Sábado, 14.01.12

Hélder Rodrigues vence penúltima etapa do Dakar 2012


O piloto português da Yamaha foi o mais rápido na 13.ª e penúltima etapa do Dakar 2012, batendo o francês Cyril Despres, líder da geral, por 47 segundos.


Numa etapa que ligou Nazca a Pisco, no Peru, num total de 275 quilómetros de especial cronometrada, Hélder Rodrigues (Yamaha) chegou ao final com um tempo de 3h21m16s, 47 segundos mais rápido que o francês Cyril Despres (KTM). O espanhol Jordi Viladoms (KTM) concluiu a etapa no terceiro posto, a três minutos do piloto português.

Paulo Gonçalves (Husqvarna) foi o segundo melhor português, tendo chegado a Pisco no quinto lugar, com uma diferença de 5m46s relativamente a Hélder Rodrigues. Ruben Faria (KTM) foi nono, a 7m06s, enquanto Pedro Bianchi Prata fez o 47.º tempo, a 50m57s do compatriota.

Na classificação geral, Hélder Rodrigues mantém o terceiro posto, com uma diferença de 1h11m27s em relação ao primeiro classificado, Cyril Despres. Marc Coma (KTM) caiu para segundo, agora a 11m03s do francês. O piloto espanhol não teve uma etapa feliz, tendo sido apenas 18.º, a 13m25s de Hélder Rodrigues.

“Ganhar uma etapa é sempre bom, e terminar no pódio é óptimo. Podia ter estado melhor em algumas etapas, mas tive alguns problemas e não consegui ganhar. Mas hoje ganhei algum tempo ao Cyril [Despres] e ao Marc [Coma], andei muito rápido. Isso foi bom. Posso vir a fazer melhor no próximo ano. É possível, se trabalharmos no duro com a equipa durante o ano. Posso trazer uma moto nova. Primeiro tenho de testá-la, e depois veremos”, afirmou o piloto português, em declarações reproduzidas pelo site oficial do Dakar na Internet.

Cyril Despres, que se prepara para alcançar a quarta vitória no Dakar, após os triunfos conquistados em 2005, 2007 e 2010, lamentou os problemas sofridos pelo principal rival, Marc Coma, que se perdeu e teve problemas na caixa de velocidades. “Não sou o tipo de pessoa que tira prazer dos problemas dos adversários, e menos ainda quando é o Marc Coma em dificuldades. Arranquei com a faca entre os dentes, sabendo que ele faria a mesma coisa. Não arrisquei mas tentei ganhar terreno. No reabastecimento vi que tinha cinco minutos de vantagem sobre o Marc [Coma]”, disse.

“Depois perdi-me um par de vezes, não foi nada de grave mas tive de me manter concentrado. A etapa de hoje foi muito dura psicologicamente. Espero sempre pelo último dia para desfrutar das coisas. Já vi tanta coisa acontecer no Dakar, como hoje. Quero manter-me calmo e desfrutar um pouco mais”, acrescentou o piloto francês.

 

Via Público



publicado por olhar para o mundo às 19:08 | link do post | comentar

mais sobre mim
posts recentes

Hélder Rodrigues vence pe...

arquivos

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Dezembro 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

comentários recentes
Ums artigos eróticos são sempre uma boa opção para...
Acho muito bem que escrevam sobre aquilo! Porque e...
Eu sou assim sou casada as 17 anos e nao sei o que...
Visitem o www.roupeiro.ptClassificados gratuitos d...
então é por isso que a Merkel nos anda a fo...; nã...
Soy Mourinhista, Federico Jiménez Losantos, dixit
Parabéns pelo post! Em minha opinião, um dos probl...
........... Isto é porque ainda não fizeram comigo...
Após a classificação de Portugal para as meias-fin...
Bom post!Eu Acho exactamente o mesmo, mas também a...
links
blogs SAPO
subscrever feeds