Terça-feira, 28 de Junho de 2011
Dormir juntos ou separados


cama reforça diariamente a união e a cumplicidade do casal. E quando nesse contexto surgem problemas como brigas ou roncos excessivos, a saída encontrada por muitos parceiros é evitar a divisão do leito.

 

"Dormir em camas distintas, de certa forma, é uma separação. Embora estejam juntos na mesma casa, não há mais a mesma energia entre eles, que passam a viver individualmente e de maneira egoísta", comenta a psicóloga.

 

Entretanto, a psicóloga Rosana Gabriel, revela que há um lado positivo em dormir em camas separadas. Mas só de vez em quando. "Em momentos de ‘muitas’ discussões, esta é a forma de cada um pensar e repensar suas atitudes, comportamentos e os motivos pelos quais tem alguém ao seu lado. Isso é saudável em desentendimentos sérios". Mas pondera: "Essa atitude passa a ser ruim se em qualquer briguinha o casal passar a dormir separado, em vez de dialogar sobre o assunto e achar que o não compartilhamento da cama vai solucionar o problema."

Independente da importância que se dá ao leito matrimonial, dois princípios não podem faltar numa vida a dois: respeito e consideração, dois fatores que somam valores para o casal. "E não se deve deixar de lado o diálogo, momento em que as partes envolvidas têm a chance de se posicionar na relação, dizer o que está bom e o que não está e, assim, viver um relacionamento mais pacífico", orienta Dra. Rosana.

 

Pular a cerca na própria cama


Se há gente solteira que não gosta de ninguém sentando ou deitando na sua caminha, imagina se a esposa - ou o marido - descobre que a "pulada de cerca" aconteceu na tradicional e sagrada cama do casal?

 

Essa pergunta foi tema de uma pesquisa realizada pelo jornal americano "The New York Times". Mais de 50% das 500 pessoas entrevistadas afirmaram que o casamento chegaria ao fim se a traição acontecesse na própria cama do casal. Outro dado interessante: se a "escapada" não acontecer no leito matrimonial a taxa de pessoas que colocariam um ponto final no enlace cai para 30%.

 

Segundo os advogados e terapeutas consultados pela publicação, uma traição na própria cama é algo de que não se esquece... Então quer dizer que para perdoar uma traição é preciso analisar se ela aconteceu ou não na cama do casal? Por que este móvel é tão essencial na hora definir o futuro de um casamento?

 

Na opinião da psicóloga, a cama passa a ser um objeto aversivo para a pessoa traída. "Simbolicamente, é onde o casal pode ter suas intimidades, descansar e viver coisas que somente ele sabe. É como se fosse um ‘lugar sagrado’. E trair em um local com todo esse significado é o que causa o sofrimento. A magia do ‘ninho do amor’ se acaba", argumenta.

 

Via Vila dois



publicado por olhar para o mundo às 21:03 | link do post | comentar

mais sobre mim
posts recentes

Morreu Eusébio

Unesco consagra Dieta Med...

Morreu Nelson Mandela: A ...

Alejandro Sanz: 'A música...

Dulce Félix vice-campeã e...

Teatro, Festival de Almad...

Festim recebe Kimmo Pohjo...

Curta portuguesa entre as...

ARRISCA DEZ ANOS DE PRISÃ...

Maioria das mulheres alem...

arquivos

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Dezembro 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

comentários recentes
Ums artigos eróticos são sempre uma boa opção para...
Acho muito bem que escrevam sobre aquilo! Porque e...
Eu sou assim sou casada as 17 anos e nao sei o que...
Visitem o www.roupeiro.ptClassificados gratuitos d...
então é por isso que a Merkel nos anda a fo...; nã...
Soy Mourinhista, Federico Jiménez Losantos, dixit
Parabéns pelo post! Em minha opinião, um dos probl...
........... Isto é porque ainda não fizeram comigo...
Após a classificação de Portugal para as meias-fin...
Bom post!Eu Acho exactamente o mesmo, mas também a...
Posts mais comentados
links
blogs SAPO
subscrever feeds