhada por meio de palavras e transmissão de sentimentos do orgasmo na forma linguística. O olfato também é estimulado com odores diferentes.

 

Então, chega a vez do tato, com foco na bioeletricidade do corpo. "O hormônio ocitocina, por exemplo, é produzido com o toque nos mamilos. Imediatamente com o toque é possível sentir uma mudança no corpo todo", disse Nishok. O clitórios é outra região trabalhada na fase do tato, com massagens. "Existem 12 mil fibras nervosas entrelaçadas, é muito sensível. O homem tem 6 mil fibras no tecido da glande peniana", comparou.

 

Uma técnica importante ensinada por Nishok é o estímulo do clitóris com sucções. "É como se fosse um sexo oral, mas muito distante destas lambidas que os homens acham que as mulheres gostam. É um movimento cirular com a língua e uma leve sucção ao mesmo tempo", descreveu. Segundo ele, neste processo, o homem aprende a encontrar onde está o estímulo do prazer na mulher, pois ele muda de região no clitóris.

 

"O homem precisa aprender a ler os sinais do corpo da mulher", disse. Antes da penetração, a vulva e o clitóris devem estar inchados e precisa existir lubrificação vaginal, de acordo com Nishok. Na penetração, não tem a compulsão do movimento. "Tudo é lento e espaçado, o ideal é aprender a ter o orgasmo ao mesmo tempo", disse.

 

As quatro posições

"Existem posições muito indicadas para determinados resultados". Em geral, quatro posições são as mais recomendadas em função do acesso a determinados pontos internos da musculatura vaginal das mulheres, segundo Nishok.

 

São elas: cachorrinho, em que a mulher fica em quatro apoios de costa para o parceiro; conchinha, em que ambos ficam deitados - o homem atrás da mulher; com o homem deitado de barriga para cima, a mulher sobre ele virada de frente para os pés do parceiro; e sentada sobre o parceiro deitado, mas, desta vez, de frente para a cabeça dele.

 

Retirado de Alagoas 24



publicado por olhar para o mundo às 21:18 | link do post | comentar

Terça-feira, 10.04.12

14 maneiras erradas de utilizar preservativos

 

Um artigo recente reviu 50 estudos sobre usos errados de camisinha. Proteja-se! Confira os erros comuns que prevaleceram:

  1. Aplicação tardia: entre 17 e 51,1% das pessoas afirmaram colocar a camisinha depois do começo do sexo. Outros estudos descobriram que isso acontece com 1,5 até 24,8% dos encontros sexuais.
  2. Remover antes: entre 13,6 e 44,7% dos indivíduos entrevistados tiraram a camisinha antes do sexo terminar. Outros estudos descobriram que isso acontece entre 1,4 a 26,8% dos casos.
  3. Desenrolar a camisinha antes de colocá-la: entre 2,1 e 25,3% das pessoas disseram desenrolar a camisinha antes de usá-la.
  4. Falta de espaço na ponta: não deixar o espaço necessário na ponta aconteceu em 24,3 a 45,7% das pessoas, dependendo do estudo.
  5. Não remover o ar: cerca de metade (48,1%) das mulheres e 41,6% dos homens comentaram casos em que o ar não foi retirado da ponta da camisinha.
  6. Camisinhas ao contrário: entre 4 e 30,4% das pessoas comentaram utilizar uma camisinha novamente, enrolando ela para o lado contrário.
  7. Não desenrolar completamente: 11,2% das mulheres e 8,8% dos homens começaram o sexo sem desenrolar completamente a camisinha.
  8. Exposição a objetos pontiagudos: entre 2,1 e 11,2% das pessoas usaram objetos afiados para abrir o pacote da camisinha.
  9. Não checar a camisinha: 82,7% das mulheres e 74,5% dos homens não checaram a camisinha antes de usá-la.
  10. Falta de lubrificação: entre 16 e 25,8% dos participantes usaram camisinha sem lubrificação.
  11. Lubrificantes errados: em cerca de 4,1% dos sexos, as pessoas usaram lubrificantes derivados do petróleo no látex, o que pode degradar a camisinha. Cerca de 3,2% das mulheres e 4,7% dos homens comentaram isso.
  12. Retirar incorretamente: retirar de maneira errada após a ejaculação foi comentado por 57% das pessoas, em um estudo. Cerca de 31% dos homens e 27% das mulheres comentaram isso.
  13. Usar a camisinha novamente: entre 1,4 e 3,3% dos participantes reutilizaram a camisinha pelo menos mais uma vez após o sexo.
  14. Guardar incorretamente: entre 3,3 e 19,1% dos participantes guardaram as camisinhas em condições fora da recomendação do pacote.

Enquanto o uso adequado da camisinha tem um percentual de segurança de 98% para evitar a gravidez, erros podem aumentar o risco dela estourar, vazar ou outros problemas. Aqui estão os números desses problemas:

  • Rasgar: em vários estudos, entre 0,8 e 40,7% dos participantes comentaram ter experimentado essas situação. Em alguns estudos, os níveis de sexo com uma camisinha estourada chegaram a 32,8%.
  • Escorregar: entre 13,1 e 19,3% dos participantes afirmaram que a camisinha havia escorregado.
  • Vazar: camisinhas vazaram em cerca de 0,4 a 6,5% dos encontros sexuais estudados, com 7,6% dos homens e 12,5% das mulheres comentando ter experimentado esse tipo de situação.
Retirado de HypeScience


publicado por olhar para o mundo às 21:15 | link do post | comentar

Terça-feira, 03.04.12
Algumas maneiras de como seu namorado age podem dizer muito. Foto: Getty Images

Algumas maneiras de como seu namorado age podem dizer muito
Foto: Getty Images

A cama é um ótimo lugar para conhecer mais o parceiro, até fora de quatro paredes. Algumas maneiras de como seu namorado age podem dizer muito sobre ele. Veja a seguir as dicas dadas no site Madame Noire.

 

Os sinais
Depois de uma longa noite você chega em casa e encontra seu amor na cama deitado de pijamas, em vez de estar sem roupas. Vocês se abraçam e de repente fazem amor.Se ele age sempre da mesma maneira todas as noites ele pode estar pensando que sexo não é mais tão necessário, que você não o deseja mais ou que ele acha que não vale mais a pena fazer esforço para mudar essa rotina.

 

Ele dá carinho
Muitos homens se tornam mais selvagens na cama, esquecem que carinho é essencial para suas parceiras. E eles às vezes até demonstram um esforço para serem mais carinhoso na hora H. Se seu parceiro presta atenção neste detalhe pode ter certeza que ele tem sentimentos verdadeiros a seu respeito.

 

Ele é circense
Se na hora do sexo seu parceiro gosta de fazer mil e um malabarismos para lhe impressionar, mostrando o quanto ele pode ser viril, tal atitude pode demonstrar: ele pode se sentir diminuído perante a você fora do quarto. Seja porque a namorada ganha mais do que ele, ou está em melhor forma ou tem mais amigos. Na verdade ele quer provar que é melhor do que você, pelo menos na cama.

 

Ele demora no sexo
Muitos homens prolongam demais o sexo e a impressão que dá é que parece uma eternidade. Isso quer dizer que ele pode estar pensando que está lhe perdendo emoionalmente ou ele pode estar mais carente, fazendo com que o momento de intimidade se prolongue muito. Ou apenas ele está louamente apaixonado por você.

 

Ele é rápido demais
Na hora do sexo seu parceiro é rápido demais? Chega ao orgasmo sem pensar no seu prazer? Tome cuidado, pois isso é sinal de egoísmo. Cuidado, pois isso pode significar que ele não vai ajudá-la nas tarefas do lar em casa. Ele não está lhe usando, mas não tem muita estima por você.

 

Ele pergunta demais
Seu companheiro faz perguntas demais para saber se o modo como ele faz lhe dá prazer, qual o jeito que você mais gosta? Se ele quer saber tudo sobre o seu prazer é sinal de que ele se sente grato com as coisas que você faz para ele. É um sinal de atenção.

 

Retirado de Terra



publicado por olhar para o mundo às 21:07 | link do post | comentar

Segunda-feira, 02.04.12
Aprenda 6 maneiras divertidas de melhorar sua vida sexual

De acordo com a ioga do riso, ao fingir os movimentos de um orgasmo você realmente pode ter um real
Foto: Getty Images

O que o riso e o sexo têm em comum? De acordo com o médico indiano Madan Kataria, tudo. O especialista criou o Clube do Riso, presente atualmente em cerca de 60 países e ainda é especialista na ioga do riso. Segundo a sua teoria, o riso falso ou verdadeiro proporciona os mesmos efeitos benéficos fisiológicos e psicológicos no corpo. E quem nunca provou o gostinho do que uma boa gargalhada pode proporcionar? Pois é, veja a seguir algumas dicas para fazer com que o sexo seja mais divertido, de acordo com o site Your Tango:

 

1 -Não leve nada tão a sério
Algumas pessoas têm a tendência de levar o sexo muito a sério. Os risos aliviam o estresse, a ansiedade e ainda vão encher o quarto de boas energias.

 

2 -Fingir? Sim
De acordo com a ioga do riso, ao fingir os movimentos de um orgasmo você realmente pode ter um real. Não custa nada experimentar.

3 -Orgasmo
Segundo o médico, quanto mais o casal ri, mais fácil chegar ao orgasmo.

 

4 -Sensação
Dar gargalhadas ajuda a ativar os neurotransmissores em seu corpo, tornando mais fácil a sensação de prazer. O mesmo vale para os orgasmos.

