Quinta-feira, 23 de Junho de 2011
descrição

 


Não faltam campanhas nas companhias aéreas para voar nos próximos tempos. Para o Verão já não é fácil encontrar pechinchas mas se esperar por Setembro, o caso começa a mudar de figura. Seleccionámos promoções de uma dezena de companhias aéreas. De Faro ao Porto por pouco mais de 10 euros ou Funchal em redor dos 20 por cada voo. Um salto a Barcelona em redor dos 20€ ou um voo a Nova Iorque em redor dos 500€.

TAP

De Lisboa:
Reino Unido: Londres a 65€ (5/10 a 31/12) e Manchester a 81€ (15/9 a 28/12) por voo
Praga: 118€/voo. Viagens de 18/08 a 31/12
Estocolmo: 98€/voo. Viagens de 1/09 1/12
Munique: 75€/voo. Viagens de 9/11 a 31/12
Veneza: 94€/voo. Comprar até 7/7
Zagreb: 102€. Tarifa válida de 22/09 a 29/12
Paris: 63€/voo. De 3/10 a 10/11
A Corunha: 99€/voo. Tarifa válida a partir de 17/09

Lisboa ou Porto
 - Nova Iorque desde 529€ ida-e-volta. Comprar até 30/06, viajar de 22/08 a 30/11

Do Porto:
Zurique desde 103€. Viagens de 4/10 a 24/12
Caracas desde 2482€. Tarifa válida até 28/12


SATA

Lisboa - Funchal
. Ida desde 35€

Lisboa - Ponta Delgada. Ida e volta desde 88,5€
Mínimo de estadia dois dias ou de sábado para domingo.

Lisboa - Açores. Ida e volta desde 88,5€

Porto - Toronto
: 734€ i/v. Para partidas até 04/07 e regresso até 24/07 (menos cerca de 200€ se voar de 14 a 28 Julho e voltar de 21/08 a 28/09)

Faro - Ponta Delgada: 176€ i/v

Faro - Funchal: 213€ 

Ryanair

Até 5.ª, o preço mínimo do bilhete na Ryanair 9,99€ por voo (mais "taxa de administração" de 6€ por voo se não pagar com o cartão pré-pago da MasterCard). Isto para voos em Agosto.

Desta feita, nas rotas lusas há poucas rotas a este valor: Porto - Faro e ainda do Porto a Madrid, Paris Vatry, Tours e Valência. Quase todos os outros voos do Porto e Faro custam entre 20/33€.


easyJet

Lisboa - Barcelona custa desde 19/22€ por voo a partir de Setembro. No Verão paga-se no mínimo 30/40 por voo (e pode mais que duplicar conforme datas)

Lisboa - Funchal por 22/25 mínimos por voo a partir de Setembro. No Verão já ronda os 65 a 97 euros por voo.

Lisboa - Roma: se apontar para o Outono consegue voos desde 27/30 mínimos por voo.

Porto - Genebra: No Outono, fica desde 27/30€ por voo (Lyon também com valores similares

Porto - Milão: no Verão, ainda há alguns voos a 22€ mas o geral é acima dos 50/60€. No Outono desce a 21/22€

[na easyJet paga-se taxa de 8€ por uso de Visa - o cartão de débito Visa Electron não paga taxa]


Transavia

Porto - Nantes desde 45€, Funchal - Porto desde 85€, Porto - Paris desde 40€ - com alguma consegue encontrar alguns voos ao preço mínimo, mas em pleno Verão é mais complicado, a partir de Setembro há mais hipóteses. 

Vueling

O único voo luso da companhia: Lisboa - Barcelona pode encontrar-se a partir de Setembro desde 19,99€ por voo. No Verão ainda encontra algum a 35€ ou pelos 40/45€ mas pode duplicar conforme datas. A partir de Espanha conseguem-se voos para vários destinos por preços similares  

Aer Lingus

Está a promover voos de Lisboa e Faro a Dublin desde €44,90/ida para viajar de 1 de Outubro a 15 de Dezembro.
  

Lufthansa

Em destaque, voos para Joanesburgo desde 654€, Bangalore desde €694 ou Banguecoque desde €774 | Lagos desde 739€ | Calcutá desde 794€. Reservas até 30 de Junho para viajar de Novembro a Março.  

Ainda: Nova Iorque desde 559€, para reservar até dia 30 e voar de Agosto a Março (regresso até Junho 2012)

Pela Europa, Milão continua a 49€/ida e há várias cidades europeias desde 79€/ida: Budapeste, Estocolmo, Londres, Paris, Varsóvia. Reservas até 30/06.

Air Berlin

Os destinos Air Berlin, via Palma de Maiorca, no Verão, não ficam por menos de 50€/voo. Tirando Palma, que tem o preço tradicional de 29,99€ como mínimo, pode conseguir bilhetes mais económicos com escala naquela ilha para várias cidades alemãs desde 64,99€ (na Air Berlin o truque é comprar o mais cedo possível, sendo que já estão à venda voos até Abril)


Iberia

Via Madrid, para Recife ou Fortaleza desde 846€ i/v 

Para Espanha, encontravam-se há momentos voos para Madrid desde 57€ i/v (Lisboa); Barcelona (desde Lisboa) desde 78€; outras cidades espanholas na sua maioria entre 132€ e cerca de 200€.


Air Europa

Lisboa/Porto - Nova Iorque desde 558€ i/v (+ gastos de reserva).Para voar até 26 de Junho e de 22 de Agosto a 7 de Setembro

Desde Madrid, a Air Europa está a promover voos para o México desde - preço por trajecto 404€, Miami a 321€, Nova Iorque a 283€ ou Lima a 493€

(os preços referidos são os preços mínimos)  

 

Via Público



publicado por olhar para o mundo às 10:27 | link do post | comentar

Quarta-feira, 22 de Junho de 2011
Sexo, sete coisas que precisa de fazer

 

Diversificar os tipos de transa elevarão sua vida íntima a um novo nível de prazer. Está esperando o que para escolher qual delas experimentar já esta noite com o gato?


1. Preliminares caprichadas


"Além de prazerosas, elas reforçam a intimidade entre o casal", garante a sex trainer Rita Rostirolla. Segundo a educadora sexual Laura Muller, tais carícias são essenciais para a mulher sentir prazer na penetração e para o homem ter um orgasmo mais intenso.

Como curtir: é preciso diminuir o ritmo e prestar atenção a cada toque e sensação. Beije o moço de forma prolongada e suave. Assim ele entenderá que não precisa ter pressa. Aproveite o momento para descobrir o que o corpo dele pode oferecer e explore cada cantinho com carinhos, beijos, mordidas, lambidas...


2. Prêmio imediato


A rapidinha merece ter seu espaço garantido na vida a dois. "O gostoso nesse tipo de sexo é o fato de ele demonstrar um desejo incontrolável, que não pode esperar", defende a sexóloga Carla Cecarello. Só não vale fazer disso um hábito, praticado mesmo quando se tem uma noite toda disponível.

Como curtir: vá para o ataque - e para a penetração, sem demora! Se o tempo for muito curto, não há necessidade nem de se despirem totalmente. Saias e vestidos são mais práticos, mas a única regra é se divertir em velocidade máxima.


3. Sela paz


A adrenalina liberada durante uma briga pode ser muito excitante. Daí não ser incomum que discussões acaloradas acabem na cama. "É válido, desde que não seja uma fuga dos problemas", alerta a sexóloga Carla Cecarello. O ideal é que o sexo seja uma comemoração da paz recém-estabelecida.

Como curtir: se durante a briga sua raiva virou tesão, arrisque tascar um beijão no moço. Isso tem tudo para acabar deliciosamente bem, mas se ele ainda estiver bravo, pode não topar partir para o abraço. Se depois de solucionado o problema você quiser uma transa para lá de intensa, experimente torturá-lo, "rondando" as partes íntimas dele com carícias, mas sem tocá-las de verdade...

4. Pecado original


Por mais gostosa que seja a rotina, ela cansa. Por isso, criatividade é tão na vida sexual. Para manter a chama acesa é preciso entregar-se aos seus impulsos e desejos e fazer um sexo mais selvagem de vez em quando. "Aqui vale tudo, desde que não fira nenhum dos dois", lembra Laura Muller. Então, esqueça as regras e trate apenas de seguir as vontades de seu corpo.

Como curtir: mande um torpedo para o bonitão, revelando suas intenções para mais tarde. Ele, na certa, ficará aceso rapidinho! "Abusar de um vocabulário erótico dá um tom mais selvagem à relação", garante a consultora de artes sensuais Fernanda Pauliv. A sex trainer Rita Rostirolla dá outra sugestão: usar lugares diferentes da casa para uma transa inusitada. Tapete da sala, balcão da cozinha, banheiro...

5. Desejo de aconchego


Às vezes, nada melhor do que sexo para nos dar sensação de acolhimento quando estamos tristes ou tensos. "Homens precisam gozar para relaxar; e mulheres precisam relaxar para gozar", defende Rita. Por isso, transas reconfortantes funcionam melhor para eles. Porém, carinho, sobretudo se estamos fragilizadas, não faz mal a ninguém.

Como curtir: caso seu parceiro esteja com problemas, seja carinhosa. Ofereça uma massagem ou um cafuné. Dê beijinhos e vá acariciando o corpo dele sem forçar a barra. Agora, se é você quem está precisando de um ombro, peça a ele ajuda para relaxar com algum carinho que goste.


6. Show de estímulos


Você pode até achar difícil se masturbar na frente de seu parceiro, mas saiba que isso pode ser bom para os dois! "Os homens são extremamente visuais", ressalta Carla. Por isso, adoram fazer sexo com a luz acesa e ver cada movimento seu. Tocar-se na frente dele é uma ótima forma de ensiná-lo a lhe dar mais prazer.

Como curtir: deixe a luz total ou parcialmente acesa. Capriche na lingerie e abuse do contato visual. Então, toque seu próprio corpo sem pudores, permitindo que o bonitão aprecie cada detalhe.  Deixe que ele se delicie assistindo suas habilidades!

7. Poder é querer


Há dias em que a gente acorda mais mandona e, em outros, mais submissa. Na cama, a mesma regra se aplica. Para Laura, brincar de mandar ou de obedecer às ordens e aos desejos do parceiro pode ser muito prazeroso e divertido, pois mexe com nossas fantasias.

Como curtir: quer que ele domine na cama hoje? "Sugira uma fantasia, como ficar imóvel e não tocá-lo enquanto ele usa e abusa de você vendada", sugere Rita. Mas se nesta noite é você quem manda, deixe bem claro que ele só pode tocá-la quando você permitir.

 

Via Paraiba.com



publicado por olhar para o mundo às 21:03 | link do post | comentar

descrição

 

E entra o São João. E, já se sabe, não há São João como o do Porto. De martelinho na mão, apontamos-lhe as direcções para festejar à grande na Invicta: do baile às rusgas, de arraial electrónico a festejos na praia, em bares, restaurantes ou cruzeiros.

 

Já o sabemos: é a noite mais longa do Porto (curiosamente a assinalar o dia mais longo do ano nas suas raízes pagãs) e o Porto sai de casa por ela. O S. João está na rua e este ano até pode sair mais cedo, mercê do capricho do calendário que lhe encostou um feriado na preparação para mais umas largas horas de bailaricos, rusgas, fogueiras, balões, martelinhos e alho-porro. Festa pela noite fora, contagem decrescente para os fogos de artifício sobre o rio e, depois do espectáculo pirotécnicom, festa pela madrugada fora.  

