Terça-feira, 13.09.11
Leila Lopes no momento da consagração
Leila Lopes no momento da consagração (Paulo Whitaker/Reuters)

A angolana Leila Lopes, de 25 anos, foi hoje eleita Miss Universo numa gala que decorreu na cidade brasileira de São Paulo.

 

Leila Lopes, estudante de administração de empresas, impôs-se na votação final à ucraniana Olesia Stefanko, que conquistou a segunda posição e o título de vice-rainha, e às candidatas do Brasil, Priscila Machado, das Filipinas, Shamcey Supsup, e da China, Luo Zilin, eleitas, respectivamente primeira, segunda e terceira damas de honor ou princesas como salienta a organização do evento.

Destaque ainda nesta gala para a representante portuguesa, Laura Gonçalves, de 22 anos, que esteve entre as dez finalistas.

Muito aplaudida de cada vez que entrava em palco, a jovem angolana disse, depois de ser coroada a rainha da noite, que vai começar a “trabalhar no duro” e tentar manter “os pés assentes na terra”.

Leila Lopes declarou ainda que pretende “terminar a faculdade, onde estuda gestão, e tornar-se uma grande mulher de negócios no seu país”.

Na prova final em que as candidatas têm de responder a perguntas colocadas pelos jurados, a jovem angolana foi confrontada com a seguinte questão: “O que é que mudaria na sua aparência se pudesse?”. A candidata respondeu: “Nada, estou muito satisfeita com o que Deus me deu”, acrescentando que o que conta é a “beleza interior”.

Leila Lopes assinará agora um contrato de um ano com a organização do concurso Miss Universo - propriedade do magnata americano Donald Trump desde 1996 - com o objectivo de difundir uma mensagem de paz e de luta contra a sida.

A angolana receberá igualmente vestidos, jóias e fará cursos de formação profissional, participando igualmente em eventos e viagens por todo o mundo durante o seu ano de reinado.

Espectadores de 190 países assistiram ao concurso que decorreu pela primeira vez no Brasil.

No concurso só podem participar jovens entre os 18 e os 27 anos, sem marido nem filhos e que nunca tenham posado nuas.

 

Via Público



publicado por olhar para o mundo às 18:49 | link do post | comentar

Segunda-feira, 21.02.11

Estão certamente recordados da mítica novela Roque Santeiro que marcou gerações. Novela em que o professor Astromar entrava no gabinete ou em casa do "Prefeito Florindo Abelha", a quem galava a filha Mocinha, e fazia sempre a mesma pergunta: "posso penetrar?". A resposta de Florindo ou da sua esposa Pombinha variava entre o "já penetrou professor" e o "Penetre professor... Penetre".

Pois é, o senhor Armando vara é uma espécie de professor Astromar dos centros de saúde, com a diferença de não se transformar em lobisomem em dias de lua cheia (pelo menos não há relatos de que tal aconteça) e visivelmente menos educado e civilizado do que Astromar, na sua versão normal ou peluda, já que este normalmente quando queria penetrar perguntava se podia, senão leia-se:

"Armando Vara provocou esta quinta-feira um escândalo num centro de saúde de Lisboa. O ex-ministro socialista apareceu de surpresa, passou à frente de todos os doentes e deu ordens a uma médica para lhe passar um atestado." TVI

Ou seja, Armando vara é enquanto cidadão aquilo que foi sempre enquanto político, chegando mesmo a ministro desta coisinha pseudo-socialista a que alguns insistem em chamar governo, penetrando tudo o que podia à passagem, sem contemplações. E provavelmente por esse mesmo tipo de penetrações encontra-se a ser julgado no processo Face Oculta, acusado de três crimes de tráfico de influência.

Mas se um arguido comum acusado de roubar uma peça de fruta numa mercearia ficaria de imediato impedido de sair do país e com obrigatoriedade de se apresentar na PSP uma vez por semana, o nosso Armando passa a vida em viagens entre Portugal, Angola e Moçambique onde é, imagine-se, o novo presidente do Conselho de Administração da Camargo Corrêa África. E onde aposto que penetra à sua vontade onde quer que lhe apeteça. Ser ex-ministro tem de facto as suas vantagens no que toca às penetrações não consentidas.

Questionada sobre o assunto, a directora do centro de saúde "violado" por Armando declarou: "O senhor Armando Vara entrou aí como qualquer utente e passou à frente de toda a gente. Entrou no gabinete da médica sem avisar e sem que a médica percebesse que não estava na sua vez. Foi uma situação de abuso absolutamente inconfundível", respondeu Manuela Peleteiro.

Pois é. É gente deste tipo, com elevado grau de educação, altos valores de cidadania, autênticos exemplos de como um cidadão se deve comportar, relacionar e respeitar os seus semelhantes, que nos governou e continua a governar impunemente. O senhor Armando teve sorte enquanto abusador, pois apanhou pela frente meia dúzia de utentes, muitos deles idosos, que se limitaram civilizadamente a reclamar a penetração sem aviso de que foram alvos no livro amarelo. Isto porque se alguns que eu conheço tivessem sido penetrados desta forma pelo senhor Armando, ainda a esta hora ele estaria a espernear pendurado pelo casaco num dos cabides do Centro de Saúde, depois de levar umas chapadas de cidadania na boca. E merecidas. Digo eu.

 

Via 100 Reféns



publicado por olhar para o mundo às 09:04 | link do post | comentar

mais sobre mim
posts recentes

Angolana Leila Lopes é a ...

Armando Vara: o "penetrad...

arquivos

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Dezembro 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

comentários recentes
Ums artigos eróticos são sempre uma boa opção para...
Acho muito bem que escrevam sobre aquilo! Porque e...
Eu sou assim sou casada as 17 anos e nao sei o que...
Visitem o www.roupeiro.ptClassificados gratuitos d...
então é por isso que a Merkel nos anda a fo...; nã...
Soy Mourinhista, Federico Jiménez Losantos, dixit
Parabéns pelo post! Em minha opinião, um dos probl...
........... Isto é porque ainda não fizeram comigo...
Após a classificação de Portugal para as meias-fin...
Bom post!Eu Acho exactamente o mesmo, mas também a...
links
blogs SAPO
subscrever feeds