 

5 -Desejo
As pessoas não devem ter que esperar ter desejo para fazer sexo, às vezes é preciso começar a fazer para que a vontade apareça. O mesmo acontece com o riso.

 

6 -Mente
Com a prática do riso, ganhamos controle sobre nossas mentes e fazemos com que essas sensações boas fiquem na memória do corpo.

 

Via Terra



publicado por olhar para o mundo às 21:04 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Sexta-feira, 30.03.12

coisas que toda mulher deve saber sobre o sexo

 

1 - Formas originais de experimentar o proibido


Uma das mais inusitadas é a calcinha vibratória com controle remoto, como a que o advogado Antônio, 43 anos, deu para a mulher. "Parece um golfinho, e o bico fica na região da vagina", descreve ele. "A primeira vez que usamos foi em um restaurante. Era aniversário de um conhecido e o lugar estava cheio. Em dado momento, me afastei do grupo de amigos, fiquei de frente para minha mulher e liguei o troço. Podia sentir seu prazer pelo olhar, pela forma como passava a língua nos lábios... Naquela noite transamos muito em casa." Antes de as famosas volta e meia serem flagradas sem calcinha, a vendedora Maria, 43 anos, já usava a tática com os namorados. "Quando percebem que estou sem nada por baixo do vestido, ficam acesos na hora."

 

2 - Entra em cena a personal sex trainer


Para se soltar mais na cama, mulheres como a hair stylist Ana, 32 anos, estão apostando nos conselhos de uma expert em sexo. "Me casei muito nova e quando me separei, com 31 anos e um filho pequeno, fiquei perdida", afirma Ana. Então, bateu na porta da personal sex trainer indicada por uma amiga. "No curso de um mês, a professora se propôs a resgatar a deusa dentro de mim. Ela me ensinou a me vestir, falar, me comportar e andar, tudo para adquirir uma postura sensual sem cair na vulgaridade", explica. Logo depois, Ana começou a namorar e praticar o que aprendeu. "Me soltei e foi o máximo."

 

3 - Day spa vira preliminar de uma noite de amor


Entregar-se a um ritual de relaxamento e embelezamento a dois pode ser afrodisíaco. "Cinco anos atrás, recebíamos um casal por semana. Hoje, são dois por dia", conta Marília Estelita, gerente do Kabanah Spa, de São Paulo. "Uma bela massagem estimula a sensualidade", comprovou a dona-de-casa Vera, 45 anos. O economista Eduardo, 26 anos, que experimentou um desses pacotes com a mulher em um spa do Rio de Janeiro, concorda: "A terapeuta esfoliou nossa pele e untou nosso corpo com mel. Depois de retirar o produto, fomos a uma banheira com rosas, incenso e música. A pele ficou macia e cheirosa e a noite foi perfeita".

 

5 - Gastamos mais dinheiro com prazer


Em 2006, a Erotika Fair, feira erótica realizada em São Paulo, movimentou cerca de 4 milhões de reais. Segundo os organizadores, o negócio cresce em torno de 20% ao ano. E as mulheres representam 80% da clientela das butiques eróticas. A redatora publicitária Carolina, 38 anos, não economiza em lingeries. "Sempre renovo o estoque: tenho com cheiro, sabor, zíper na frente, de oncinha", descreve. Investe também em lençóis. Amo os de seda. São meio geladinhos e muito gostosos." O engenheiro Paulo, 38 anos, adora superprodução. Para pedir sua mulher em casamento, armou uma noite das Arábias, com dançarinas do ventre e tudo, no apartamento de um amigo, no Rio de Janeiro, à beira da piscina, com o Cristo Redentor refletido na água.

 

6 - Os cinco sentidos deixam o sexo mais quente


A personal sex trainer Fátima Moura, de São Paulo, explica que é preciso seguir um ritual. Primeiro vende seu par. Comece pela audição, com uma música inspiradora. Aguce olfato de seu parceiro borrifando no ambiente o seu perfume. Umedeça os lábios com um licor e aproxime-os da boca dele, roçando levemente, instigando o paladar. Mobilize sutilmente o tato, acariciando-o com uma pluma. E, finalmente, tire a venda e mostrese arrasadora numa camisola sexy - de preferência dançando languidamente. O ritual da socióloga Paula, 27 anos, não é menos sedutor. "Amo fazer massagem. Tenho um arsenal: champanhe, sorvete e uma música bem gostosa. Começo pelos pés e vou subindo", descreve. "Também adoro ler contos eróticos para ele: leio e acaricio, repetindo as situações do texto."

 

7 - Cresce a procura por cursos sobre sexo


"A mulher está melhor resolvida sexualmente, busca mais o prazer e isso inclui ir atrás de informação e tudo o que possa dar um upgrade no casamento", afirma Patrizia Cury, dona da butique erótica Maison Z, de São Paulo. Cursos e palestras viraram programa concorrido nas sex shops. Num deles a empresária Leda, 39 anos, aprendeu que não adianta só tirar a roupa, é preciso saber explorar a sensualidade em um strip tease. "Com as aulas de consciência corporal, perdi a vergonha e aprendi exercícios que despertam a energia sexual", ensina. Diplomada, ela surpreendeu o marido.

 

8 - Vibrador não é só objeto de prazer solitário


É o que têm notado os vendedores de sex shops. "Temos clientes que trazem o marido junto para escolher", afirma Ana Maria Faro, uma das sócias da Revelateurs, de São Paulo. Lá um dos modelos que fazem sucesso vem acoplado a um anel peniano. "Ganhei um aparelho desses do meu namorado. O estímulo é surreal e os orgasmos, fantásticos", diz a funcionária pública Tais, 28 anos.

 

9 - A moda do momento é o swing


Casados há 12 anos, a bióloga Maria e o administrador João, ambos de 41 anos, são swingers assumidos. "É uma forma de tirar o casamento da rotina. A primeira vez que fomos a uma casa de swing, só olhamos. Hoje somos freqüentadores", diz João. Para encarar essa, ele adverte: os dois precisam ter claros os limites. "Lá há todo tipo de jogos: casais que só aceitam mulheres, outros que permitem mais um homem na relação...", explica Maria. A vendedora Mariana, 43 anos, foi algumas vezes com o namorado. "Em uma sala chegamos a ver cinco pessoas juntas, transando. A gente, que estava só assistindo, também podia passar a mão. Saímos de lá superexcitados e tivemos uma ótima noite de sexo", revela.

 

10 - Estética íntima vira mania entre as mulheres


Elas descobriram que alguns retoques estratégicos produzem efeitos espetaculares. Há até profissionais especializados nessa área, como a ginecologista Glene Rodrigues, médica assistente do setor de sexologia do Hospital Pérola Byington, de São Paulo. Uma das intervenções disponíveis é o preenchimento dos grandes lábios da vagina com gordura retirada das coxas, técnica de embelezamento que trouxe novo vigor aos encontros da bancária Débora, 42 anos, com o namorado. "Sempre me incomodei com a aparência de minha vulva. Com a plástica, fiquei mais segura e isso se refletiu na cama", acredita. Também tem procura o implante de pêlos pubianos, principalmente a partir dos 40 anos. "Mulheres que se depilam muito começam a ficar 'carecas' nessa região", observa Glene. Para outros, brincar com a depilação é que causa efeito. Inspirada em uma cena de filme, a arquiteta Caroline, 37 anos, pediu que sua depiladora fizesse um desenho em forma de coração. "Depois, com uma calcinha mínima, daquelas de amarrar do lado, encontrei meu namorado. E disse no ouvido dele: 'Tenho uma surpresinha para você'. A temperatura subiu tanto que mal conseguimos terminar o almoço e corremos para um motel."

 

11 - A onda do crossdressing aguça o desejo


Representantes de ambos os sexos são adeptos do crossdressing: homens que se vestem de mulher, e vice-versa. "Não significa que sejam homossexuais, mas sentem prazer em se produzir como o outro", explica a psicóloga Arlete Gavranic, professora da pós-graduação da Faculdade de Medicina do ABC, na Grande São Paulo. Os seguidores têm até pontos de encontro em dois shoppings paulistanos. A estudante Cássia, 27 anos, garante que o troca-troca de figurino pode fazer maravilhas na cama. Uma vez ela encontrou calcinhas numa gaveta de um ex-namorado. "Ele disse que, às vezes, gostava de usá-las", conta. "Pedi que vestisse e me deu um tesão enorme ver aquele homem alto, cheio de pelos nas pernas, com uma calcinha lilás de florzinha. Não resisti à vontade de usar a cueca dele. Foi uma das melhores transas da minha vida", exulta.

 

12 - A internet esquenta a fantasia


Navegar na rede antes de ir para a cama é obrigatório para muitos casais. Um programa baixado da web que mostra filmes pornôs apimenta as noites do web designer Saulo, 33 anos, com a namorada: "É excitante ficar com ela escolhendo os filmes, vendo as cenas.

 

13 - Casadas vivem dia de garota de programa


Fábio, engenheiro mecânico, 34 anos, e a mulher foram ousados. Combinaram que ela se vestiria de garota de programa e o aguardaria na esquina da Avenida Atlântica, em Copacabana, ponto tradicional de prostituição no Rio de Janeiro. "Ela estava com uma saia mínima, cinta-liga vermelha e blusinha que deixava o umbigo à mostra. Os carros que passavam buzinavam para ela, o que aumentou meu tesão", conta Fábio. A namorada do produtor cultural Carlos, 27 anos, mandou para o escritório dele um envelope com uma fotomontagem dela e a frase "gatinha sensual quer oferecer a você uma noite de prazer e loucura". "Pirei! Aquele dia de trabalho custou muito a passar", confessa.