É ao final do dia que se acedem as brasas para as sardinhas e cúmplices do costume - a batata cozida, a salada de pimento, a broa, o caldo verde, as fêveras. Mas antes ainda dá tempo de passar na Praça da República e comprar o manjerico com a quadra sanjoanina e até de jogar umas partidas de matraquilhos nas salas de jogos mais ou menos improvisadas que surgem pelas zonas dos festejos - e estas são as zonas ribeirinhas, ou não fosse a água um elemento tradicional destas festas (tanto como o fogo - e no centro da cidade, na freguesia da Vitória, por exemplo, quem quer ainda se pode atrever a saltar a fogueira).

Das Fontainhas até à Foz - com paragem indispensável na Ribeira para ver o fogo-de-artifício fazer da noite dia - a beira-rio vai encher-se de bailes e comes e bebes e quem seguir a tradição janta nas Fontainhas e segue marginal fora até à Foz para começar o dia na praia.

Este é o roteiro tradicional do S. João portuense, que passa ainda pela Avenida dos Aliados para o concerto da noite (este ano com Tony Carreira a partir das 22h00). Mas há uma série de outras propostas, que enchem o S. João de novas sonoridades e tradições e asseguram que há ecletismo q.b. para quem vem à maior festa do Porto.


Tradição é tradição

Baile das Fontainhas
23/06, 22h00
O tradicional baile das Fontainhas volta a animar a noite de S. João. As Fontainhas e a sua fonte são passagem obrigatória

Fogo-de-artifício
23/06, 00h00
Não podia faltar o fogo de S. João. Garante-se um gigantesco espectáculo de luz e som a animar as margens do Douro.

Rusgas de S. João
25/06, 21h00
Freguesias da cidade ao despique, cada uma com sua rusga, constituída por uma tocata e os participantes em trajes antigos, que recriam outros tempos e outros quotidianos.
Para acompanhar: segue pela Praça da Batalha, Rua de St.ª Catarina, Rua Passos Manuel, Praça D. João I, termina na Praça General Humberto Delgado com a actuação das Rusgas perante o júri


Na praia

Praia dos Ingleses
Na Praia dos Ingleses (Foz), aposta-se no "melhor S. João de sempre" e como esta é a 2.ª edição da festa - que este ano se assume como a "oficial" do grupo Eskada (presença de todas as casas, incluindo o novíssimo Havana Club Prestige Porto), do Costa do Castelo Rio Bar, do Rivoli Teatro Café, do Coffee Caffee Paredes -, pode bem concretizar-se. Os ingredientes são "simples": junte-se mar, areia, fogo-de-artifício e música (o alinhamento tem DJ Vitor, DJ Simone, DJ Mário Kitty, DJ Pedro Almeida, DJ Manuel Marques) e o resultado pode ser muita animação. A entrada custa €8 em venda antecipada (oferta de uma bebida branca) e €10 no próprio dia. www.festasjoao.com

S. João Beach Party
Na Praia de Gondarém (Foz), a noite de S. João antecipa-se na tarde e prolonga-se na manhã. A S. João Beach Party (de Port'Aberta - porque as portas estão mesmo abertas: não há consumo obrigatório) arranca às 17h00 do dia 23 e, haja fôlego!, segue até às 07h00 do dia 24 - e há ainda after-hours até às 12h00. Assume-se como o "maior evento DJ ao ar livre no S. João do Porto", mas não há só música nestes festejos. Na praia, ao ar livre, com sardinhas, fêveras, broa, vinho e sangria a dar o tom popular; e os DJ (Andy More, Santi, Luixx, Mimez, M. Philips, Peter F. & Nelson Gomes, Erik S., Luís Sá) o som cosmopolita - tudo com o apoio do Bar Condicionado Beach Lounge. A organização é da Like Events e da Oportodjproject. +info

 
Na rua

Arraial Minimal
É um arraial e é minimal - a conjugação não é apenas retórica é prática musical: de um lado, som popular, o arraial, digamos; do outro, som electrónico, o minimal, portanto. Os lados de que falamos são os da Rua Cândido dos Reis, onde o Arraial Minimal ganha contornos de (nova) tradição: é o seu terceiro ano e quer acompanhar as recentes tendências urbanas da Baixa portuense. Na rua, portanto, com o envolvimento de várias casas da sua margem - o Plano B, o Rendezvous, o 3 C, o Twin's Baixa, que organizam; as fachadas que entram na festa com uma iluminação em folia. O início está marcado para as 23h30 e o final para as 06h00. +info


Pelos bares

Breyner 85
No Breyner 85, o S. João também é sinónimo de arraial. Com os Conclave e €5 euros de entrada (€2 consumíveis) - a partir da meia-noite. +info

Hard Club
Agora que se instalou em plena Ribeira, o Hard Club festeja o S. João com todos os pergaminhos - os seus e os da festa sanjoanina. Com estes em mente, abre as portas a partir das 19h00 para um jantar na esplanada com todos os ingredientes da época - sardinhas, fêveras, pimentos, broa e caldo verde - e, quando do fogo-de-artifício só restarem memórias, abre as suas salas para os seus ingredientes - uma noite de música com os Sigma, os Loadstar e uma legião de DJ da Garagem, que vão viajar entre o drum'n' bass e o hip-hop.+info

Peter Café Sport Porto 
O Peter Café Sport, versão portuense, até pode ter uma sardinhada planeada e até podem ser necessárias marcações para comer as sardinhas, as batatas, os pimentos, a broa e o caldo verde (quem conhece sabe: o espaço é exíguo). Mas quem conhece também sabe que rapidamente a festa do Peter se transforma na festa do povo - está na primeira linha da Ribeira que se debruça sobre o rio e às tantas não se sabe quem vem do jantar e quem vem de todo o lado. +info

  

After-hours

St. John Goes Clubbin 3rd Edition
Para uns a noite pode estar a terminar, mas 06h00 é a hora ideal para um "after-hours". Venha, portanto, a terceira edição do St. John Goes Clubbin, no Lottus After Hours que tem residência no Zoo (Rua do Ouro), paredes meias com o rio Douro. Até às 18h00, passam pelos "pratos" Sound Profile & Sparabrother, Serginho & B:Kas, Rúben da Silva & Nuno da Silva, Rita Zukt, Nuno Sill e Nuno Bessa. Depois das 10h00, haverá cocktails de frutas, champanhe com morangos, caipirinhas, sangria, espetada de frutas e outros "mimos". A entrada custa €10 - mas com guest list €5 são consumíveis. +info


Restaurantes & Hotéis

Clube da Gula

Pode um palacete receber um S. João popular? Pode se for o Clube da Gula, restaurante de referência, loja gourmet, charcutaria e garrafeira, rendido às sardinhas (assadas no jardim) e às inseparáveis batatas cozidas, saladas de pimentos, caldos verdes, broas e vinho da "casa". Haverá ainda outras especialidades (as fêveras, o entrecosto e chouriço assado, buffet de sobremesas que inclui Bolo de S. João), música e lançamento de balões - e, estando ali nas redondezas do Hospital Santo António (na Rua Prof. Jaime Rios Sousa), findo o jantar é só sair para estar no meio da festa. Preço: €25 por pessoa - crianças até aos seis anos não pagam; dos seis aos 12 têm 50 por cento de desconto. +info

Holiday Inn Porto Gaia
Pediu um S. João com vista? Não é o único, mas é um dos trunfos mais apetecíveis do S. João do Holiday Inn Porto Gaia: a panorâmica que o 22º andar deste hotel não muito longe da zona ribeirinha de Gaia oferece sobre a cidade do Porto e sobre o rio para onde à meia-noite todos os olhares de vão dirigir. Para a festa, o Holiday Inn criou um buffet especial - onde, avisamos já, a sardinha não entra. Entra o caldo verde e o chouriço, o gratinado de bacalhau três pimentos e a vitela assada com aromas de alecrim e arroz de forno - mas só depois do desfile de entradas: pataniscas de bacalhau, morcela assada, feijão-frade com atum, rolinhos de abacaxi com presunto, azeitonas marinada. No final, a sobremesa vem sob a forma de buffet - o arroz doce e o leite-creme, têm a companhia, por exemplo, de um fondue de chocolate e fruta laminada ou de uma tarte merengada de limão. Preço: €39 por pessoa (bebidas incluídas) - crianças com menos de 12 anos não pagam. +info

The Yeatman 
O hotel de vinhos de Gaia, o cinco estrelas Yeatman, também se une à festa. No seu Dick's Bar, celebra-se a partir das 22h00. Por 40€ (50% desconto dos 4 aos 12) tem direito a dois copos de vinho seleccionado, caldo verde, chouriço, broa, minissalgadinhos. E à animação e boas vistas para os fogos, claro. +info


Pelo Douro

Na noite sanjoanina, há também opção de celebrar navegando pelo rio, com todos os barcos a colocarem-se em boa posição no Douro para assistir ao fogo-de-artifício.

Douro Azul: Promove dois cruzeiros, o mais completo parte às 20h00 do cais de Gaia, inclui jantar tradicional, sardinhada, festa com DJ - aporta às 01h00 e a festa continua pela noite dentro (preço: 109€). A outra opção é mais económica, com embarque às 22h30, cruzeiro de 1h, aperitivos e bar aberto (29€).

Douro Acima: Há duas opções. Uma com jantar a bordo, serviço de aperitivos e bebidas - começa às 20h00 o embarque e termina à 01h00  (preço: 80€). A opção económica: cruzeiro a começar às 23h00 (cruzeiro 6 pontes), com direito a uma bebida (sangria, soft drinks, Vinho do Porto; e dry snacks) - preço: 20€

PortoDouro
: O cruzeiro (dito das 6 Pontes) sai às 19h30 do Freixo, inclui vinho do Porto, aperitivos e jantar a bordo com águas, vinhos, sumos e café. O desembarque é às 01h00. Preço: 80€

Portugal Rural: Embarca-se às 19h00 no cais do Freixo, inclui jantar a bordo com animação (de chouriço assado a sardinhas, caldo verde com broa e etc.). O desembarque é às 01h00 (100€, 90€ por pessoa para grupo de 4, descontos para crianças)

BarcaDouro: Com saída de Gaia, começa a festa às 20h00, com jantar a bordo. Preço: 75€

E ainda

Casa da Música
A Casa da Música já nos habituou e não falha: o S. João vai entrar pelas suas portas adentro para depois voltar à rua. Desta vez repetindo a parceria com o Movimento de Músico do Stop, que volta assim à Casa da Música: a Stopestra vai juntar cem músicos na Sala Suggia sob a direcção de Tim Steiner às 22h00; e depois da meia-noite a Praça vai encher-se de mais sons vindos do Centro Comercial Stop, com várias bandas. +info

Concerto de São João na Concha Acústica
24/06, 16h00
A Banda Sinfónica Portuguesa celebra o santo com um concerto vespertino.
Nos Jardins do Palácio de Cristal, Concha Acústica (grátis)

S. João à Moda Antiga
24/06, 17h30
Faz-se a festa à moda antiga, num espectáculo organizado pelo Núcleo de Etnografia e Folclore da Universidade do Porto e em que participam o Orfeão Universitário do Porto e a Associação dos Antigos Orfeonistas da Universidade do Porto.
Onde: Em frente à Biblioteca Almeida Garrett, Avenida das Tílias, Jardins do Palácio de Cristal (grátis)

Regata de Barcos Rabelos
24/06, 17h30
Para uma tarde de S. João mais fresca, siga para o rio. Pode assistir à XXVIII Regata de Barcos Rabelos. Partem do Cabedelo junto à Foz do Rio Douro e navegam até à Ponte de D. Luíz I. No dia seguinte, há mais animação: Grande Prémio de Jet Ski - as provas realizam-se na Ribeira no dia 25 das 14h00 às 18h00 e no dia 26 das 09h00 às 18h00.

