Sexta-feira, 23.03.12
Sá Pinto, não há melhor que o Sporting... só o Gil Vicente, o Setúbal, o .....

 

Sá Pinto, treinador do Sporting, garantiu nesta sexta-feira que ainda não enfrentou nenhuma equipa que tivesse sido superior aos "leões".

“Ainda não encontrei nenhuma equipa desde que cá estou que tenha sido superior ao Sporting, nem em termos de qualidade de jogo, nem em termos de oportunidade, nem em posse de bola. Temos sido muito penalizados e acho que esta equipa não merece”, disse o treinador sportinguista, que defendeu que quando a equipa se desconcentra é muito penalizada.

Na antevisão do jogo com o Feirense, “lanterna vermelha” da prova, Sá Pinto garantiu que a derrota da última jornada no terreno do Gil Vicente (2-0) teve “reflexos normais”. “Os jogadores do Sporting gostam de ganhar e de fazer jogos perfeitos e isso passava pelo último jogo, queríamos muito ganhar, não conseguimos. [A derrota] Teve reflexos normais numa equipa que quer ganhar, mas continuamos confiantes e empenhados”, disse.

Sá Pinto considerou que o Sporting que eliminou o Manchester City da Liga Europa é o mesmo que na passada segunda-feira foi derrotado em Barcelos. “Não acho que esta equipa tenha duas caras, a equipa tem estado sempre de uma forma séria e profissional a encarar todos os jogos”, disse.

Para o encontro de sábado, às 20h15, Sá Pinto disse esperar um Feirense “organizado, combativo, forte nas bolas paradas, com jogadores muito rápidos no momento da transição, e certamente, muito motivado”.

Sem querer comentar a arbitragem polémica de Bruno Paixão no embate com o Gil Vicente, Sá Pinto desejou que no encontro de sábado o árbitro Vasco Santos (Porto) “faça um grande trabalho e seja uma mais-valia para o confronto”.

Com a equipa no quinto lugar da Liga, a 15 pontos do FC Porto, líder, Sá Pinto não quis estabelecer metas para a Liga, garantindo que o Sporting “pensa no próximo jogo e em conquistar a vitória”.

Sá Pinto admitiu que os nove jogos que a equipa disputou em 33 dias têm sido “violentos”, mas assegurou que “os jogadores estão envolvidos e querem estar sempre bem”.

O técnico assegurou que tem alternativas no plantel, mas reconheceu que, em alguns casos, as mudanças podem afectar a dinâmica da equipa. “As mudanças, se forem muitas, podem não ajudar na dinâmica da equipa. Temos que ter cuidado na forma como preparamos o jogo, porque a equipa está com boa dinâmica”.

O Sporting ocupa a quinta posição da Liga, com 41 pontos, menos um que o Marítimo, quarto classificado, e menos 15 que o FC Porto, líder da prova.

O Feirense, que não ganha há 10 jogos, é o “lanterna vermelha” da competição, com 17 pontos.

 

Via Público



publicado por olhar para o mundo às 20:34 | link do post | comentar

Quinta-feira, 22.03.12

Jesus acredita que o Sporting ainda tem uma palavra a dizer neste campeonato

O treinador do Benfica, Jorge Jesus, analisou nesta quinta-feira o que falta jogar no campeonato e apontou o Sporting como a equipa que pode decidir o campeão.


Jesus recordou que o Sporting ainda vai jogar com as três equipas que ainda podem ganhar o campeonato e, por isso, considerou que o clube de Alvalade pode ter uma palavra a dizer em relação ao futuro campeão: “O Sporting pode ser decisivo. É um adversário forte, que pode parar qualquer um dos candidatos ao título. Penso que o seu grande objectivo é a Liga Europa, mas contra o Benfica deixa de haver Liga Europa, pois são os dois grandes rivais e vamos ter muitas dificuldades”, alertou.

O treinador "encarnado" sublinhou ainda que a margem de erro é cada vez menor e, por isso, frisou a importância da partida contra o Olhanense, um clube treinado por um técnico que Jesus elogiou. "O Benfica quer recuperar a primeira posição e este é um jogo de grande importância. Primeiro porque Olhanense é forte, e depois porque temos de somar os três pontos para continuarmos a pensar que temos todas as possibilidades de chegar ao primeiro lugar”, começou por dizer Jesus, para depois acrescentar: "Os nossos rivais, como Sporting e FC Porto, não ganharam em Olhão. Têm uma boa equipa e um treinador com gosto especial e com qualidade para as novas funções. O Sérgio vai dar treinador, tem vocação.”

O técnico benfiquista reafirmou que todas as equipas envolvidas na luta pelo título têm a mesma ambição, mas lembrou que o Benfica ainda está envolvido em outras competições. “Nesta altura todos estão com a mesma ambição. Pode haver factores que façam com que o Benfica tenha que ter mais cuidado, pois eles jogam de semana e nós, felizmente, temos jogos a meio da semana”, referiu.

Gostava que o Cardozo continuasse

O técnico deixou ainda elogios ao avançado Óscar Cardozo, afirmando que espera poder continuar a contar com o internacional paraguaio: “O Cardozo é um goleador e potencializámos qualidades que achámos importantes que ele adquirisse. É um jogador que os adeptos do Benfica, às vezes, não compreendem, mas o Cardozo é muito importante para o Benfica. Ele decide jogos e gostava que ele continuasse”, disse.

Sobre a final da Liga dos Campeões no Estádio da Luz em 2014, Jorge Jesus deixou apenas uma garantia: “Gostava de lá estar como treinador, mas de certeza que pelo menos vou estar como espectador”.

 

Via Público



publicado por olhar para o mundo às 21:26 | link do post | comentar

Terça-feira, 20.03.12

Sporting quer Bruno Paixão banido


O presidente do Sporting considera que o árbitro Bruno Paixão é “incompetente” e devia ser “irradiado” do futebol, após o encontro da 23.ª jornada da Liga, que os “leões” perderam (2-0) no terreno do Gil Vicente.


“É muito triste preparar um jogo durante a semana e chegar ao final de semana e sermos arbitrados por um árbitro incompetente, que não devia estar no futebol nacional e não devia arbitrar seja um jogo do Sporting ou outro qualquer. É um indivíduo que devia ser irradiado do futebol português”, disse à Lusa Luís Godinho Lopes.

No encontro que encerrou a ronda, o árbitro setubalense Bruno Paixão assinalou duas grandes penalidades contra o Sporting – uma delas resultou no segundo golo da formação de Barcelos – e expulsou o médio holandês Schaars.

“Não é possível estar numa actividade em que todos procuramos trabalhar com seriedade e isenção, em que se procura fazer investimentos fortíssimos, e depois verificarmos que há incompetentes nesta mesma actividade a prejudicar o desempenho das equipas que no dia-a-dia trabalham para dar o seu melhor em campo. O que se passou em Barcelos foi mau demais para ser verdade, o Sporting sente-se lesado e prejudicado. É uma vergonha”, frisou Godinho Lopes.

O presidente “leonino” afirmou ainda que o “Sporting tem sido prejudicado jogo após jogo”, destacando “as atitudes tomadas, muitas vezes de forma conjunta, para poder prejudicar o Sporting”.

“Haja uma atitude completamente isenta”

“Não nos interessa estar na Liga da verdade à frente, interessa-nos é que haja uma atitude completamente isenta quando estão a arbitrar jogos do Sporting. Isto hoje foi mau demais para ser verdade”, considerou também o presidente do Sporting.

Para Godinho Lopes, a “quebra” da equipa “verde e branca”, após a motivadora passagem aos quartos-de-final da Liga Europa, selada no terreno dos ingleses do Manchester City (2-3, após 1-0 em casa), ficou a dever-se à “má qualidade” da arbitragem.

“Uma equipa quando vem para um jogo, vem com moral e preparada para o poder realizar. Quando começa a sofrer adversidades dentro de campo, por questões que não têm a ver com o que pratica mas com a má qualidade de um terceiro interveniente, que é um árbitro, é evidente que a equipa vai desmoralizando, jogo após jogo”, explicou ainda Godinho Lopes.

