Terça-feira, 11.10.11
Amber Miller e a sua bebé, June
Amber Miller e a sua bebé, June
Amy Jo/Reuters

 

Amber Miller fez os 42 km da maratona de Chicago em 6 horas e 25 minutos. E depois... deu à luz

Os vencedores da maratona de Chicago foram o queniano Moses Mosop e a russa Liliya Shobukhova. Competição à parte, o principal foco de interesse da corrida foi outro: depois de percorrer os 42,195 km em 6 horas e 25 minutos, Amber Miller, maratonista de 27 anos, entrou em trabalho de parto.

 

De acordo com a própria, as contrações começaram no final da corrida e continuaram a caminho do hospital, pelo que Amber deu à luz uma menina de 3,5 kg, June, apenas algumas horas depois da competição.

"Comi uma sandes e fui para o hospital"

Nada que tivesse incomodado Amber por aí além. "As contrações começaram poucos minutos depois de ter concluído a prova. Quando passaram a ser regulares, comi uma sandes e fui para o hospital", contou à "BBC".

 

Amber Miller já tinha participado em sete maratonas mas esta era especial, uma vez que a atleta estava grávida de 39 semanas. De qualquer forma, Amber estava tranquila uma vez que o médico já lhe tinha dado autorização para correr, desde que alternasse a corrida com a marcha.

 

O parto não estava previsto para já, mas a maratonista não ficou incomodada e mostrou-se satisfeita pelos gritos de incentivo que foi recebendo durante a corrida. Depois da prova, aliás, Amber Miller confessou que só se queixou mesmo... das bolhas nos pés.


Veja o vídeo:

 


Via Expresso



publicado por olhar para o mundo às 21:13 | link do post | comentar

Terça-feira, 26.07.11
Cheryle Rudd e Kitty Lambert foram as primeiras a casar
Cheryle Rudd e Kitty Lambert foram as primeiras a casar
Doug Benz/Reuters

 

Os primeiros casamentos entre pessoas do mesmo sexo em Nova Iorque foram hoje realizados na cidade norte-americana que recentemente aprovou uma lei que autoriza as uniões homossexuais, revelou a Associated Press.

As ativistas dos direitos dos homossexuais Kitty Lambert e Cheryle Rudd foram as primeiras a ser declaradas casadas em Niagara Falls, pouco depois da meia-noite de sábado.

Nova Iorque tornou-se em junho no sexto estado norte-americano a permitir casamentos entre pessoas do mesmo sexo.

Dezenas de casais fazem fila 

Dezenas de casais homossexuais fazem hoje fila às portas do Registo Civil de Manhattan e de outros condados de Nova Iorque para se casarem no primeiro dia de união entre pessoas do mesmo sexo neste Estado norte-americano.

Outros casais já deram o "sim" este domingo em Nova Iorque, como a reverenda Carmen Hernandez Ver e Doris De Armas, que se casaram no Registo Civil de Bronx, um dos cinco condados de Nova Iorque.

Hernandez, uma das ativistas hispânicas mais conhecida por defender os direitos da comunidade homossexual e lésbica da cidade, e De Armas foram casadas pela juíza Yetta Kurland, outra conhecida defensora dos direitos sociais.

"Foi uma honra casar a Carmen Hernandez e Doris De Armas na frente de toda a comunidade do Bronx", disse Kurland, num comunicado, citado pela agência de notícias Efe.

"Estamos juntas há dois anos e muito felizes" 

Entre aqueles que esperavam às portas de registo civil de Manhattan para se casarem estavam o casal de porto-riquenhas Sheila e Evelyn, que chegaram ao local às 06:00 (11:00 em Lisboa) para conseguirem ser das primeiras a cumprir o sonho do casamento.

"Estamos juntas há dois anos e muito felizes", disse Sheila, que veio com a namorada de Porto Rico para se casarem na cidade dos arranha-céus, regressando na segunda-feira à ilha para comemorarem o casamento com família e amigos.

Nova Iorque é a cidade do Estado que mais solicitações de cidadãos recebeu para realizar casamentos ao longo deste domingo (2.661 pedidos), o que levou as autoridades a realizar um sorteio público para escolher os casais que hoje poderiam realizar o seu sonho, no total de 823.

Não se sabe quantos casais são do mesmo sexo, já que essa informação não era pedida.

Nova Iorque tornou-se, a 24 de junho, o sexto estado norte-americano a permitir a união formal de pessoas do mesmo sexo após uma longa batalha parlamentar. No final, a proposta do governador Andrew Cuomo passou, com 33 votos a favor e 29 contra.

"Foi uma noite incrível" 

O primeiro casal a unir-se ao abrigo da nova lei foram Kitty Lambert e Cheryl Rudd, de 54 e 53 anos, respetivamente, que celebraram o seu casamento na cidade de Niagara Falls, tendo como pano de fundo as famosas cataratas e uma chuva de fogo de artifício.

"Foi uma noite incrível", disse Lambert a vários meios de comunicação social locais, após a cerimónia à meia-noite de sábado.

O casamento entre pessoas do mesmo sexo é permitido nos Estados de Massachusetts, New Hampshire, Vermont, Connecticut e Iowa, Washington DC e agora em Nova Iorque. A Califórnia proibiu esta união civil depois de a colocar e referendo em 2008. 

