Terça-feira, 24 de Janeiro de 2012
Animal sentou-se numa esplanada mas fugiu pouco depois
Animal sentou-se numa esplanada mas fugiu pouco depois (Pedro Cunha)
Um animal, que poderia ser uma lontra, esteve alguns minutos numa esplanada da Foz do Porto, por volta das 12h30, e depois desapareceu no mar. Autoridades estranham a situação e estarão atentas a um regresso do animal àquela zona da costa.

Cerca das 12h30, um funcionário da Pizza Hut chamou a Polícia Marítima por causa de um animal, parecendo uma lontra, que estava na zona das esplanadas já há algum tempo, despertando a curiosidade de muitos. Ilda Martins, que testemunhou a incursão do animal pelas praias do Porto, contou à Agência Lusa que o mamífero “saiu do mar, deslocou-se até à esplanada e sentou-se numa cadeira”.

"Quando chegámos ao local, o animal, que nos pareceu ser uma lontra, estava a fugir das pessoas, que se juntaram muito a ele e depressa desapareceu no mar. Foi tudo muito rápido", disse ao PÚBLICO um dos dois agentes destacados para confirmar a veracidade da situação.

O animal parecia estar de boa saúde, uma vez que se movia com facilidade e rapidez, garantiu ainda.

Identidade desconhecida

De momento resta a dúvida sobre a identidade do animal. Em Portugal não existem lontras marinhas (Enhydra lutris), mas apenas lontras de rio (Lutra lutra), espécie classificada como Pouco Preocupante no Livro Vermelho dos Vertebrados de Portugal.

Élio Vicente, biólogo do Zoomarine, disse ao PÚBLICO que não sabe ao certo o que se passou mas que este poderá ter sido o caso de uma lontra de rio que foi arrastada pelas águas até à foz e ao mar. "A lontra de rio não pode estar no mar porque não lida bem com a água salgada nem com a ondulação ou com as correntes. O que pode ter acontecido é o animal ter tentado sair da água", assustando-se depois com as pessoas, acrescentou.

A bióloga do Instituto de Conservação da Natureza e da Biodiversidade Marina Sequeira, também estranhou a situação. "Não é normal aparecerem lontras no mar", disse ao PÚBLICO. Mas tendo em conta que não está disponível nenhuma identificação credível do animal, a especialista prefere aguardar que a espécie volte a aparecer para se pronunciar. "Num momento em que tudo aconteceu muito rápido, é fácil confundir uma lontra com uma foca juvenil. É preciso esperar". 

A Polícia Marítima e o ICNB estão em alerta para eventuais novos casos naquela região.

 

Via Público



publicado por olhar para o mundo às 19:46 | link do post | comentar

mais sobre mim
posts recentes

Morreu Eusébio

Unesco consagra Dieta Med...

Morreu Nelson Mandela: A ...

Alejandro Sanz: 'A música...

Dulce Félix vice-campeã e...

Teatro, Festival de Almad...

Festim recebe Kimmo Pohjo...

Curta portuguesa entre as...

ARRISCA DEZ ANOS DE PRISÃ...

Maioria das mulheres alem...

arquivos

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Dezembro 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

comentários recentes
Ums artigos eróticos são sempre uma boa opção para...
Acho muito bem que escrevam sobre aquilo! Porque e...
Eu sou assim sou casada as 17 anos e nao sei o que...
Visitem o www.roupeiro.ptClassificados gratuitos d...
então é por isso que a Merkel nos anda a fo...; nã...
Soy Mourinhista, Federico Jiménez Losantos, dixit
Parabéns pelo post! Em minha opinião, um dos probl...
........... Isto é porque ainda não fizeram comigo...
Após a classificação de Portugal para as meias-fin...
Bom post!Eu Acho exactamente o mesmo, mas também a...
Posts mais comentados
links
blogs SAPO
subscrever feeds