Sábado, 16 de Julho de 2011

Ponto G, Mito ou realidade?

 

O Ponto G foi identificado na década de 1950 pelo médico alemão Dr. Ernst Gräfenberg contudo, os cientistas acreditam agora que o ponto G pode ser fruto da imaginação de mulheres, estimulada por revistas e terapias sexuais.


Um estudo do King's College, de Londres, concluiu que o chamado ponto G, uma zona erógena que, quando estimulada, provocaria elevados níveis de excitação sexual e orgasmos, pode não existir. Os cientistas acreditam agora que o ponto G pode ser fruto da imaginação de mulheres, estimulada por revistas e terapias sexuais.


Segundo a «BBC», o estudo, analisou 1.804 mulheres, não encontrou provas da existência do ponto G, supostamente um aglomerado de terminações nervosas localizado próximo ao clitóris, descrito pela primeira vez pelo cientista alemão Ernst Gräfenberg em 1950.

A pesquisa foi feita com base nas respostas dadas por mulheres, de idades de 23 a 83 anos, a um questionário. Todas eram gémeas idênticas ou não idênticas (as gémeas idênticas têm exactamente a mesma configuração genética, enquanto as não idênticas têm 50% dos genes em comum). 

Das 56% mulheres entrevistadas que declararam ter o ponto G, a maioria era mais jovem e sexualmente mais activa do que a média. As gémeas idênticas demonstraram maior tendência a dar uma resposta afirmativa do que as não idênticas. 

Os pesquisadores esperavam que, no caso de uma das mulheres relatar ter o ponto G, a probabilidade de sua irmã dar a mesma resposta seria mais alta, mas a tendência não foi observada, sugerindo que o ponto G pode ser apenas um mito. 

«Esse é de longe o maior estudo já realizado sobre o assunto e mostra, de forma conclusiva, que a ideia do ponto G é subjectiva», afirma Tim Spector, professor de epidemiologia genética e co-autor do estudo. 

Andrea Burri, que liderou a pesquisa, considera que o resultado pode ajudar mulheres e homens que sofrem, sentindo-se inadequados, por não encontrar a procurada zona erógena. 

«Chega a ser irresponsável afirmar a existência de uma entidade que nunca foi comprovada e pressionar mulheres e homens também», disse a investigadora.

 

Via Ser Mulher



publicado por olhar para o mundo às 21:03 | link do post | comentar

mais sobre mim
posts recentes

Morreu Eusébio

Unesco consagra Dieta Med...

Morreu Nelson Mandela: A ...

Alejandro Sanz: 'A música...

Dulce Félix vice-campeã e...

Teatro, Festival de Almad...

Festim recebe Kimmo Pohjo...

Curta portuguesa entre as...

ARRISCA DEZ ANOS DE PRISÃ...

Maioria das mulheres alem...

arquivos

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Dezembro 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

comentários recentes
Ums artigos eróticos são sempre uma boa opção para...
Acho muito bem que escrevam sobre aquilo! Porque e...
Eu sou assim sou casada as 17 anos e nao sei o que...
Visitem o www.roupeiro.ptClassificados gratuitos d...
então é por isso que a Merkel nos anda a fo...; nã...
Soy Mourinhista, Federico Jiménez Losantos, dixit
Parabéns pelo post! Em minha opinião, um dos probl...
........... Isto é porque ainda não fizeram comigo...
Após a classificação de Portugal para as meias-fin...
Bom post!Eu Acho exactamente o mesmo, mas também a...
Posts mais comentados
links
blogs SAPO
subscrever feeds