 

14 - Solteiros também fazem terapia de casal


É tendência nos consultórios: "Cresce o número de namorados e noivos que procuram terapia sexual", garante a psicóloga Arlete Gavranic. Monotonia na relação ou disfunções sexuais são as principais queixas. A publicitária Mariana, 35 anos, e seu namorado estavam juntos fazia um ano quando tentaram esse caminho. "Nossa relação era gostosa, mas morna", conta ela. Em quatro meses de análise, Mariana descobriu coisas sobre Paulo que ele não teria coragem de lhe contar no dia-a-dia. "Ele adora se masturbar e se excita ao me ver fazendo o mesmo", revela. "A cama ficou melhor: temos mais intimidade, sabemos melhor o que gostamos."

 

Via 180 Graus



publicado por olhar para o mundo às 21:43 | link do post | comentar

Quinta-feira, 29.03.12

Entenda o que eles gostam

 

Homens e mulheres são seres completamente diferentes e, consequentemente, seus pensamentos e vontades são proporcionalmente distintos. Na maioria dos casos, a mulher fala uma língua e os homens entendem em outra. Por isso, o SRZD selecionou alguma dicas para facilitar a comunicação entre você e seu parceiro na hora do sexo.

 

Mantenha as luzes acesas


Muitas mulheres acreditam que para um clima mais romântico, as luzes devem estar apagadas. Outras, por insegurança, preferem ficar no escuro. Porém, o homem gosta de ver o que está acontecendo, pois é uma forma de estimulo visual.

 

Tenha iniciativa


Homens se sentem atraídos por mulheres que demonstram ser poderosas. Deixar o costume de lado e tomar a iniciativa pode ser surpreendente, além de passar segurança e atitude para o seu parceiro.

 

Busque coisas novas


Inove sempre. Seja na posição, em brinquedinhos sexuais, géis estimuladores ou na lingerie. O importante é sair do comum e apimentar a relação.

 

Não fique calada durante o sexo


Nenhum homem gosta de fazer sexo com uma mulher não fala, não geme. Esta atitude indica falta de interesse e de prazer pelo momento. Falar besteiras na "hora H" e gemer mostra que está tendo uma troca de sensações.


Quebre tabus


Se aproxime mais dele, faça carinhos, toque nos órgãos sexuais do seu parceiro e deixe a frescura de lado. Homem, assim como a mulher, gosta do toque.

 

Via SRZD



publicado por olhar para o mundo às 21:47 | link do post | comentar

Domingo, 18.03.12

Mitos e dúvidas sobre o sexo

 

É mais do que normal ter milhões de dúvidas antes da primeira transa. No entanto, é importante descobrir as respostas não só para matar a curiosidade, mas para se proteger de doenças e evitar gravidez indesejada. Para entender de uma vez por todas tudo o que pode ou não rolar em relação ao sexo, o D+ conversou com Carolina Ambrogini, ginecologista e sexóloga da Unifesp, e com a professora de Biologia e Educação Sexual Silvana Battestin. Confira:

 

É mesmo perigoso transar sem camisinha?

Com certeza. Camisinha evita gravidez não planejada e doenças sexualmente transmissíveis. Não apenas a Aids. O HPV, vírus que provoca lesões (inclusive cancerígenas), é mais comum do que se pensa, bem como os vírus das hepatites B e C. Sexo oral e anal também deve ser feito com preservativo.

 

HPV tem cura?

Ainda não, mas há tratamento para as lesões causadas pela doença. Para prevenir, existe vacina contra alguns tipos de vírus.

 

Tomar pílula anticoncepcional por muito tempo pode fazer mal?

Não, desde que seja o remédio certo para você. Por isso, é tão importante ter acompanhamento de um ginecologista, que deve ser consultado anualmente. O que não pode é esquecer de tomar um único dia e na hora certa.

 

O exame ginecológico de papanicolau tem de ser feito logo após a primeira transa?

O ideal é que seja feito até um ano após o início da atividade sexual. O exame é essencial, pois ajuda a diagnosticar lesões no colo de útero, entre outras possíveis alterações.

 

Pode tomar pílula do dia seguinte sempre?

Não, só em casos de emergência, como quando a camisinha estoura. Ela tem até 20% a mais de hormônio do que a pílula comum. Se tomada de forma exagerada pode desregular a menstruação, provocar dor de cabeça, retenção de líquido, sensibilidade nos seios, náusea, vômito e até trombose.

 

O corpo muda após a primeira relação sexual?

A mudança não tem a ver com perder a virgindade, mas com o período da adolescência em que cada um está.

 

A camisinha comum é mais eficaz do que a com aroma e gosto?

As duas são igualmente eficazes.

 

O nervosismo atrapalha e faz doer na hora de transar?

Pode acontecer. Se a mulher está tensa, ela contrai a musculatura da vagina e fica difícil ter lubrificação no local. A ansiedade também pode atrapalhar a ereção e ejaculação do homem.

 

A mulher demora mais para ter prazer?

Os mecanismos de excitação da mulher são diferentes do homem. Ela precisa de mais carinho, beijo e amasso para ficar excitada, mas tudo depende do casal e do momento.

 

Adolescente pode tomar viagra?

Não é recomendado e pode provocar dependência psicológica.

 

Na hora do sexo dá para perceber se o parceiro tem alguma doença?

Nem todas as doenças são visíveis, por isso, camisinha é importante.

 

Homem e mulher podem usar camisinha ao mesmo tempo?

Não é recomendado. Corre-se o risco de as duas estourarem, além de diminuir muito a sensibilidade.

 

É errado se masturbar?

Pelo contrário. Tanto meninos quanto meninas descobrem o próprio corpo e onde e como sentem prazer por meio da masturbação. 

 

retirado de ABC



publicado por olhar para o mundo às 22:19 | link do post | comentar

Quarta-feira, 29.02.12

10 dicas do que os homens gostam no SEXO!

As mulheres de uma forma geral gostam de agradar seus parceiros, e se sentem realizadas quando conseguem, mas o grande problema é esse: Como agradar seu parceiro na hora do SEXO?


Por isso resolvi postar hoje algumas dicas sobre isso. Claro que ninguém é igual e ninguém, mas com certeza alguma dessas dicas funcionará com você!

1. Espontaneidade
O que ele quer é que você saiba compreendê-lo, que quando ele quiser transar você o acompanhe no jogo, quando algo não lhe agradar que você simplesmente não o faça e quando você tiver desejos de fazer algo não fique calada e proponha sem pudores. O que ele deseja é que você não se iniba na frente dele na hora do sexo.

2. Frases quentes
Na cama não pode existir vergonha nem pudores. Sendo assim, ele espera que você diga tudo o que tiver vontade, que você o guie com palavras ou com as mãos, que você se solte e que não tenha problemas em gritar ou dizer muitas coisas eróticas. Para eles, ver a mulher se retorcendo de prazer e excitando-o só com palavras é um cenário perfeito.

3. Ser surpreendido
Não há coisa de que eles gostem mais do que uma mulher que seja capaz de tomar iniciativa de vez em quando. Para eles, você tomar a decisão de alguma situação é muitas vezes um alívio e faz com que você pareça mais atraente. Surpreenda-o ao chegar do trabalho ou então no lugar que ele menos esperar. Com certeza ele não negará um momento de prazer.

4. Cumpra as fantasias dele
Você ser capaz de escutar as fantasias dele, entendê-las e ao menos pensar em realizá-las é importante. Mas se você as realiza sem que ele tenha que insistir muito é o céu. Busque uma fantasia que seja cômoda para você, mas que ao mesmo tempo irá surpreendê-lo na cama.

5. A “rapidinha”
O sexo rápido, sem estímulos e que acontece pela simples vontade, é algo que eles adoram e necessitam de vez em quando. Não se coloque na defensiva quando ele quiser surpreendê-la e entre no jogo dele. Uma escapadinha rápida de vez em quando não faz mal a ninguém e a questão de às vezes não existir um jogo de sedução antes do sexo não quer dizer que ele não a ame ou que não pense em você e sim o contrário, é porque ele te deseja muito e gosta de você.

6. Dar a ele um bom início de dia
Este é um dos pré-requisitos que todos os homens, sem distinção, elegem quase como o número um. Acordar de uma maneira agradável e enchê-los de vitalidade e energia para o resto do dia é algo que eles agradecem de verdade. Muitas vezes, ao chegar do trabalho ele está cansado e só quer dormir, por isso aproveitar as energias da manhã é para ele uma boa opção para começar o dia. Programe o despertador para um pouquinho mais cedo e surpreenda-o.

7. Assuma o comando
Não espere que ele tome a iniciativa em tudo o que vocês forem fazer na hora do sexo. É verdade que eles gostam de dominar, mas, muitas vezes, preferem ser submissos diante de uma mulher decidida que os domina e os seduz e, mais ainda, que mesmo que a mulher não seja assim, que na hora do sexo ela saiba ter, sobretudo, uma questão de atitude.

8. Somente sexo
Querer que tudo seja perfeito, romântico e sensual pode ser algo desgastante para algumas pessoas. Por isso, muitas vezes, os homens desfrutam do sexo só pelo sexo, sem preparações românticas.

9. Carinho após o sexo
Uma das coisas que os homens mais odeiam é que logo depois de uma transa espetacular a mulher saia apressada para tomar banho. Os homens, mesmo que isso pareça coisa só de mulher, também gostam de receber carinho depois do sexo. Muitos deles preferem que você fique ao menos uns instantes ao lado deles, descansando após tanta agitação e compartilhando beijos, carinhos e comentários sobre o prazer que vocês sentiram.