Após a derrota em Barcelos, a quinta como visitante na temporada, o Sporting caiu para a quinta posição da Liga, com 41 pontos, menos um do que o Marítimo, quarto, e a 14 de Benfica e Sporting de Braga, segundo e terceiro, e a 15 do líder FC Porto. O Gil Vicente ascendeu ao nono lugar, contando 26.

 

Via Público



publicado por olhar para o mundo às 08:26 | link do post | comentar

Sexta-feira, 16.03.12

Sporting vai jogar com o Metalist

O sorteio dos quartos-de-final da Liga Europa colocou o Metalist, da Ucrânia, no caminho do Sporting. O primeiro jogo será em Alvalade.


O vencedor da eliminatória jogará nas meias-finais com o Atlético de Madrid ou com o Hannover, primeiro em casa. 

Foi, teoricamente, um bom sorteio para o Sporting, que surpreendeu o Manchester City na ronda anterior. 

O adversário do Sporting está no terceiro lugar do campeonato ucraniano, com menos sete pontos do que o comandante Dínamo Kiev.

A equipa de Kharkiv realizou até agora uma grande campanha na Liga Europa. Ganhou o play-off com o Sochaux (resultado total de 4-0), conquistou o Grupo G, no qual também participaram o AZ, o Áustria Viena e Malmö, com quatro vitórias e dois empates, e depois eliminou o Red Bull Salzburg (8-1) e, por fim, o Olympiacos (ganhou 1-2 fora depois de perder em casa por 0-1).

Os melhores marcadores da equipa na competição são o argentino Jonathan Cristaldo, com seis golos, e o ucraniano Marko Devic, com cinco.

O médio José Ernesto Sosa, um dos seis argentinos do clube, é, segundo a UEFA, o líder das assistências do torneio, com cinco passes para golo.

A primeira mão vai disputar-se a 29 Março, em Alvalade, e a segunda mão a 5 Abril no Estádio Metalist.

Todos os jogos dos quartos-de-final vão opor equipas que nunca se defrontaram oficialmente.

Quartos-de-final
1: AZ-Valência
2: Schalke-Athletic Bilbau 
3: Sporting-Metalist Kharkiv
4: Atlético de Madrid-Hannover

Meias-finais
Vencedor 4- Vencedor 1
Vencedor 3- Vencedor 2 

 

Via Público



publicado por olhar para o mundo às 13:00 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Quinta-feira, 15.03.12

Sporting elimina Manchester City em jogo com cinco golos

O Sporting apurou-se esta noite para os quartos-de-final da Liga Europa. Esteve a ganhar por 2-0 em Manchester, perdeu por 3-2 mas segue em frente após uma segunda parte de grande sofrimento.


A primeira oportunidade de golo para os “leões” surgiu na sequência de um canto, com Xandão a cabecear ligeiramente ao lado da baliza. Foi o primeiro aviso da equipa portuguesa, que mostrou sempre mais clarividência que os ingleses na hora de atacar.

Balotelli estava trapalhão na frente e trapalhão atrás. Foi assim no lance de que resultou o primeiro golo do jogo. Em vez de acompanhar a descida de Insúa no terreno, decidiu carregar o argentino pelas costas. Na cobrança do livre, Matías aproveitou o excesso de confiança de Joe Hart e fez o 0-1, aos 33’.

O City, que até então não conseguira libertar-se das amarras impostas pelo Sporting, ficou ainda mais trôpego e desleixado. Kolarov perdeu um lance individual na esquerda, não teve apoio no eixo quando Izmailov fugiu e o russo ficou com tempo e espaço para cruzar cirurgicamente para Wolfswinkel fazer o 0-2, aos 40’.

Roberto Mancini, no banco, limitava-se a abanar a cabeça mas o resultado limitava-se a espelhar a exibição mais conseguida dos “leões”.

No segundo tempo, o treinador dos “citizens” alargou a frente de ataque ao lançar Dzeko. E o Sporting abriu a primeira brecha na defesa aos 59’, quando Micah Richards atraiu as atenções da defesa leonina para deixar Aguero solto no coração da área. O internacional argentino atirou de primeira para o 1-2.

Já com Nasri em campo, o City carregou e chegou ao 2-2 na sequência de uma grande penalidade mal assinalada e cobrada por Balotelli, aos 75’. Pouco depois, Aguero fugiu pela esquerda, ganhou um canto e, na sequência do lance, desviou para a baliza um desvio de cabeça ao primeiro poste. Foi aos 81’. 

Aos 83’, Dzeko cabeceou para fora após passe de Kolarov. Aos 87’, foi um lance semelhante, mas com Balotelli a cabecear para fora. O City insistia, o Sporting resistia. Um, dois, três minutos. Até aos 90’. Até garantir um lugar nos quartos-de-final.

 

Via Público



publicado por olhar para o mundo às 23:10 | link do post | comentar

Liga Europa,  Sá Pinto acredita que é possivel

O treinador do Sporting acredita no apuramento para os quartos-de-final da Liga Europa, apesar do valor do Manchester City.


Na antecipação do jogo de quinta-feira, da segunda mão dos oitavos-de-final da Liga Europa, em Manchester (20h05, SIC), o técnico mantém a “convicção” na qualificação e prometeu uma postura “igual ao primeiro jogo”, que terminou com uma vitória por 1-0.

“O acreditar e a postura dos jogadores, a forma como demonstraram esse acreditar no primeiro jogo foi o suficiente para chegar à segunda mão desta eliminatória com a possibilidade de passarmos”, vincou Sá Pinto.

Porém, também se mostrou consciente de que o Manchester City é “forte, vai jogar em casa, vai estar motivado, vai querer mudar a história deste jogo, vai querer marcar e passar a eliminatória”. “Tem muitos argumentos em termos técnicos, quer individual quer colectivamente para o fazer, e sabemos da sua valia”, vincou o treinador português sobre o segundo classificado da Premier League.

Mesmo assim, o técnico disse que é preciso “continuar a acreditar” porque “tudo é possível em alta competição”.

 

Via Público

 



publicado por olhar para o mundo às 08:41 | link do post | comentar

Domingo, 11.03.12

Sporting goleia Guimarães

O avançado holandês abriu caminho à vitória (5-0) do Sporting sobre o V. Guimarães. Matías Fernández, Izmailov e Jeffrén fizeram os restantes golos.


Desde a distante décima jornada que Ricky van Wolfswinkel não marcava para o campeonato. Na altura, a 6 de Novembro, marcou à União de Leiria. De então para cá fez um golo na Liga Europa e três na Taça de Portugal.

Mas neste domingo os adeptos “leoninos” voltaram a festejar um golo do avançado holandês. Wolfswinkel inaugurou o marcador na recepção ao Vitória de Guimarães, aos 21’, regressando aos golos no campeonato quatro meses depois.

Depois de uma boa exibição na primeira mão dos oitavos-de-final da Liga Europa, frente ao Manchester City (vitória por 1-0), o Sporting mostrou-se moralizado e em bom nível. A equipa de Sá Pinto chegou ao 2-0 na segunda parte, por Matías Fernández.

O terceiro golo dos “leões” surgiu aos 70’, por Izmailov. O russo transformou uma grande penalidade a castigar falta de João Alves sobre Wolfswinkel.

Mas ainda não se tinham esgotado os golos em Alvalade. Aos 81’, num disparo de fora da área, Jeffrén (que tinha entrado em campo instantes antes, a substituir Izmailov) marcou o segundo golo com a camisola do Sporting. E o mesmo jogador “bisou” na partida aos 89’, fazendo o 5-0 final na conclusão de uma jogada individual.

Desde Outubro que o Sporting não marcava mais de três golos numa partida. Na altura, os “leões” receberam e bateram o Gil Vicente por 6-1. Com o triunfo sobre o Vitória de Guimarães, a equipa de Sá Pinto passa a somar 41 pontos, mantendo-se empatada com o Marítimo no quarto lugar da classificação.

 

Via Público



publicado por olhar para o mundo às 22:43 | link do post | comentar

Quinta-feira, 08.03.12
Liga EuropaUm golo ao Manchester City alimenta o sonho sportinguista

Sporting impôs-se ao actual líder do campeonato inglês e fica em vantagem para a segunda mão dos oitavos-de-final da Liga Europa.


