Segunda-feira, 07.02.11

 

O quilo está a perder peso

 

Ao contrário do que acontece com tantos de nós, o quilo está a perder peso com a idade. Não é coisa que afecte a vida do dia-a-dia, mas os cientistas procuram agora uma forma de encontrar uma unidade de massa que seja o mais estável possível perante a passagem do tempo.

 

 

Parece evidente, mas deu muito trabalho. O mundo funciona com unidades de medida padronizadas e, de tão habituados que estamos a elas, até nos esquecemos que não são entidades absolutas. Na verdade, para que um metro ou um segundo queiram dizer o mesmo em Portugal ou na Nova Zelândia, foi preciso padronizá-los. Não é um mundo fácil, este da metrologia, principalmente quando se descobre que, como acontece actualmente, uma dessas medidas está a ficar "fora de prazo". E é o que se passa com o quilograma.

O quilograma tem como protótipo internacional um cilindro de platina e irídio de 39mm de altura e outro tanto de diâmetro, que se mostrou mais "leve" nas últimas pesagens - ou seja, perdeu massa durante os seus122 anos de existência. Trata-se de um valor residual - cerca de 0,00005 gramas, sensivelmente o peso de um grão de areia. Dos pequenos.

"Não tem quaisquer implicações na vida das pessoas, mas o que se procura é um valor imutável, ligado às constantes fundamentais da física, como já foi feito com outras unidades de medida", explica ao P2 Eduarda Filipe, directora da Unidade de Metrologia Aplicada do Instituto Português da Qualidade (IPQ). É aqui que está guardada a cópia mundial n.º 10 do quilograma e deverá ser esta engenheira a representante portuguesa na próxima reunião internacional onde o tema será tratado.

"O objectivo da redefinição não é encontrar o conceito mais simples possível, mas sim padronizar uma unidade de massa que seja o mais estável possível perante a passagem do tempo", explica ao jornal espanhol Publico o físico John Stock, do Laboratório Internacional de Pesos e Medidas de Sèvres, França, onde está conservado o protótipo internacional do quilograma.

Não antes de 2015

E é aqui que as coisas se começam a complicar. Há duas propostas para padronizar o quilograma, uma utilizando a constante de Planck, outra a constante de Avogadro. O problema é que, sendo constantes da natureza, nem assim atingem valores iguais - mais uma vez, as diferenças são infinitesimais, mas o rigor científico exige que se prossigam os trabalhos para resolver este problema. Não é expectável que o quilograma seja repadronizado antes de 2015.

Estes trabalhos são "muito caros", admite Eduarda Filipe, o que justifica que Portugal, apesar de acompanhar o processo, não esteja directamente envolvido. Laboratórios na Alemanha, Canadá, EUA, França, Inglaterra, Japão e Suíça assumiram essa missão, informa uma nota do IPQ.

É bom sabermos que o assunto está nas mãos de quem sabe, porque as noções envolvidas são de uma complexidade desafiadora. Os documentos de trabalho da Conferência Mundial de Pesos e Medidas (CGPM na sigla em francês), cuja próxima reunião será em Outubro, dão prioridade à constante de Planck na missão de padronizar o quilograma. Esta exprime-se na fórmula 6.626 06X x10-34 joules por segundo (e o "X" maiúsculo corresponde ainda ao grau de incerteza que os estudos actuais tentam superar). 

Já a constante de Avogadro NA é 6.022 14X x1023 mol-1 e também aqui há ainda um "X" para aperfeiçoar. Por enquanto, as duas constantes (a primeira estabelece as bases da física quântica, enquanto a segunda permite calcular o número de átomos de um gás em função do seu volume), quando aplicadas ao quilograma, são discrepantes em 0,00000017g, adiantou ao Publico a física Estefania de Mirandés, que também trabalha em Sèvres. 

Se gosta de desafios, fique a saber que há ainda outras duas propostas (também elas verdadeiras locomotivazinhas de comboios de números...) para padronizar o quilo. São elas a da massa do electrão e a da carga elementar. 

Agora, resta os cientistas aprimorarem os seus cálculos até alcançarem uma plataforma de entendimento universal que possa ser aceite por toda a gente. É uma tarefa que também está a ser equacionada para outras das unidades de medida do Sistema Internacional de Unidades (ver texto nestas páginas), uma convenção já adoptada oficialmente por todos os países do mundo excepto três: a Birmânia, a Libéria e os... EUA. O quilo é o único destes padrões globais que se baseia num objecto concreto. Mas, apesar das suas ligeiras oscilações, uma coisa é certa: enquanto esperamos pela nova definição, se nos sentirmos enganados no talho, a culpa não será da unidade de medida...

 

Via Público



publicado por olhar para o mundo às 13:32 | link do post | comentar

mais sobre mim
posts recentes

O quilo está a ficar mais...

arquivos

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Dezembro 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

comentários recentes
Ums artigos eróticos são sempre uma boa opção para...
Acho muito bem que escrevam sobre aquilo! Porque e...
Eu sou assim sou casada as 17 anos e nao sei o que...
Visitem o www.roupeiro.ptClassificados gratuitos d...
então é por isso que a Merkel nos anda a fo...; nã...
Soy Mourinhista, Federico Jiménez Losantos, dixit
Parabéns pelo post! Em minha opinião, um dos probl...
........... Isto é porque ainda não fizeram comigo...
Após a classificação de Portugal para as meias-fin...
Bom post!Eu Acho exactamente o mesmo, mas também a...
links
blogs SAPO
subscrever feeds