10. Que você aprecie o sexo
Que os homens desfrutam ou necessitam mais de sexo pode ser uma realidade, mas para eles é incrível que uma mulher não se intimide ao reconhecer que ela gosta de sexo tanto quanto ele. As mulheres tendem a ocultar que também pensam em sexo e que o desejam continuamente. Sendo assim, uma mulher que reconheça isso sem pudores é quase como ganhar na loteria. Por isso, não tenha vergonha de querer fazer sexo sem que ele tenha proposto ou em qualquer lugar. Ele te amará por isso.


Usem! E me contem qual dica funcionou melhor?!
Retirado de No Ponto G


publicado por olhar para o mundo às 21:12 | link do post | comentar

Sexta-feira, 13.01.12

O sexo pode ser cada vez melhor - saiba como!

 

Vocês estão juntos há bastante tempo e têm certeza de que o amor que sentem um pelo outro é recíproco e verdadeiro. Confira, então, algumas medidas simples, mas eficientes, para adotar a dois e fortaleça ainda mais o seu relacionamento.

 

 

1. Par vencedor

 

Um jeito infalível de deixar claro quanto vocês formam um casal único e especial é valorizar tudo que são capazes de conquistar juntos. Pode ser a compra do sonhado apartamento ou o jantarzinho gostoso que prepararam a quatro mãos. O importante é não deixar escapar a oportunidade de ressaltar que, unidos, formam um time e tanto. Então, ao alcançarem alguma meta, que tal abrir aquela garrafa de champanhe que está guardada? Ou mandem um cartão ressaltando como a parceria de um para o outro foi essencial para o sucesso de um projeto individual.

 

2. Minicuidados

 

Gestos às vezes insignificantes, como limpar o canto da boca dele com guardanapo ou passar a mão na franja que cai sobre os olhos um do outro, demonstram que vocês continuam atentos, disponíveis e cuidadosos.

 

3. Amigos até debaixo d'água

 

Claro, a química sexual é importante. Porém, a verdadeira âncora de um relacionamento é mesmo a amizade. Isso significa criar e fortalecer o clima de confiança e honestidade que existe na relação. Seu querido chegou abatido em casa? Dê espaço para que desabafe, em vez de soterrá-lo sob críticas ou perguntas. Seu carro enguiçou? Ele pode levá-lo à oficina ou buscá-la no escritório enquanto o conserto não fica pronto. Não importa a circunstância, demonstrem que o companheirismo faz parte integrante do namoro - ontem, hoje, sempre!

 

4. Adrenalina lá em cima

 

Seu coração ainda acelera quando o telefone dele aparece no seu identificador de chamadas? Maravilha! O problema: esse tipo de entusiasmo costuma perder força quando o relacionamento ganha longevidade. O antídoto é simples: vocês devem aproveitar todas as oportunidades para se sentirem especiais um ao outro, mesmo quando fizerem gestos corriqueiros. Ele chegou mais cedo para irem ao cinema? Em vez de reclamar que ainda não está pronta, recompense-o com um abraço apertado porque terão mais tempo para ficar juntos. No café da manhã, comentem como adoraram dormir agarradinhos. Ao provar o mesmo alvoroço do início da relação, essa sensação se tornará cada vez mais forte.

 

5. Olhos nos olhos

 

Qual foi a última vez que vocês olharam nos olhos um do outro enquanto faziam amor? Casais que soltam faíscas ano após ano não se privam de experimentar esse enlevo romântico quando estão na cama. Então, aproveitem um momento em que o sexo está pra lá de bom e fitem-se longa e apaixonadamente.

 

6. Programa legal

 

Você adora ver shows em DVD, mas seu homem implora para assistir à final do campeonato de futebol no canal de esportes. Nada de emburrarem um com o outro! Em vez disso, demonstre algum interesse pelo que ocorre em campo nem que seja por míseros cinco minutos, enquanto ele põe a pipoca no micro-ondas. Não é que você ou ele devam ceder sempre. Mas, ao se ligarem naquilo de que o outro gosta de vez em quando, tornarão a conexão ainda mais poderosa.

 

7. Ombro amado

 

Pedir um conselho ou a ajuda um do outro quando estiverem com um problema pessoal revela quanto vocês se respeitam como casal e exercita a confiança mútua. Lembrar de levar em conta o que cada um pensa aumenta a liga da relação. Mesmo que nenhum dos dois tenha a solução na ponta da língua, saberão que podem contar com apoio e solidariedade irrestrita.

 

8. Beijos no capricho

 

Os selinhos estão em alta, mas trocar beijos longos é a pedida para prolongar o romance. Que tal resgatar esse contato e manter a chama em altíssima combustão?

 

Via CenárioMT



publicado por olhar para o mundo às 21:53 | link do post | comentar

Terça-feira, 03.01.12
Aprenda dicas simples para melhorar a vida sexual no ano novo. Foto: Getty Images

Aprenda dicas simples para melhorar a vida sexual no ano novo

Chegou 2012 e, com ele, a oportunidade de colocar em prática a lista de metas. Se melhorar o sexo faz parte dela, não perca tempo! Esqueça a ideia de que é preciso virar contorcionista ou aprender todas as posições do Kama Sutra. Dicas simples podem colaborar com a vida sexual. Confira cinco delas, listadas pelo site How About We e divulgadas pelo site da revistaGlamour:

 

1. Aprecie o sexo: gostar de sexo é item fundamental para se tornar um amante melhor. Se não está desfrutando do momento entre quatro paredes, procure o motivo. Pode ser algo simples, como uma posição desconfortável e velocidade que não aprecia, ou mais complexo, que exige algum trabalho para solucionar.

 

2. Use a imaginação: o que pensa quando faz sexo sozinho diz muito sobre o que realmente lhe excita. Se tende a usar pornografia, tente deixá-la de lado por ao menos uma semana e exercite a imaginação. Fantasiar é uma boa maneira de se conhecer e de transformar o momento a dois mais divertido.

 

3. Tenha paciência: dê bastante tempo para que você e seu parceiro fiquem excitados. Não há nada de errado com as "rapidinhas" ocasionais, desde que não se tornem rotina.

 

4. Explore o corpo: toque o corpo do parceiro por completo. Isso ajuda a excitar, torna o sexo mais apaixonado e ainda pode levar a orgasmos melhores.

 

5. Não esqueça de beijar: beijar não é apenas uma porta de entrada para o sexo. Deve acontecer antes, durante e depois. Se não pode alcançar os lábios do parceiro por conta da posição, beije a parte do corpo dele mais próxima.

 

Via Terra



publicado por olhar para o mundo às 21:31 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Quinta-feira, 29.12.11

Conselhos de uma atriz , Stoya

Stoya - atriz pornô com cara de Branca de Neve. Foto reprodução site da atriz

 

Escutar os conselhos de uma atriz pornô pode ser bem interessante, afinal ela faz isso profissionalmente e já viu de tudo. A atriz pornô Stoya, uma americana que já ganhou o Oscar do cinema pornô duas vezes, vai nos dar dicas bem interessantes.

 

E um dos grandes segredos é ter autoestima em dia e falar para o seu homem do que você gosta.

 

Ela tem carinha de menina, e se parece com a Branca de Neve, mas gosta de aventuras bem mais picantes. Segundo ela, toda mulher pode ser uma furacão na cama, desde que pense em si mesma, primeiro, para ela os homens são muito fáceis de excitar, é só tocar na área de diversão suprema, o pênis. O resto é só variar.

 

Os homens precisam saber o que você quer na cama, segundo Stoya, a mulher deve falar tudo o que quer, deve falar, deve emitir sons, deve curtir. Isso vai guiar o homem, e vai deixar ele super excitado, em ver a liberdade da mulher que está com ele.

Uma outra dica que adoramos, sobre sexo oral, mas que vale para qualquer brincadeira ou posição sexual. A mulher que gosta de sexo oral é a que faz melhor, e consequentemente vai curtir o ato em si. Gostar de sexo é o que conta. E para impressionar num primeiro encontro ou turbinar sua noitada com seu marido ou namorado, é supreender.

 

Enquanto ele espera que seja mais uma noite de jantar e cinema, você sugere pularem a sobremesa e irem direto para casa, hein? O importante é você fazer o que tiver vontade. Na verdade Vilamigas, use seu poder e se solte, você vai arrasar, se divertir e principal ter muito prazer.

 

Via Vila Dois



publicado por olhar para o mundo às 21:52 | link do post | comentar

Quinta-feira, 24.11.11
Ménage à trois

 

Nunca a expressão francesa fez tanto sentido. Solteiras ou não, as pessoas tem aderido à prática do sexo a três sem maiores pudores.

Apesar de potencializar o risco de doenças sexualmente transmissíveis e de banalizar um pouco às relações formais, a moda pegou mesmo. E a desculpa pode ser variada. Uns fazem para apimentar uma relação. Outros, depois de uma boa festa e vestindo os óculos do álcool, acabam a noite com outras duas pessoas.

 

Independente do caso, a terapeuta e educadora sexual Ana Canosa, de São Paulo, acha que essa liberação do fetiche e das práticas sexuais diversas é reflexo de um comportamento da sociedade que dá a essas práticas o ar de "politicamente corretas". "A tentativa é de legitimar o desejo considerado ‘perverso’ na sociedade contemporânea com a criação de regras éticas", diz.

 

Essas regras éticas, segundo ela, são as normas de atitudes entre as pessoas que aderem à prática. Em casas de swing, por exemplo, existem códigos e princípios a serem seguidos. E o mesmo vale para os casais, na hora do ménage. "Muitos deles criam regras para evitar o envolvimento emocional com essa terceira pessoa", conta.

