Quarta-feira, 16 de Março de 2011
Para combater a obesidade comer como no Paleolítico!?
 
De acordo com a dieta proposta pelo economista americano, Arthur De Vany, no livro The New Evolution Diet, o ser humano deve comer apenas aquilo que poderia caçar ou tirar da terra, como um homem das cavernas.

Há pelo menos duas décadas, De Vany, que lecciona na Universidade da Califórnia, segue uma dieta paleolítica semelhante à de um Fred Flinstone moderno: muita carne, frutas e vegetais.

O argumento principal dos defensores desta ementa - inspirada na alimentação humana de há 40 mil anos atrás - é o de que o DNA humano não está adaptado para comer alimentos industrializados.

De Vany explica que, hoje em dia, «vivemos mais tempo do que no Paleolítico, mas passamos a maior parte da vida doentes».Na sua opinião, a forma de evitar as doenças crónicas e a obesidade é praticando um regime alimentar que seria praticado há 500 gerações atrás.

O investigador português Pedro Carrera Bastos, da Universidade de Lund, na Suécia, concorda: «As necessidades dietéticas são determinadas geneticamente. As alterações ambientais, sociais e culturais dos últimos 10 mil anos são recentes numa escala evolucionista» e explica que 70% das calorias ingeridas hoje são de alimentos que não existiam.

De acordo com a edição online da Folha de São Paulo, Loren Cordain, investigador de Ciências da Saúde da Universidade do Colorado (EUA), é um dos grandes defensores desta dieta.

Em 2002, lançou o livro The Paleo Diet, com receitas para «perder peso e ganhar saúde». No início do livro explica: «Não inventei esta dieta, ela está inscrita nos nossos genes», diz, no começo do livro.

A paleodieta tem algumas premissas polémicas. Para além de desconstruir a pirâmide alimentar tradicional, recomenda que períodos de jejum sejam alternados com refeições fartas e momentos de exercício espaçados por grandes momentos de ócio.

Os hidratos de carbono ingerido são apenas aqueles que estão presentes nas frutas. Os cereiais estão totalmente proibidos, incluindo a soja e o trigo, porque acreditam que todos os cereais têm efeitos adversos.

Os nutricionistas, bem como as organizações internacionais de saúde, discordam.

 

Via SOL



publicado por olhar para o mundo às 14:35 | link do post

Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

mais sobre mim
posts recentes

Morreu Eusébio

Unesco consagra Dieta Med...

Morreu Nelson Mandela: A ...

Alejandro Sanz: 'A música...

Dulce Félix vice-campeã e...

Teatro, Festival de Almad...

Festim recebe Kimmo Pohjo...

Curta portuguesa entre as...

ARRISCA DEZ ANOS DE PRISÃ...

Maioria das mulheres alem...

arquivos

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Dezembro 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

comentários recentes
Ums artigos eróticos são sempre uma boa opção para...
Acho muito bem que escrevam sobre aquilo! Porque e...
Eu sou assim sou casada as 17 anos e nao sei o que...
Visitem o www.roupeiro.ptClassificados gratuitos d...
então é por isso que a Merkel nos anda a fo...; nã...
Soy Mourinhista, Federico Jiménez Losantos, dixit
Parabéns pelo post! Em minha opinião, um dos probl...
........... Isto é porque ainda não fizeram comigo...
Após a classificação de Portugal para as meias-fin...
Bom post!Eu Acho exactamente o mesmo, mas também a...
Posts mais comentados
links
blogs SAPO
subscrever feeds