Quinta-feira, 29.12.11

Popular revista anunciou os vencedores do concurso de fotos. Divididas por três temas (NaturezaPessoas e Lugares), foram também destacadas imagens com menções honrosas e as escolhas do público.

Via Expresso


publicado por olhar para o mundo às 22:02 | link do post | comentar

Quarta-feira, 14.12.11

Fotografia do tubarão azul tirada pelo fotógrafo Nuno Sá ao largo da ilha do Faial, nos Açores

Uma fotografia de um tubarão azul tirada pelo fotógrafo Nuno Sá ao largo da ilha do Faial, nos Açores, venceu a principal categoria do maior concurso mundial de fotografia subaquática, disse hoje o vencedor à agência Lusa.

Fotografia do tubarão azul tirada pelo fotógrafo Nuno Sá ao largo da ilha do Faial, nos AçoresImagem: NUNO SÁ/LUSA


Epson World Shootout, um concurso com características únicas que decorre em todo o mundo, atribuiu o primeiro prémio da categoria “Grande Angular” à fotografia de Nuno Sá, que mostra um tubarão azul junto ao banco submarino "Condor", no mar dos Açores.

 

O fotógrafo português, especializado em vida marinha selvagem e considerado um dos melhores do mundo, disse à Lusa que também conquistou o quarto lugar na mesma categoria “Grande Angular” com uma imagem de jamantas (da família das raias) tirada junto ao banco submarino “Princesa Alice”, nos Açores.

 

O Epson World Shootout decorreu durante todo o mês de agosto, período em que milhares de fotógrafos amadores e profissionais recolheram as imagens que submeteram à apreciação do júri.

 

Na edição deste ano concorreram 226 fotógrafos de 27 países, desde a China à Papua Nova Guiné, que apresentaram 1.556 imagens a concurso.

Este foi o terceiro prémio internacional de relevo conquistado este ano por Nuno Sá, que é um dos fotógrafos mais premiados a nível mundial na área da vida marinha selvagem.

 

O fotógrafo, que vive há vários anos nos Açores, foi recentemente distinguido, também com imagens de tubarões azuis, no Wildlife Photographer of the Year, considerado o maior concurso de fotografia de natureza a nível mundial, e no Natures Best Photography, o principal concurso de fotografia de natureza que se realiza nos Estados Unidos.

 

Via Sapo Noticias



publicado por olhar para o mundo às 08:34 | link do post | comentar

Segunda-feira, 28.11.11

Crise leva mais gente para as florestas em busca de cogumelos
Todos os anos, por esta altura, as florestas da região de Viseu enchem-se de apanhadores de cogumelos, mas, este ano, a crise está a levar mais gente para as matas em busca da "carne dos pinhais".

No topo da lista dos mais procurados estão os carnudos míscaros (Tricholoma Equestre) e os suculentos boletos (Boletus Edulis) por serem as mais conhecidas e também as que oferecem mais confiança a quem os consome.

 

Poucas são as mercearias tradicionais na cidade de Viseu que, mal chega o outono, não têm à venda, quase sempre em sacos de meio quilo, cujo preço varia entre os 10 e os 20 euros, dependendo da fartura ou míngua de quem apanha, os míscaros, claramente os preferidos para fazer com arroz, acompanhados de entrecosto ou coelho.

 

Helena Fernandes, desde que se lembra, sempre andou pelos pinhais na apanha de míscaros, para fazer em casa, quase sempre com arroz, ou fritos, no caso dos boletos, mas este ano, como contou à Agência Lusa a escassos quilómetros de Viseu, “há menos para apanhar e mais quem ande à procura da carne dos pinhais”.

 

“Com isto da crise, com o desemprego, este ano nota-se bem que há mais gente nos pinhais”, sinalizou Helena Fernandes, quando, ao fim de duas horas já tinha, em conjunto com mais três familiares, cerca de cinco quilos de míscaros e alguns boletos, um deles com mais de um quilo, tudo para meter no tacho e na frigideira.