Será na frente da eliminatória que o Sporting irá a Inglaterra lutar pelo apuramento para os quartos-de-final da Liga Europa com o actual primeiro classificado da Premier League.

Num jogo equilibrado, mas em que os “leões” nunca se amedrontaram face à constelação de estrelas do adversário, o Sporting chegou à preciosa vantagem num golo apontado por Xandão que, de calcanhar, aproveitou uma defesa incompleta do guarda-redes do City.

Frente ao carrasco do FC Porto na competição, que também dispôs de algumas ocasiões de golo em Alvalade, a equipa de Sá Pinto foi aguerrida e conseguiu contrariar os perigosos contra-ataques do adversário.

A única nota negativa para os “leões” é o cartão amarelo mostrado a João Pereira, que impedirá o internacional português de alinhar no encontro da segunda mão. 

 

Via Publico



publicado por olhar para o mundo às 20:00 | link do post | comentar

Quarta-feira, 07.03.12

Sá Pinto e o jogo com o City: “Não tememos ninguém”


O treinador do Sporting, Ricardo Sá Pinto, afirmou que o “segredo” para vencer na quinta-feira o Manchester City, em jogo da Liga Europa de futebol, passa pela organização e pelo “espírito de sacrifício, união e rigor”.


“É um adversário logicamente difícil. O segredo para o ultrapassar tem a ver com a forma organizada como vamos estar dentro do campo, como vai ser interpretado o que vai ser pedido ao longo do jogo, com espírito de sacrifício, união e rigor”, disse.

Na antevisão ao encontro da primeira mão dos oitavos-de-final da Liga Europa, Sá Pinto considerou que, “através da estratégia que está pensada”, para o embate com o líder da liga inglesa, o Sporting poderá “ter um resultado positivo”.

“Teremos que estar no máximo das nossas faculdades e colectivamente temos que funcionar como é pedido. Conto com a postura da equipa”, afirmou Sá Pinto, que no sábado averbou frente ao Vitória de Setúbal a primeira derrota no comando técnico dos “leões”.

Sá Pinto, que se manifestou “confiante” na equipa, garantiu conhecer bem o adversário, mas recusou atribuir favoritismo aos ingleses, que na ronda anterior afastaram o FC Porto, com um agregado de 6-1 nos dois encontros.

“Estou focado no que a equipa pode, quer e vai fazer. Conheço bem o adversário, é forte, vai em primeiro na Liga [inglesa], com mais golos marcados, menos sofridos, tem jogadores fortes em todos os sectores”, disse, acrescentando: “Somos o Sporting, jogamos em casa, não tememos ninguém”.

O guarda-redes Rui Patrício admitiu que o encontro “vai ser complicado”, mas, tal como o treinador, apontou o espírito de equipa como uma das qualidades do Sporting.

“Vai ser um jogo muito complicado. Sabemos que o Manchester City é uma equipa muito forte, mas nós somos o Sporting, vamos jogar em casa, e vamos lutar até ao fim fortes e unidos”, afirmou o internacional português.

Rui Patrício assegurou que a “equipa sabe o que falhou na derrota (1-0) com o Vitória de Setúbal” e não se vai deixar abalar pelo desaire da última jornada.

“Sabemos o que é que falhou neste jogo (com Vitória de Setúbal) e acredito que não nos vai abalar, somos profissionais e vamos demonstrar amanhã (quinta-feira) que somos uma excelente equipa”, afirmou Rui Patrício.

O encontro da primeira mão dos “oitavos” da Liga Europa entre o Sporting e o Manchester City disputa-se pelas 18h (SIC) de quinta-feira, no estádio José Alvalade, sob arbitragem do espanhol Carlos Velasco Carballo.

O jogo da segunda mão está agendado para 15 de Março, em Manchester. 

 

Via Público



publicado por olhar para o mundo às 18:24 | link do post | comentar

Domingo, 04.03.12

Um mau Sporting e muita polémica na primeira derrota da era Sá Pinto


Um golo sofrido que deixou algumas dúvidas, uma exibição horrível durante meia parte, um penálti falhado, pouco futebol jogado e mais alguma polémica à mistura. Estes foram alguns dos ingredientes da primeira derrota do Sporting sob comando de Ricardo Sá Pinto (1-0 em Setúbal), que deixa os “leões” a 11 pontos do Braga.


É certo que o Sporting se pode queixar de algumas decisões da equipa de arbitragem, mas também não se pode esquecer que falhou um penálti e que deu meia parte de avanço a um rival que apareceu transfigurado em relação ao que fez há duas semanas frente ao FC Porto.

Rejuvenescida pela ausência de alguns habituais titulares (Ney, Neca, Meyong), a equipa de José Mota foi muito aguerrida. Já a equipa de Sá Pinto surgiu em campo sem garra, com pouca iniciativa e sem capacidade de criar perigo.

A diferença de atitude foi de tal ordem que o facto de o Vitória ter chegado ao intervalo a vencer por 1-0 só espantou quem não viu o que aconteceu no Bonfim. A equipa da casa criou quatro boas oportunidades de golo durante os primeiros 45 minutos, contra nenhuma do Sporting.

E como se não bastasse aos “leões” que Capel fosse o único capaz de criar alguns desequilíbrios, a defesa estava ainda pior. Polga e Xandão cometeram falhas graves. Na primeira delas, Targino isolou-se e acertou no poste (12’). À segunda (20’), Bruno Amaro isolou-se, permitiu a defesa a Patrício e na recarga fez o 1-0, num lance que deixou dúvidas sobre se foi um golo verdadeiro ou um golo-fantasma.

Xandão cortou a bola, mas, segundo o árbitro assistente, o esférico já tinha ultrapassado completamente a linha de baliza. No estádio ficaram dúvidas, embora numa das repetições televisivas dê a sensação (sem certeza absoluta) de que a bola terá mesmo ultrapassado a linha. Certo é que fica outra vez demonstrado quão útil será a tecnologia de baliza, se o International Board aprovar a 2 de Julho um dos sistemas que seleccionou para testes finais.

E se a tecnologia teria sido algo útil para confirmar a total legitimidade do golo sadino, pelo contrário não era necessária nenhuma máquina para perceber que o Vitória de Setúbal era a melhor equipa em campo e que dificilmente o Sporting conseguiria jogar pior do que na primeira parte.

Conhecido pelo discurso forte para os jogadores, Sá Pinto deve ter tentado abanar a equipa ao intervalo, altura em que avançou com duas substituições: Carrillo e Matías entraram para os lugares de Carriço e Schaars. Os dois sul-americanos deram outra dinâmica ao Sporting, que conseguiu finalmente criar um lance de perigo, com Izmailov a obrigar Diego a uma boa defesa (52’).

A pressão leonina acabou por resultar num penálti, por suposta falta de Hugo Leal sobre Rubio (84’) – antes, Matías caíra na área num outro lance, bem mais merecedor de falta (69’). Só que a noite não era mesmo do Sporting e Diego defendeu o penálti de Matías para o poste. Com a quinta derrota na prova, os “leões” deixam agora o quarto lugar à mercê do Marítimo 
e ir à Champions é cada vez mais uma miragem.

POSITIVO

Bruno Amaro e Diego
Foram dois dos principais rostos de um Vitória renascido. O médio marcou o golo e correu quilómetros. O guarda-redes voltou a ser especialista nos penáltis e garantiu três pontos.

NEGATIVO

Ribas
Tinha a responsabilidade de liderar o ataque na ausência de Wolfswinkel (doente). Foi uma nulidade, tal como quase toda a equipa. Salvaram-se Capel e Matías.

Incidentes no final
Assim que o árbitro terminou o jogo, Carrillo agrediu um adversário. Foi expulso. E sucederam-se as cenas lamentáveis.

Árbitro
O jogo foi difícil de dirigir, com vários casos, mas André Gralha só lançou mais combustível para a fogueira. Poupou várias vezes a expulsão a Suswam, deixou por marcar um penálti e marcou outro que não era. E mais erros houve.