 

Mas mesmo assim, com tanta regra, colocar um terceiro no meio do casal pode complicar a relação. "As pessoas não controlam emoção e sentimento", alerta Ana. Segundo ela, as regras mais comuns que os casais se estabelecem são não deixar o outro beijar o terceiro elemento e não trocar telefones nem sob decreto. "Essas regras são muito importantes antes de um casal cair de cabeça num sexo a três. É importante limitar até onde cada um vai e quais serão os sinais para que os dois não percam a intimidade e a cumplicidade na cama".

 

Se o terceiro for um amigo ou conhecido, o risco de envolvimento é maior ainda. Por isso, ela indica que antes de qualquer coisa, o casal se pergunte o motivo de querer alguém a mais na cama. "Se for uma prática esporádica, para apimentar o sexo, tudo bem. Agora se for para tentar salvar um casal emocionalmente em crise, duvido muito que vá funcionar. Pode gerar um ciúmedesnecessário".

 

Ana se lembra de um caso onde a mulher percebeu que o marido estava perdendo o interesse sexual por ela e pior: na cama, a três, desconfiou que ele tivesse atração homossexual e acabou se separando. Em outro caso, o casal participava de grupo de swing e, como o os participantes acabaram mais amigos, gerou desconfiança nela de que o parceiro estivesse tendo um caso com outra participante. Também se separaram.

 

A prática é mais comum do que se imagina. Legitimada pela cultura da liberação sexual, hoje quem não faz corre o risco de ser taxado de careta. Mas é preciso ter cuidado. Ana recomenda fortemente, no caso de um casal, que a vontade seja dos dois. Segundo ela, muitas vezes o desejo por essa fantasia é maior nos homens.

 

Ana tem medo que práticas desse tipo levem a banalização do sexo. "O corpo da gente é muito erotizado e brinco sempre que quatro mãos devem excitar bem mais que duas. Mas essa busca ilimitada pelo prazer não é saudável". Para ela, a eterna insatisfação - e consequente busca incessante - leva ao sexo vazio. "A pessoa às vezes tenta preencher os medos com prazeres descartáveis e perecíveis, e acaba consumindo inconscientemente. Acontece a mesma coisa com o sexo", analisa.

 

Cada um tem o direito de escolher quais fantasias deseja ou não vivenciar. Na hora de apostar no ménage à trois (ou arranjo a três) lembre sempre que as carícias e intimidades devem acontecer dentro da relação - e não fora dela. O envolvimento entre o casal deve ser sólido, a fantasia não deve ser imposta. Quando o acordo é mútuo, qualquer prática fica ainda mais prazerosa. Lembre-se de não envolver menores de idade na prática e sempre use camisinha. Livre para decidir até onde quer ir com o seu desejo e com o seu corpo, o prazer ficará ainda melhor.

 

Via Vila Dois



publicado por olhar para o mundo às 18:45 | link do post | comentar

Sexta-feira, 18.11.11

Reprodução

 

Atitudes que o casal tem fora da cama fazem toda a diferença, apontam especialistas. Confira os segredos

 

Você sempre se perguntou por que alguns casais têm tanta sintonia na cama, enquanto outros mais parecem dois acordes fora do ritmo? Segundo a psicologia comportamental, uma vida sexual plena vai muito além dos limites da cama e passa por atitudes que o casal tem fora dela. Sinceridade,vaidade, confiança e boa comunicação estão entre os requesitos básicos para garantir a satisfação sexual. Se você busca formas para ter uma vida sexual mais feliz, confira 10 segredinhos que podem ajudá-la nesta tarefa: 

1 – Nada de desculpas  - Casais com uma vida sexual de sucesso não caem nas desculpas esfarrapadas para fugir da relação sexual. Dor de cabeça, estresse do trabalho – apenas relaxam e curtem o corpo um do outro. Portanto, nada de deixar escapar oportunidades de obter prazer porque está com preguiça. 

2 – Aparência e saúde  - Outro segredo de casais sexualmente satisfeitos é que ambos cuidam muito bem da aparência e também da saúde. Com o corpo em forma e com a saúde em dia, não tem como não ficar a fim de uma boa transa. Além disso, boa saúde também reflete em orgasmos de mais qualidade e mais disposição na cama. 

3 – Confiança - Dificilmente casais que não confiam um no outro conseguem ter uma vida sexual plena. Afinal, se você ou ele critica tudo que o outro diz durante o dia e repreende as atitudes, como é que pode ser possível ficar nu na frente dessa pessoa e topar experimentar coisas novas? É preciso muita confiança um no outro para que haja mais cumplicidade e consequentemente mais intimidade e uma vida sexual melhor. 

4 – Comunicação - Outro ponto que fortalece a vida sexual de casais satisfeitos é a comunicação eficiente. Falar ao outro o que você gosta e estar disposta a ouvir dele o que ele gosta já ajuda em boa parte a tornar as relações sexuais muito mais prazerosas. 

Quando não há comunicação, uma começa a imaginar o que o outro está pensando e isso nem sempre traz resultados positivos. Por isso, não ache – pergunte, mostre interesse em saber do que ele gosta e o que ele pensa e mostre a ele também quais são suas vontades. 

5 – Porta trancada - Outro segredo dos casais felizes na cama é que não fazem sexo com a porta destrancada. Só o fato de saber que a porta está totalmente trancada e que ninguém atrapalhará o momento já ajuda a esquentar o clima e deixar os dois mais a vontade. Além disso, tomando essa precaução você evita que seu filho pegue vocês no flagra e fique constrangido. 

6 – Rapidinha de sucesso - Casais que tem apenas alguns minutos preciosos para aproveitarem conseguiram aperfeiçoar a rapidinha e torná-la muito prazerosa mesmo sendo rápida. Por isso, não deixe de aproveitar mesmo os curtos espaços de tempo que vocês tem livre para uma rapidinha. 

7 – Experiência e experimentos - Outra dica para ser um casal feliz na cama é que se deve unir a experiência que já se tem às novas experiências. Então mesmo que vocês já estejam acostumados a determinadas posições, vale a pena experimentar coisas novas na cama ou até lugares diferentes para o sexo. 

8 – Sexo na agenda - Colocar sexo na agenda pode parecer que acaba com a naturalidade e espontaneidade da relação sexual, mas na verdade isso faz com que as pessoas deixem de lado as desculpas e se esforcem um pouco mais pelo seu próprio prazer. Isso pode até virar um jogo legal entre vocês, um marca na agenda do outro um dia para fazer sexo e o prazer e a diversão estão garantidos. 

9 – Uma noite especial - Casais satisfeitos também recorrem à alguns caprichos para melhorar a vida sexual. Marcar uma noite a dois, com direito a jantar romântico e noite no motel em um dia que não é o aniversário de casamento ou namoro de vocês traz um ar todo especial para um dia que poderia ser um dia qualquer. Por isso, invistam em uma noite só para os dois, ao menos uma vez ao ano. 

10 – Cabeça aberta - Por fim, é essencial que o casal que quer ter uma vida sexual prazerosa tenha a cabeça aberta para novidades. Assim vocês não se limitam e o prazer também não terá limites. Não deixem de ousar quando o assunto é sexo, então não se limitem.

 

Via Bonde



publicado por olhar para o mundo às 21:57 | link do post | comentar

Sábado, 12.11.11

 

Muitas mulheres depois que descobrem a gravidez acabam meio que proibindo qualquer contato sexual com o parceiro ou por falta de informação, pois a maioria geralmente acha que o sexo pode vir a prejudicar a criança ou mesmo por causa da perca da libido ou por se achar muito feia e gorda e assim acha que o parceiro irá acabar perdendo o tesão na hora H.

 

Por isso se você anda na mesma situação de preocupação com seu filho pode ficar tranquila pois o sexo durante a gravidez é a coisa mais normal do mundo. Já se o problema é mesmo se sentir mulher e sensual para o parceiro veja algumas dicas para apimentar a vida sexual durante a gravidez e torná-la muito melhor e ainda criar novas experiências com o seu parceiro, confira:

 

-Não é que só porque você não está com aquele pique de antes que não pode investir em posições e fantasias diferentes com o seu parceiro. O único problema que você deve tomar é procurar uma posição boa e que não machuque ou deixe muito peso sobre sua barriga. Uma ótima dica é usar a posição de quatro até o quinto mês de gestação. Assim sua barriga fica livre de peso. Depois dessa época procura a posição de lado, pois a barriga irá começar a ficar muito pesada e a posição de quatro pode causar problemas a coluna. De lado sua barriga terá o apoio da cama.

 

- Se a penetração vir a machucar procure por sua obstetra, pois você pode ter problemas como placenta prévia, dilatação antes do previsto ou risco de parto prematuro. A penetração é super importante já que ajuda a mulher no trabalho da dilatação da vagina e ainda dá uma sensação de saciedade para o bebê.

 

-Abuse de novos meios de sexo. Que tal aproveitar o sexo oral e a masturbação mútua? O sexo anal também pode ser usado para deixar os dois loucos!

 

Via FatiouPassou



publicado por olhar para o mundo às 21:18 | link do post | comentar

Quarta-feira, 02.11.11

Guia completo para seduzir um homem

 

Meninas, nada de ficarem sentadinhas no sofá. Acordem. Limpem as vossas armas. Agora que abriu a época de caça, a ACTIVA preparou-vos um guia completo da Caça ao Homem

 

 

Do tradicional ao intelectual, saiba onde encontrá-los e o que fazer quando os vir pela frente. Divirta-se e boa caçada.