 

Com o aumento da procura, as espécies mais apreciadas sofrem uma “enorme pressão”, disse à Lusa José Manuel Costa, especialista em micologia da Escola Superior Agrária de Viseu (ESAV), que entende ser esta altura de maiores dificuldades económicas “propícia a um regresso às origens”, sendo a apanha de cogumelos um indício disso mesmo.

 

“Há um saber que passa de pais para filhos que é válido e é usado na recolha de cogumelos, mas grande parte das espécies comestíveis não são conhecidas pelas pessoas, o que permite evitar alguma confusão com outras que são tóxicas ou mortais”, explicou.

 

Para além do risco de apanhar cogumelos perigosos, há ainda o problema, salientou José Manuel Costa, da “enorme pressão exercida sobre algumas espécies, como a 'Tricholoma Equestre' é um bom exemplo, que corre risco de simplesmente desaparecer devido ao excesso de procura”.

 

Este excesso de procura, segundo o professor da ESAV, que se dedica à micologia há mais de 25 anos, tem origem na acentuada quebra do trabalho na agricultura nos últimos anos, com a recolha de míscaros a ser uma alternativa económica.

 

Desde 2009 que existe legislação que regulamenta a apanha de cogumelos, impondo, por exemplo, um limite máximo de cinco quilos por pessoa, mas esta é pouco mais que ineficaz por falta de fiscalização, advertiu José Manuel Costa.

 

“É claramente expectável que, neste período de crise, aumente a procura de cogumelos e a pressão sobre as espécies, mas não parece que a fiscalização tenha um aumento proporcional a essa crescente procura”, acrescentou o técnico.

 

Via Sol



publicado por olhar para o mundo às 17:04 | link do post | comentar

Sexta-feira, 22.07.11
Patrícia Carvalho estreou-se nas caminhadas pela montanha com 35 quilómetros em dois dias. Sofreu um bocadinho, é verdade, mas as paisagens inesquecíveis das Astúrias, com desfiladeiros fantasmagóricos e prados com tapetes de verde fresco, compensaram todas as dores nas pernas. Uma longa caminhada pelos Picos da Europa.

Mesmo que a perspectiva de chuva nos deixe o sobrolho um pouco mais franzido. Não há-de ser nada. Dissemos que sim, que íamos experimentar fazer duas caminhadas em dois dias nos Picos, depois de nos garantirem que a maior parte dos participantes já tinha passado os 50 e que as caminhadas eram fáceis apesar de a primeira ser bastante longa.

"Mas não tem grandes desníveis, é planinha", dissera o senhor Freitas. Acreditámos, calçámos as botas, metemos o impermeável na mochila, ao lado do chapéu e do protector solar, vestimos uma camisola polar por cima da t-shirt (porque, se não sabemos muito sobre os Picos da Europa sabemos, pelo menos, que o tempo lá em cima muda de forma brusca) e juntamo-nos ao grupo. Não há-de ser nada, suspiramos.


Poncebos Caín Poncebos | 24 km

A primeira parte do caminho não custa nada: é de camioneta. De Cangas de Onís até Poncebos, com uma breve paragem em Arenas de Cabrales, para algumas pessoas comprarem mantimentos para o dia, vamos confortavelmente sentados, a observar a paisagem pela janela. O caminho é uma amostra perfeita das Astúrias.

Verde e mais verde, a desenrolarse em prados molhados e nas encostas de montanhas enrugadas, encavalitadas umas sobre as outras. Pequenos povoados de casas de dois pisos e sardinheiras a enfeitar varandas e janelas. Rios baixos de seixos redondos e águas límpidas a cortar os campos.

 

Em Arenas de Cabrales ninguém arrisca abastecer-se do produto que tornou a localidade "mundialmente conhecida", conforme garante uma das brochuras distribuídas no posto de turismo local o queijo. Diz-se dele que é forte e muito, muito mal cheiroso. Para nós, a vila é usada pela sua outra característica mais famosa, a de ser "uma das principais entradas dos Picos da Europa, um dos parques nacionais mais visitados em Espanha", como elucida a mesma brochura.