Recitais de Violoncelo nos Cafés da Baixa
Dias 25 e 26
Passeie por alguns dos mais carismáticos cafés da Invicta e poderá fazer o roteiro dos recitais. No dia 25: Café Progresso (11h), Majestic (12h), Galeria de Paris (16h00) e Progresso (17h00). No dia 26, Guarany (11h), Galeria de Paris (17h).

Corrida de S. João
26/06, 10h30
Para os mais desportistas, fica a sugestão de juntar-se aos milhares que vão correr da Praceta do Molhe na Foz, e cruzar a cidade, à beira-mar e beira-rio, regressando ao ponto de partida. Há uma prova de 15km e outra mais ligeira, uma caminhada de 5km (com início e fim também na Praceta do Molhe)
Onde: Praceta do Molhe

Circuito Gastronómico do Cabrito de S. João
28/06, 10h30
Um dos circuitos pedonais organizados pela Casa do Infante, dedicados à gastronomia da cidade. Para o fim-de-semana de S. João, escolheu-se o circuito do cabrito. A participação é gratuita e inclui uma prova gastronómica num local do centro histórico a um preço simbólico. Marcação prévia pelo Tel. 222060423
Ponto de encontro: Casa do Infante (R. da Alfândega, n.º 10)

Cascata de São João
Até 30/06 (3.ª a dom., 10h00/12h30 e 14h00/17h00)
Onde: Museu do Vinho do Porto | R. de Monchique,  n.º 45/52 (entrada em dias úteis: 2,10€, grátis no fim-de-semana)

 

Via Público



publicado por olhar para o mundo às 19:30 | link do post | comentar

Fujitsu tem o computador mais rápido do mundo

 

 

Um supercomputador fabricado pela japonesa Fujitsu converteu-se no mais rápido computador do mundo, de acordo com a classificação TOP500, definida por universidades alemãs e americanas, noticia hoje o diário Nikkei.

A lista de computadores mais rápidos do planeta, divulgada duas vezes por ano, classificou o computador japonês denominado “K” e ainda em desenvolvimento como o mais rápido.

 

A máquina da Fujitsu, criada em colaboração com o instituto nipónico de investigação Riken, conseguiu efectuar 8.160 milhões de operações por segundo, mais do triplo do que o computador que liderou a última tabela, o chinês Tianhe-1A.

 

O projecto “K” obrigou a um investimento equivalente a 975 milhões de euros e será utilizado no cálculo das previsões de mudanças climáticas, refere um despacho da agência Kyodo.

 

Com o reconhecimento da TOP500, o Japão coloca-se pela primeira vez nos últimos sete anos na mais alta classificação do ranking que historicamente sempre dominou com os Estados Unidos, mas que nas últimas listagens tem visto maior competição da China e pela Índia.

 

Via Sol



publicado por olhar para o mundo às 17:15 | link do post | comentar

Universidade de Roma dedica dois dias ao escritor português
Universidade de Roma dedica dois dias ao escritor português (Nuno Ferreira Santos)
Um encontro internacional sobre José Saramago realiza-se hoje e na quarta-feira na Universidade de Roma, com a participação da filha do escritor, Violante Saramago Matos, e dos escritores Vasco Graça Moura e Miguel Real.

Uma iniciativa da Cátedra José Saramago do departamento de Literatura Comparada daquela universidade, com o apoio do Instituto Camões e o patrocínio institucional da Embaixada de Portugal em Roma, o encontro reunirá ao longo de dois dias especialistas em diversos aspectos da obra de Saramago. 

Depois de uma sessão moderada por Giulia Lanciani em que Violante Saramago fará uma intervenção intitulada "Saramago, meu pai", seguindo-se Vasco Graça Moura, cuja comunicação se chama "Ensaio Sobre um Ensaio", é a vez de Giacomo Marramao abordar o tema "Contro il potere. La scrittura e l'impegno di José Saramago". 

Na mesma mesa, moderada por Michele Ainis, Ernesto Rodrigues falará sobre "José Saramago: a volúpia de ser literatura" e António Carlos Cortez sobre "Saramago, poeta ou o humanismo para o nosso tempo". 

Piero Ceccucci debruçar-se-á sobre o tema "La scrittura e lo sguardo: 'os espelhos virados para dentro' in Cecità", Arturo Mazzarella apresentará "La cieca visione di José Saramago", Orietta Abbati falará sobre "L'ironico 'spettacolo' di un mondo in asfissia. José Saramago in diálogo com Ricardo Reis" e Francisco Dias sobre "Riflessioni sulla Lisbona di 'O Ano da Morte de Ricardo Reis'", seguindo-se um debate moderado por Giorgio de Marchis. 

Na quarta-feira, os trabalhos iniciam-se pelas 10h00, com uma mesa com cinco participantes: Elio Matassi, cuja intervenção se centra em "José Saramago e la musica", Miguel Real, que abordará "As fases da evolução literária de José Saramago", Enrico Martines, que refletirá sobre "Riverberi di archetipi femminili nell'orizzonte saramaghiano: ipotesi di studio", Valentina Idini, "Le risonanze dell'anima: l'avventura musicale di Blimunda", e Giulia Lanciani, que falará sobre "Il miracolo della parola". Seguir-se-á um debate moderado por Giuseppe Tavani. 

À tarde, a partir das 15h00, será exibido o filme "Embargo" baseado no conto homónimo do Prémio Nobel da Literatura português, com apresentação de Gian Luigi De Rosa. 

 

Via Público



publicado por olhar para o mundo às 08:12 | link do post | comentar

Terça-feira, 21 de Junho de 2011
Vítor Pereira é o novo treinador do FC Porto

 

 

Vítor Pereira, até agora adjunto de André Villas-Boas, é o novo treinador do FC Porto, anunciou o clube, em comunicado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários.

O novo técnico assinou contrato por duas temporadas e ascende assim ao cargo de treinador principal, beneficiando do facto de conhecer bem a equipa.

Vítor Pereira, de 42 anos (completa 43 em Julho), nasceu em Espinho e é formado na Faculdade de Ciências do Desporto e Educação da Universidade do Porto.

Como técnico, passou pelas camadas jovens do FC Porto e foi treinador principal na Sanjoanense, Espinho e Santa Clara.

Após dois anos no clube açoriano, Vítor Pereira foi contratado pelos portistas para ser o número dois de André Villas-Boas.

No comunicado à CMVM, o FC Porto confirma ainda já ter recebido os 15 milhões de euros, relativos à cláusula de rescisão de André Villas-Boas, que será o novo treinador do Chelsea.

Comunicado do FC Porto à CMVM

A Futebol Clube do Porto – Futebol, SAD, nos termos do artigo 248º nº1 do Código dos Valores Mobiliários, vem informar o mercado que recebeu do Senhor André Villas-Boas o montante previsto na cláusula de rescisão do seu Contrato de Trabalho Desportivo, pelo que a consumação da rescisão do seu vínculo laboral e desportivo com a Futebol Clube do Porto – Futebol, SAD apenas depende da formalização do respectivo instrumento de rescisão contratual.

Mais informa a Futebol Clube do Porto – Futebol, SAD que celebrou, na presente data, com o novo treinador da sua equipa principal, o Professor Vitor Manuel de Oliveira Lopes Pereira, um contrato de trabalho desportivo, válido por duas épocas e com início de funções imediato.

 

Via Público



publicado por olhar para o mundo às 21:07 | link do post | comentar

Dê lhe a volta à cabeça... na cama

 

Umas "jogadas" mais arrojadas no campo do sexo e nem vai reconhecer o homem que tem a seu lado

 

*Mantenha algumas peças vestidas. Podem ser umas meias, um soutien, uma tanga. Não mostre logo todos os seus trunfos porque aquilo que se adivinha e não se vê é um poderoso afrodisíaco, Outra possibilidade consiste em sair de casa... sem nenhuma lingerie vestida, mas apenas o revelar na altura certa (numa situação pública, como no restaurante, em que ele não pode fazer nada...!).

 

*Sussurre-lhe ao ouvido aquilo que quer que ele lhe faça. Pode usar todas as palavras, mesmo aquelas que jamais se atreveria a dizer em voz alta.

 

*Tome o control. Há ou não uma Mrs Robinson dentro de nós? Mostre-lhe aquilo que ele nem podia sonhar que você era capaz de fazer.Porque existem momentos em que ele deve simplesmente assistir...

 

*Coloque um espelho no quarto para ele a conseguir ver.. de todos os ângulos. Afinal, os olhos também têm direito a gozar.

 

* Fujam a toda a velocidade da rotina. Nada de chegar a casa e despachar o jantar, quando podem fazer um pequeno desvio... e ficar um pouco pelo quarto. Ou tomar um duche juntos enquanto relaxam do stresse causado por um dia de trabalhos. O pensamento chave consiste em quebrar rotinas.

 

Via Activa


publicado por olhar para o mundo às 21:03 | link do post | comentar

Como mudar um pneu de saltos altos? (vídeo)

Já alguma vez teve a necessidade de mudar um pneu sozinha? Se não teve, só pode ser porque telefonou para o seu marido, para um amigo ou aceitou ajuda de algum desconhecido. Seja como for, provavelmente nunca pediu ajuda a uma amiga numa situação destas, certo?

 

Será que as mulheres não servem para estas coisas, ou é mesmo por acreditarem que mudar um pneu pode partir uma unha arranjada ou sujar uns belos sapatos de salto alto?

 

Apesar de haver muitas mulheres que mudariam o pneu sozinhas e descontraidamente, todas nós, independentemente de gostarmos ou não da ideia, devíamos saber mudar um pneu do carro sem ajuda. Atrevo-me mesmo a dizer que quem não sabe o devia experimentar o quanto antes.

 

Eu já o fiz por ter necessidade e porque estava por minha conta e risco. Posso garantir: o grau de dificuldade é quase nulo, acreditem.

 

Imaginem que um dia têm um furo no meio do nada, e que ainda por cima estão sem rede no telemóvel. O que fariam para afastar o fantasma do medo de mudar um pneu? Chamariam os "Ghost Busters"?

 

Aprenda a mudar o pneu - seja independente

 

Que material é necessário?

- Chave inglesa

- Macaco

- Binário de aperto

O Tempo necessário: aproximadamente 40 minutos

10 passos para mudar o pneu

 O carro deve estar bem travado, com o travão de mão;

2º Deve ir buscar todo o material necessário que se encontra na bagageira ou noutro local acomodado no interior do automóvel;

 Retirar a tampa de proteção e desapertar os parafusos com a ajuda da chave inglesa, mas apenas até folgar as respectivas porcas, sem as desenroscar muito ainda;

4º Com a ajuda do macaco, deve fazer subir o automóvel até a roda ficar bem suspensa;

5º Retirar totalmente os parafusos e as respetivas porcas até conseguir libertar o pneu e retirá-lo do automóvel;

6º Colocar o novo pneu na mesma posição em que se encontrava o outro;

7º  Colocar as porcas nos respetivos parafusos e apertá-los com a ajuda do binário de aperto. Colocar a tampa de proteção;

 Baixar o carro até se encontrar totalmente no chão. Retirar o macaco.

9º Guardar o material novamente no sítio onde se encontrava inicialmente;

10º O pneu está mudado, mas é o de substituição, provisório, que normalmente é mais pequeno que os restantes. Mal tenha oportunidade compre um novo ou mande arranjar o furado, para voltar a colocá-lo e mandar calibrar as rodas, pois só assim garante a segurança em viagem.

 

Se seguir os dez passos que acabou de ler verá que é muito mais fácil do que parece. No entanto, se ainda tiver dúvidas, clique na imagem em baixo para aceder ao vídeo onde pode aprender a mudar um pneu de Saltos Altos (em inglês).