 



Via Expresso



publicado por olhar para o mundo às 08:02 | link do post | comentar

Segunda-feira, 09.05.11

Como disse Lili Caneças há algum tempo atrás, com a simplicidade e genialidade de um esquilo: "estar vivo é o contrário de estar morto". Aparentemente, e à distancia de alguns anos e 176 plásticas, Osama Bin Laden vem dar razão à socialite (alguém me sabe dizer como é que esta profissão, das mais rentáveis em Portugal, é inscrita no preenchimento do IRS?).

 

Fica o vídeo de Obama, o assassino americano dos 40 minutos de ansiedade, perdão, de Osama - o assassino e terrorista internacional mais conhecido do planeta, a desmentir a notícia da sua morte. Priceless.

 

PS: chegou-me via mail, parabéns ao autor (desconhecido)

 

 

 

Via 100 Reféns

 



publicado por olhar para o mundo às 21:08 | link do post | comentar

Quarta-feira, 06.04.11
No Twitter já foi igualmente lançada a <i>hashtag</i> #Obama2012
 
No Twitter já foi igualmente lançada a hashtag #Obama2012 (DR)
 
Os tempos mudam. Antigamente anunciavam-se recandidaturas à presidência a partir da Casa Branca. Com pompa e circunstância. Agora usa-se a tribuna das redes sociais e dos vídeos online. Obama anunciou a sua corrida à presidência em 2012 através de um linkdeixado no Twitter e no Facebook.

Foi com estes 20 caracteres que Obama deu a conhecer as suas intenções políticas no Twitter: http://ofa.bo/bWjHd7

Através deste link, todos aqueles que acompanham o Presidente americano nesta rede social (mas também aqueles que receberam o link por e-mail) viram um curto vídeo em que um punhado de cidadãos comuns exprime o seu apoio ao Presidente. O vídeo termina com o mote: 2012, BarackObama.com

No Twitter já foi igualmente lançada a hashtag #Obama2012, para que os apoiantes não percam pitada da futura campanha.

O Facebook também não ficou de fora. O vídeo já tem a indicação de ter sido apreciado (via botão “Gosto”) por mais de 19 milhões de pessoas, valha isso o que valer.

O “Guardian” traça comparações: “os dois anteriores presidentes americanos que se recandidataram, Bill Clinton e George Bush, passaram as primeiras fases das suas campanhas numa caravana de autocarros a percorrer o país. Na era digital, Obama consegue cobrir a nação com muito menos esforço, quando fala para 500 mil dos seus activistas através de teleconferência”.

Este anúncio via Internet de Obama é inovador mesmo quando comparado com o seu anúncio original de candidatura à presidência, em 2008, quando o disse em público, durante um comício e perante as câmaras de televisão. 

Este anúncio através de um vídeo colocado online é pouco usual por outro motivo, escreve ainda o “The Guardian”: o próprio candidato não aparece diante das câmaras. São “americanos reais” que dão voz às aspirações de Obama.

O vídeo termina com a mensagem “Começa Connosco”, uma mensagem que sugere que Obama vai precisar, à semelhança do que aconteceu na anterior eleição, de um “batalhão” de voluntários que faça a campanha no terreno.

 

Via Público



publicado por olhar para o mundo às 08:01 | link do post | comentar

Quinta-feira, 17.02.11

As profissões mais estranhas

 

Quer encontrar uma das profissões mais estranhas de todos os tempos? Pode encontrá-la em São Francisco, nos Estados Unidos da América. No hotel  Westin St. Francis há um polidor de moedas. O trabalho tem origens no ano de 1935 e surgiu porque o gerente do hotel percebeu que as luvas das suas hóspedes femininas se sujavam ao tocar nas moedas. Desde esse momento até agora, o trabalho é mantido.

 

Da Índia, chega uma profissão ainda mais caricata: homem que afugenta pombos. Em Jaipur, há hotéis que contratam pessoas apenas para afugentar os pombos da soleira da porta.

 

Na Geórgia, Estados Unidos, podemos encontrar uma fada madrinha. Quem precisa de ajuda a preparar um jantar romântico ou um encontro amoroso, só tem de a chamar e terá todas as surpresas ao seu dispor: rosas, chocolates e champanhe.

 

Memphis, em especial o The Peabody Hotel, é famoso pelo espectáculo de patos que acontece todos os dias às 11h e às 17h. O seu treinador não só é objecto de conversa como possuidor de uma das profissões mais caricatas do mundo.

 

Via Ionline



publicado por olhar para o mundo às 08:03 | link do post | comentar

mais sobre mim
posts recentes

Mulher dá à luz depois de...

Filas para os primeiros c...

Vídeo prova que Osama Bin...

A reeleição de Obama e a ...

As profissões mais estra...

arquivos

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Dezembro 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

comentários recentes
Ums artigos eróticos são sempre uma boa opção para...
Acho muito bem que escrevam sobre aquilo! Porque e...
Eu sou assim sou casada as 17 anos e nao sei o que...
Visitem o www.roupeiro.ptClassificados gratuitos d...
então é por isso que a Merkel nos anda a fo...; nã...
Soy Mourinhista, Federico Jiménez Losantos, dixit
Parabéns pelo post! Em minha opinião, um dos probl...
........... Isto é porque ainda não fizeram comigo...
Após a classificação de Portugal para as meias-fin...
Bom post!Eu Acho exactamente o mesmo, mas também a...
links
blogs SAPO
subscrever feeds