 

Como seduzir o 'tradicional'


- Descrição do alvo: Têm ao pescoço uma cruzinha de prata e uma medalha da Nossa Senhora que lhes deram no baptismo, mas que só se vê na praia. Também têm no carro um terço de Fátima ou então uma placa a dizer que S. Cristóvão protege o veículo e a sua preciosa carga. Benze-se antes de uma viagem mais longa, hábito que lhe ficou de pequeninos quando tinha de rezar 10 Avé Marias e 10 Pais Nossos com os irmãos ajoelhados por ordem de idade antes de se deitarem, tipo 'Música no Coração'.

 

- Onde encontrá-lo: Nas touradas, na Ovibeja, na feira da Golegã, em discotecas e bares, e em festas de família, se tiver amigos comuns.

 

- Como se deve vestir: Chique mas discreta, nada de grandes decotes nem mini-saias. Não esqueça um labrador preto pela trela, mas nunca com nome de pessoa. Chame-lhe Bica, Jóia ou Boneca, nunca Mafalda ou Sebastião, porque eles de certeza que têm um sobrinho chamado Mafalda ou Sebastião.

 

- O que dizer: Pronunciar muitas vezes a expressão 'À antiga portuguesa', que dá basicamente para tudo, desde a maneira de fritar os bifes à de tourear a cavalo. Escusado será dizer que palavrões nunca, nem sequer 'ó pá'. Diga 'maçada' em vez de 'chatice' e 'encarnado' em vez de 'vermelho', que lhes desperta fantasmas marxistas.

 

- Ele vai adorá-la se... trouxer uma cesta com fruta da época, se possível com o selo de Alcobaça. Dizer que nunca se compra fruta de jeito no supermercado, e outras coisas superpatriotas. Espanha só corridas de touros na praça de Las Ventas em Madrid e idas à Virgem del Rossio e à feira de Sevilha.

 

- Como se comportar: Dar a entender que se é uma rapariga séria e muito afeiçoada aos avós. Tratar a mãe dele por tia e ir à cozinha ajudar a carregar travessas de arroz árabe (há sempre arroz árabe seja qual for a ementa, bem como da de tomate com queijo). Nunca o leve a sua casa antes dele a levar a conhecer os paizinhos dele à quinta.

 

- Trabalhos de casa: Peça à sua avó que a ensine a distinguir uma couve de uma alface, um pepino de uma beterraba e uma batata nova de uma batata menos nova. Ler 'Como ver uma tourada', e abastecer o carro com umas cassetes do Frei Hermano da Câmara.

 

Como conquistar um freak


 

 


Via Activa



publicado por olhar para o mundo às 21:11 | link do post | comentar

Terça-feira, 25.10.11
Dicas para seduzir qualquer homem

 

Em tempos de iPhone e iPad, é preciso saber traduzir o vocabulário erótico para o mundo virtual. No celular ou pela Internet, falar coisas picantes esquenta ainda mais o clima. Perca a vergonha de dizer tudinho o que está a fim de fazer com ele
    
Por torpedo ou MSN


Elogie a performance do último encontro: "Adoro uma pegada forte". Conte o que está vestindo: "Comprei uma calcinha bem pequena, estou usando agora..." Os SMSs são ideais para aguçar o desejo dele. Escreva: "Você acabou comigo, quero mais..."

Evite: fazer perguntas que soem como interrogatório: "Quando vamos nos encontrar?" Mandar mensagens durante o expediente pode ser delicioso, mas há o risco de ele estar em reunião. Espere a resposta e segure a ansiedade.

Telefone


Vale tudo: dizer que está nua - mesmo que não esteja - e contar quanto está excitada. Use um tom de voz bem sensual. Diga: "Não paro de pensar na sua boca deliciosa". Se já está no nível safada, peça para ele falar o que quer fazer com você enquanto se toca, sem vergonha de gemer.

Evite: o tom de voz morno pode esfriar a conversa. Não mencione problemas pessoais e familiares.

Na webcam


Faça um striptease ou se toque de maneira sexy enquanto sussurra e geme. Revele detalhes aos poucos e peça para ele fazer o mesmo. Mostre apenas uma parte do corpo ou esconda o rosto. O gato vai implorar para você mostrar mais. Faça-o sofrer de tesão. Descreva seu corpo com palavras provocantes e deixe a imaginação dele voar.

Evite: se vocês não têm muita intimidade, não se exponha demais, ou correrá o risco de virar hit no YouTube. Também não é legal realizar os desejos dele sem se sentir à vontade. Respeite seus limites. A distância, fica difícil saber o que acontece. Ele pode não estar sozinho enquanto fala com você.

 

Via M de Mulher



publicado por olhar para o mundo às 18:52 | link do post | comentar

Segunda-feira, 24.10.11
Dicas para aumentar a intimidade e recuperar a paixão

Recupere a paixão do seu relacionamento e seja mais feliz

 

"Não dá para se preocupar com a relação só quando pinta problema! Casais de sucesso trabalham nisso todos os dias", diz o psicólogo americano Sandor Gardos. Veja algumas atitudes simples que podem aumentar a intimidade da relação.

Recupere a paixão


Escreva um bilhete de amor - com papel e caneta mesmo. Estudos mostram que quem registra os sentimentos positivos sobre o parceiro é mais satisfeito em suas relações. Mais dicas: "Na sexta-feira, faça reserva num restaurante, compre ingressos para o cinema ou avise que está enchendo a banheira!", sugere Mendes Júnior.

Esquente a manhã


Se seu uniforme de cama inclui camiseta e short, tire-os durante a noite para que ele encontre uma surpresinha assim que o despertador tocar.

Vá para o abraço


Um abraço de 20 segundos diminui a pressão sanguínea e os batimentos cardíacos e libera o hormônio oxitocina, que diminui o stress de uma briga, de acordo com pesquisa da Universidade da Virgínia, nos EUA.

Confie no seu taco


Em casa, faça atividades inusitadas sem roupa, como pagar contas pela internet ou pintar as unhas. "Passar um tempo sozinha e nua deixará você mais confortável quando estiver acompanhada porque não se sentirá examinada", diz a psicóloga Ava Cadell, autora do livro 12 Steps to Everlasting Love (inédito no Brasil).


Aumente a conexão


Para os homens, seu ritual de beleza é um portal para o misterioso mundo feminino - então, deixe que seu namorado veja você aplicando máscara nos cílios ou hidratante. "Ele vai se sentir mais próximo ao ter acesso a um lado seu que mais ninguém vê", afirma o psicólogo Scott Haltzman, coautor de Os Segredos das Mulheres Felizes no Casamento (Ed. Gente, 256 págs., R$ 49,90). Mas só faça isso de vez em quando e escolha algo que implique certa sedução - nada de tirar a sobrancelha ou passar uma máscara verde no rosto. A intimidade, você sabe, também pode ser inimiga da sedução.

Elogie mais


O sexo masculino se sente mais confortável demonstrando amor do que falando sobre isso. Então, para conseguir um elogio, estimule. Dizer "Coloquei este vestido para você"  vai fazer bem ao ego dele e incentivá-lo a dizer como você ficou sexy. E a reciprocidade os mantém juntos: parceiros que se admiram enfrentam melhor as fases difíceis.

 

Via M de mulher



publicado por olhar para o mundo às 21:55 | link do post | comentar

Quinta-feira, 29.09.11
Casal na cozinha

Dicas para você ter muito prazer com a rapidinha

 

 

Quem foi que disse que só os homens terminam uma rapidinha satisfeitos?  "A história de que as mulheres não conseguem se excitar rapidamente é mito", afirma a sexóloga e psicóloga Jussânia Oliveira. O grande segredo para terminar a transa nas nuvens é mergulhar de cabeça no clima do momento. Se você ainda não conseguiu aproveitar o sexo a jato como se deve, confira dicas poderosas para a hora H. Se sabe como ele pode ser quente, use nossos toques para incendiar ainda mais a noite!

Aquecimento
Acha que a noite vai ser propícia para uma rapidinha? Um pouco antes de encontrar seu amado, comece a pensar no que vocês dois podem experimentar. Assim você já estará excitada e precisará de bem pouco para atingir o orgasmo. "Troque torpedos de celular com seu parceiro, faça insinuações por telefone, enfim, crie a expectativa", sugere a psicóloga e terapeuta sexual Arlete Maria Girello.

Entre de vez no clima
"A rapidinha quase nunca é confortável", lembra Arlete. Transforme isso em vantagem: pense que é justamente esse improviso que torna as coisas mais excitantes. Significa que seu namorado quer você naquele segundo e não consegue esperar nem mais um pouquinho para vocês chegarem ao quarto. Mostre-lhe que você quer que ele a toque com intensidade, pois em uma rapidinha a pegada é fundamental. "O que vale é o amasso do momento, pois não haverá preliminar ou sexo oral", lembra Arlete.

O lugar ideal
Não é à toa que quando falamos em rapidinha logo vêm à cabeça lugares como o carro, o banheiro de uma festa, a varanda do apartamento, uma praia deserta, o elevador do prédio (sem câmeras, é claro)... Escolher situações e locais inesperados e com jeito de proibidos aumenta a carga de prazer do sexo. Só não vale se arriscar. Afinal, ser flagrado pelo porteiro do prédio pela câmera ou então pela polícia por atentado ao pudor só vai trazer problemas.

Comece a falar
Chegue bem perto do ouvido dele e fale sobre sexo. Sussurre o que você está sentindo no exato momento. Com certeza, ele vai topar entrar na conversa. Some o clima quente da situação ao papo picante e você definitivamente vai conseguir acelerar seu orgasmo e aproveitar o sexo vapt-vupt.