 

A pé pelos Picos da Europa

 

Apesar de nos termos levantado às 7h30, só começamos a caminhar três horas depois e, por essa altura, já toda a gente está ansiosa por pôr os pés ao caminho.

 

A camioneta deixa-nos perto do início do trilho, e logo ali, refastelado na berma da estrada, junto a um sinal de perigo com a imagem de pedras a desprenderse da rocha (e que irá ser uma companhia constante ao longo de todo o trilho), está um rebeco, espécie de cabra montês, que é também o símbolo dos Picos da Europa. Deixa-se estar, impassível, enquanto passam por ele os primeiros grupos de caminheiros.

 

O mesmo faz outro membro da espécie, quando espreitamos o rio Cares, verde-azul-turquesa, a correr a umas dezenas de metros abaixo do nível da estrada. O rebeco olha-nos, patas assentes na encosta escarpada como se fosse uma planície, e não se mexe um milímetro.

 

Começamos a andar, cheios de energia, e vamos em frente, por onde o caminho é plano. Mas o senhor Freitas chama-nos, com um grito. "Ei, é por aqui. Temos de estar atentos aos sinais." Nós temos desculpa. Afinal, ele dissera que o caminho era longo mas planinho e o sítio por onde quer que nos embrenhemos é uma estrada estreita de pedra, que sobe numa inclinação um pouco aflitiva. E que tem na base uma grande placar a avisar "Atenção! Rota Perigosa. Desprendimentos e queda de pedras em todo o percurso, ao longo de barrancos sem protecção lateral. Proibido circular de bicicleta." Ora bem.

 

Ver Texto Completo no PÚblico



publicado por olhar para o mundo às 17:15 | link do post | comentar

Quarta-feira, 11.05.11




Bom dia,

No próximo Sábado dia 21 de Maio, o Clube Arrábida vai promover uma acção de limpeza na zona do Portinho da Arrábida que se designa Operação Arrábida Limpa. Esta acção que conta com o apoio do Parque Natural da Arrábida, Câmara Municipal de Setúbal e Administração Regional Hídrica (ARH), pretende não só limpar o lixo nos acessos, estacionamentos, floresta e algumas partes do areal desta área, mas também sensibilizar os utentes para o gravíssimo problema do lixo que cronicamente afecta aquela que foi considerada uma das 7 Maravilhas Naturais de Portugal.

Agradeço a vossa ajuda a divulgar este evento. Anexo comunicado e cartaz da Operação Arrábida Limpa. Para mais informações podem entrar em contacto comigo, ou consultar eventos no grupo Happy Hour de Luto pela Arrábida do Facebook.

http://www.facebook.com/group.php?gid=132456390111056&v=wall

Pedro Vieira

Clube da Arrábida

Tel: 962980149
Via A Especiaria


publicado por olhar para o mundo às 09:27 | link do post | comentar

mais sobre mim
posts recentes

Grande prémio de fotograf...

Nuno Sá vence maior concu...

Crise leva mais gente par...

A pé pelos Picos da Europ...

OPERAÇÃO ARRÁBIDA LIMPA

arquivos

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Dezembro 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags



comentários recentes
Ums artigos eróticos são sempre uma boa opção para...
Acho muito bem que escrevam sobre aquilo! Porque e...
Eu sou assim sou casada as 17 anos e nao sei o que...
Visitem o www.roupeiro.ptClassificados gratuitos d...
então é por isso que a Merkel nos anda a fo...; nã...
Soy Mourinhista, Federico Jiménez Losantos, dixit
Parabéns pelo post! Em minha opinião, um dos probl...
........... Isto é porque ainda não fizeram comigo...
Após a classificação de Portugal para as meias-fin...
Bom post!Eu Acho exactamente o mesmo, mas também a...
links


blogs SAPO
subscrever feeds