Terça-feira, 22 de Fevereiro de 2011

Metade das crianças do ensino básico já viu programas com 'bolinha vermelha'

 

Um estudo sobre televisão e violência em crianças que frequentam o ensino primário revelou que quase metade das inquiridas já assistiu a um programa com «bolinha vermelha» e que a esmagadora maioria viu violência no pequeno ecrã.

A investigação Agressividade e violência em ecrãs e na vida real - atitudes e intenções em crianças do 1º ciclo foi realizada por finalistas do Mestrado Integrado de Medicina, na Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Nova de Lisboa: Hélder Nogueira, João Ferreira, João Theriága, Paulo Santos, Ricardo Leite e Sara Vidal.

O estudo, coordenado pelo pediatra Mário Cordeiro, baseou-se num inquérito a que responderam 165 crianças de uma escola pública do primeiro ciclo do ensino básico de Lisboa e demonstrou «uma relação entre determinadas preferências televisivas e algumas variáveis como o sexo, ter televisão no quarto, auto-percepção de se ficar mais violento por ver TV ou padrão de intenção agressivo perante adversidade ou frustração».

O documento, a que a Lusa teve acesso, refere que quatro em cada cinco (81,2 por cento) inquiridos já tinham visto algo violento na televisão e que praticamente metade (43,6 por cento) assumiu ter visto um programa com «bolinha vermelha».

Este é «um dado importante e que deverá suscitar alguma preocupação», escrevem os autores.

Praticamente todas as crianças (93,3 por cento) revelaram ter contacto frequente com a televisão e, quando questionadas sobre o aspecto que mais lhes agradava no herói de desenhos animados, mais de um terço (38,9 por cento) elegeu a característica de«salvar os inocentes», principalmente as raparigas.

Os rapazes preferem os «super poderes tão fixes que destroem tudo com estilo» e ainda o facto de os seus heróis de desenhos animados andarem «à luta com os maus». Os investigadores identificaram, por isso, «uma preferência do sexo masculino por comportamentos considerados violentos ou pelo menos mais agressivos».

A grande maioria das crianças (85 por cento) considerou «não ficar mais violenta por ver televisão» e, destas, 79 por cento consideraram que os amigos também não ficavam mais violentos.

A maioria das crianças (cerca de 62 por cento) afirmou ter restrições estabelecidas pelos pais quanto aos conteúdos da programação televisiva.

Cerca de metade (47,3 por cento) das crianças afirmou ter televisão no quarto e são mais estas que vêem programas como Wrestling,Morangos com Açúcar ou Casa dos Segredo», tendo os autores assumido que estes não são programas adequados ao grupo etário em questão.

«Este resultado parece sugerir que a presença de televisão no quarto poderá facilitar o visionamento de alguns programas globalmente considerados não próprios para estas idades, comparativamente às crianças que não têm televisão no quarto», lê-se no estudo.

Inquiridas sobre a sua reacção quando são contrariadas pelos pais - em termos de não poder jogar em consolas ou no computador - as crianças responderam maioritariamente que tentavam convencê-los ou, numa proporção ligeiramente inferior, que se resignavam e não agiriam em relação a isso.

Ao analisar os resultados estratificados por sexo, verifica-se que na opção mais escolhida - «partes tudo lá em casa» - a quase totalidade das crianças que optaram por esta resposta são do sexo masculino.

Lusa/SOL



publicado por olhar para o mundo às 08:00 | link do post

Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

mais sobre mim
posts recentes

Morreu Eusébio

Unesco consagra Dieta Med...

Morreu Nelson Mandela: A ...

Alejandro Sanz: 'A música...

Dulce Félix vice-campeã e...

Teatro, Festival de Almad...

Festim recebe Kimmo Pohjo...

Curta portuguesa entre as...

ARRISCA DEZ ANOS DE PRISÃ...

Maioria das mulheres alem...

arquivos

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Dezembro 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

comentários recentes
Ums artigos eróticos são sempre uma boa opção para...
Acho muito bem que escrevam sobre aquilo! Porque e...
Eu sou assim sou casada as 17 anos e nao sei o que...
Visitem o www.roupeiro.ptClassificados gratuitos d...
então é por isso que a Merkel nos anda a fo...; nã...
Soy Mourinhista, Federico Jiménez Losantos, dixit
Parabéns pelo post! Em minha opinião, um dos probl...
........... Isto é porque ainda não fizeram comigo...
Após a classificação de Portugal para as meias-fin...
Bom post!Eu Acho exactamente o mesmo, mas também a...
Posts mais comentados
links
blogs SAPO
subscrever feeds