Posicione -se!
Escolher posições que permitam fricção na região clitoriana facilita para você. "Afinal, apenas 15% das mulheres chegam ao orgasmo apenas com a penetração", afirma Jussânia. Peça a ele que fique em pé e sente você sobre uma mesa, uma pia ou uma cômoda. Outra ideia é sentar no colo do parceiro, numa cadeira ou no banco da frente do carro, de frente para ele. Se a posição escolhida não favorecer o contato com a região, peça, ao pé do ouvido, que ele dê uma mãozinha. Ou, para esquentar mais as coisas, toque você mesma o seu corpo. Os dois vão adorar.

 

Via Abril



publicado por olhar para o mundo às 21:20 | link do post | comentar

Segunda-feira, 05.09.11

Pequenas remodelações, pedir um preço justo e saber negociar as ofertas são algumas sugestões.

Os momentos são difíceis. Não só os bancos apertaram muito os critérios para a concessão de crédito à habitação como a maior parte dos portugueses, perante as actuais e futuras medidas de austeridade, decidem adiar a compra de casa ou optam por arrendar. Com quase 400 mil casas para venda em Portugal, usando como indicador o portal casa.sapo.pt, um dos maiores do país, a alienação de imóveis parece quase uma missão impossível. O Diário Económico reuniu, por isso, algumas dicas para o ajudar nessa tarefa.

1 - Escolher o preço certo
Antes de colocar um placard a dizer "vende-se" deve conhecer o mercado para saber qual o valor real do seu imóvel. Entre os factores que mais pesam na valorização de uma casa estão a localização, a tipologia, a exposição solar, o estado de conservação do imóvel e mais valias que o distinguem dos demais. Para ter uma referência pode sempre verificar os preços das casas na vizinhança ou procurar nos vários sites de imobiliárias imóveis semelhantes. Um dos principais erros é pedir um preço excessivamente elevado, isso fará com que o público-alvo dessa casa não a veja porque está fora das suas possibilidades.

2 - Delinear uma estratégia
Uma das primeiras decisões que deve tomar é se vai recorrer aos serviços de uma imobiliária. Esta opção poder-lhe-á retirar grande parte do incómodo inerente à venda da casa, mas poderá também ajudá-lo nas questões burocráticas e na adopção de uma estratégia mais adequada ao seu imóvel. Lembre-se, contudo, que as imobiliárias cobram uma comissão e algumas exigem exclusividade. E os especialistas recomendam que não coloque a casa em demasiadas imobiliárias.

Quando delinear a sua estratégia de venda deve previamente definir até quanto está disposto a baixar o preço. Se ao longo do processo de venda verificar que as ofertas que se lhe apresentam estão muito fora do seu objectivo, se calhar é preferível alugar a casa e esperar por um momento em que o mercado imobiliário esteja mais atractivo para a venda.

Caso decida vender a casa por si é fundamental colocar o imóvel num portal online. Cerca de 70% dos compradores começam a sua busca na net. Assim, é fundamental ter boas fotografias da casa e antes de as tirar, certifique-se que a casa está limpa e arrumada. Deve dar o máximo de informação possível, de forma concisa, não esquecendo os detalhes atractivos e, claro, o preço.

3 - Garantir a atractividade do imóvel
Olhe para a sua casa (interior e exterior) e pense como o comprador. Tudo o que pode desvalorizar a casa deve ser eliminado. Optar por fazer pequenas reparações pode ser a solução: resolver uma infiltração, pintar os tectos e as paredes (preferencialmente de cores claras para dar mais espaço e luminosidade à casa), remodelar a casa de banho ou a cozinha, arranjar janelas que não funcionam. Pode até redecorar a casa para a tornar mais atractiva ao maior número de compradores. Há mesmo empresas de ‘home staging' que se especializaram neste capítulo. Mas atenção, antes de avançar faça um orçamento para garantir que o dinheiro que vai gastar nas obras compensa. Para as visitas ao imóvel deve ter sempre o cuidado de criar um bom ambiente: cortinas e estores abertos, aquecimento ligado no Inverno ou janelas abertas no Verão, retirar o excesso de mobílias para dar maior amplitude aos espaços e há quem leve ao extremo de fazer café e pôr um bolo no forno para criar a sensação máxima de conforto.

4 - Prepare os documentos e salde as dívidas
Antes de iniciar o processo de venda deve reunir toda a documentação necessária para evitar demoras futuras no processo que possam levar à desistência do comprador. É importante recordar que, desde Janeiro de 2009, todas as casas, novas ou usadas, para venda ou arrendamento necessitam de um certificado de eficiência energética. Esta certificação é obtida junto da Agência para a Energia (ADENE) que atribui uma classificação de A+ (maior eficiência) a G (menor eficiência). Algumas imobiliárias oferecem este serviço gratuitamente. Outra dica é pôr em dia todas as dívidas relativas ao imóvel: condomínio, prestações e até mesmo contas de electricidade e gás.

5 - Analise os potenciais compradores
Faça uma pré-selecção dos candidatos a visitar o imóvel. Verifique se estão realmente interessados e se têm capacidade monetária para comprar ou negociar a casa. Só fale com o cliente sobre a documentação do imóvel caso este mostre interesse pela casa.

6 - Cuidado com a segurança
A venda de uma casa pode criar situações perigosas, por isso, deve tomar precauções. Não deixe que os seus filhos abram a porta a estranhos; peça sempre a identificação; peça para ver os documentos comprovativos da pré-aprovação do crédito à habitação; feche à chave os objectos de valor e de colecção e coloque-os em lugar seguro; remova todas as fotografias pessoais e todos os objectos perigosos.

7 - Como negociar uma oferta
Se colocou uma casa à venda por 100 mil euros mas recebeu uma oferta inferior, no valor de 95 mil euros deve aceitar? Este é um dos dilemas com que muitos proprietários se deparam. A resposta não é conclusiva. Se colocou a casa à venda há uma semana e recebeu essa proposta, o melhor será recusar e esperar um pouco mais. No entanto, se o imóvel já foi colocada no mercado há cinco meses e esta é a primeira oferta que aparece, talvez deva equacionar o valor oferecido, já que significa que não é fácil encontrar pessoas interessadas na casa.

Ainda assim, sempre que recebe uma oferta inferior ao que pede - algo muito frequente tendo em conta os compradores tentam sempre obter o preço mais baixo possível - tenha o cuidado de sublinhar os aspectos que valorizam a casa e as razões que podem convencer o comprador a optar pelo seu imóvel: o jardim, os acessos, a arrecadação, a garagem, o ar condicionado, os serviços à volta, a vista, a localização, os móveis ou electrodomésticos que deixa.

 

Via Diário Económico



publicado por olhar para o mundo às 16:54 | link do post | comentar

Sábado, 13.08.11
Vestir ou não vestir eis a questão!

Na hora de escolher o modelo que nos fica melhor existem sempre uma série de factores físicos que devemos ter em atenção, de forma a disfarçar aquilo de que não gostamos tanto no nosso corpo e por outro lado, realçar o que temos de mais bonito!


Fique com as nossas dicas!


Para parecer mais alta


Prefira as saias que deixam seus joelhos de fora.

As mini-saias podem ser perigosas, especialmente se usadas com saltos muito altos.

É importante estar sempre com um pouco de salto, mas evite os muito altos, pois eles evidenciam as pernas curtas.

Para ganhar mais pernas, use o calçado na mesma cor das meias e das calças.

Os sapatos de bico fino são os que mais alongam as pernas.

Utilize sandálias que expõem o peito do pé. Com umas calças compridas e uma barriga de top, este truque simples dá uma leveza ao visual, alongando a silhueta.

Sandália preta de salto fino e altíssimo faz uma parceria perfeita com o vestido da mesma cor. A escolha da sandália delicada deixa o tornozelo livre e alonga as pernas.

A sandália em tom da pele de salto fino equilibra a proporção com um vestido liso, de tecido fluido e comprimento pouco abaixo dos joelhos.

Com vestidos pela altura dos joelhos escolha uma sandália alta, de salto fino, cor discreta e bem aberta. Assim, naturalmente, as pernas parecem longas.

O decote em "V" é óptimo, pois aumenta o colo, deixa o pescoço mais comprido e, por consequência, vai parecer mais alta.

Para parecer mais alta é importante que a sua roupa crie uma linha na vertical do seu corpo. Dá para conseguir esse efeito usando blusas abotoadas na frente, fechadas por fecho-eclair, blazer aberto, etc.

As calças com vinco a direito são uma óptima escolha.

Evite calças com bordados ou detalhes na barra. Isso fará com que pareça mais pequena.

Não escolha roupas com estampas na horizontal.

Bolsas muito grandes diminuem ainda mais a sua estatura.

Evite colares muito curtos: achatam o pescoço e diminuem a altura. Prefira os longos.

Cintos que contrastam com a cor da roupa, provocando um corte no meio do corpo que achata a silhueta; tal como os cintos muito largos com fivelas pesadas.

Evite cachecóis e lenços com as pontas muito compridas.

Prefira saias rectas, de tom próximo ao da blusa.

As roupas de uma só cor são ideais, mudando somente as tonalidades.

Use tecidos mais leves, como seda, crepe, algodão e jérsei.

Os bodies são óptimos para alongar a silhueta, porém os vestidos são uma das melhores opções.

Evite jardineiras, calças-pijama e blusas compridas por fora da calças pois achatam o visual.