Ficha de jogo
V. Setúbal, 1
Sporting, 0

Jogo no Estádio do Bonfim, em Setúbal.

V. Setúbal Diego, Peter Suswam (Tengarrinha, 64’), Ricardo Silva, Amoreirinha, Miguelito, Hugo Leal, Bruno Amaro, Bruno Gallo, Rafael Lopes (Bruno Severino, 75’), Targino (Djikiné, 90+5’), Igor.
Treinador José Mota.


Sporting Rui Patrício, Arias, Xandão, Polga (Diego Rubio, 76’), Insúa, Carriço (Matías Fernández, 46’), Schaars (Carrillo, 46’), Elias, Izmailov, Capel, Ribas.
Treinador Sá Pinto.

Árbitro André Gralha (Santarém).
Amarelos Peter Suswam (14’), Ricardo Silva (27’), Capel (39’), Ribas (58’), Igor (65’), Elias (66’), Insúa (90’), Bruno Severino (90+2’), Bruno Amaro (90+3’).
Vermelho André Carrillo (após o final do jogo).
Golos 1-0, por Bruno Amaro, aos 19’.

 

Via Público



publicado por olhar para o mundo às 12:22 | link do post | comentar

Quinta-feira, 23.02.12
Sporting, e agora venha o City

Mario Balotelli, 22 milhões de euros. Edin Dzeko, 32 milhões. Kun Agüero, 45 milhões. Só em avançados o Manchester City gastou 100 milhões de euros e este é apenas parte do investimento do clube. É com este poderio futebolístico alimentado por bolsos sem fundo que o Sporting se irá bater nos oitavos-de-final da Liga Europa, depois de nesta quinta-feira ter eliminado o Legia de Varsóvia com um triunfo por 1-0, depois de ter empatado 2-2, há uma semana, no encontro da primeira mão, na Polónia.


Se com Domingos Paciência, o Sporting era uma equipa em crescimento, com Ricardo Sá Pinto é uma equipa que acabou de nascer e que, pelo que apresentou nesta quinta-feira (e nos dois jogos anteriores), vai ter grandes dificuldades, daqui a duas semanas, perante os citizens, que destruíram o FC Porto com um resultado combinado de 6-1.

Sá Pinto, treinador novato e promovido numa emergência, dizia que o Sporting ia ganhar de certeza, num discurso contra a desmobilização dos adeptos, garantindo um bom final de época. Mas a verdade é que ainda pouco se viu. Talvez um pouco mais de consistência defensiva, talvez uns flashes de velocidade no ataque e duas ou três boas combinações, suficientes para o Legia, mas que podem não chegar para outros andamentos.

Sem Rinaudo e Onyewu, Sá Pinto apostou em Daniel Carriço para o meio-campo e em Rodríguez (o peruano durou 70 minutos, antes de se lesionar outra vez) para a defesa, mantendo o trio atacante do último jogo composto por Carrillo, Izmailov e Wolfswinkel.

Entrou ligeiramente melhor o Legia, talvez animado pela sua incansável claque. Mas os polacos eram de efectividade nula, desperdiçando a sua melhor oportunidade de todo o jogo logo aos 14’. Rodriguez e Polga desentenderam-se, deixaram passar a bola e o sérvio Ljubola cabeceou ao lado.

Algumas acelerações de Carrillo e alguns toques de classe de Izmailov foram pouco para que o Sporting se aproximasse com grande perigo da baliza de Kuciak. A verdade é que os polacos também duraram pouco e não mostraram grande capacidade para chegar ao golo que lhes daria vantagem. Têm, no entanto, razão de queixa do árbitro, que não viu Polga cortar a bola com o braço dentro da sua área, aos 39’.

Neste equilíbrio da mediocridade, o Sporting teve uma enorme contrariedade. Entre os 70’ e os 75’, Sá Pinto foi obrigado a fazer as três substituições por lesão (Rodríguez, Carrillo e Izmailov deram lugar a Xandão, Capel e Pereirinha), o que lhe retirava margem de manobra caso as coisas corressem mal no tempo que restava. Um golo para qualquer um dos lados podia bem decidir a eliminatória e, felizmente para o Sporting, que Matias Fernández teve um momento de inspiração, aos 82’. Livre cobrado pelo chileno no lado esquerdo do ataque, a bola bateu no chão e, sem que ninguém lhe tivesse tocado, entrou na baliza. Acabava o sofrimento e o objectivo seria cumprido. Mas voltou a ser uma vitória que não tranquilizou ninguém.

POSITIVO
Matias Fernández
Nem estava a fazer um grande jogo, mas dele sempre se espera algo especial. Marcou o golo que acabou com as dúvidas na eliminatória com um livre que enganou toda a gente.
Carrillo
Até sair lesionado, estava a ser o menos mau do ataque “leonino”, provocando desequilíbrios com a sua velocidade e técnica.

NEGATIVO
Qualidade do jogo
Sporting e Legia foram protagonistas de um péssimo jogo de futebol, quase sem oportunidades de golo. O Sporting acabou por ser o menos mau, mas está muito longe do Manchester City, o seu próximo adversário.
Lesões
O Sporting perdeu três jogadores em cinco minutos, dois deles crónicos lesionados (Rodríguez e Izmailov). Se o Legia tem marcado, Sá Pinto já não podia lançar ninguém para tentar dar a volta ao resultado.

Ficha de Jogo
Sporting, 1
Legia, 0

Jogo no Estádio José Alvalade, em Lisboa.
Assistência 20.144 espectadores

Sporting Rui Patrício, João Pereira, Polga, Alberto Rodríguez (Xandão, 71’), Insúa, Daniel Carriço, Matias Fernández, Schaars, Izmailov (Pereirinha, 77’), Carrillo (Capel, 69’) e Ricky van Wolfswinkel. Treinador Ricardo Sá Pinto
Legia Varsóvia Kuciak, Jedrzejczyk, Zewlakow, Komorowski, Wawrzyniak, Rzezniack (Wolski, 68’), Vrdoljak, Rybus, Gol (Hubnik, 87’), Zyro (Kucharczyk, 59’) e Ljuboja. Treinador Maciej Skorza

Árbitro Vladislav Bezborodov, da Rússia. Amarelos Schaars (10’), Wawrzyniak (34’), Carrillo (38’), Rybus (57’), Gol (58’), Ljuboja (59’), João Pereira (77’), Daniel Carriço (89’) e Capel (90+4’).
Golos 1-0, por Matias Fernández, aos 84’

 

Via Público



publicado por olhar para o mundo às 23:05 | link do post | comentar

Sá Pinto: “Tenho a certeza de que vamos ganhar o jogo”


O treinador do Sporting considerou que o Sporting vai apurar-se para os oitavos-de-final da Liga Europa se jogar com a união e vontade dos últimos dois encontros.


“É um jogo importante, em que, se estivermos como nos dois últimos jogos, com vontade, união e disponibilidade não tenho a mínima dúvida de que conseguiremos passar a eliminatória”, disse Ricardo Sá Pinto, na antevisão do encontro da segunda mão dos 16 avos-de-final com o Legia. 

O técnico do Sporting disse esperar “um Legia forte, com atitude e dinâmica de jogo intensa”, acrescentando: “Em Varsóvia foi um adversário que quis mandar no jogo. Sinto que vai ser uma equipa que vai acreditar até final”. 

Apesar de um empate sem golos ou a uma bola garantir a qualificação do Sporting, Sá Pinto mostrou-se confiante na vitória. 

“Tenho a certeza de que vamos ganhar o jogo, mas tenho a certeza de que eles vão estar muito concentrados. Não têm nada a perder, vão querer fazer história”, assegurou o treinador, que comandará a equipa pela terceira vez. 

Sá Pinto relativizou alguma insatisfação demonstrada pelos adeptos no encontro com o Paços de Ferreira (1-0) e disse compreender a massa associativa, à qual pediu apoio para o encontro europeu de quinta-feira. “Percebo que haja alguma tristeza e impaciência, eles (adeptos) querem apoiar a equipa. É um aspecto emocional normal da massa associativa”, disse o treinador, acrescentando: “Acreditem, tenham alguma benevolência”. 

