Sábado, 23.06.12

Os Barokksolistene Oslo actuam no dia 2 de Julho

Os Barokksolistene Oslo actuam no dia 2 de Julho (DR)

 Viajar à volta do mundo sem sair do Largo de São Carlos – vai ser assim a edição deste ano (a 4ª) do Festival ao Largo, que começa a 29 de Junho e prolonga-se até 29 de Julho. O Teatro de São Carlos, em Lisboa, volta a abrir as portas e a instalar-se no largo em frente, com uma programação (quase) diária e gratuita, sempre a partir das 22h.

Mas foi preciso planear o festival em contexto de crise, ou seja, com menos custos. “É cada vez mais difícil viabilizá-lo”, reconheceu esta quinta-feira, numa conferência de imprensa, César Viana, director artístico do festival. “Este ano tivemos que alargar muito as parcerias, não só económicas como artísticas”. 

A fórmula encontrada, explicou João Villa-Lobos, administrador do Opart, a entidade que gere o São Carlos e a Companhia Nacional de Bailado (CNB), passa por “usar os recursos da casa” e complementá-los com parcerias. O orçamento do festival é de 250 mil euros. “Não houve um corte substancial”. À semelhança de outros anos, disse ainda o administrador, “60 a 70% dos custos do festival” têm a ver com o trabalho dos próprios organismos do Opart. 

“Este ano fizemos uma aposta muito forte na ópera, bailado e teatro”, sublinhou César Viana. “Não tem havido muita ópera no Largo – este ano haverá”. Assim, a programação arranca nos dias 29 e 30 com a ópera em versão concerto (não encenada, portanto) Peer Gynt, de Edvard Grieg, música de cena para o texto do dramaturgo norueguês Henrik Ibsen (haverá leitura por Irene Cruz), com direcção musical de Martin André para o coro do São Carlos e a Orquestra Sinfónica Portuguesa. 

A 13 e 14 de Julho o cenário passa para Espanha, com outra ópera em versão de concerto, desta vez Goyescas, de Enrique Granadas (inspirada em seis pinturas de Goya), com direcção musical de João Paulo Santos. E por fim, a 27 e 28 de Julho, chega ao Largo Turandot de Ferruccio Busoni, também ópera em versão de concerto, com direcção musical de Moritz Gnann. 

Esta programação “remete para espaços geográficos, o Oriente [através das viagens de Peer Gynt], a Espanha, a Rússia, e foi esse o ponto de partida para a procura de parcerias”, explicou o director artístico. De Espanha vem Carmen (6 e 7 de Julho), ballet inspirado na obra de Prosper Mérimée pela Companhia Antonio Gadés. 

Do Oriente vêm, a 29 de Julho, a Orquestra Chinesa de Macau (que usa exclusivamente instrumentos tradicionais chineses), e, da Indonésia, Dança e Música de Sumatra (26 de Julho). E o Leste estará presente sob diferentes formas, desde o Programa Rakhmaninov-Chostakovitch, por um “trio de luxo” composto por Tatiana Samouil (violino), Pavel Gomziakov (violoncelo) e Plamena Mangova (piano). 

A programação do Festival ao Largo 2012 inclui ainda Dança no Largo com a CNB (Du Don de Soi, com coreografia de Paulo Ribeiro, obra inspirada no universo cinematográfico de Andrei Tarkovski, e La Valse, curta-metragem de João Botelho. E, entre outros espectáculos, uma concerto dos Barokksolistene Oslo (uma espécie de “música de cervejaria do século XVII) e uma parceria com o Festival de Almada: Lisboa, espectáculo poético de rua da Fondazione Pontedera Teatro, em torno de Fernando Pessoa – no largo onde o poeta nasceu. 

 

Noticia do Público



publicado por olhar para o mundo às 21:30 | link do post | comentar

mais sobre mim
posts recentes

São Carlos aposta nas par...

arquivos

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Dezembro 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags



comentários recentes
Ums artigos eróticos são sempre uma boa opção para...
Acho muito bem que escrevam sobre aquilo! Porque e...
Eu sou assim sou casada as 17 anos e nao sei o que...
Visitem o www.roupeiro.ptClassificados gratuitos d...
então é por isso que a Merkel nos anda a fo...; nã...
Soy Mourinhista, Federico Jiménez Losantos, dixit
Parabéns pelo post! Em minha opinião, um dos probl...
........... Isto é porque ainda não fizeram comigo...
Após a classificação de Portugal para as meias-fin...
Bom post!Eu Acho exactamente o mesmo, mas também a...
links


blogs SAPO
subscrever feeds