Sexta-feira, 29 de Abril de 2011
Como reagir a uma cantada gay


Há situações que ocorrem com pouca frequência nas nossas vidas e acabam nos deixando numa verdadeira "saia justa". Tudo bem que as mulheres estão acostumadas a receber elogios e convites, cheios de segundas intenções, seja disfarçado de entradas para cinemas ou reservas naquele restaurante famoso. Mas como agir quando o convite vem de outra mulher?

 

Convenhamos, receber uma cantada homoafetiva não é rotineiro.

 

Pela repressão que ainda há na sociedade não é fácil para um homossexual expressar seus sentimentos sem temer a reação do outro. Aliás, dificuldade em expressar sentimentos é algo comum a todas as pessoas. A consultora pessoa Renata Mello afirma: "Acima de tudo é preciso lembrar que estamos falando de amor, de afeto, de interesse, de tesão. Esses sentimentos não têm sexo".

 

Numa situação delicada como essa, o ideal é ter muito jogo de cintura, não se alterar e respeitar a opção de cada um. A consultora recomenda discrição. "Caso isso aconteça, procure agir de maneira mais natural possível. Não grite, nem dê show, para não expor a outra pessoa. Pense que é sempre difícil lidar com sentimento de quem está afim de você". Renata sugere que se procure usar o mesmo tom de voz. "É uma forma de criar identificação do outro por você", justifica. Se por acaso a cantada for agressiva, não leve em consideração, mantenha a sutileza. Essa dica vale para todas as circunstâncias.

 

Alguns detalhes podem fazer a diferença. Por exemplo, se você já conhece a pessoa que demonstrou interesse a saída pode exigir mais cuidado para não magoá-la ou ofendê-la. "Diga que você entende os sentimentos dela, mas que não consegue oferecer reciprocidade neste nível de envolvimento, mas apenas de amizade", recomenda Renata. "Se afastar não é o melhor caminho, pode ser entendido como preconceito. Seja natural. Amores não correspondidos fazem parte da história de todas as pessoas", completa.

Se você estiver conhecendo a interessada naquele momento, a conversa poderá ser mais breve. A consultora exemplifica: "Apenas diga: ‘sinto muito, não estou interessada’. Se a pessoa insistir sugiro que, mesmo que não seja verdade, que coloque um namorado, ou marido na parada". Não deixe nunca de ser educada. Renata mostra como: "Se a pessoa te elogiar, agradeça o elogio e pronto".

 

Este não é um fato que tenha hora e local para acontecer. "Lembre-se, você está lidando com sentimentos. E assim sendo, o cuidado e o respeito com o outro tornarão as relações a seu redor saudáveis e duradouras", finaliza a consultora.

 

Via Vila dois



publicado por olhar para o mundo às 21:03 | link do post

Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

mais sobre mim
posts recentes

Morreu Eusébio

Unesco consagra Dieta Med...

Morreu Nelson Mandela: A ...

Alejandro Sanz: 'A música...

Dulce Félix vice-campeã e...

Teatro, Festival de Almad...

Festim recebe Kimmo Pohjo...

Curta portuguesa entre as...

ARRISCA DEZ ANOS DE PRISÃ...

Maioria das mulheres alem...

arquivos

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Dezembro 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

comentários recentes
Ums artigos eróticos são sempre uma boa opção para...
Acho muito bem que escrevam sobre aquilo! Porque e...
Eu sou assim sou casada as 17 anos e nao sei o que...
Visitem o www.roupeiro.ptClassificados gratuitos d...
então é por isso que a Merkel nos anda a fo...; nã...
Soy Mourinhista, Federico Jiménez Losantos, dixit
Parabéns pelo post! Em minha opinião, um dos probl...
........... Isto é porque ainda não fizeram comigo...
Após a classificação de Portugal para as meias-fin...
Bom post!Eu Acho exactamente o mesmo, mas também a...
Posts mais comentados
links
blogs SAPO
subscrever feeds