Sábado, 23.07.11
Novo álbum de Chico Buarque tem grande repercussão antes de chegar às lojas
Com pré-venda, entrevista e lançamento pela Internet, o cantor brasileiro Chico Buarque conseguiu vender até agora, e sem sair de casa, 8 mil unidades do novo álbum, que só chega às lojas a partir de sexta-feira.

O número não parece imponente, especialmente se comparado com os discos mais vendidos da História, mas é uma vitória na luta contra a pirataria e contra os descarregamentos gratuitos na Internet.

 

Os assessores responsáveis lembram que este é apenas o primeiro lote de exemplares destinado aos fãs mais ansiosos, já que a venda em loja começa de verdade a partir da próxima semana.

 

Quem adquiriu o CD "Chico" em pré-venda já começou a recebê-lo em casa desde quarta-feira, dia em que houve um lançamento virtual, no qual Chico Buarque fez, a partir de casa no Rio de Janeiro, uma apresentação ao vivo pela Internet de duas das novas canções, "Sinhá" e "Nina".

 

A actuação, que durou 30 minutos e foi transmitida ao vivo na página do cantor na Internet, registou 147 mil acessos, sendo 15 mil simultâneos, segundo informações de sua assessoria.

 

A sobrelotação chegou a bloquear a página por alguns instantes, mas Chico Buarque repetiu os agradecimentos que fizera no começo para não desagradar os fãs que tinham perdido o início da apresentação.

 

Acompanhado de João Bosco na guitarra acústica, o cantor e compositor brasileiro cantou o tema "Sinhá" e logo, a atender o pedido da plateia que o via comodamente em suas casas, a inédita “Nina”. Chico também conversou com o parceiro musical e respondeu a algumas perguntas dos internautas.

 

A apresentação tornou-se rapidamente um dos temas mais comentados do Twitter no Brasil.

 

Outra estratégia inovadora foi o vídeo virtual publicado com exclusividade para a imprensa na semana passada, no qual Chico Buarque aparece a comentar o seu novo trabalho.

 

Com esta estratégia, o músico conseguiu escapar à "enxurrada" de pedidos de entrevistas que recebe a cada vez que um álbum seu é anunciado, mas foi, ainda assim, a capa dos cadernos de cultura de todos os principais jornais do país.

 

Via Sol



publicado por olhar para o mundo às 17:21 | link do post | comentar

Quinta-feira, 16.06.11
O novo trabalho de Chico Buarque só chegará às lojas a 20 de Julho
O novo trabalho de Chico Buarque só chegará às lojas a 20 de Julho (Paulo Pimenta)

Os fãs do cantor e compositor Chico Buarque poderão, a partir da próxima segunda-feira, adquirir o direito ao novo álbum do artista, que será lançado no Brasil em 20 de Julho.

 

O direito, que corresponde à venda antecipada do disco em produção, dará ao fã-patrocinador o privilégio de ouvir antecipadamente a primeira faixa na internet, mas sem a possibilidade de a descarregar. 

Nos dias seguintes, quem investir no músico brasileiro terá acesso também a vídeos que mostram os bastidores da gravação do álbum. 

O direito custará 29,90 reais (13 euros) e será vendida pelo site www.chicobastidores.com.br.

A assessoria de imprensa do cantor disse à Agência Lusa que não é certo que os fãs estrangeiros de Chico Buarque tenham a opção de encomendar o disco por correio internacional caso adquiram o direito, já que “o foco da promoção é o território brasileiro”. 

O novo álbum do cantor, porém, deverá ser lançado também em Portugal. 

A venda de direitos pela internet é o instrumento da moda para o financiamento de bandas independentes. 

Segundo o jornal Folha de S. Paulo, Chico Buarque adotou o conceito como uma tentativa de diminuir o impacto da pirataria, não por precisar de dinheiro para lançar o disco. 

Nas vésperas do lançamento do disco no Brasil, o sítio na Internet sobre os bastidores da gravação deverá divulgar um vídeo por dia com as novas composições de Chico. 

O endereço na Internet já foi compartilhado por mais de 400 mil utilizadores da rede social Facebook. 

 

Via Público



publicado por olhar para o mundo às 08:00 | link do post | comentar

Sábado, 14.05.11
 
(Mario Canivello)

Chico Buarque está contente. Está a gravar no Rio de Janeiro o seu novo disco que deverá sair em Junho, no Brasil, pela Biscoito Fino.