 

 

 

 

Via A Vida de Saltos Altos



publicado por olhar para o mundo às 17:58 | link do post | comentar

A cadeira de sonho

 

Via Henricartoon



publicado por olhar para o mundo às 16:59 | link do post | comentar

Novo Cartão Europeu de Seguro de Saúde está a ser promovido através de um vídeo sensual, com direito a um homem nu a banhar-se numa praia deserta.

 

Um jovem de porte atlético despe-se sensualmente numa praia deserta e mergulha nu em águas translúcidas, num momento de puro prazer. Este podia ser o início de um filme erótico, mas não: é a nova promoção da Comissão Europeia, que incentiva à utilização do Cartão Europeu de Seguro de Saúde.

 

No vídeo, o jovem apanha banhos de sol todo nu à beira-mar, quando é mordido no pénis por uma medusa. Conclusão: "Espere o inesperado", relembra a Comissão Europeia.

 

"Portanto, se vai de férias, em viagem de negócios, tirar uns dias para descansar ou estudar no estrangeiro, não se esqueça de obter um Cartão Europeu de Seguro de Doença", lê-se no site da Comissão.

 

Este serviço facilita o acesso aos cuidados de saúde do setor público aos cidadãos dos 27 Estados-Membros da União Europeia - incluindo Islândia, Noruega e Suíça - que estejam em visitas temporárias no estrangeiro.


Via Expresso

 



publicado por olhar para o mundo às 08:55 | link do post | comentar

Segunda-feira, 20 de Junho de 2011

Sexo: 5 posições fabulosas!

 

Variar é essencial quando se fala de sexo. Inspirem-se nestas cinco posições sexuais que ajudam a ludibriar a monotonia.

 

1. Deitem-se ambos de lado, de frente um para o outro. As pernas da mulher e do homem assumem a posição de "tesoura": uma das pernas dela está por baixo de dele e a outra por cima. Desta forma, a proximidade é total no momento da penetração.

 

2. O homem senta-se no sofá. A mulher senta-se em cima dele, de cócoras, os pés assente no sofá. Depois, reclina-se para trás, até que as suas mãos tocam no chão.

 

3. Esta posição não pode ser feita na cama, pois precisa de um ponto de apoio mais sólido do que um colchão. Experimentem no quarto ou na sala em cima de um tapete. O homem fica de joelhos. A mulher deita-se em frente dele e coloca os pés nos ombros do parceiro, elevando o tronco até ser possível a penetração.

 

4.O homem está sentado, com os pés apoiados no chão. A companheira senta-se em cima dele, mas de costas viradas para o rosto do homem. Os pés devem estar apoiados.

 

5. O homem deita-se em cima da cama. A mulher senta-se em cima dele, mas com as pés na direcção dos ombros do parceiro e as mãos para trás, apoiadas no colchão.

 

Via Activa



publicado por olhar para o mundo às 21:34 | link do post | comentar

Piódão, Linhares da Beira, Trancoso, Marialva, Figueira de Castelo Rodrigo, Almeida, Castelo Mendo, Sortelha, Belmonte, Castelo Novo, Monsanto e Idanha-a-Velha são as 12 povoações da Beira Interior classificadas como "aldeias históricas". Leia a reportagem completa no Expresso Economia de 18 de junho.

 

 

 

Via Expresso



publicado por olhar para o mundo às 17:53 | link do post | comentar

O aparelho voará a uma altitude de 32 quilómetros acima do nível do mar
O aparelho voará a uma altitude de 32 quilómetros acima do nível do mar (DR)

O projecto dá pelo nome de ZEHST (Zero Emisssion HyperSonic Transportation) e consiste num avião ultra-sónico de fabrico europeu que poderá ligar Paris a Tóquio em menos de duas horas e meia, em vez das 11 actuais. Mas só em 2050.

 

O projecto é da responsabilidade do consórcio europeu EADS - European Aeronautic Defence and Space Company, dono da fabricante europeia de aviões Airbus - e vai ser apresentado no Salão Aeronáutico Le Bourget que arranca amanhã nos arredores de Paris.

A EADS estima que estes voos poderão ter como clientes habituais donos de grandes multinacionais, adiantando que os preços dos bilhetes rondarão os 6000/8000 euros para um trajecto entre Paris e Nova Iorque - que se fará em hora e meia.

De acordo com o jornal “Le Parisien”, a maqueta do avião será apresentada amanhã (ver vídeo), bem como as características do aparelho. O avião será capaz de alcançar os 5000 quilómetros por hora, uma velocidade quatro vezes mais rápida que a velocidade do som. 

E a cereja no topo do bolo é que este aparelho promete fazer viagens intercontinentais com baixas emissões de gases contaminantes, graças à utilização de combustíveis biológicos.

Este novo aparelho será apresentado oito anos após o derradeiro voo do Concorde (26 de Novembro de 2003), o último aparelho comercial capaz de romper a barreira do som e que fazia a viagem Paris/Londres→Nova Iorque em menos de três horas e meia (em vez das tradicionais oito horas). 

O Concorde levava cerca de 120 passageiros a bordo, ao passo que este novo aparelho deverá transportar apenas entre 60 e 100 pessoas.

Este avião ultra-sónico de baixas emissões poderá converter-se no “standard das companhias aéreas em 2050”, disse o responsável de tecnologia e inovação da EADS, Jean Botti, ao diário “Le Parisien”.

O aparelho voará a uma altitude de 32 quilómetros acima do nível do mar. Esta particularidade permitir-lhe-á “não contaminar a capa atmosférica” e alcançar a velocidade de 5000 km/h, indicou ainda Botti.

O avião vai descolar de forma clássica graças a dois turbo-reactores alimentados com carburantes biológicos feitos a partir de algas marinhas. 

Uma vez alcançado o corredor dos cinco quilómetros acima do nível do mar, três motores propulsionados por uma mistura de hidrogénio e oxigénio entrarão em acção, ajudados por um reactor concebido a partir da tecnologia utilizada nos foguetões Ariane. 

Nessa altura o aparelho terá já uma velocidade 2,5 vezes superior à do som.

Quando finalmente o aparelho alcançar o corredor dos 32 quilómetros de altitude, entrarão em funcionamento os reactores que permitirão que o avião atinja os 5000 km/h, a sua velocidade de cruzeiro.

A aterragem acontecerá igualmente de forma clássica, impulsionada pelos turbo-reactores. 

O projecto terá de contar com financiamento europeu, no âmbito de um programa comunitário de redução da poluição.

O Salão Aeronáutico de Le Bourget terá ainda uma outra novidade, desta feita americana. O principal rival da Airbus, a Boeing, irá apresentar pela primeira vez fora do seu país o avião de transporte 747-8 alimentado exclusivamente a carburantes biológicos.





publicado por olhar para o mundo às 16:14 | link do post | comentar

Verão no Alentejo, as novidades do ano
O Alentejo prepara-se para um Verão pleno de novidades. Seleccionámos algumas das estrelas turísticas da temporada, tanto para quem quer a tradicional calma da região como para quem não passa sem alta adrenalina. De novo casino a aeroporto, de hotéis 5* a casas zen no campo ou casas design na cidade, de esplanadas de praia a centro de pára-quedismo, de novos museus a novas formas de surfar no Alqueva ou passeios de 300km.

MAIS Fugas | Alentejo: Beja | Évora


Pelos ares

Ferreira do Alentejo | Saltos no Skydive
O primeiro centro internacional de pára-quedismo em Portugal foi inaugurado no final de Maio no aeródromo de Figueira dos Cavaleiros, Ferreira do Alentejo. O Skydive Europe é um projecto da Get High e do pára-quedista Mário Pardo, uma celebridade da modalidade - também por ser considerado o primeiro "base-jumper" português (saltos de prédios, pontes e outras estruturas elevadas com pára-quedas adequado a tal). O centro internacional tem um avião, marcado com o símbolo da Fénix, certificado para a modalidade e a escola garante todo o tipo de aprendizagem para mergulhos aéreos e saltos nas nuvens. O Skydive acolherá equipas em treinos e quer ser palco de campeonatos internacionais de pára-quedismo. Além da qualidade da infra-estrutura do aeródromo, as condições meteorológicas são também consideradas excelentes para a modalidade, permitindo inclusive saltar no Inverno, o que não sucede no resto da Europa. No aeródromo, existe a escola de pára-quedismo Queda Livre, criada por Pardo há mais de uma década e que oferece "formação em pára-quedismo, com os melhores equipamentos e elevada segurança na escola com mais alunos formados em Portugal". Se desejar apenas um saltinho, custa desde 118,90€ - experimente um salto tandem: sensação de queda livre, pura adrenalina; é só escolher o nível, de 3000m, de 4,200m ou de 5000m... (de 118,90€ a 200€).
Monte da Azinheira Grande | Figueira de Cavaleiros | GPS N 38º 04' 29'' - W 08º 14' 04'' | www.skydiveeurope.eu (em construção - www.quedalivre.pt)


Beja | O aeroporto
E falando em altos voos, temos, claro, por fim, o aeroporto alentejano. O aeroporto de Beja foi estreado com um voo em Abril (destino Cabo Verde, promovido pela autarquia de Ferreira do Alentejo) mas só a 23 de Maio recebeuo primeiro voo comercial (de Londres, com muitos convidados e apenas quatro turistas). Agora, há voos todos os domingos Londres Heathrow - Beja, integrados em pacote turístico do operador turístico Sunvil Discovery. Pelo menos até meados de Outubro, podem ver-se os aviões. Posteriormente, poderão abrir-se outros mercados. A Ryanair admitiu já estar aberta a propostas do aeroporto para negociar rotas. Fica a cerca de 12km da cidade, na antiga Base Áerea de Beja, e inclui no terminal um posto de Turismo do Alentejo (aberto aos domingos, dia de voo).
www.edab.pt | Tel.:  284327411 


O Casino

Tróia | O primeiro Verão do Casino 
O casino do Tróia Design Hotel, da Amorim Turismo, vive o seu primeiro Verão, após ter sido inaugurado no primeiro dia do ano. São 4000m2, que incluem mais de 200 máquinas slot e 16 mesas de jogo. Pretende ser um "pólo de dinamização cultural da região" e dispõe de um centro de espectáculos com agenda cheia de concertos e eventos. O grande ponto do arrojo arquitectónico é um ecrã de 170m2 e três esferas multimédia. O centro da animação é o bar central, Estratosphera. Na agenda, há festas com DJ e música ao vivo.  
Casino de Tróia | Tróia Design Hotel | Marina deTróia | Tel.: 265498007 |www.troiadesignhotel.com/casino

Nova hotelaria 5*

 

 

Via Fugas

 



publicado por olhar para o mundo às 08:50 | link do post | comentar

Domingo, 19 de Junho de 2011
Sete parques de estacionamento integram o acordo
Sete parques de estacionamento integram o acordo (Pedro Cunha)

Foi preciso esperar nove meses para a Carris e o Metropolitano de Lisboa chegarem a um acordo sobre a repartição das receitas de um novo título de transporte, que vai integrar estacionamento e utilização de transportes colectivos. "É um passo de gigante que foi tirado a ferros", considera o vereador da Mobilidade da Câmara de Lisboa.

 

O título Carris/Metro/Parque 30 dias vai custar 49 euros e permitirá estacionar nos parques aderentes - por enquanto sete da EMEL e três da Empark (Colégio Militar, Sete Rios, Álvaro Pais, Biblioteca Nacional, Universidade, Campo Grande, Areeiro, Estação do Oriente, Docas e Alvalade XXI) - e seguir viagem até ao centro de Lisboa num autocarro ou no metro. Segundo ficou acordado, aquele valor pode ser actualizado "ainda no decurso de 2011, por força de alterações tarifárias que venham a ser decididas pelo Governo". 