Com o clube na quarta posição da Liga, a 13 pontos da liderança, e com presença garantida na final da Taça, Ricardo Sá Pinto deixou uma garantia (“Acreditamos que vamos fazer um grande final de época e que vamos ter grandes resultados até 20 de Maio” e um pedido aos adeptos (“Continuem a acreditar, não desesperem que estamos muito confiantes”). 

João Pereira, um dos capitães do Sporting, espera um adversário empenhado em aproveitar os erros “leoninos” e a atacar mais na parte final do encontro. 

“Acredito que o Legia, apesar de ter de marcar, na primeira parte e até bem perto do fim vai continuar a tentar jogar nos nossos erros. Só nos 20 minutos finais é que vão tentar atacar mais”, referiu. 

O defesa considerou importante que a equipa entre em campo a pensar na vitória: “A experiência diz-me que, quando entramos em campo a pensar no empate, acaba sempre por acontecer a derrota, por isso é melhor pensarmos em ganhar”. 

João Pereira garantiu que a equipa ainda está a assimilar os processos do novo treinador, e considerou que as mudanças se centram ao nível da atitude. 

“Estamos a tentar fazer dentro do campo o que o mister nos tem transmitido, principalmente assumir a nossa personalidade, e não ser levados a jogar por aspectos exteriores”, disse, acrescentando: “Às vezes, parecia que a bola picava nos pés, e agora não, somos homens”. 

 

Via Público



publicado por olhar para o mundo às 08:56 | link do post | comentar

Quinta-feira, 16.02.12

O mesmo Sporting com um pouco mais de sorte na Polónia

Sporting empata em Varsóvia com o Legia, por 2-2, e coloca-se em vantagem nos 16 avos-de-final da Liga Europa.


Apesar do resultado positivo dos lisboetas e dos quatro golos apontados, o jogo, disputado num relvado em péssimo estado, começou por ser muito mau jogado. Não originou praticamente lances de perigo em nenhuma das balizas no primeiro tempo, registando as estatísticas apenas um remate, que deu em golo, do Legia, perante a passividade da defesa leonina. A titularidade de Izmailov foi a novidade apresentada pelo novo treinador leonino, mas o russo não esteve feliz e acabou por ser substituído ao início da segunda parte, tal como Schaars (supostamente por questões físicas). Para os seus lugares entraram Daniel Carriço e Pereirinha.

O reatamento trouxe um Sporting mais determinado e a equipa lisboeta haveria mesmo de chegar ao golo, aos 60', por Carriço, na sequência de um livre de Matías Fernandez. O empate iria durar até aos 79', quando os polacos voltaram a colocar-se em vantagem, com um golo de Gol que começou num fora-de-jogo.

O melhor dos portugueses ainda estava para vir. Aos 88', André Santos (entrado aos 74' para o lugar de Carrillo), apontou um belo golo de trivela, restabelecendo a igualdade. Um golo que coloca os "leões" em vantagem para o jogo da segunda "mão", em Alvalade, dia 23 da próxima semana.

 

Via Público



publicado por olhar para o mundo às 20:45 | link do post | comentar

Agência Lusa admite denunciar fonte da notícia sobre Domingos


A direcção de informação da agência Lusa admite divulgar a identidade da fonte da notícia sobre os alegados encontros do ex-treinador do Sporting, Domingos Paciência, com dirigentes do FC Porto.


Numa nota colocada em linha esta tarde, a direcção de informação da agência Lusa reconhece não ter respeitado “as normas essenciais do Código Deontológico do Jornalista nem as regras do Livro de Estilo da Agência” na elaboração da notícia sobre os alegados encontros do ex-treinador do Sporting, Domingos Paciência, com dirigentes do FC Porto. A informação era atribuída a uma “fonte próxima da estrutura ‘leonina’”.

“Na base desta notícia estava uma fonte em quem o jornalista autor da peça tinha toda a confiança, mas cuja identidade não foi revelada, a pedido da própria fonte. No dia seguinte, terça-feira, Domingos Paciência emitiu um comunicado anunciando a intenção de processar judicialmente a Lusa, por ter divulgado uma informação que considerou totalmente falsa e caluniosa, conforme também foi noticiado pela Agência”, pode ler-se no comunicado.

“A direcção de informação da Lusa reconhece agora que, na elaboração desta notícia, não respeitou as normas essenciais do Código Deontológico do Jornalista nem as regras do Livro de Estilo da Agência, nomeadamente a parte em que se determina que ‘a informação recebida sob condição de não identificar a sua origem requer redobrada exigência na sua confirmação’”, prossegue a Lusa.

“A direcção de informação reserva-se, contudo, o direito de denunciar a identidade da fonte, caso venha a averiguar que essa fonte agiu de má fé, induzindo a Lusa em erro, cumprindo o que diz o Livro de Estilo, onde se escreve que a regra de protecção da identidade da fonte pode ser questionada quando se verificar que ela ‘manifestamente usou a protecção da sua identidade para canalizar informações falsas’”, conclui o comunicado da agência noticiosa.

O ex-treinador do Sporting, Domingos Paciência, considerou a notícia “absolutamente disparatada e lesiva” do seu bom nome. “Há algo que sou obrigado a fazer: accionar judicialmente a agência Lusa pela informação falsa avançada”, afirmou o técnico, em comunicado.

“Será em tribunal que os responsáveis por esta notícia disparatada terão de responder, mesmo com uma ‘fonte próxima da estrutura leonina’ a servir de base. E se essa fonte verdadeiramente existiu, foi obra cobarde de quem se refugia no anonimato e não hesita em manchar a honra de um profissional com calúnias infundadas. E os cobardes morrem sós”, apontava ainda Domingos Paciência.

 

Via Público

 



publicado por olhar para o mundo às 08:49 | link do post | comentar

Terça-feira, 14.02.12

Encontros com dirigentes portistas provocam demissão de Domingos Paciência  14.02.2012 - 00:10 Lusa

A decisão de afastar Domingos Paciência do comando técnico da equipa de futebol do Sporting terá ficado a dever-se ao conhecimento de encontros entre o treinador e dirigentes do FC Porto, revelou à Lusa fonte próxima da estrutura “leonina”.


“Temos conhecimento de que Domingos manteve contactos com dirigentes portistas nas últimas semanas e que um possível ingresso no FC Porto esteve sempre no seu horizonte”, afirmou a mesma fonte não identificada pela Lusa, lembrando as fortes ligações do treinador com o clube “azul e branco”.

A fonte vai mesmo mais longe e disse que “Domingos deixou de estar focado nos interesses do Sporting”, constatação que “se acentuou nos últimos dias na sua gestão do plantel”.

O conhecimento desses encontros com dirigentes portistas criou “enorme desconforto e mal-estar” em Alvalade, a ponto de os responsáveis “leoninos” estarem a ponderar, segundo a mesma fonte, não pagar qualquer indemnização ao treinador, o que seguramente dará origem a um conflito jurídico entre as partes.

Esse cenário é o mais provável, uma vez que Domingos Paciência não assinou até ao momento a rescisão do seu contrato com o Sporting, que apenas expirava em Junho de 2013, depois de lhe ter sido hoje comunicada por Godinho Lopes, na presença de outros elementos da SAD, a decisão de o afastar do cargo.

Resultados “não correspondem aos objectivos”

O Conselho Directivo “leonino” anunciou hoje a rescisão “do contrato com Domingos Paciência, por entender que, quer a eliminação da fase de grupos da Taça da Liga, quer o 5.º lugar actual na Liga, não correspondem aos objectivos propostos para este primeiro ano de mandato”.

Os resultados desportivos e os referidos encontros com dirigentes do FC Porto ditaram a saída do técnico.

“A equipa estava sem ânimo, sem motivação, e a derrota com o Marítimo só veio confirmar que o grupo de trabalho não estava com o treinador”, rematou a fonte próxima da estrutura “leonina”, acrescentando que Ricardo Sá Pinto, que orientava a equipa de juniores dos “leões”, será apresentado na terça-feira, às 9h45.

O antigo técnico de União de Leiria, Académica e Sporting de Braga deixou os “leões” no quarto lugar da Liga portuguesa, com 32 pontos, menos 16 do que o líder, o Benfica, após a derrota no terreno do Marítimo (2-0), em jogo da 18.ª jornada.