Calças com bainha virada, pregas volumosas ou franzidos, vestidos com comprimento abaixo da batata da perna e vestidos com cintura marcada fá-la-ão parecer mais baixinha.

Para quem tem perna curta esqueça as calças acima do tornozelo. Mesmo que estejam na moda não as inclua no seu guarda-roupa... vai parecer bem baixinha.

Utilize de preferência calças que venham até aos pés para alongar as pernas.

A bainha não deve arrastar no chão mas também não devem deixar que se veja o sapato todo.

Calças com cintura subida chamam a atenção para o rabo e realça o contraste das pernas curtas.

As calças skinny podem ajudar se tiverem um rabo de tamanho não muito grande, caso contrário as pessoas só vão ver como as calças ficam justas no vosso rabo e não vêem mais nada.
O ideal são calças compridas na largura certa.

Evitem saias com várias camadas ou padrões. Em vez de criar altura vai diminui-la.

Os casacos compridos de ¾ ou pela anca, além de exaltar elegância dá mais altura. Mas cuidado, casacos compridos demais terão o efeito contrário.


Ancas largas

Peças rectas e em cores mais escuras e mais claras em cima.

As bolsas devem ter alças curtas, afastadas do quadril.

Nunca use bolsa de qualquer modelo a tiracolo.

Listas horizontais e vincos frontais estreitam os quadris.

As saias curtas devem ser evitadas.


Pernas grossas

Calçados em tons claros com bico e salto finos e sandálias decotadas sem detalhes nos tornozelos e sem tiras no peito dos pés são essenciais.

Opte por calças e saias com riscas verticais, vestidos em A e vincos marcados na frente.

Não são recomendados os trajes muito curtos.

Pernas finas

Escolha sapatos com bico redondo e salto mais grosso, modelos do tipo sapato boneca e sandálias amarradas nos tornozelos.

As calças rectas, mini-saias e saias-lápis dão a ilusão de pernas um pouco mais grossas.

Para esconder aquelas gordurinhas indesejáveis nada mais elegante do que um modelo preto básico.



Pescoço longo

Decotes mais rasos dão a ilusão de um pescoço menor.

Brincos longos e colares curtos são perfeitos.


Pescoço curto

Peças bem decotadas aumentam o pescoço.

Para os acessórios, prefira os colares longos e os brincos curtos


Seios grandes

Decotes mais profundos, sem detalhes ou estampas em cima do busto.

As bolsas de mão ou com alças que terminam na altura da cintura são ideais.

Não use nada que termine na linha do busto.

Os casacos devem ser abotoados abaixo dos seios.



Seios pequenos

Estampas e detalhes (drapeados, rendas, entre outros) dão a ilusão de seios maiores.



Para as gordinhas

Evite roupas com estampas grandes ou muito coloridas.

As listas verticais dão a impressão de uma silhueta alongada e, portanto, contribuem para dar uma impressão de que a pessoa está mais magra.

Fuja das listas e decotes horizontais.

Cuidado com peças e acessórios que marquem a cintura.

Cuidado com os cintos: além de marcarem demais aqueles quilos a mais, podem chamar a atenção das pessoas para a sua barriga, principalmente se for muito ornado e aclamativo.

Evite as roupas com pregas e acessórios grandes.

As saias rectas são óptimas opções.

Escolha calças rectas e escuras.

Quanto à numeração, não se deve usar roupas muito justas, nem, muito largas.

Os tecidos das roupas devem ser tecidos mais moles, que tenham um bom caimento como seda e microfibra.

Nas zonas mais gordinhas do corpo abuse das cores mais escuras.


Dicas Gerais

Não utilize camisolas curtas muito menos uma camisola que mostre a barriga. Já passaram de moda. Escolha as que ficam pela anca, ou então joguem com sobreposições.

Os boleros estão proibidos para as baixinhas e para quem tenha peito grande. Fazem com que parece mais gorda e cria mais uma divisão no corpo que tira altura.

Vestidos sempre e a qualquer hora. É só preciso saber escolher tendo em conta o evento.

Não misture padrões.

O padrão deve condizer com o tamanho da mulher. Uma mulher pequena com um padrão enorme perde-se no meio daquilo tudo, e o mesmo com uma mulher grande num padrão minúsculo, fica estranho.

Seja muito criativa! A moda é isso mesmo. Mas não se ponham com ideias extravagantes que depois não assentam bem.

Cuidado com a cor amarela. São raras as cores de pele que ficam bem com essa cor.

Nunca utilize lantejoulas numa peça de roupa durante o dia. As lantejoulas são para ser utilizadas à noite e... com moderação.

 

Via Ser Mulher



publicado por olhar para o mundo às 21:02 | link do post | comentar

Sexta-feira, 12.08.11

O amigo do peito

 

O soutien não tem que combinar apenas com o seu corpo, mas também com o seu gosto.

Para isso, escolha o modelo que valoriza as suas formas e cuidam da sua saúde também. 

Mais do que uma questão estética, é pela saúde que se deve escolher o soutien certo.

E pasme-se: muitas mulheres ainda erram ao escolher esta peça. Existe uma para cada biótipo e, acredite, ela pode mudar muito o seu corpo! 


Escolha o seu!

 

Para as mais discretas: quem não gosta de soutien a marcar a roupa deve procurar os que funcionam como uma "segunda pele", que não têm costuras nem fechos. Indicado para quem não tem muito busto. 

 

 

soutien_costura_718532152.jpg


Para quem tem muito seio: procure por modelos com suporte, tecido duplo e com arame, para dar mais sustentação. 

 

 

soutien_minimizador1_158885108.jpg


Para dar um "up": o ideal para quem não tem muito seio é usar soutiens que tenham bojos, que dão suporte sem deixar de lado o conforto. 

 

 

soutien_up_408109653.jpg

 


Para as menos privilegiadas: o truque é usar um soutien com "push-up", que são umas almofadinhas que levantam e dão volume aos seios. 

 

soutien_pish_up_151368419.jpg

 


Para as mais ousadas: quem quer realçar o decote deve usar soutiens com fechos à frente. Os modelos mais interessantes permitem regular o fecho de acordo com a roupa ou decote. 

 

soutien_atrevido_921947636.jpg

 


Para as tímidas: quem é mais tímida ou quer disfarçar o volume dos seios pode usar tops. Como o tecido deles é a lycra, dão bastante sustentação aos seios e são uns dos tipos mais confortáveis.

 

soutien_top_196139829.jpg

 


Para as mais descontraídas: soutiens com desenhos divertidos e estampas coloridas são uma óptima opção para quem gosta de fazer charme. Vale tudo! 

 

soutien_divertido_999883952.jpg


Para as mais jovens: existem soutiens específicos para a faixa etária de 9, 10 e 11 anos, mais voltados para as meninas que ainda se sentem um pouco envergonhadas com os seios em desenvolvimento. Eles são super confortáveis e com cores discretas e mais joviais. 

 

 

soutien_jovem_257339630.jpg

 

Via Ser Mulher



publicado por olhar para o mundo às 21:58 | link do post | comentar

Quinta-feira, 11.08.11

Spray que aumenta o volume dos seios

 

Surpreendida? Mas, segundo o jornal Daily Mail, chegou ao mercado um produto que promete revolucionar o mercado da estética feminina... um spray que aumenta o volume dos seios.


O Boob Job é apresentado como um spray inovador, que promete revolucionar o mercado da estética feminina. De acordo com o fabricante, as mulheres já não têm de se expor a cirurgias dolorosas e, por vezes, ineficazes para aumentarem os seios. A marca garante que, com o seu mais recente produto, as mulheres podem aumentar os seios até 118 milímetros.  


No entanto, a notícia está envolta numa enorme polémica. Segundo um cirurgião consultado pelo Daily Mail , é altamente improvável que o produto funcione. "Os fabricantes não dizem os ingredientes exatos do produto nem os testes que fizeram. É preciso uma análise completa, pois pode acabar por prejudicar a pele e os seios". 


Já um representante do fabricante disse: "Nós queríamos oferecer uma alternativa mais barata e menos dolorosa para substituir a cirurgia plástica". Segundo o jornal britânico, o produto contém substâncias naturais que aumentam o número de células de gordura nos seios, pelo que não é prejudicial à saúde das mulheres.  


Prejudicial ou não, o Boob Job já terá conquistado várias mulheres britânicas, entre elas as celebridades Scarlett Johansson, Victoria Beckham e Kelly Brook.

 

Via Ser Mulher



publicado por olhar para o mundo às 21:55 | link do post | comentar

mais sobre mim
posts recentes

Amizade, sexo...Ação!

Sexo, 10 coisas para expe...

DÍVIDAS: O QUE PODE FAZER...

Sexo, há quem faça o test...

Sexo, o que fazer quando ...

Sete regras para o sexo c...

Curiosidades sexuais

Como descobrir se ele ou ...

Sexo tântrico: faça o mom...

14 maneiras erradas de ut...

arquivos

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Dezembro 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags



comentários recentes
Ums artigos eróticos são sempre uma boa opção para...
Acho muito bem que escrevam sobre aquilo! Porque e...
Eu sou assim sou casada as 17 anos e nao sei o que...
Visitem o www.roupeiro.ptClassificados gratuitos d...
então é por isso que a Merkel nos anda a fo...; nã...
Soy Mourinhista, Federico Jiménez Losantos, dixit
Parabéns pelo post! Em minha opinião, um dos probl...
........... Isto é porque ainda não fizeram comigo...
Após a classificação de Portugal para as meias-fin...
Bom post!Eu Acho exactamente o mesmo, mas também a...
Posts mais comentados
links


blogs SAPO
subscrever feeds