O protocolo que previa a criação deste título foi assinado em Setembro de 2010, mas só nesta sexta-feira se deu o passo que faltava para o tornar uma realidade. Naquele que foi um dos seus últimos actos como secretário de Estado dos Transportes, Correia da Fonseca promoveu a assinatura de uma adenda, na qual se diz como serão distribuídas pelos operadores de estacionamento e transporte as receitas arrecadadas. A expectativa do vereador da Mobilidade da capital é que este sistema de park&ride esteja a funcionar "em pleno" a partir de Setembro, embora seja possível que arranque em alguns estacionamentos municipais antes disso. "Estão resolvidas as questões política, técnica e financeira. Agora só falta a vontade de os operadores porem isto a funcionar", conclui Nunes da Silva. 

Questionado sobre a adesão esperada ao novo título, o autarca é prudente: "Isto vai começar devagarinho." Ainda assim, Nunes da Silva admite que a crise económica (que já fez baixar em dez por cento o tráfego nas principais vias de Lisboa) pode ser "um factor de aceleração muito grande" para convencer mais pessoas a utilizar o park&ride.

 

Via Público



publicado por olhar para o mundo às 21:55 | link do post | comentar

As sete fases do sexo: Qual é a sua?

Acha que aos 20 anos é que o sexo é bom e que depois de ter filhos a sua vida sexual fica moribunda? Nada mais errado! A sexualidade feminina não é linear, aliás é mais parecida com uma montanha russa. Os altos e baixos sucedem-se e, aos momentos de grande expectativa e adrenalina (uma paixão nova, a descoberta de novos prazeres ou a revitalização de uma relação ‘morna’), podem suceder outros mais calmos que simbolizam a sua fase mais celibatária ou narcisista.

 

Tudo isto tem mais a ver com auto-confiança, curiosidade, disponibilidade mental e empenho do que com idade!

 

1 – Fase adolescente

‘O amor é tudo’

“Estar apaixonada é um estado alterado. Subitamente a nossa vida está focada noutra pessoa e não suportamos a ideia de estarmos separados.” As palavras são de Michael Moore, autor do livro ‘O Sentido da Alma’, e retratam na perfeição este estádio da vida pelo qual todas as mulheres passam mais tarde ou mais cedo. Em qualquer momento podemos tropeçar no homem que nos faz perder a cabeça, como aconteceu com Maria T. de 35 anos: “Tinha 31 anos quando, finalmente, descobri o que era estar apaixonada. E sim, fiz figuras tristes na rua. Muitos beijinhos, de mãos dadas sempre para todo o lado que íamos. O sexo foi também uma descoberta. Se antes tinha sido bom, nesse relacionamento era simplesmente transcendental. Fazíamos amor tantas vezes por dia que mal nos aguentávamos de pé”.

É verdade que estar apaixonada (e ser correspondida, claro) é algo maravilhoso, mas lembre-se: é uma fase transitória. Se está numa relação há muitos anos não desanime. A euforia dos primeiros tempos de namoro já lá vai mas pode recuperar o romantismo. Há pequenos gestos que se vão perdendo e que fazem com que o casal se afaste física e emocionalmente, por isso, faça o tempo andar para trás: volte a andar de mão dada com o seu parceiro, dê-lhe um beijo sem ele estar à espera: no escurinho do cinema, no jardim onde os miúdos estão a brincar, enquanto ele está a fazer o jantar…

 

 

2 – Fase narcisista

‘Sou fantástica’

“Depois de uma relação de dois anos e de um processo de ‘luto’ complicado, não estava virada para grandes aventuras. Até que, um dia, um desconhecido me pediu o número de telefone no metro! Noutra noite, fui a um bar com música ao vivo e o cantor decidiu dedicar-me uma música. Passada uma semana, depois da aula de cardio-fitness, um colega convidou-me para jantar. Foi a fase mais louca da minha vida!” Marta S., 37 anos, confessa que não sabe bem qual foi o catalizador desta mudança, mas acha que teve a ver com o facto de ter apostado mais em si. Cuidou mais da sua aparência, adoptou uma roupa mais feminina e isso fez com que se sentisse mais confiante. Foi o suficiente para que os convites começassem a chover. “Gostava de chegar a um sítio e de saber que os homens viravam a cabeça para me ver”. Se se olha ao espelho e fica desapontada é claro que essa atitude se vai reflectir essa falta de auto-estima. Por vezes, basta dar mais atenção a nós próprias para nos sentirmos mais confiantes, bem dispostas e positivas? E acredite que esta postura é perceptível aos olhos dos outros!

 

3 – Fase das descobertas

‘Quero explorar novos mundos…’

“Estava grávida de cinco meses, a sentir-me muito pouco atraente, quando eu e o meu marido fomos ver o filme ‘Munique’. A cena de sexo escaldante do protagonista com a mulher gravidíssima fez-me corar no cinema (felizmente estava escuro) mas deu-nos o mote para umas noites muito bem passadas”, revela Eunice B., 33 anos.

Há várias maneiras de despertar a imaginação e descobrir novos prazeres. Entre as fontes de inspiração contam-se, como é claro, o Kamasutra, mas também os objectos que se encontram em sex-shops, (se tem vergonha em visitá-las no nosso país, faça uma visita virtual pela Internet, www.annsummers.com) ou as cenas mais sexy dos filmes. O nosso conselho: desfrute!

“Não censure o conteúdo das suas próprias fantasias num esforço para as tornar normais. O propósito de uma fantasia é precisamente o de escapar à aceitabilidade social presa a regras, politicamente correcta e destruidora de desejos”, lembra Tracey Cox, no livro ‘Supersexo escaldante’, onde também deixa algumas ideias originais para teatrinhos caseiros: ‘patrão e secretária’, ‘ladrão surpreende Bela Adormecida’, ‘médico e enfermeira’, ‘bombeiro salva vítima eternamente agradecida’ são alguns dos cenários que eles mais gostam.

 

4 – Fase da pressa

Não posso esperar’

Por que deixar para amanhã o que se pode fazer já? Nesta fase não importa o lugar nem a hora. O que impera é a vontade de satisfazer o desejo e tirar o máximo prazer do momento. Em alguma fase da sua vida vai perceber que o tempo é curto e que nem sempre há paciência para os rituais que vemos nos filmes românticos: o banho de espuma a dois (geralmente o tamanho diminuto das banheiras dificulta o romantismo e as poses sensuais), seguido de uma massagem erótica. Por vezes, há que satisfazer o desejo no momento e a sofreguidão ainda aumenta mais o prazer.

 “Houve um dia em que tive relações com o meu namorado na casa de banho de um bar! Nunca o tinha feito antes, mas foi então que compreendi que torna o sexo bom não é necessariamente o tempo que se leva a concretizá-lo, mas sim deixarmo-nos levar pelo impulso do desejo”, confessa Helena G., de 27 anos, lembrando a altura em que descobriu o prazer das ‘rapidinhas.’ A perita em sexo Tracey Cox dá algumas sugestões: “têm de ser num lugar pouco ortodoxo, onde nunca (ou quase nunca) tenham sexo; imponham um tempo limite para tornarem estas experiências realmente interessantes – nunca mais de cinco minutos do início ao fim – e lembrem-se: uma rapidinha pode consistir em penetração, sexo oral ou masturbação.”

 

5 – Fase dos remorsos

‘Se arrependimento matasse…’

Há uma fase na vida das mulheres em que estas se forçam a pisar o risco e a pôr para trás das costas alguns dos limites pré-definidos, muitas vezes para agradar ao parceiro. Sim, porque nem todas temos de ser entusiastas do sexo anal ou das experiências em lugares públicos. Mas ultrapassado o frio na barriga e satisfeito o desejo do parceiro, nem sempre se sente bem consigo própria. Está na altura de resistir ao sentimento de culpa. Arrepender-se das opções faz parte do crescimento individual, por isso não deve ficar traumatizada. Experimentou algo e não gostou? É tempo de aprender a lidar com isso e seguir em frente e para a próxima vez diga não. “Se o pedido dele para a observar a lutar nua na lama com a sua melhor amiga não a atrai, limite-se dizer não… mas deixe claro que está aberta a outras sugestões”, lembra Tracey Cox.

 

6 – Fase do celibato

‘Mais vale só…’

Saltar de relação em relação nem sempre é o que precisa para encontrar a relação que lhe convém. Por vezes, o melhor é mesmo fazer um retiro espiritual. Mas atenção, não precisa de ficar fechada em casa ou isolar-se do mundo. Que tal apenas afastar-se do sexo oposto durante uns tempos? Ou então limitar-se a vê-los apenas como amigos. A opção pode parecer excessiva, mas há alturas na vida (especialmente depois de mais uma relação fracassada) em que pode ser bastante sensata. O objectivo é claro: pensar na vida e perceber o que fracassou e o que realmente querem. “Quando optei por ficar sozinha após o fim de um namoro de cinco anos, consegui olhar com maior clareza para o que estava à minha volta, definir prioridades e até mesmo a perceber que tipo de homem faz realmente o meu género”, relembra Mónica S., de 42 anos. E vai ainda mais longe: “a ideia de que uma mulher apenas está completa quando tem sexo é um perfeito disparate: acho que isso só nos dá mais tendência a fazermos asneiras e a entregarmo-nos ao primeiro homem que nos aparece só para não ficarmos sozinhas.’

 

7 – Fase da tranquilidade

Adivinha o que estou a pensar’

Ao fim de algum tempo com alguém, a relação assume um patamar de confiança em que quase não é preciso falar, basta um olhar para perceber o que vai na sua cabeça e adivinhar os seus desejos mais íntimos. É bom ter um relacionamento assim tão cúmplice – em que ele sabe o que lhe dá mais prazer e você sabe o que ele gosta – ­­mas não caia no erro de não inovar de vez em quando. Apimente a sua vida sexual e torne-a mais estimulante. Falta-lhe ideias? Bem, segundo um estudo recente de conselheiros matrimoniais norte-americanos, 80% dos inquiridos indicaram um fim-de-semana fora como a melhor forma de salvar uma relação sexual morna. Do que está à espera?

Siga também o conselho de Tracey Cox: “não se esqueça de pôr na mala roupa interior atrevida, bem como os vossos brinquedos sexuais preferidos, um lenço para se amarrarem, uma venda ou um óleo de massagem.

 

Via Activa



publicado por olhar para o mundo às 21:43 | link do post | comentar

ONU aprova resolução histórica sobre homossexuais

 

Conselho dos Direitos Humanos das Nações Unidas aprovou hoje o documento para promover a igualdade entre homens, independentemente da orientação sexual de cada um

O momento é histórico, ou não fosse esta a primeira resolução de defesa de homossexuais a ser aprovada pela Organização das Nações Unidas (ONU).

 

Hoje, reunido em Genebra (Suíça), o Conselho de Direitos Humanos da organização aprovou - com 23 votos a favor, 19 contra e três abstenções - uma resolução destinada a promover a igualdade de homens e mulheres sem distinção de orientação sexual.

 

O documento foi apresentado pela África do Sul e gerou um intenso debate entre os membros do Conselho, que é actualmente presidido pela Nigéria - que votou contra e que continua a ser um dos países mais discriminatórios quanto à orientação sexual dos seus cidadãos.

 

No documento lê-se que "todos os seres humanos nascem livres e iguais no que diz respeito à sua dignidade e aos seus direitos e cada um pode beneficiar do conjunto de direitos e liberdades (...) sem nenhuma distinção".