 

Via Público

 



publicado por olhar para o mundo às 08:26 | link do post | comentar

Segunda-feira, 13.02.12

Acabou-se a paciência, sai Domingos, entra Sá Pinto


Oito meses e meio depois de ter sido apresentado em Alvalade, Domingos Paciência deixou de ser treinador do Sporting. Ricardo Sá Pinto é o sucessor.


O Sporting já oficializou a rescisão do contrato com Domingos Paciência em comunicado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM). Os “leões” confirmam igualmente que Ricardo Sá Pinto, até agora treinador dos juniores, assume o comando da equipa principal do Sporting, com contrato válido até 30 de Junho de 2013.

A administração da SAD do Sporting colocou um comunicado na página oficial do clube na Internet em que explica os argumentos para a saída de Domingos Paciência: “Entendeu a Administração da Sporting Clube de Portugal - Futebol, SAD, rescindir contrato com o seu treinador Domingos Paciência, por entender que quer a eliminação da fase de grupos da Taça da Liga, quer o 5.º lugar actual na Liga Zon/Sagres, não correspondem aos objectivos propostos para este primeiro ano de mandato.”

“Mais informamos, que chegámos a acordo com o treinador Domingos Paciência, a quem agradecemos a forma empenhada e profissional com que se dedicou ao Sporting Clube de Portugal, desejando as maiores felicidades na sua carreira futura”, pode ainda ler-se.

A demissão de Domingos Paciência, de 43 anos, surge na sequência da derrota (0-2) sofrida na Madeira, diante do Marítimo.

A 16 pontos da liderança

Os “leões” ocupam o quarto lugar da classificação, com os mesmos pontos dos insulares. A equipa de Alvalade está já a oito pontos do Sporting de Braga, terceiro classificado, e a 16 pontos do líder Benfica.

Nos 35 jogos (em todas as competições) em que orientou a equipa do Sporting, Domingos Paciência obteve 19 vitórias (54%), sete derrotas e nove empates.

A equipa foi contestada no aeroporto, aquando do regresso a Lisboa. Após esse incidente, o presidente do Sporting, Godinho Lopes, tinha reafirmado a confiança no técnico: “[A saída de Domingos Paciência] é uma questão que não faz sentido. Os resultados do clube não satisfazem, mas a equipa [técnica] que dirige o Sporting é outra coisa”, sublinhou o dirigente, admitindo que “há ainda um longo caminho a percorrer”.

Sá Pinto, de 39 anos, começou a carreira de treinador em 2010-11 como adjunto de Pedro Caixinha na União de Leiria e nesta temporada assumiu o comando da equipa de juniores do Sporting.

Antes, o antigo futebolista já tinha sido director-desportivo dos "leões", entre 12 de Novembro de 2009 e 21 de Janeiro de 2010, cargo que abandonou após um desentendimento com Liedson, após um jogo da Taça de Portugal frente ao Mafra.

Comunicado do Sporting à CMVM
“Nos termos e para efeitos do cumprimento da obrigação de informação que decorre do disposto no artigo 248º, nº1 al. a) do Código dos Valores Mobiliários, o Conselho de Administração da Sporting Clube de Portugal –Futebol, SAD vem informar ter rescindido o contrato de trabalho com o Treinador Domingos Paciência.
Mais se informa que Ricardo Sá Pinto passará a exercer as funções de Treinador da Equipa Principal do Sporting, até ao dia 30 de Junho de 2013.”

 

Via Público



publicado por olhar para o mundo às 17:01 | link do post | comentar

Domingo, 12.02.12

Godinho Lopes mantém confiança em Domingos

O presidente do Sporting, Godinho Lopes, garantiu hoje que o lugar de treinador de Domingos Paciência “não esta em causa”, apesar dos fracos resultados da equipa nesta época futebolística.


“[A saída de Domingos Paciência] É uma questão que não faz sentido. Os resultados do clube não satisfazem, mas a equipa [técnica] que dirige o Sporting é outra coisa”, sublinhou Godinho Lopes, admitindo que “há ainda um longo caminho a percorrer”. 

O presidente do Sporting, que falava aos jornalistas à margem de um colóquio sobre violência no desporto, colocou desta forma de parte a possibilidade de Domingos Paciência abandonar o clube, numa altura em que alguns adeptos têm contestado a equipa. 

Depois da derrota de sábado com o Marítimo (2-0), no Funchal, o Sporting foi apanhado pelos madeirenses no quarto lugar, já a distantes oito pontos do terceiro lugar, que dá acesso à pré-eliminatória de apuramento à Liga dos Campeões. 

Na chegada a Lisboa, a equipa “leonina” foi vaiada por alguns adeptos que esperaram a comitiva, situação desvalorizada por Godinho Lopes. 

“Tivemos duas recepções depois do jogo com o Marítimo. Uma na Madeira, à saída do estádio, com adeptos a aplaudir e a incentivar a equipa, e outra na chegada ao nosso estádio. Dou tanto valor a uma como a outra” realçou. 

Godinho Lopes aproveitou para anunciar que o clube apresentará na próxima semana um novo produto financeiro, que pretende motivar o envolvimento dos adeptos no projecto do Sporting, na sequência da auditoria que diagnosticou a falência técnica do clube. 

“Depois do resultado da auditoria era interessante lançar um produto que envolvesse os adeptos no projecto do Sporting. Desta forma, os adeptos serão convidados a participar no capital da SAD”, explicou Godinho Lopes sobre o novo produto, designado “Investir na Paixão”.

 

Via Público



publicado por olhar para o mundo às 21:34 | link do post | comentar

Sábado, 04.02.12

Sporting perde em Alvalade e é eliminado

Com um golo do defesa Cláudio, na marcação de uma grande penalidade aos 54 minutos, o Gil Vicente derrotou os “leões” e garantiu o apuramento para as meias-finais da Taça da Liga.

O Sporting precisa de vencer, de preferência por muitos golos, para garantir a qualificação, mas terminou o Grupo A da competição sem qualquer triunfo: dois empates e uma derrota.

Após uma primeira parte mal jogada, com poucas oportunidades para as duas equipas, o único golo da partida surgiu aos 54’: Onyewu fez falta sobre Hugo Vieira, foi expulso por acumulação de cartões amarelos, e na marcação da grande penalidade Cláudio fez o único golo do encontro.

Com este triunfo o Gil Vicente garantiu o primeiro lugar no grupo (sete pontos) e o apuramento para as meias-finais, onde vai defrontar, em Barcelos, o Sp. Braga. 

No segundo lugar ficou o Moreirense com quatro pontos. Na outra partida do Grupo A, a formação da Liga de Honra derrotou em casa o Rio Ave por 1-0.

 

Via Publico



publicado por olhar para o mundo às 22:56 | link do post | comentar

Sexta-feira, 03.02.12

Godinho Lopes busca investidor externo

 

O presidente do Sporting desvalorizou o relatório da auditoria ao grupo empresarial, que revelou um passivo global de 375 milhões de euros.

Godinho Lopes admitiu ainda ter optado por um “círculo virtuoso” em vez do anterior “vicioso” para recolocar as contas dos “leões” em ordem e seduzir investidores externos, mesmo que isso implique que o clube perca a maioria das acções da SAD, mas sempre consultando os sócios.

“Estes resultados não são mais do que o espelhar a situação que já era do conhecimento público em Março. O Sporting é um clube que sempre foi auditado e não há nenhuma novidade. É o único clube nacional ou internacional que fez um filme desde 1997 até ao presente e o colocou na praça pública”, justificou.

O universo “verde e branco” tem “capitais próprios negativos de 183 milhões de euros, situação estruturalmente desequilibrada, usualmente denominada como de falência técnica”, segundo os técnicos que procederam à auditoria aos últimos 13 anos de gestão em Alvalade, ao longo dos mandatos dos presidentes José Roquette, Dias da Cunha, Soares Franco e José Eduardo Bettencourt.

