Segunda-feira, 04.07.11
O que as mulheres esperam do primeiro encontro

 

A primeira impressão é a que fica. Essa frase se encaixa nas mais diferentes situações.

 

Inclusive nos relacionamentos. Na hora de sair com um pretendente a mulher não poupa esforços para impressionar o rapaz. Faz as unhas, dá uma boa arrumada no cabelo, capricha na maquiagem e fica horas em frente ao guarda-roupa escolhendo a roupa mais bonita e sedutora.

 

Além de dar um bom tapa no visual, a mulher espera que o homem também se esforce para impressioná-la no primeiro encontro. Não somente na aparência, mas também nas atitudes. Afinal de contas, se as coisas não forem legais logo de cara, é bem difícil dar uma segunda chance.

 

Como cada mulher tem gostos e expectativas diferentes, surge a dúvida: quais atitudes ela espera do pretendente no primeiro encontro? Para saber as respostas, o Vila Dois conversou com algumas mulheres.

 

Para a designer Elenice, de 38 anos, no primeiro encontro vale a simplicidade, o cavalheirismo (que está em extinção) e originalidade. E, claro, o bom humor, que para a moça é essencial. "É importante mostrar interesse pela pessoa e rolar uma boa conversa para um conhecer melhor o outro", explicou.

 

Elenice desaprova totalmente as cantadas ou insinuações sexuais no primeiro encontro. E garante que tudo fica melhor se tiver um elemento original capaz de surpreendê-la. "Pode ser um botão de rosa, um gesto que mostre que ele prestou atenção no que você disse ou em algo que ele reparou em você." E completa: "No final, a elegância é que vale. Isso não quer dizer levar em algum caro ou ter dinheiro, mas ter atitudes acertadas".

 

Quem deseja conquistar o coração da fonoaudióloga Tamires, de 27 anos, precisa preencher uma lista de requisitos. O principal deles é o respeito no linguajar e nos carinhos. "O cara não deve‘avançar demais o sinal’ antes de me conhecer melhor. Até porque isso pode e deve acontecer com naturalidade, à medida que a intimidade e a empatia existentes entre nós evoluam", revelou.

 

Amante da boa culinária e da boa educação, Tamires espera que o pretendente saiba se portar educadamente durante as refeições. "Se ele demonstrar o mínimo de etiqueta à mesa ganha muitos pontos comigo. Para mim, quem tem noção de boas maneiras à mesa certamente saberá se portar em outras situações", explicou. "Ser romântico é opção dele. Abrir a porta do carro ou levar flores são gestos que encantam, mas não adianta nada se não vier acompanhado dos itens acima."

 

Além de observa esse detalhes, a fonoaudióloga gosta de homens que tenham um bom papo. "Homem que não sabe falar direito, ou que só fala e não escuta é brochante! Nós, mulheres, temos muito a dizer e gostamos de ser ouvidas, de partilhar momentos", garantiu Tamires.

A jornalista e advogada Aline, de 33 anos, também deu sua contribuição e crê que o principal é a mulher sentir que o homem está interessado, de fato, no que ela tem a dizer, nas suas opiniões e impressões. "Um homem com uma postura gentil e que se mostre envolvido pela conversa da mulher, tem chance de conseguir um segundo encontro", opinou.

 

Alice ressalta que é quase unanimidade que em um primeiro contato a mulher busque uma pessoa educada, elegante e cavalheira. E que não fique, por exemplo, falando ao celular. "Se oferecer para pagar a conta e deixar em casa também são atitudes muito valorizadas pelo público feminino, especialmente no primeiro encontro", declarou.

 

Independente dos desejos de cada mulher, o que todas querem é encontrar uma cara-metade capaz de amá-la e de compartilhar momentos, sejam eles feliz, tristes, grande ou pequenos. O homem que estiver disposto a tratar uma mulher com respeito e carinho, certamente vai receber esses mesmos sentimentos em dobro. E garantir o segundo, terceiro e quarto encontros. E então, quem se habilita?

 

Via Vila Mulher



publicado por olhar para o mundo às 21:05 | link do post | comentar

Quarta-feira, 22.06.11
Universidade de Roma dedica dois dias ao escritor português
Universidade de Roma dedica dois dias ao escritor português (Nuno Ferreira Santos)
Um encontro internacional sobre José Saramago realiza-se hoje e na quarta-feira na Universidade de Roma, com a participação da filha do escritor, Violante Saramago Matos, e dos escritores Vasco Graça Moura e Miguel Real.

Uma iniciativa da Cátedra José Saramago do departamento de Literatura Comparada daquela universidade, com o apoio do Instituto Camões e o patrocínio institucional da Embaixada de Portugal em Roma, o encontro reunirá ao longo de dois dias especialistas em diversos aspectos da obra de Saramago. 

Depois de uma sessão moderada por Giulia Lanciani em que Violante Saramago fará uma intervenção intitulada "Saramago, meu pai", seguindo-se Vasco Graça Moura, cuja comunicação se chama "Ensaio Sobre um Ensaio", é a vez de Giacomo Marramao abordar o tema "Contro il potere. La scrittura e l'impegno di José Saramago". 

Na mesma mesa, moderada por Michele Ainis, Ernesto Rodrigues falará sobre "José Saramago: a volúpia de ser literatura" e António Carlos Cortez sobre "Saramago, poeta ou o humanismo para o nosso tempo". 

Piero Ceccucci debruçar-se-á sobre o tema "La scrittura e lo sguardo: 'os espelhos virados para dentro' in Cecità", Arturo Mazzarella apresentará "La cieca visione di José Saramago", Orietta Abbati falará sobre "L'ironico 'spettacolo' di un mondo in asfissia. José Saramago in diálogo com Ricardo Reis" e Francisco Dias sobre "Riflessioni sulla Lisbona di 'O Ano da Morte de Ricardo Reis'", seguindo-se um debate moderado por Giorgio de Marchis. 

Na quarta-feira, os trabalhos iniciam-se pelas 10h00, com uma mesa com cinco participantes: Elio Matassi, cuja intervenção se centra em "José Saramago e la musica", Miguel Real, que abordará "As fases da evolução literária de José Saramago", Enrico Martines, que refletirá sobre "Riverberi di archetipi femminili nell'orizzonte saramaghiano: ipotesi di studio", Valentina Idini, "Le risonanze dell'anima: l'avventura musicale di Blimunda", e Giulia Lanciani, que falará sobre "Il miracolo della parola". Seguir-se-á um debate moderado por Giuseppe Tavani. 

À tarde, a partir das 15h00, será exibido o filme "Embargo" baseado no conto homónimo do Prémio Nobel da Literatura português, com apresentação de Gian Luigi De Rosa. 

 

Via Público



publicado por olhar para o mundo às 08:12 | link do post | comentar

mais sobre mim
posts recentes

Dicas, O que as mulheres ...

...

arquivos

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Dezembro 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

comentários recentes
Ums artigos eróticos são sempre uma boa opção para...
Acho muito bem que escrevam sobre aquilo! Porque e...
Eu sou assim sou casada as 17 anos e nao sei o que...
Visitem o www.roupeiro.ptClassificados gratuitos d...
então é por isso que a Merkel nos anda a fo...; nã...
Soy Mourinhista, Federico Jiménez Losantos, dixit
Parabéns pelo post! Em minha opinião, um dos probl...
........... Isto é porque ainda não fizeram comigo...
Após a classificação de Portugal para as meias-fin...
Bom post!Eu Acho exactamente o mesmo, mas também a...
links
blogs SAPO
subscrever feeds