Segunda-feira, 07.11.11
Uma fotografia do asteróide
Uma fotografia do asteróide (NASA)
O asteróide 2005 YU55 vai rasar a Terra na próxima terça-feira à noite, às 23h28, dando uma oportunidade rara dos astrónomos poderem observar um destes corpos tão perto.

O YU55 mede 400 metros de diâmetro e foi descoberto em 2005. A rota do asteróide vai passar no ponto mais próximo da Terra, a apenas 325.000 quilómetros de distância, 0,85 da distância entre a Terra e a Lua. Os astrónomos que monitorizam a sua órbita garantem que não há qualquer risco de acertar nem na Terra, nem na Lua.

“Isto não é potencialmente perigoso, é apenas uma boa oportunidade para estudar um asteróide”, disse Thomas Statler, da Fundação Nacional de Ciência (FNC), Estados Unidos, citado pela AFP. A oportunidade é especial, desde 1976 que nenhum corpo passava tão perto da Terra e só em 2028 é que um fenómeno destes voltará a repetir-se.

Um asteróide com 400 metros seria capaz de causar uma devastação regional, mas em relação à órbita do YU55, um dos 1262 asteróides com mais de 150 metros de diâmetro que a NASA considera serem potencialmente perigosos, não haverá uma colisão pelo menos nos próximos 100 anos. 

Segundo os modelos computacionais, o mais provável é que as rotas do planeta e do asteróide nunca colidam, mas a aproximação do objecto na noite de terça-feira, que vai ser observada por duas antenas de telescópios terrestres, irá dar mais informação sobre o futuro da sua trajectória.

Aliás, milhares de astrónomos de todo o mundo não vão perder a oportunidade de observar o fenómeno. “Não vai ser visível a olho nu. É necessário ter um telescópio com uma lente de pelo menos 15 centímetros para se ver algo”, disse Scott Fisher, director da divisão de Ciências Astronómicas da FNC, citado pela AFP. “Para tornar a observação ainda mais difícil, [o asteróide] vai mover-se muito rápido pelos céus.”

O YU55 faz uma rotação a cada 18 horas e é um asteróide do tipo C, ou seja, é rico em carbono. Terá um ar poroso e muito escuro. Segundo o que já foi observado, o asteróide está cheio de crateras. 

 

Via Público



publicado por olhar para o mundo às 08:29 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Sábado, 10.09.11
Satélite que vai cair na terra
Sem combustível, a Nasa não conseguirá encaminhar o UARS para o mar

 

A agência espacial norte-america, Nasa, reconheceu estar "preocupada" com a queda prevista para final de setembro e outubro, de um satélite com mais de 20 anos.

 

Os restos mortais do Upper Atmosphere Research Satellite (UARS) podem cair em qualquer lugar mas, segundo os cientistas, a possibilidade de atingirem alguém é de um para 3.200. Com efeito, parte do equipamento de 5.9 toneladas deverá desintegra-se ao entrar na atmosfera terrestre, onde não deverá chegar, pelas contas da Nasa, cerca de 544 quilos de metal.

 

Bem menos do que estação espacial russa Mir de 123 toneladas, que caiu na Terra em 2001 ou do Skylab (91 toneladas), atingindo a superfície terrestre em 1979. Em ambos os casos ninguém foi atingido.

Um para 10.000

"Desde o fim da corrida do espaço que re-entram regularmente na atmosfera objetos, sem que ninguém tenha sido atingido até à data", lembrou Gene Stansbery, da Nasa. "Isso não significa que não estejamos preocupados", acrescentou.

 

Atualmente, a Nasa tem uma regra, segundo a qual, a possibilidade de um satélite atingir alguém não poderá ser maior do que um para 10.000. Só que o UARS foi lançado em 1991, bem antes dessa regra ter sido adotada.

 

Este satélite, sem combustível desde 2005, foi lançado com o intuito de estudar as alterações climáticas, medindo a concentração de determinadas substâncias químicas na atmosfera.

 

"É muito cedo para dizer com rigor quando é que o UARS deverá re-entrar na atmosfera, e em que região deverá cair, mas a Nasa segue a situação de muito perto", rematou Gene Stansbery.

 


Via Expresso



publicado por olhar para o mundo às 17:15 | link do post | comentar

Sábado, 12.03.11

Eixo da terra deslocou-se 10 centimetros

 

O sismo no Japão terá deslocado o eixo de rotação da Terra em cerca de dez centímetros, indicou hoje o Instituto italiano de Geofísica e Vulcanologia, citado pela agência AFP.

"Os resultados preliminares de estudos efetuados pelo Instituto Nacional italiano de Geofísica e Vulcanologia indicam que o sismo no Japão terá deslocado o eixo de rotação da Terra em cerca de dez centímetros", indicou o diretor de investigação, Antonio Piersanti, num comunicado divulgado no sítio do instituto na internet.

Este movimento "é muito mais importante do que o do grande sismo de Sumatra em 2004 e provavelmente fica atrás do do Chile, em 1960".

A agência espacial italiana é, contudo, mais reservada, estimando que é preciso recolher mais informação antes de estabelecer a medida exata do movimento, divulga a agência noticiosa italiana Ansa.

A modificação do eixo da Terra pode ter repercussões sobre a duração do dia solar, mas trata-se de mudanças mínimas e impercetíveis, da ordem de alguns milionésimos de segundo.

A agência noticiosa japonesa Kyodo adianta que o violento sismo e o subsequente maremoto, que afetaram hoje o nordeste do Japão, terá provocado a morte a mais de mil pessoas.

O balanço agrava-se de minuto para minuto e, segundo o mais recente balanço provisório da polícia, já se registam 378 mortos, 584 desaparecidos e cerca de 950 feridos. 

 

Via Ionline



publicado por olhar para o mundo às 10:03 | link do post | comentar

mais sobre mim
posts recentes

Asteróide vai passar entr...

Satélite que vai cair na ...

Eixo da Terra ter-se-á de...

arquivos

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Dezembro 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

comentários recentes
Ums artigos eróticos são sempre uma boa opção para...
Acho muito bem que escrevam sobre aquilo! Porque e...
Eu sou assim sou casada as 17 anos e nao sei o que...
Visitem o www.roupeiro.ptClassificados gratuitos d...
então é por isso que a Merkel nos anda a fo...; nã...
Soy Mourinhista, Federico Jiménez Losantos, dixit
Parabéns pelo post! Em minha opinião, um dos probl...
........... Isto é porque ainda não fizeram comigo...
Após a classificação de Portugal para as meias-fin...
Bom post!Eu Acho exactamente o mesmo, mas também a...
Posts mais comentados
links
blogs SAPO
subscrever feeds