Sexta-feira, 15 de Abril de 2011
Mouraria vai ter novo espaço para apoiar moradores mais desfavorecidos e promover reabilitação urbana do bairro
 

Os moradores mais desfavorecidos do bairro lisboeta da Mouraria vão dispor no final deste ano de um novo espaço onde poderão consultar a Internet ou aceder a uma biblioteca, anunciou hoje aAssociação Renovar a Mouraria (ARM).

 

“O Edifício Manifesto é um espaço onde pretendemos desenvolver atividades de âmbito social junto das comunidades mais desfavorecidas do bairro. Ao mesmo tempo esperamos que seja um impulso para que haja uma regeneração urbana na Mouraria”, explicou à agência Lusa a presidente da ARM, Inês Andrade.

 

A recuperação do edifício vai ser feita em colaboração com a Associação de Arquitetura Artériae terá um custo de cerca de 150 mil euros, dispondo de uma de uma cafetaria com biblioteca, sala de leitura e de uma sala multifuncional, que os responsáveis querem que seja um “pólo de integração” e convívio.

 

“Quando há três anos a associação começou a trabalhar deparou-se com problemas graves de degradação urbanística, com muitas casas devolutas, falta de vida e muitos problemas sociais ligados ao álcool e à toxicodependência. É esse ciclo que queremos inverter. Queremos tornar a Mouraria num lugar melhor capaz de atrair novos moradores”, sublinhou.

 

As obras do Edifício Manifesto, que se vão prolongar ao longo de 36 semanas, vão ser registadas em vídeo e, posteriormente, transformadas num documentário.

 

“A mensagem que queremos transmitir é que não é preciso muito dinheiro para recuperar um equipamento urbano. Queremos que esta obra seja um exemplo e que possamos de dentro para fora reabilitar a Mouraria”, reiterou.

 

Fundada em 2008 a Associação Renovar Mouraria conta com mais de 100 sócios e cerca de 40 voluntários ativos, tendo como objetivo contribuir para a defesa, preservação e reabilitação do património histórico e cultural daquele bairro lisboeta, onde se estima viverem cerca de 30 mil pessoas.

 

Entre as várias atividades já realizadas pela Associação Renovar a Mouraria destaca-se a organização de um concurso de fado, a criação do jornal Rosa Maria e a realização do festival Rota das Tasquinhas.

 

Via Ionline



publicado por olhar para o mundo às 08:03 | link do post

Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

mais sobre mim
posts recentes

Morreu Eusébio

Unesco consagra Dieta Med...

Morreu Nelson Mandela: A ...

Alejandro Sanz: 'A música...

Dulce Félix vice-campeã e...

Teatro, Festival de Almad...

Festim recebe Kimmo Pohjo...

Curta portuguesa entre as...

ARRISCA DEZ ANOS DE PRISÃ...

Maioria das mulheres alem...

arquivos

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Dezembro 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

comentários recentes
Ums artigos eróticos são sempre uma boa opção para...
Acho muito bem que escrevam sobre aquilo! Porque e...
Eu sou assim sou casada as 17 anos e nao sei o que...
Visitem o www.roupeiro.ptClassificados gratuitos d...
então é por isso que a Merkel nos anda a fo...; nã...
Soy Mourinhista, Federico Jiménez Losantos, dixit
Parabéns pelo post! Em minha opinião, um dos probl...
........... Isto é porque ainda não fizeram comigo...
Após a classificação de Portugal para as meias-fin...
Bom post!Eu Acho exactamente o mesmo, mas também a...
Posts mais comentados
links
blogs SAPO
subscrever feeds