Quarta-feira, 26 de Outubro de 2011

Ana Carvalheira é investigadora do ISPA

 

Ana Carvalheira é investigadora do ISPA

 

 

Ana Carvalheira, investigadora do Instituto de Psicologia Aplicada (ISPA), lidera uma investigação em conjunto com a Universidade de Zagreb e a Universidade de Tromso, para estudar comparativamente o interesse sexual masculino em Portugal, na Croácia e na Noruega.

Ao Ciência Hoje, a psicóloga explica que o objectivo é “conhecer os factores associados à falta de desejo sexual dos homens, que homens são estes, que idade têm, como é a qualidade das suas relações, se têm algum problema de saúde, como é a sua auto-imagem, entre outros”


Por outro lado, a investigadora pretende identificar as “razões subjacentes à falta de interesse sexual. Afinal, o que é que pode perturbar o desejo dos homens?”, questiona.

O estudo, que será feito através de um questionário online, “foi iniciado há 6 meses e a conclusão do mesmo depende de como correr a recolha da amostra”, afirma Ana Carvalheira.

Para além do questionário anónimo a 6000 homens distribuídos pelos três países, a segunda parte do estudo inclui uma metodologia qualitativa e os investigadores farão entrevistas “a alguns homens com dificuldades” no que respeita a desejo sexual.

A ideia para este trabalho surgiu no âmbito do trabalho de investigação de Ana Carvalheira sobre sexualidade feminina e sobre diferenças de género. “A vivência do sexo é diferente entre homens e mulheres, mas acho que muitas dessas diferenças estão a esbater-se no actual contexto de transformação social a nível das relações amorosas e eróticas”, diz a investigadora. Para além disso, “tenho visto na minha prática clínica alguns homens jovens com queixas de desinteresse sexual, muito semelhantes à das mulheres. E os mecanismos do interesse e da excitação sexual não são ainda bem conhecidos”, acrescenta.

De acordo com a psicóloga, a investigação é importante “na forma de encarar as relações amorosas e sexuais, num contexto de mudança a nível dos papéis de género, ou seja, o que é suposto ou o que se espera do homem e da mulher”.

Este estudo liderado por Portugal “terá implicações clínicas no sentido de permitir intervir melhor neste tipo de problemas. E ainda evitar o surgimento de outras disfunções sexuais”, conclui.
Via Ciência hoje


publicado por olhar para o mundo às 21:13 | link do post

Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

mais sobre mim
posts recentes

Morreu Eusébio

Unesco consagra Dieta Med...

Morreu Nelson Mandela: A ...

Alejandro Sanz: 'A música...

Dulce Félix vice-campeã e...

Teatro, Festival de Almad...

Festim recebe Kimmo Pohjo...

Curta portuguesa entre as...

ARRISCA DEZ ANOS DE PRISÃ...

Maioria das mulheres alem...

arquivos

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Dezembro 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

comentários recentes
Ums artigos eróticos são sempre uma boa opção para...
Acho muito bem que escrevam sobre aquilo! Porque e...
Eu sou assim sou casada as 17 anos e nao sei o que...
Visitem o www.roupeiro.ptClassificados gratuitos d...
então é por isso que a Merkel nos anda a fo...; nã...
Soy Mourinhista, Federico Jiménez Losantos, dixit
Parabéns pelo post! Em minha opinião, um dos probl...
........... Isto é porque ainda não fizeram comigo...
Após a classificação de Portugal para as meias-fin...
Bom post!Eu Acho exactamente o mesmo, mas também a...
Posts mais comentados
links
blogs SAPO
subscrever feeds