 

A aprovação do texto foi classificada de "histórica" por várias ONG de defesa dos direitos dos homossexuais. Na resolução, o Conselho pede ainda um estudo sobre as leis discriminatórias nacionais e sobre a violência em vários países contra pessoas pela sua orientação sexual.

 

Via Ionline



publicado por olhar para o mundo às 10:55 | link do post | comentar

Sábado, 18 de Junho de 2011

Falta de Líbido

Rotina, excesso de trabalho, baixa auto-estima e muitos outros probleminhas do dia a dia podem interferir na libido e, consequentemente, no desempenho sexual. As suas próprias cobranças tornam as coisas muito mais difíceis para você nessa hora.

 

DIFICULDADE PARA...


sentir prazer e chegar ao orgasmo: afeta 30% das mulheres

manter a ereção: atinge mais da metade dos homens após os 40 anos


O ORGASMO FAZ BEM!

 

Muitos médicos afirmam que ele diminui as tensões do dia a dia, melhora a qualidade do sono, aumenta a auto-confiança e por aí vai.

 

ALGUNS INIMIGOS DO PRAZER:


Estresse e cansaçoFalta de disposição é muito complicado para um ato sexual, já que vai ser exigido muita energia nessa hora. O ideal é que se costume ter sempre boas horas de sono.

Depressão


É uma doença da alma. Então como se sentir bem por fora, se por dentro está tudo ruim? Deve-se procurar ajuda.

 

Problemas/perdas


Demissão, preocupação com as contas, morte de alguém querido... tudo isso mexe muito com o emocional. Sendo algo reversível, acerte a mente, se concentre e acredite que para tudo há uma solução.

 

Baixa auto-estima


Não valorize demais os defeitos do seu corpo. Pense sempre em arrasar nas preliminares, ainda com roupa. E quando você tirá-las, o outro estará tão interessado em possuir você que nem enxergará uma só celulite.

 

Monotonia e falta de criatividade


Hora marcada para fazer sexo, mesma posição sempre... só falta bater o cartão de ponto. Faça sexo no carro, no chuveiro, na hora do almoço, no banheiro do Play, na escada de incêndio, dentro do mar... ufa! (Cansei só de pensar...kkkkkk)

 

O descompasso do sexo pode provocar várias crises no relacionamento, mas tem mais haver com a vida atual, do que propriamente o relacionamento em si, mas esse sim, acaba abalado e por vezes sofre um final prematuro.

 

Os homens sempre sofrendo com suas disfunções eréteis, e as mulheres sempre ocultando suas dificuldades em conseguir chegar ao orgasmo. Tudo isso acontecendo, sempre sem diálogo, leva aos desencontros no sexo, do tipo quando um está com vontade e o outro não quer. E é muito difícil lidar com esse tipo de situação, porque entra em jogo toda a relação, os sentimentos, a perda que a relação sofre, a intimidade que vai ficando de lado.

 

Com as atitudes da mulher, em busca de novas descobertas, os homens tiveram que se preocupar mais com o tempo entre penetração e ejaculação. Pois para o homem, o tempo de sua parceira não era fator importante na hora do sexo. Um engano crucial por parte deles, que tiveram que descobrir, o ajuste de tempo para que o prazer sentido agora seja o de ambos, e não apenas de um.

 

 

 

 

Então... dica para a mulherada: abuse da sua sensualidade; saiba que seu corpo por natureza já emite desejo; e que você tem todo o direito de ir nas alturas.

Dica para os homens: seja humilde para pedir ajuda, sincero se houver fraquezas; mas acima de tudo saiba que homem é sujeito macho e foi feito para possuir a sua fêmea. Então, não tenha medo de nada. Vai lá e faz o que deve ser feito.

Até lá.

 

Via Vila Mulher



publicado por olhar para o mundo às 21:15 | link do post | comentar

O novo trabalho de Spike Jonze "Scenes from the suburbs" está na mostra internacional

De 9 a 17 de Julho, o Curtas Vila do Conde propõe uma programação muito forte para todos os gostos, anunciada em conferência de imprensa na manhã de hoje.

Nas secções competitivas, as novas curtas de iconoclastas como Spike Jonze ou Harmony Korine cruzam-se com a nova realização do actor Louis Garrel e as obras mais recentes da nova geração de autores portugueses como Basil da Cunha, Gabriel Abrantes e André Santos e Marco Leão. Nas secções paralelas, homenagear-se-á uma das figuras do novo cinema romeno, Corneliu Porumboiu, e um dos actores icónicos do cinema de autor, Pierre Clémenti. E os já habituais filmes-concerto trazem um elenco de luxo com a presença de The Legendary Tiger Man, Rita Redshoes e Arto Lindsay.

Entre as 34 curtas internacionais a concurso na 19ª edição do Curtas estão "Scenes from the Suburbs", o novo filme de Spike Jonze ("O Sítio das Coisas Selvagens", "Queres Ser John Malkovich?"), escrito por Win e William Butler dos Arcade Fire; "Umshini Wan", encontro entre Harmony Korine, argumentista de "Kids" de Larry Clark e um dos mais controversos cineastas americanos independentes contemporâneos, e o grupo de rap sul-africano Die Antwoord; o novo delírio dos britânicos irmãos Quay, "Maska", ou "Petit Tailleur", segunda curta do actor de "Em Paris" e "As Canções de Amor", Louis Garrel. 

A competição nacional inclui entre os seus 18 filmes o novo trabalho do luso-suiço Basil da Cunha, vencedor da edição 2010 com "À Côté, Nuvem", estreado na Quinzena dos Realizadores em Cannes 2011. Presentes também estarão "Infinito", o novo esforço de André Santos e Marco Leão depois do bem-recebido "Cavalos Selvagens" (também presente a concurso no Curtas 2010), "Fratelli", de Gabriel Abrantes, "Zoo", de Margarida Leitão, ou (naquele que já é o título mais idiossincrático da selecção competitiva), "O Amor É a Solução para a Falta de Argumento", de Jorge Quintela.

Há muito mais para descobrir num Curtas 2011 mais do que nunca sob o signo da música, com competições de vídeos musicais e filmes experimentais, o Curtinhas para os mais novos, a secção de filmes de curso e workshops Take One!, a selecção de curtas portuguesas Best of Portugal, o habitual panorama de longas Da Curta à Longa, sessões especiais dedicadas às experiências musicais dos cineastas de vanguarda Jem Cohen e Bruce Conner, e muito muito mais. Programa completo a descobrir em www.curtas.pt, com encontro marcado de 9 a 17 de Julho.

 

Via Público



publicado por olhar para o mundo às 17:05 | link do post | comentar

Platini e os copos

 

Via HenriCartoon



publicado por olhar para o mundo às 10:42 | link do post | comentar

Sexta-feira, 17 de Junho de 2011

Sexualidade feminina em dúvida

 

O que pode uma mulher, no século XXI? Este é o tema comentado por Cláudia Riolfi, psicanalista e professora da Faculdade de Educação da USP. Segundo Riolfi, muitas mulheres estão no meio do caminho, perdidas.

 

Conseguiram realizar o feminino muito além do lar e ainda escorregam para soluções gastas dentro dele. Confundem a mulher com a mãe e viram enfermeiras de seus homens e de seus filhos. A conta costuma ser alta, para eles e para ela.

 

“Que pena! Existem outras maneiras de uma mulher viver sua sexualidade. Aquelas que insistem em encontrá-las injetam feminilidade nas veias do mundo. Graças a elas, assistimos ao nascimento de uma nova ética”. A psicanalista dá mais detalhes.

 

Por que as mulheres ainda confundem tanto o seu papel? Extrema exigência consigo mesma, mania de perfeição em tudo que fazem?


Com a globalização, não temos mais modelos de ser homem e de ser mulher. Vimos nascer uma cultura na qual as mulheres não precisam mais se ater às tarefas do lar e se satisfazer na maternidade e na enfermagem. As opções que se abrem a sua frente são múltiplas. Se, por um lado, isso é muito bom, por outro, gera indecisão. O que escolher? Privada do refúgio de uma identidade segura, uma mulher nunca sabe se está seguindo o caminho certo. Na tentativa de se garantir, corre ao guru da vez: as revistas femininas, os livros de auto-ajuda, as amigas. Procura por um conselho certeiro, um guia do bem fazer. Como nada disso funciona inteiramente, o risco é que recorra aos velhos modelos de ser mulher. Quer dar conta do presente sem abrir mão do passado. É muito para uma pessoa só. Trata-se de uma impossibilidade.

 

Quais as conseqüências?


As conseqüências são múltiplas. Isso atrapalha a todo mundo. Em primeiro lugar, ela está sempre insatisfeita consigo mesma, julga-se muito mal. Ela se sente sempre em falta para com aqueles a quem ama. Não importam os elogios, ela nunca se acha uma boa mãe, pensa que nunca fez o bastante. É um equívoco. Isso nasce da dificuldade de se deparar com os próprios desejos. Para se proteger de um desejo que julgam ser excessivo, escondem-se atrás de seus filhos. O tempo que dedicam ao trabalho lhes persegue. Julgam-se impedidas de sair, de passear, de dançar... Ora, quem não faz o que gosta torna-se amargo, ressente-se. As queixas se multiplicam e o ressentimento só cresce. A mulher de hoje está afogada em um copo de raiva. 

Que tabus ainda persistem quando se fala em sexualidade feminina?


Por parte das mulheres, ainda persiste o equívoco de que um homem está em melhores condições. Elas se iludem ao pensar que ser mulher é difícil enquanto ser homem é fácil. Não conseguem perceber que os homens estão tão ou mais perdidos do que elas. Assim, o encontro amoroso torna-se mais difícil ainda. É complicado se abrir ao prazer sexual quando a pessoa se sente explorada de algum modo. Aí está o germe da dificuldade que muitas mulheres encontram para obter prazer sexual.

 

De uma maneira geral, as mulheres ainda têm chances de ser feliz sexualmente falando, sem deixar de lado suas outras funções?


Gostaria de inverter esta pergunta. Proponho pensarmos que é justamente na medida em que ela consegue ser feliz sexualmente que conseguirá transferir o prazer que pode experimentar em seu corpo para suas outras funções. Uma mulher que está em paz com sua sexualidade é acolhedora, tem jogo de cintura, consegue inserir o feminino no mundo dos homens. Estávamos todos acostumados a viver em um mundo homossexual: os homens davam as regras e as mulheres ficavam fora da cultura. As primeiras feministas continuaram nesta lógica, reivindicando o direito de se tornarem iguais aos homens.

 

Via Vila Dois



publicado por olhar para o mundo às 21:03 | link do post | comentar

 

Participar na Marcha do Orgulho LGBT de amanhã é defender a igualdade de direitos, é combater a homofobia descarada ou aquela que começa com um "eu não tenho nada contra gays mas...", e é, para mim, antes de tudo, bater-me pela liberdade. A dos gays, a das lésbicas, a dos bis, a dos heteros e a dos outros todos. A marcha do orgulho LGBT é isso mesmo: uma festa de liberdade. Ou como gritava o José Mário Branco, um "quero ser feliz, porra!" Em Lisboa, a concentração é no Príncipe Real, às 16h30, e a marcha começa às 17h. É para todos. Inspirando-me no número de Neil Patrick Harris, na abertura dos Tony Awards deste ano, isn't just for gays anymore! Para dizer a verdade, nunca foi.

 

 

 

Via Arrastão



publicado por olhar para o mundo às 14:39 | link do post | comentar

Vintages de 2009 da Taylor`s, Fonseca e Croft postos à prova
Normalmente, só há duas ou três declarações de vinho do Porto vintage clássico por década. Mas a primeiro do milénio foi especial e alguns produtores já vão na quarta: 2000, 2003, 2007 e agora 2009. Pedro Garcias foi provar alguns exemplares desta última.