“Eu tenho a certeza de que nenhum dos presidentes actuou como actuou de forma dolosa, a procurar prejudicar o Sporting ou ter qualquer benefício próprio. Todos eles procuraram fazer tudo o que podiam e sabiam pelo Sporting”, garantiu o actual líder do clube de Alvalade.

Este ano vão existir “prejuízos significativos”

O presidente “leonino” reconheceu que este ano, mercê do investimento na equipa principal de futebol, vão existir “prejuízos significativos”, mas que os “buracos na tesouraria deste ano e do próximo” deixarão de existir em 2014. “Os números eram conhecidos e foi definida uma estratégia, correta, para pagar a dívida e responder ao desafio que tínhamos pela frente”, afiançou, explicando ter rejeitado a hipótese de reduzir custos, porque a mesma implicaria a redução de receitas devido à consequente diminuição da prestação desportiva, algo que levaria ao afastamento dos sócios e da publicidade.

Em alternativa, o presidente do Sporting explicou pretender “recolocar a marca Sporting” através da equipa principal de futebol, com jogadores de qualidade individual e colectiva, essencial para o incremento das assistências, do número de sócios e das receitas televisivas.

Para tal, visando as referidas receitas de 60 milhões de euros no final da próxima época e 70 milhões na seguinte, Godinho Lopes apontou três rubricas: quotas, roupa (renegociação do patrocinador dos equipamentos desportivos) e direitos televisivos. “A minha preocupação é encontrar condições, através de um parceiro, nacional ou estrangeiro, exterior ao Sporting, para que possa comprar as VMOC (Valores Mobiliários Obrigatoriamente Convertíveis) e garantir tesouraria para esta época e a próxima. O equilíbrio só se vai verificar no terceiro ano. É uma aposta que fiz e tenho a certeza de que vou levar a carta a Garcia”, concluiu.

Godinho Lopes frisou, no entanto, que respeitaria aquilo que foi preconizado por direcções anteriores no sentido de consultar sempre os sócios do clube na eventualidade de abrir mão da maioria do capital da SAD.

 

Via Público



publicado por olhar para o mundo às 22:11 | link do post | comentar

Terça-feira, 31.01.12

 

Acabou a especulação. O avançado Yannick Djaló vai mesmo ser jogador do Benfica, que anunciou nesta terça-feira a contratação do internacional português

.

Djaló, de 25 anos, assinou por quatro épocas e meia.

"A Sport Lisboa e Benfica Futebol, SAD chegou a acordo com o avançado Yannick Djaló, que rubricou um contrato válido por quatro temporadas e meia – até ao final da época desportiva 2015/16", lê-se num comunicado publicado no site oficial do clube da Luz.

A contratação de Yannick Djaló surge depois de nesta segunda-feira o presidente do Sindicato dos Jogadores Profissionais de Futebol ter defendido que o avançado era um jogador livre e que o clube que o contratasse nada teria de pagar ao Nice ou ao Sporting.

Durante a tarde, o Sporting tinha emitido um comunicado a dizer que ainda detém parte dos direitos económicos do jogador, versão que Joaquim Evangelista contestou, alegando Djaló era dono do seu passe, depois de ter rescindido contrato com o Sporting e com o Nice.

Djaló não joga desde Agosto, altura em que se transferiu do Sporting para o Nice. A inscrição pelo clube francês, no entanto, deu entrada no sistema da FIFA com quatro minutos de atraso, não tendo sido validada pelo organismo que gere o futebol internacional.

Ainda assim, o avançado português rescindiu, em Outubro, por mútuo acordo o contrato com o Sporting (que não o quis de volta) e acabaria também por rescindir, em Novembro, o contrato que o ligava ao Nice, alegando salários em atraso.

 

Via Público



publicado por olhar para o mundo às 01:02 | link do post | comentar

Quinta-feira, 19.01.12

Girassois e borboletas

A direcção leonina decidiu trocar as fotografias no acesso aos balneários das equipas visitantes de Alvalade.


O ambiente nos balneários de Alvalade mudou. Nas paredes onde antes se viam imagens de adeptos em poses agressivas e símbolos conotados com a extrema direita passou a estar agora um campo de girassóis e borboletas coloridas.

A notícia foi avançada pelo jornal Record e confirmada pelo PÚBLICO – que continua a estar impedido pelo Sporting de aceder às instalações do clube. 

As imagens dos girassóis e das borboletas foram publicadas pelo jornal Record

 

 

Via Público



publicado por olhar para o mundo às 19:26 | link do post | comentar

Segunda-feira, 26.09.11
Nos primeiros 13 jogos, sete são da 1ª divisão e seis da 2ª. Duas apostas custam três escudos
O primeiro boletim de aposta faz 50 anos e ninguém acerta nos 13. Por culpa do Sporting (0-0 com Lusitano)
Nos primeiros 13 jogos, sete são da 1ª divisão e seis da 2ª. Duas apostas custam três escudos 
"Pão, Amor e Totobola" é um filme português de 1964, com Florbela Queirós a dançar o twist. "Pão, Amor e Totobola" é também uma música dos Ena Pá 2000 de 1987. O Totobola está nos olhos e nos ouvidos de toda a gente mas quando é que sai pela primeira vez? Faz hoje 50 anos.

No dia 24 de Setembro de 1961, por altura do arranque do campeonato nacional de futebol, a Santa Casa lança o jogo para as bancas com o objectivo de conseguir verbas para financiar os serviços de reabilitação de deficientes físicos e, simultaneamente, gerar receitas para as modalidades desportivas.

Um pouco por todo o país, a febre do jogo alastra. São feitas 650 mil apostas, mais de metade das quais (352 403) no distrito de Lisboa. Nesse primeiro fim- -de-semana, a Santa Casa não só organiza duas equipas de 250 pessoas para fazer a verificação manual de todos os boletins - microfilmados antes dos jogos para evitar fraudes, falcatruas e afins -, como ainda contrata uns quantos motoristas para recolherem os boletins em todas as estações e apeadeiros. Nas zonas mais remotas, o prazo limite é quarta-feira!

A 24 de Setembro de 1961 rola a bola. Todos os jogos (sete da 1.a divisão e seis da 2.a) começam às 15 horas. No dia seguinte, a notícia mais esperada: não há nenhum 13. Pudera, o favorito, Sporting, que até seria campeão no final da época, empata 0-0 em casa com o Lusitano de Évora. Sem totalistas, há só um 12, de um estudante de Vila Real, que embolsa o prémio de 223 contos. Eis a chave certa.

1. Olhanense-Covilhã, 1 Na Padinha, um golo de Armando no último minuto garante a vitória dos algarvios por 1-0.

2. Salgueiros-Académica, 2 No Vidal Pinheiro, o jogo resolve-se aos oito minutos com o 1-2 de Gaio.

3. Leixões-Benfica, 2 Eusébio começa a despontar e marca duas vezes no campo Santana (2-1).

4. Sporting-Lusitano, X O treinador Otto Glória sai-se com a famosa frase "não posso fazer omeletas sem ovos" para justificar o nulo.

5. Beira Mar-FC Porto, X Os aveirenses, recém-promovidos, dividem os pontos com os portistas (1-1).

6. Vitória (Guimarães)-Atlético, 2 Sensacional triunfo dos alcanterenses (3-1), culminado com golo do guarda-redes Carlos Gomes, de baliza a baliza.

7. Belenenses-CUF, 1 Matateu abre o caminho à goleada (5-1) aos cufistas.

8. Oliveirense-Sp. Braga, 2 Na 2.a divisão, zona norte, os bracarenses vencem por 2-1.

9. Caldas-Torreense, 1 Dérbi do Oeste resolve com um golo.

10. Benf. C. Branco-Sp. Espinho, 1 Dois a zero para os locais.

11. Barreirense-Seixal, 1 Os barreirenses iniciam o caminho de regresso à 1.a divisão (3-1).

12. Beja-Sp. Farense, 2 Supremacia total dos visitantes (4-1).

13. Portimonense-Campomaiorense, 1 Os alentejanos pagam cara (1-3) a inexperiência de 2.a divisão.


publicado por olhar para o mundo às 12:43 | link do post | comentar

Domingo, 04.09.11
Pinto da Costa ao telefone

 

Estavam criadas fortes expectativas sobre o poderia acontecer ao plantel do FC Porto até 31 de Agosto. Depois de fechada a 'janela de transferências' iria ficar mais forte ou mais fraco? O balanço é claramente positivo.
O FC Porto é conhecido por comprar barato e vender caro. O FC Porto assenta a sua política em rentabilizar desportiva e financeiramente os seus ‘activos’. Face à vitória na Liga Europa e conquistas nacionais, e também porque André Villas-Boas, como treinador do Chelsea, passou a ter óptima vista para o Dragão, o FC Porto corria o risco de ser sacudido por um ‘sismo de Agosto’. A ‘caixa-forte’ resistiu. O abalo foi pequeno. E o campeão continua a reunir condições para manter a sua dinâmica ganhadora. Ameaçado, agora, e somente, pelo Benfica...