 

É o regresso do músico, seis anos depois de seu último cd gravado em estúdio, “Carioca”. Na fotografia, tirada durante as gravações por Mario Canivello – seu amigo e assessor de imprensa - Chico ri para o o parceiro de longos anos, o maestro Luiz Cláudio Ramos, enquanto o engenheiro de som Fernando Prado leva a mão à cabeça.

O disco terá poucas parcerias. Uma delas é com João Bosco. É uma canção inédita, “Sinhá”, que o autor de “A Banda” fez com o músico com quem compôs, em 1984, “Mano a Mano” (a canção descrevia uma viagem de dois camionistas que disputavam a mesma mulher, no final um dos dois morria). João Bosco participa também na gravação desta nova faixa do próximo disco e, com sorte, é até possível que por lá se ouça o som do vento.

Por alturas do Carnaval, Francisco Buarque de Hollanda já andava a ensaiar entusiasmado e, pouco depois, começou as gravações. Numa entrevista que deu a Regina Zappa, a sua biógrafa, publicada na revista Alfa, contou que quando voltou para a música, depois de ter publicado o romance “Leite Derramado”, tudo começou com uma valsa russa a que deu o nome de “Nina”. Essa música vai entrar no disco e, em Setembro, quando estrear nas salas de cinema portuguesas a longa-metragem “Cisne”, de Teresa Villaverde, vamos poder ver a actriz Beatriz Batarda a cantá-la no filme embora esteja dobrada pela voz da fadista Ana Moura, que é quem na realidade canta a canção. Quem já a ouviu, diz que a canção é linda.

O disco também terá um blues “dedicado a uma musa que, como diz a canção, se nada der certo, terá servido ao menos ‘para fazer este blues’”, um samba e um samba-canção. “Fico triste se não tiver alguma coisa para escrever, alguma música para compor”, disse o compositor à Alfa.

Por isso não se pense que, durante este tempo, Buarque ficou parado. Participou no DVD de Diogo Nogueira onde cantou com o sambista a música “Sou eu”, composta por Ivan Lins e Chico (“Porém depois que essa mulher espalha/seu fogo de palha no salão/ Pra quem ela arrasta a asa?/Quem vai apagar-lhe a brasa?Quem é que carrega a moça para casa?/Sou eu... só quem sabe dela sou eu...”).

Interpretou a canção “Minha Música”, de Carlos Careca, no CD deste cantor, “Alma minha de lugar nenhum”, lançado este ano. No primeiro disco de Rita Gullo, filha do escritor Ignácio de Loyola Brandão, canta em dueto com ela “A Mulher de Cada Porto”, composta por Chico e Edu Lobo. E para o segundo disco de Thaís Gulin, “ôÔÔôôÔôÔ", que saiu no mês passado, Chico Buarque compôs “Se eu Soubesse” que também canta em dueto com ela.

A letra é maravilhosa: “Ai se eu soubesse/não andava na rua/perigos não corria/não tinha amigos não bebia/já não ria à toa/ não ia enfim cruzar contigo jamais//(...)Ai se eu pudesse não caía na tua conversa mole outra vez/não dava mole à tua pessoa...” Agora resta-nos esperar que chegue o Verão para sambar sem parar.

 

Via Público



publicado por olhar para o mundo às 20:57 | link do post | comentar

mais sobre mim
posts recentes

Novo álbum de Chico Buarq...

Chico Buarque antecipa ve...

Chico Buarque grava novo ...

arquivos

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Dezembro 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

comentários recentes
Ums artigos eróticos são sempre uma boa opção para...
Acho muito bem que escrevam sobre aquilo! Porque e...
Eu sou assim sou casada as 17 anos e nao sei o que...
Visitem o www.roupeiro.ptClassificados gratuitos d...
então é por isso que a Merkel nos anda a fo...; nã...
Soy Mourinhista, Federico Jiménez Losantos, dixit
Parabéns pelo post! Em minha opinião, um dos probl...
........... Isto é porque ainda não fizeram comigo...
Após a classificação de Portugal para as meias-fin...
Bom post!Eu Acho exactamente o mesmo, mas também a...
links
blogs SAPO
subscrever feeds