A Fladgate Partnership sujeitou a exame público os Porto Vintage de 2009 das suas marcas Taylor`s, Fonseca e Croft e ainda o Taylor`s Vargellas Vinha Velha, dando-os a provar a meia dúzia de jornalistas portugueses. E o resultado...

Não era um exame qualquer. Em avaliação, estava uma das mais surpreendentes decisões do sector do vinho do Porto dos últimos anos: a de fazer uma quarta declaração de vintage clássico na primeira década deste milénio. Depois de o ter feito para as colheitas de 2000, 2003 e 2007, a empresa voltou a declarar vintage em 2009, contrariando uma tradição secular. 

Em toda a história de produção de vinho do Porto, só muito raramente houve na mesma década quatro vintages clássicos (vinhos de uma só colheita produzidos em anos de excepcional qualidade e que são engarrafados com as marcas principais de cada casa). A regra é haver duas a três declarações por década. Em 2009, apenas vão declarar Porto Vintage clássico a Fladgate e a Niepoort. O grupo Symington, o líder do sector, vai declarar vintage clássico unicamente para a sua marca Warre´s e por razões históricas, que se prendem com a celebração dos 200 anos das Guerras Peninsulares. 

"Um Porto vintage é uma cápsula do tempo e só o tempo vai dizer se fizemos ou não uma boa aposta. Mas nós acreditamos muito nestes vinhos", sublinhava David Guimaraens, o responsável enológico da Fladgate, negando a existência de qualquer motivação financeira por trás da decisão. "Com um vintage, não se brinca. A decisão foi tomada na sala de provas", assegurou. 

A Fladgate sabe que está a arriscar o seu prestígio com esta declaração, mas David Guimaraens parece muito seguro da opção, ao ponto de afirmar nunca ter feito "vinhos assim, tão aveludados, com tanta gordura de taninos". "São fabulosos. Não têm nada a ver com todos os outros vintages que fizemos desde 1992 [uma colheita lendária para a Taylor`s]", garante. 

A colheita de 2009 ficou marcada por baixos rendimentos na vinha e pela ocorrência de condições meteorológicas favoráveis a uma boa maturação das uvas e à acumulação de elevados níveis de açúcar nos bagos. A forma como a fermentação decorreu, com paragens antes da fortificação (adição de aguardente no mosto), levou os responsáveis da Fladgate a vislumbrarem semelhanças entre o ano de 2009 e a descrição do ano de 1820 feita por Álvaro Moreira da Fonseca, o criador do método de pontuação das vinhas destinadas a vinho do Porto: "Em 1820, as uvas extremamente saudáveis superaram os níveis habituais de maturação, os mostos, extraordinariamente densos, não foram capazes de fermentar uma quantidade considerável de açúcar, resultando em vinhos macios e mais doces que até então, vinhos encorpados e de excelente qualidade. Estes vinhos foram muito bem recebidos pelo mercado inglês." 

Para a prova dos seus vintages de 2009, a Fladgate colocou também em apreciação e confronto os vintages clássicos de 2000, 2003 e 2007 da Taylor´s, Croft e Fonseca e os vintages de 2000, 2004 e 2007 da Taylor´s Vargellas Vinha Velha, permitindo decifrar uma notável consistência de perfil em todas as marcas. Nos Croft, os mais singulares de todos, o que sobressai é o seu carácter floral e químico e a delicadeza de taninos; os Taylor´s distinguem-se pela exuberância da fruta, pela concentração e espessura, pelos taninos impetuosos; os Fonseca impressionam pela complexidade e intensidade de aroma, pela sofisticação, finesse e comprimento de boca; e os Vargellas Vinha Velha (ao contrário dos outros, este vintage é feito exclusivamente com uvas de uma vinha velha daquela quinta, situada no Douro Superior, pelo que não é considerado clássico) são intensamente perfumados e vigorosos. 

Os Vintages requerem tempo para se mostrar em toda a sua plenitude, mas os de 2000 e de 2003 estão já esplêndidos. Os de 2003, sobretudo o Taylor`s, impressionam pela "brutalidade" e intensidade que ainda revelam. Os de 2007 são mais sofisticados, confirmando a excelência do ano. Se tivéssemos que apostar nos vintages que vão durar mais e proporcionar, dentro de 40 a 50 anos, mais alegrias, escolheríamos, com toda a subjectividade da escolha, os Fonseca e os Taylor`s de 2003 e 2007. Mas, se fosse para beber agora, a opção recairia no fantástico Fonseca 2000.

E como se portaram os vintages de 2009? O Fonseca é um vinho de aroma licorado, cheio de sugestões de fruta vermelha muito madura e chocolate amargo, muito vegetal e fresco, com um grande volume de boca e taninos sedosos, mas poderosos, que lhe dão uma estrutura capaz de aguentar o efeito do tempo e o peso do prestígio do rótulo. O Taylor`s é mais delicado e fino do que é normal. Os taninos estão mais polidos e suaves e isso induz uma sensação de falta de poder que pode ser enganadora. Embora não provoque o mesmo "punch" tânico dos seus sucedâneos, tem o volume, a densidade e intensidade que se espera de um vintage novo de grande qualidade. O Croft é o mais "feminino" de todos. Tem uma textura acetinada, fruta muito expressiva e taninos elegantes. Mas parece algo curto e delgado de boca. Finalmente, o Taylor`s Vargellas Vinha Velha é um vinho muito maduro e perfumado, com belos taninos e uma acidez excelente, tendo em conta a origem das uvas. 

Há muitas tarefas fascinantes no mundo do vinho do Porto, mas a maior de todas é a de fazer um lote de vinho (juntar vinhos de várias proveniências) e antecipar a sua evolução futura. Adivinhar num vinho acabado de fazer potencialidades para evoluir dezenas de anos em garrafa e poder vir a alcançar uma qualidade extraordinária é uma competência e um dom só ao alcance de poucos. Bruce Guimarens era um desses prodígios e o seu filho, David Guimaraens, já mostrou estar à altura desse dom familiar. Se ele acredita que os vintages de 2009 da Fladgate são fabulosos, quem somos nós para duvidar? O tempo ditará a sua sentença.


O fabuloso Taylor`s de 1948 

A prova dos vintages de 2009 da Fladgate terminou com um jantar na casa particular da empresa e, entre outros vinhos, bebeu-se o admirável Scion, um Porto Tawny com 155 anos que a Taylor`s adquiriu a uma família de Prezegueda, na Régua. Perante este vinho, é difícil haver outro que possa brilhar mais. Mas a empresa guardou uma surpresa e serviu, a fechar, o Vintage de 1948 da Taylor`s. Um Porto do pós-guerra que parece viver uma juventude eterna. Simplesmente extraordinário. David Lopes Ramos iria adorar: o vinho é do seu ano de nascimento e a Taylor`s escolheu-o por isso mesmo. Um belo tributo. 

 

Via Público



publicado por olhar para o mundo às 08:23 | link do post | comentar

Quinta-feira, 16 de Junho de 2011

Após três meses de obras, abriu hoje ao público a praia artificial de Mangualde, um investimento privado que promete proporcionar um verão diferente nesta cidade do interior.

Entre miúdos e graúdos, muitos foram os que fizeram questão de ir à Live Beach logo no primeiro dia e experimentar mergulhar na piscina de água salgada com 1.200 metros quadrados e apanhar sol nos 10.856 metros quadrados do areal.

António Carvalho e a mulher vivem em Vila Nova de Gaia, tinham praia mais perto, mas não resistiram à curiosidade de conhecer este projeto da organizadora de eventos portuguesa Live it Well.

"Só faltam as ondas"

 

"Já sabia disto há três meses, vi na televisão. Como estava de férias disse à minha esposa para virmos ver, porque conhecia noutros países e vim ver se era igual", contou, aludindo a uma praia com o mesmo conceito, ainda que "muito maior", na África do Sul.

Na sua opinião, "é muito bom" uma cidade de interior como Mangualde ter acolhido este projeto: "Estou a gostar. O tempo está maravilhoso, a água está maravilhosa. Só faltam as ondas, mas acho que este ano ainda não as vão meter".

"Não é tão real, mas é bom para aqui, porque não há praia perto"

 

O jovem Miguel Santos, que costuma ir para praias de Lisboa, Aveiro e Algarve, pretende agora aproveitar as vantagens de ter água salgada e um vasto areal para jogar à bola na sua terra.

"Não é tão real, mas é bom para aqui, porque não há praia perto", disse o jovem, que estava no areal acompanhado de cinco colegas.

2,5 milhões e 67 colaboradores

 

O administrador da Live it Well, Rui Braga, prometeu que a Live Beach, um investimento que "passou os 2,5 milhões de euros", ficará em Mangualde nos próximos seis anos.

"Contamos com 67 pessoas colaboradoras empenhadas para que funcione e possa vender a experiência de praia num sítio onde ela não existe", frisou, lembrando que haverá animação diária, estando o cartaz musical a cargo do produtor Luís Jardim.

O presidente da autarquia, João Azevedo, mostrou-se satisfeito por, além de ter cumprido os prazos da obra, a Live it Well ter acatado o seu pedido de, "podendo comprar em Mangualde, não comprar fora".

Neste âmbito, disse que foram gastos em Mangualde "milhares e milhares de euros, em areia, madeira, metalomecânica, restauração, hotelaria, vestuário, na piscina, em todos os pormenores" do recinto, o que fortaleceu a economia local.

Praia aberta até 15 de setembro

 

Sublinhou também o facto de um "espaço degradado" ter sido transformado num "espaço que tem dimensão urbana", lembrando que se costumava dizer que "em Mangualde as pessoas se fechavam muito em casa" porque não lhes era dada a possibilidade de estarem juntas.

"E hoje, com um negócio de um privado, temos em Mangualde equipamento moderno para que, dos mais jovens aos mais idosos, possam conviver neste espaço", acrescentou.

A praia estará aberta até 15 de setembro, das 9h às 2h.


Veja a fotogaleria:

 

Via Expresso



publicado por olhar para o mundo às 17:25 | link do post | comentar

Violência e miséria extrema colocam o Afeganistão como o local mais perigoso do mundo para as mulheres, seguido pela República Democrática do Congo, a "capital das violações". 

 

O pior local do mundo para se nascer mulher é o Afeganistão, seguindo-se a República Democrática do Congo, o Paquistão e a Índia. A lista da fundação Thomson Reuters foi ontem divulgada.

 

Cuidados de saúde, violência sexual, violência não sexual, fatores culturais e religiosos, falta de acesso a recursos e tráfico foram os seis critérios levados em conta na TrustLaw Woman , a lista dos locais mais perigosos do mundo para as mulheres.

 

O Afeganistão surge no topo por se destacar em três destes critérios: a violência perpetrada por parte de funcionários do Estado, assistência médica e condições de vida miseráveis.

Violência sexual

 

A República Democrática do Congo (RDC) surge a seguir devido, sobretudo, aos números tremendos de violência sexual registados no ocidente do país, uma zona fracamente controlada pelas autoridades.

 

Mais de 400 mil mulheres são violadas anualmente na RDC, números que levaram as Nações Unidas a qualificar a região como a "capital mundial das violações".

 

A descrição dos ativistas dos direitos humanos é brutal. Referem que os grupos de milícias atacam mulheres de qualquer idade, de bebés de três anos a mulheres idosas. As mulheres são violadas por grupos, violadas com baionetas e com armas disparadas contra as vaginas.