 

Não podem ser boas as relações entre o FC Porto e André Villas-Boas, pela forma como o ex-técnico dos portistas abandonou a sua ‘cadeira de sonho’.

Os negócios, quando são bons, ultrapassam estas questões de memóriaOs líderes não gostam de provar do mesmo veneno que lançam sobre as suas vítimas. O jovem Villas-Boas fez ao veterano Pinto da Costa o que este, com maior ou menor subtileza, costuma fazer àqueles que comanda ou estão na sua mira. Não anunciou a saída, porque se manifestasse, por um instante, a vontade de rumar ao Chelsea já sabia que iria despertar a capacidade de resposta do velho líder e provocar episódios contraproducentes ao objectivo primacial.

Quando um treinador orienta uma equipa vencedora e ruma a outras paragens é natural que queira continuar a trabalhar com alguns dos seus eleitos. Porque já lhes conhece as virtudes, os defeitos e as manhas e não precisa de tempo para aprofundar o conhecimento sobre os futebolistas. Nas questões técnicas e nas questões de perfil pessoal. É natural, portanto, que Villas-Boas gostasse de contar no seu plantel (de estrelas) com alguns dos jogadores com quem foi muito feliz no FC Porto, nomeadamente com Moutinho, Álvaro Pereira e Falcao. 

Acredito que estes três estariam no topo de preferências de Villas-Boas e acredito, até, que abaixo das cláusulas de transferência o FC Porto quisesse evitar negociar com o Chelsea, por causa do ‘efeito AVB’.

Não querendo ‘cortar as asas’ a Falcao, o negócio fez-se com o Atlético de Madrid. Digamos que, entre as principais partes interessadas, atingiu-se a satisfação plena: o FC Porto conseguiu um importante encaixe (incluindo o ‘brinde’ Micael); o avançado melhorou as suas condições contratuais e foi jogar para uma Liga importante como é a espanhola e para um clube que perdera Agüero (M. City) e preparava-se para ficar sem Forlán, que entretanto rumou a Milão para alinhar no Inter. Quer dizer: Falcao abdicava de jogar na principal montra do futebol europeu (Liga inglesa) e não tinha de superar a concorrência movida por Anelka (32 anos), Drogba (33) e Fernando Torres (27).

Em suma, o Chelsea seria desportivamente melhor para Falcao (o factor idade concorreria a seu favor...), mas para a operação se realizar sem grandes sobressaltos, e admitindo que para os bluesa contratação de um ponta-de-lança não era um objectivo prioritário, a porta do Atlético de Madrid acabou por ser a ‘porta possível’, embora seja muito difícil entender, no plano profissional, a troca do FC Porto pelo clube colchonero, a não ser por razões de natureza exclusivamente financeira.

Notícias recentes davam conta de que o Chelsea estava disposto a pagar 55M€ por Moutinho e Álvaro Pereira, menos 15M€ relativamente ao produto da soma das duas cláusulas de rescisão (40+30).

O facto de o FC Porto ter adquirido, já em Agosto, 22,5% dos direitos económicos de Moutinho por 4M€ significa que havia ‘mouro na costa’. Isto porque, em Outubro do ano passado, os campeões nacionais tinham alienado 37,5% do passe do internacional português por 4,1M€. O FC Porto não pode deixar de revelar alguns cuidados com a operação de venda de Moutinho, uma vez que, na hora da venda, terá de fazer contas com um Fundo e ainda com o Sporting.

Não foi por acaso certamente que o Chelsea se decidiu, à última hora, por outro... jogador português. Também para o meio-campo: Raul Meireles, ex-Liverpool.

A sensação que se colhe em relação a Moutinho é que, independentemente dos valores e não havendo uma proposta pela cláusula de rescisão (40M€), o jogador aceita, de bom grado, ficar no plantel portista pelo menos mais uma temporada, cujo princípio o FC Porto gosta de salvaguardar perante os seus atletas.

Esse princípio, segundo o representante de Álvaro Pereira, terá sido violado, mas sabe-se como são estas coisas: tudo o que não caia no âmbito das obrigatoriedades contratuais é atirado para o domínio das especulações e de uma certa subjectividade.

Agora é preciso ‘recuperar’ Álvaro Pereira ‘para o FC Porto’, porque é um jogador importante; porque dá profundidade à ala esquerda; e porque pode jogar mais atrás ou mais à frente (como... Coentrão), consoante as necessidades achadas pelo treinador.

Feitas as contas, cumpriu-se aquilo que já escrevera antes do jogo da Supertaça Nacional: não se cumpriu a anunciada ‘sangria’ no plantel do FC Porto (http://relvado.aeiou.pt/rui-santos/ai-esta-liga-2011-12-espera-31-agosto).

Mais: com a venda de Falcao e Micael, o FC Porto consegue pagar Danilo, Alex Sandro, Mangala, Defour, Iturbe, Kelvin e Kléber.

Significa que, desta forma, os novos jogadores encontrarão melhores condições para fazer a sua adaptação ao FC Porto, designadamente os jovens Danilo, Alex Sandro e Iturbe.

O FC Porto era a equipa que corria o risco de se ver mais afectado na sua estabilidade e coesão desportivas. Ficou sem Falcao, é verdade, mas pagou as aquisições e não arriscou ter de fazer, com a época em andamento, uma nova equipa.

Fechada a janela das transferências, pode dizer-se que o FC Porto deu um grande passo para abrir, de novo, a porta do título. Mas, ainda assim, tem de contar com o Benfica, que corre um grande risco ao não ter salvaguardado qualquer situação menos feliz que possa ocorrer com Luisão e Garay...

... E, ao optar por manter Cardozo, o técnico Jorge Jesus vai ter de saber fazer a gestão do balneário em relação ao ‘primeiro suplente’. Saviola... vai ‘aguentar-se’?

 

Rui Santos

 

Via Relvado



publicado por olhar para o mundo às 10:16 | link do post | comentar

Sexta-feira, 25.03.11

 

 

E lá se foram as hipóteses de uma candidatura

 



publicado por olhar para o mundo às 08:31 | link do post | comentar

Domingo, 27.02.11

Voo livre para o titulo do porto

 

Via Henricartoon



publicado por olhar para o mundo às 10:40 | link do post | comentar

mais sobre mim
posts recentes

Pereira Cristóvão: “Em ne...

Benfica empata final do f...

Sporting a uma vitória do...

Pereira Cristóvão acusado

Pereira Cristóvão suspeit...

Sporting , Obviamente Pa...

Membros das claques Juve ...

Benfica, Porto e Sporting...

Futebol, Sporting renova...

Santana Lopes fala da épo...

arquivos

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Dezembro 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

comentários recentes
Ums artigos eróticos são sempre uma boa opção para...
Acho muito bem que escrevam sobre aquilo! Porque e...
Eu sou assim sou casada as 17 anos e nao sei o que...
Visitem o www.roupeiro.ptClassificados gratuitos d...
então é por isso que a Merkel nos anda a fo...; nã...
Soy Mourinhista, Federico Jiménez Losantos, dixit
Parabéns pelo post! Em minha opinião, um dos probl...
........... Isto é porque ainda não fizeram comigo...
Após a classificação de Portugal para as meias-fin...
Bom post!Eu Acho exactamente o mesmo, mas também a...
Posts mais comentados
links
blogs SAPO
subscrever feeds