 

"As estatísticas da RDC são claras sobre a situação: guerra em curso, recurso à violação como arma, recrutamento de mulheres soldados que são usadas como escavas sexuais", afirmou Clementina Cantoni, da missão da ECHO, departamento de auxílio humanitário da Comissão Europeia.

 

Situação que ocorre também no rescaldo da guerra que ocorreu entre 1998 e 2003 na RDC, um desastre humanitário que causou a morte de 5,4 milhões de pessoas.

Paquistão e Índia

O Paquistão ocupa o terceiro lugar, sobretudo, devido às práticas brutais, com base em rituais tribais e religiosos, que incluem queimar mulheres com ácidos, casamentos forçados de crianças, punições físicas e apedrejamentos de mulheres.

 

Mais surpreendente é que a Índia, um país em vias de se tornar numa superpotência económica, apareça em quarto lugar. Uma posição que se deve ao elevado número de infanticídio feminino e tráfico sexual.

 

Via Expresso



publicado por olhar para o mundo às 17:02 | link do post | comentar

O novo trabalho de Chico Buarque só chegará às lojas a 20 de Julho
O novo trabalho de Chico Buarque só chegará às lojas a 20 de Julho (Paulo Pimenta)

Os fãs do cantor e compositor Chico Buarque poderão, a partir da próxima segunda-feira, adquirir o direito ao novo álbum do artista, que será lançado no Brasil em 20 de Julho.

 

O direito, que corresponde à venda antecipada do disco em produção, dará ao fã-patrocinador o privilégio de ouvir antecipadamente a primeira faixa na internet, mas sem a possibilidade de a descarregar. 

Nos dias seguintes, quem investir no músico brasileiro terá acesso também a vídeos que mostram os bastidores da gravação do álbum. 

O direito custará 29,90 reais (13 euros) e será vendida pelo site www.chicobastidores.com.br.

A assessoria de imprensa do cantor disse à Agência Lusa que não é certo que os fãs estrangeiros de Chico Buarque tenham a opção de encomendar o disco por correio internacional caso adquiram o direito, já que “o foco da promoção é o território brasileiro”. 

O novo álbum do cantor, porém, deverá ser lançado também em Portugal. 

A venda de direitos pela internet é o instrumento da moda para o financiamento de bandas independentes. 

Segundo o jornal Folha de S. Paulo, Chico Buarque adotou o conceito como uma tentativa de diminuir o impacto da pirataria, não por precisar de dinheiro para lançar o disco. 

Nas vésperas do lançamento do disco no Brasil, o sítio na Internet sobre os bastidores da gravação deverá divulgar um vídeo por dia com as novas composições de Chico. 

O endereço na Internet já foi compartilhado por mais de 400 mil utilizadores da rede social Facebook. 

 

Via Público



publicado por olhar para o mundo às 08:00 | link do post | comentar

Quarta-feira, 15 de Junho de 2011
Sexo na internet ele e elas têm desejos diferentes

 

 


Um estudo realizado na Inglaterra resultou em um livro, "A Billion Wicked Thoughts". O conteúdo é o resultado de uma pesquisa sobre os interesses de homens e mulheres na internet. Foram apuradas as pesquisas mais populares de conteúdo de sexo na internet, mais de um bilhão de acessos foram estudados.

 

O resultado foi bastante surpreendente.

 

Foi revelado que homens têm um gosto diferente do que imaginamos. Um número significativo deles acessou vídeos adultos de mulheres acima do peso e mais velhas. Indicando um gosto mais exótico. A maioria dos conteúdos é dedicada a eles: há exibições de mulheres de 40, 50 e até 60 anos, porém as jovens ainda são preferência. Além disso, há imagens de transexuais e sexo homossexual.

 

A internet auxiliou na desmistificação dapornografia. O que antes era visto como perversão agora é mais bem visto pela sociedade. "Pela primeira vez os cientistas podem ver o que as pessoas ao redor do mundo fazem quando ninguém está olhando", afirmou Ogi Ogas, autor do livro, ao jornal "Daily Mail".

 

Uma das grandes diferenças entre homens e mulheres diz respeito ao conteúdo acessado. Enquanto o público masculino prefere vídeos e fotografias pornográficas, as mulheres gostam de histórias eróticas. Além disso, 75% dos homens se mostram dispostos a pagar para ter acesso a esses materiais. A mesma porcentagem de mulheres paga, ou pagariam, por acesso às suas preferências.

 

O autor afirma ter encontrado a resposta para a sua principal pergunta: "Qual é a diferença entre os desejos masculinos e femininos?" Segundo Ogi Ogas os desejos masculinos são definidos ainda na infância e não muda com o decorrer dos anos. Os desejos aos 75 anos são os mesmos de quando tinha 25 anos.

 

Os anseios sexuais femininos são muito volúveis. E podem variar no decorrer das décadas, meses e até mesmo dias, afirma o autor. "O interesse dela aos 25 anos pode ser completamente diferente aos 45 anos", disse o autor.

 

Via Vila Dois



publicado por olhar para o mundo às 21:05 | link do post | comentar

Letra
Só para afastar esta tristeza
para iluminar meu coração
falta-me bem mais tenho a certeza,
do que este piano e uma canção.


Falta me soltar na noite acesa
o nome que no peito me sufoca,
e queima a minha dor.


Falta-me solta-lo aos quatro ventos
para depois segui-lo por onde for,
ou então dize-lo assim baixinho
embalando com carinho,
o teu nome, meu amor.


Porque todo ele é poesia,
corre pelo peito como um rio
devolve aos meus olhos a alegria
deixa no meu corpo um arrepio,
porque todo ele é melodia
porque todo ele é perfeição.
É na luz que vem.


Falta-me dize-lo lentamente
falta soletra-lo devagar,
ou então bebe-lo como um vinho,
que dá força pro caminho
quando a força faltar.


Falta-me solta-lo aos quatro ventos
para depois segui-lo por onde for,
ou então dize-lo assim baixinho
embalando com carinho,
o teu nome, meu amor.


Porque todo ele é melodia
e porque todo ele é perfeição.
É na luz que vem.


Falta-me solta-lo aos quatro ventos
para depois segui-lo por onde for,
ou então dize-lo assim baixinho
embalando com carinho,
o teu nome, meu amor.


publicado por olhar para o mundo às 17:05 | link do post | comentar

A Korean Air acaba de receber o primeiro Airbus A-380. Veja aqui o vídeo promocional que acompanhia realizou para assinalar o evento.


publicado por olhar para o mundo às 17:02 | link do post | comentar

Che Guevara tornou-se num dos símbolos mais icónicos da revolução cubana
Che Guevara tornou-se num dos símbolos mais icónicos da revolução cubana (Reuters)

Che Guevara faria esta terça-feira 83 anos, e o aniversário está a ser celebrado em Cuba com o lançamento de “Diário de um Combatente”. São as notas escritas pelo guerrilheiro enquanto liderava a revolução na Sierra Maestra.

 

A bordo da embarcação Granma, com outros 82 guerrilheiros a bordo, Ernesto Che Guevara chegou a 2 de Dezembro de 1956 à praia cubana de Las Coloradas. Passariam mais de dois anos até que conseguisse, com Fidel Castro, derrubar a ditadura de Fulgencio Batista. Durante esses dias, enquanto pegava em armas e liderava a revolução na Sierra Maestra, foi tomando notas, escrevendo testemunhos e memórias de um momento histórico. 

São essas notas que hoje são publicadas em Cuba, em “Diário de um Combatente”, uma obra coordenada pelo Centro de Estudos Che Guevara dirigido pela viúva do guerrilheiro, Aleida March, e publicada pela editora australiana Ocean Press/Ocean Sur. Ao longo de 303 páginas, que culminam com o triunfo da luta armada a 1 de Janeiro de 1959, “todos os acontecimentos são narrados por aquele que foi um dos seus grandes protagonistas.”

Quem leu “Passagens da Guerra Revolucionária” não encontrará revelações extraordinárias – foi nestas mesmas notas que Che Guevara se baseou para escrever este livro. Mas, apesar de muitos dos textos já serem conhecidos, faltava uma obra em que estivessem juntos para que se pudessem percorrer todos os blocos de notas de Che. Ou quase todos.

Um grupo de blocos de notas, relativo a vários meses de luta armada, nunca veio parar aos arquivos do Centro de Estudos Che Guevara e não se sabe onde estará, recorda o diário espanhol “El País”. Apesar dessa falta, em “Diário de um Combatente” estão agora as observações e comentários, os relatos de combates, sucessos e escaramuças que marcaram a história da revolução cubana.

São notas dispersas, escritas a pensar num uso pessoal e não na publicação, adverte a editora. E são também relatos de um primeiro contacto com Cuba que, até então, Che Guevara só conhecia pelos olhos de Fidel Castro e do seu irmão e actual Presidente cubano, Raúl Castro, ou outros revolucionários cubanos que conhecera no México.

O tempo da guerrilha não terá permitido muita dedicação à escrita, por isso as notas de Che Guevara foram também revistas para corrigir algumas imprecisões, “como nomes de guerrilheiros ou datas”, contam responsáveis da editora. Para além disso foi também decidido juntar alguns documentos às notas do guerrilheiro para ajudar a compreender aqueles dias de revolta contra a ditadura em Cuba.

“O testemunho humano de grande valor que resulta desta leitura permite conhecer as percepções de Che sobre a realidade da ilha de Cuba, a sua cultura, identidade e contexto político”, adianta a editora no texto de apresentação do livro.

Che Guevara tinha 28 anos quando desembarcou em Cuba para derrubar o regime de Fulgencio Batista – nasceu em Rosario, na Argentina, a 14 de Junho de 1928. E a revolução começou no mesmo ano em que conheceu Fidel Castro, de cujo Governo veio a ser ministro da Indústria, tendo depois assumido a liderança do Banco Nacional de Cuba. 

Foi a luta armada na Sierra Maestra que inspirou o seu manual “Guerra de Guerrilha”, publicado em 1960, e “Passagens da Guerra Revolucionária” (1963). Em 1965 deixou Cuba e partiu para o então Congo belga (actual República Democrática do Congo), mas voltaria depois a Cuba antes de ir para a Bolívia, onde foi detido e depois assassinado aos 39 anos por um militar boliviano, a 9 de Outubro de 1967, quando comandava um grupo de guerrilheiros. Está sepultado em Santa Clara, a cerca de 280 quilómetros de Havana, num memorial de homenagem aos guerrilheiros da revolução cubana. 

 

Via Público



publicado por olhar para o mundo às 08:58 | link do post | comentar

mais sobre mim
posts recentes

Morreu Eusébio

Unesco consagra Dieta Med...

Morreu Nelson Mandela: A ...

Alejandro Sanz: 'A música...

Dulce Félix vice-campeã e...

Teatro, Festival de Almad...

Festim recebe Kimmo Pohjo...

Curta portuguesa entre as...

ARRISCA DEZ ANOS DE PRISÃ...

Maioria das mulheres alem...

arquivos

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Dezembro 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

comentários recentes
Ums artigos eróticos são sempre uma boa opção para...
Acho muito bem que escrevam sobre aquilo! Porque e...
Eu sou assim sou casada as 17 anos e nao sei o que...
Visitem o www.roupeiro.ptClassificados gratuitos d...
então é por isso que a Merkel nos anda a fo...; nã...
Soy Mourinhista, Federico Jiménez Losantos, dixit
Parabéns pelo post! Em minha opinião, um dos probl...
........... Isto é porque ainda não fizeram comigo...
Após a classificação de Portugal para as meias-fin...
Bom post!Eu Acho exactamente o mesmo, mas também a...
Posts mais comentados
links
blogs SAPO
subscrever feeds